Cloroquina nunca teve plausibilidade biológica para funcionar, diz Natália Pasternak

Microbiologista afirma à CPI da Pandemia que medicamento defendido por Bolsonaro nunca funcionou em testes com animais

A microbiologista Natália Pasternak. Foto: Reprodução/Agência Senado.

Jornal GGN – O uso da cloroquina para tratamento contra a covid-19 nunca funcionou, e os estudos só foram feitos devido a uma pressão popular muito grande, disse a microbiologista Natália Pasternak à CPI da Pandemia nesta sexta-feira.

“A cloroquina já foi testada em tudo – a gente testou em animais, a gente testou em humanos, a gente só não testou em emas porque as emas fugiram, mas no resto a gente testou em tudo. e não funcionou”, disse a pesquisadora no Senado Federal nesta sexta-feira (11/06).

De acordo com Natália, o caminho pelo qual o medicamento bloqueia a entrada do vírus na célula só funciona in vitro, e isso ficou claro em estudo realizado em março do ano passado utilizando células de rins de macaco, consideradas fáceis de trabalhar em laboratório.

“Esse estudo mostrou que a cloroquina conseguia bloquear a entrada do vírus nessas células genéricas, que são células onde existe um caminho biológico para a cloroquina atuar. E esse caminho não se concretiza em células do sistema respiratório. A cloroquina só funciona em tubo de ensaio, em células genéricas. Por isso que ela nunca funcionou em modelo animal e nem em humanos”, disse a pesquisadora.

Outro estudo citado foi realizado em Manaus. Segundo Natália, tal pesquisa testou uma dose baixa e uma dose alta em cloroquina – e ficou claro que a dose alta era perigosa, e a dose baixa não funcionava. “Só esse estudo já foi suficiente para que vários países acendessem um alerta de ‘opa, parece que esse negócio não funciona’”, ressaltou.

Natália citou ainda um terceiro estudo, realizado por alemães, que pesquisou as células específicas do trato respiratório humano. “Realmente, nessas células a cloroquina não funciona porque a entrada do vírus que ela bloqueia não é a mesma entrada que o vírus usa nas células respiratórias humanas. O vírus nas nossas células usa outro caminho, um caminho para o qual a cloroquina não faz nem cosquinha. Daí a gente vê que nunca poderia ter funcionado em humanos”.

Acompanhe a CPI da Covid-19 na TV GGN

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome