CPI da Pandemia aprova relatório final

A aprovação ilustra o protagonismo do G7, o grupo formado por sete senadores de oposição e independentes ao governo Bolsonaro

Agência Brasil

Jornal GGN – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia aprovou nesta terça-feira (26), por 7 votos contra 4, o relatório final das investigações do colegiado sobre as omissões do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) durante a condução da crise sanitária, apresentado pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL). 

Após mais de sete horas de discussão, a aprovação ilustra o protagonismo do G7, o grupo formado por sete senadores de oposição e independentes ao governo Bolsonaro, contra os quatro governistas, que foram o colegiado. 

:: APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE. ASSINE O GGN AQUI ::

O documento final, com 1.289 mil páginas, pede 80 indiciamentos, de 78 pessoas e 2 empresas, entre eles o líder do Executivo, ministros e ex-ministros da gestão atual, parlamentares, médicos, cientistas e comunicadores, a maioria acusados de apoiar o uso de medicamentos ineficazes nos tratamentos das vítimas da Covid-19 ou de disseminar notícias falsas contra as normas de segurança para conter o avanço da doença. 

Vale ressaltar, que é a primeira vez que uma comissão parlamentar acusa um presidente da República de tantos crimes, entre comuns e de responsabilidade, como charlatanismo; prevaricação; infração de medida sanitária; emprego irregular de verbas públicas; incitação ao crime; falsificação de documento particular; crime contra a humanidade; e incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo.

Agora, as apurações serão encaminhadas aos órgãos de fiscalização e controle, como Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria Geral da República (PGR), e as Promotorias dos estados.

LEIA TAMBÉM:

Relatório final da CPI da Pandemia ampliou lista de indiciados. Confira os 81 nomes

CPI da Pandemia retira nome de Heinze da lista de pedidos de indiciamento

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador