A corrupção na família do deputado que abraçou o Pixuleco

Jornal GGN – O deputado que na segunda-feira (4) exibia um boneco do “Pixuleco” na audiência da comissão do impeachment da Câmara é uma figura conhecida na CBF. Marcelo Aro chefia a Diretoria de Ética e Transparência da instituição.

Ele tem família influente na Federação Mineira de Futebol (FMF). O avô foi presidente da entidade na época da ditadura militar. Depois dele, o pai e o tio também ocuparam o mesmo cargo.

Os parentes também já estiveram envolvidos em escândalos de corrupção. Eles foram afastados da FMF depois de acusação de formação de quadrilha, falsificação de documentos e apropriação indébita. O tio chegou a confessar a prática de nepotismo e sonegação de impostos.

Do Uol

Deputado que levou pixuleco à Câmara é diretor de ética da CBF

Um importante personagem dos bastidores do futebol da CBF ganhou destaque na comissão de impeachment nesta segunda-feira (04) por exibir durante a audiência na Câmara dos Deputados o boneco que ficou conhecido como Pixuleco. O deputado filmado e fotografado ao lado da imagem do ex-presidente Lula é Marcelo Aro, do PHS-MG, que chefia a Diretoria de Ética e Transparência da CBF.

Ele foi muito fotografado nesta segunda pelas diversas agências jornalísticas que acompanhavam a audiência da Comissão Especial de Impeachment. Também postou sorridentes fotos ao lado do boneco. “Gostaram do pixuleco na Comissão Especial de Impeachment? Ele não poderia faltar”, escreveu em seu Facebook.

Marcelo Aro é velho conhecido do futebol mineiro, tem família influente na Federação estadual, que já esteve envolvida em escândalo de corrupção no esporte por lá. Tem o respaldo do presidente afastado da CBF, Marco Polo Del Nero, que o nomeou, em 2015, como o chefe da Diretoria de Ética e Transparência da Entidade.

Leia também:  #ImpeachmentDeBolsonaroURGENTE, por Marcos Dantas

A família de Aro esteve no comando do futebol de Minas Gerais por mais de trinta anos. Primeiro com seu avô, o coronel José Guilherme Ferreira, que presidiu a Federação na época da Ditadura Militar (a partir de 1966), depois com seu pai, José Guilherme Ferreira Filho e o tio, Elmer Guilherme Ferreira.

Os familiares de Aro foram afastados da FMF após serem acusados de formação de quadrilha, falsificação de documentos e apropriação indébita durante apuração de denúncias na CPI do futebol do Senado de 2001. Na época, pressionado, o tio Elmer Guilherme Ferreira, já falecido, confessou a prática de nepotismo e que sonegava impostos. Em 2004 ele teve o mandato cassado.

Apesar do escândalo, a família seguiu dividida entre futebol e política. Marcelo Aro, além de ser ligado à CBF, é deputado federal pelo PHS de Minas Gerais. Em seu leque de apoios na Câmera está o presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Na Confederação Brasileira de Futebol, tem o respaldo de Marco Polo Del Nero, mas não é bem visto pelo movimento Bom Senso, por exemplo, que já se mostrou contrário à nomeação do deputado à chefia da Diretoria de Ética e Transparência da Entidade e entrou em confronto com o político também durante a votação da MP do Futebol em setembro de 2015. “O convite e a nomeação de um deputado como diretor da entidade, em meio à tramitação da MP 671, desmoraliza o futebol brasileiro e o Congresso Nacional”, disse o Bom Senso F.C em comunicado na época.

31 comentários

  1. Hipócrita

    Diretor de Ética da CBF !!!  Existe ética na CBF ????

    Além de hipócrita, pertence a uma família de corruptos comprovados.

    Portanto, ser adversário desse sujeito é uma grande honra.

  2. Mais um queimando o filme dos mineiros

    Esse cara é ridículo, no início da investida contra o Cunha, ele se dirigiu ao par, como um Farol.

     

  3. Ah, é o ridículo que aparecia

    Ah, é o ridículo que aparecia com o infame boneco? Infantilóide, débil mental. Aliás, esses deputados que a gente só sabe que estão lá porque pagamos regiamente a cada um, não costumam aparecer pelos seus feitos em favor do povo, mas nestas ocasiões aparecem com suas caras sem vergonhas e cada um deles com uma história nada edificante, geralmente sobre afanação do dinheiro alheio. Poucos são honrados, eles existem sim, mas se perdem em meio à grande maioria de pilantras e infelizmente carregam a fama dos ladrões.

    • RIDÍCULO

      Prezada Malú, não o considero nem débil mental, nem infantilóide. Isso seria um elogio a esse deputado e eliminaria ao menos parcialmente sua responsabilidade, não seria culpado de nada fosse debil mental. Agora, sentado carregando um boneco, numa importante sessão do congresso, é muito ridículo. E considerando que ele foi eleito, não sei como mas foi, temos que respeitar o mandato, mas é justo afirmar que seus eleitores sim são débeis mentais infantilóides e ele um legítimo representante desses ridículos golpistas. Abs.

  4. Digno representante.

    Esse deputado Aro é digno representante da CBF, do círculo de amizades do Eduardo Cunha e de seus “mlhões de Cunhas” que saem por aí batendo panelas, fantasiados de verde e amarelo e bradando contra a “corrupção” (dos outros).

  5. Bagunça

    Há pouco, vi pela TV alguns momentos do plenário da Câmara durante a apresentação do relatório do impedimento (Mal) lido pelo relator. DEputados conversando, alguns falando ao celular e rindo . Um deles, exibindo a bandeira do Brasil com muitos sorrisos, parecia o da foto acima. Mas sendo ou não, as imagens transmitem um clima de desinteresse e desrespeito, de bagunça, com gente pondo cadeira ao lado de outra, gente em pé conversando até na frente da câmera de TV. Se é para tirar Dilma, precismos tirar esse congresso, essa câmara de deputados federais que costuma ser lerda, lerdissima, mas que neste caso (do impedimento) agiu com estranha rapidez.

  6. tof
    ridículo infantilóide é a

    tof

    ridículo infantilóide é a expressão que melhor caracteriza esse débil mental…

    além de resquicio da ditadura…

    filhote da ditadura

  7. O Deputado Marcelo Aro

    O Deputado Marcelo Aro (PHS) de MG  indicou o Eduardo Cunha para cidadão honorário de BH. Ele é a favor do golpe. Entre no Face do deputado e pergunte a ele: Voce é contra corrupção ? O que acha de Eduardo Cunha? Certamente ele vai te bloquear e vai excluir o seu comentário , como tem feito com muitos que relacionam o nome dele ao  de Eduardo Cunha. Ainda assim vamos denunciar o Marcelo Aro. Os belorizontinos desconhecem que Eduardo Cunha é cidadão honorário de BH, indicado por ele. Vamos entrar no Face de Aro ( o memo que levou um pixuleco na comissão do golpe) e desmascará-lo. 

    http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2015/01/22/interna_politica,610613/eduardo-cunha-vem-a-bh-para-homenagem-e-articular-presidencia-da-camar.shtml

    • Edna, tem gente pra votar em

      Edna, tem gente pra votar em Eduardo Cunha, Bolsonaro, Agripino, Feliciano e tantos outros, gente que vota em qualquer coisa, dá um desânimo…

  8. Eta minas!

    Minas, de uns tempos para cá tem criado o qu ede pior temos no congresso. Vai de perrela, senador, que coisa, ao deputado aro.

    Logo minas?

    • É isso.

      Dilma cortou as asinhas dessa canalha!

      Pouco usamos esse argumento ao defendê-la. Porque em geral estamos nos defendendo de acusações sistemáticas e muitas vezes mentirosas de corrupção.

      Mas essa é a questão central, Dilma está matando a boquinha dessa corja!!!

  9. Como se trata de futebol,

    Como se trata de futebol, aqui em Minas todo mundo já conhece a famiglia. Quem gostava deles era a rádio Itatiaia, do Emanuel Carneiro, pelo menos nos tempos em que eu ouvia. Todo dia tinha uma puxação de saco. Dá pra imaginar o nível de promiscuidade entre a mídia mineira e os Guilhermes, que se apoderaram da FMF por vários e vários anos sem nunca serem incomodados.

     

  10. cbf

    Coxinhas do “somos todos cunha” fantasiados de CBF são  alegorias da bandalheira globo/canarino.Olha aí, “urubu canarinho” (vai pro Simão, de graça) Parecia emblemática essa simbiose;agora é problemática.

  11. Li que Ricardo Kotsho também

    Li que Ricardo Kotsho também é de opinião de que deveríamos ter uma eleição geral neste ano.

    Impeachment não é diferente de eleições gerais neste 2016 porque as duas formas de mudança implicam a saída de Dilma, e implicam sobretudo a negação aos votos da população que acreditaram nela.

    • Olha Maria, não acho que deve

      Olha Maria, não acho que deve haver nova eleição para Presidente, mas que dá uma vontade de fechar esse Congresso e fazer novas eleições, isso dá mesmo. O trite é que tem gente pra votar e botar lá de volta essas tranqueiras tudo outra vez.

  12. Afasta de mim este Aro

    Este cara foi vereador aqui em BH. Deve morar aqui no Bairro Sion. E arrebanha votos em incautos da

    Igreja do Carmo. Ele,quando vereador, montou uma barraca aqui próximo a Praça JK e com diversos asse-

    ssores fazia divulgação de sua atuação na Camara Municipal. Fui iludido pelo esperto,pois, fiz-lhe uma

    solicitação para “retirar as bolas de cimento que separa a pista dos corredores da dos automóveis.Isto,porque

    já contabilizei mais de 600 acidentes nos ultimos 5 anos. Nada foi feito. Só blá…blá….blá….Agora,como a PBH tá sem 

    dinheiro a coisa piorou, os vergalhões estão todos a mostra…..

    Descobri que o esperto e familiares jogam “a bola da corrupção”. Pai afasta de mim este Aro que vem rolando

    com a corrupção.

    • Caro vizinho, junte na mesma

      Caro vizinho, junte na mesma “bacia”, além de Aro, Fred Costa e o indefectivel Pablito, uma turminha que surfa espertamente na zona sul de Belo Horizonte. Tem um eleitorado supostamente jovem, mas fazem sucesso mesmo com os velhinhos aposentados classe média dos Bairros Anchieta, Cruzeiro, Sion e Mangabeiras.

  13. Afasta de mim este Aro

    Este cara foi vereador aqui em BH. Deve morar aqui no Bairro Sion. E arrebanha votos em incautos da

    Igreja do Carmo. Ele,quando vereador, montou uma barraca aqui próximo a Praça JK e com diversos asse-

    ssores fazia divulgação de sua atuação na Camara Municipal. Fui iludido pelo esperto,pois, fiz-lhe uma

    solicitação para “retirar as bolas de cimento que separa a pista dos corredores da dos automóveis.Isto,porque

    já contabilizei mais de 600 acidentes nos ultimos 5 anos. Nada foi feito. Só blá…blá….blá….Agora,como a PBH tá sem 

    dinheiro a coisa piorou, os vergalhões estão todos a mostra…..

    Descobri que o esperto e familiares jogam “a bola da corrupção”. Pai afasta de mim este Aro que vem rolando

    com a corrupção.

    • Isso lá é argumento? Até pq

      Isso lá é argumento? Até pq isso é trabalho de vereador né… tentou pedir pro Prefeito? Parece criança mimada, não conseguiu o que quis e agora fica de choro. Tu reclama de corruptos mas você é outro que só quer tirar vantagem em tudo. Típico brasileirinho.

      • puxa saco
        Seu “puxa saquismo” te impede de ler, pensar e raciocinar? Ele citou um exemplo prático, e propor melhorias as condições viárias é sim uma daa funções do vereador, foi para ouvir sugestões que o medíocre (estou sendo generoso) hoje deputado montou a barraquinha na praça.

        Com certeza o cidadão acima não. Sofreu os 600 acidentes, portanto, não solicitou em benefício próprio, onde você viu corrupção? Só se for na sua mente, corrompida e já demente.

  14. O avô do deputado,  coronel

    O avô do deputado,  coronel José Guilherme Ferreira, da PM de Minas Gerais, teve participação ativa no Golpe de1964, era um dos comandantes da PM naquela época. Depois virou chefe do gabinete militar do governador MNagalhães Pinto, o “chefe civil” do golpe.

  15. Deputado ridículo e idiota.

    Como estamos mal representados na bancada mineira. Isto eh papel de deputado ? O sujeito eh um meninote, que nem a sua voz ainda se definiu. O que esse sujeito ja fez no mandato ? O fato mais relevante, foi oferecer um jantar para toda bancada mineira em homenagem a Eduardo Cunha, quando fez campanha em BH para presidencia da Camara. Eh um dos meninos do Eduardo Cunha.

  16. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome