Dono da Precisa soube de operação da PF antes de ser deflagrada

Senador Randolfe Rodrigues relatou troca de mensagens entre Francisco Maximiano, José Ricardo Santana e lobista

Vice-presidente da CPI da Pandemia, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Jornal GGN – O empresário Francisco Maximiano, sócio da empresa Precisa Medicamentos, teve conhecimento de operação da Polícia Federal antes de ser deflagrada e acabou enviando informações a quem fosse envolvido.

A revelação foi feita pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede), vice-presidente da CPI da Pandemia, que relatou as mensagens trocadas entre Maximiano, o empresário José Ricardo Santana e o lobista Marcony Albernaz, sobre o que seria a operação Falso Negativo uma hora antes de ser iniciada. A Precisa Medicamentos era um dos alvos.

O senador usou suas redes sociais para detalhar as informações obtidas durante a oitiva realizada nesta quinta-feira (26/08)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora