Anastasia, aliado de Aécio, será investigado na Lava Jato

Jornal GGN – O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) e um forte aliado do senador Aécio Neves, senador e candidato derrotado ao cargo de Presidente da República, será um dos investigados no STF (Supremo Tribunal Federal) por suposta participação no esquema de desvio na Petrobras.

O ministro Teori Zavaski, relator do caso na Corte, acatou pedido da Procuradoria-Geral da República com objetivo de apurar se o tucano recebeu ou não os valores relatados por Careca, funcionário do doleiro Alberto Youssef, delator premiado da Operação Lava Jato.

Jayme Alves de Oliveira Filho, o Careca, em depoimento prestado na Polícia Federal em Curitiba, afirmou que em 2010, a pedido de Alberto Youssef, foi até Belo Horizonte e entregou quantias que seriam destinadas a “Anastasia” (Antonio Anastasia, do PSDB-MG). O dinheiro foi repassado para pessoa que não se identificou. Tempos depois, com o resultado das eleições, Jayme afirmou “que o candidato que ganhou a eleição em Minas Gerais era a pessoa para quem eu levei o dinheiro”.

Quando lhe foi apresentada uma fotografia do ex-governador e atual Senador Antonio Augusto Junho Anastasia, e que na época era um dos candidatos ao governo de Minas Gerais, Jayme disse que “na fotografia é muito parecida [a pessoa] com a que recebeu a mala enviada por Youssef contendo dinheiro”. Na época, o montante entregue foi de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais).

O PSDB se pronunciou a respeito. Em nota assinada por Aécio Neves, senador por Minas Gerais e presidente nacional do partido, por Cassio Cunha Lima (líder no Senado) e por Carlos Sampaio (líder na Câmara), dizem ter a certeza de que “tudo será plenamente esclarecido” e sua “inocência será evidenciada”.

Leia também:  Caos em Manaus: "É obrigação apoiar os brasileiros", diz Venezuela

A nota diz, ainda, que o partido recebeu a divulgação da lista “com serenidade e a responsabilidade de um partido que sempre se dedicou à coisa pública com zelo e correção”. Diz ainda que é imprescindível a “análise dos fatos que ensejaram os procedimentos instaurados” e que sejam tomadas “as medidas necessárias em relação aos nomes divulgados”, inclusive “recorrendo aos Conselhos de Ética das duas casas do Congresso Nacional”.

Leia, a seguir, a íntegra da nota:

O PSDB recebe a divulgação da chamada “Lista do Janot” pelo Supremo Tribunal Federal com a serenidade e a responsabilidade de um partido que sempre se dedicou à coisa pública com zelo e correção.

Torna-se agora imprescindível a análise dos fatos que ensejaram os procedimentos instaurados e, tão logo esse exame seja feito, tomar as medidas necessárias em relação aos nomes divulgados.

Será analisado caso a caso, considerando os elementos já contidos nos inquéritos e a individualização das condutas para definir os procedimentos a serem tomados a partir de agora, inclusive recorrendo aos Conselhos de Ética das duas casas do Congresso Nacional.

No que se refere ao senador Antônio Anastasia, cuja história e trabalho só geraram benefícios ao Brasil, com exemplos de uma gestão eficiente e responsável, não obstante a surpresa com sua inclusão na relação, temos a mais absoluta certeza de que tudo será plenamente esclarecido. Por conhecermos o seu proceder irretocável, em tantos anos de vida pública, temos a convicção de que a sua inocência será evidenciada.

Neste momento, a melhor forma de nos dedicarmos à sua defesa é termos nossas atenções voltadas à análise dos fatos para que possamos dar, o quanto antes, as respostas que o país espera, com ansiedade, sobre a lisura de suas ações.

Leia também:  Coronavírus: Itajaí tem maior índice de mortalidade de SC

Senador Aécio Neves – presidente nacional do PSDB

Senador Cassio Cunha Lima – líder do PSDB no Senado Federal

Deputado Carlos Sampaio – líder do PSDB na Câmara dos Deputados

 

Pelo Twitter, Antonio Anastasia se posicionou a respeito do caso.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

13 comentários

  1. E o Dorneles? Por que nada querem saber do Dorenelles?

    E o Dornelles? Por que nada querem saber do Dornelles do PP?

    Interessante por que a mídia comercial não se interessa em entrevistar o ex-senador, atual, ex-governador Francisco Dornelles, em meio à lista dos políticos que responderão inquérito, por desdobramentos da Operação Lava Jato.

    É bom lembrar que o Dorneles foi um dos criadores do partido PP, que tem 31 dos indiciados, maior que a soma dos envolvidos de todos os partidos. Antes do PP, ele era do PPB, que deu origem ao PP. Formalmente, Dorneles presidiu o PP entre 2007 e 2013.

    Assim, não seria exagero dizer que Dorneles, sempre foi uma espécie de dono da legenda nas negociões e nas decisões sobre as coligações no plano nacional (Brasil afora) pelos estados, incluindo o ERJ, onde virou vice do Pezão e levou a coligação para apoiar o sobrinho Aécio, na eleição federal do ano passado.

    Muita gente, pode não saber, outros preferem esconder, mas, foi Dorneles quem indicou Paulo Roberto Costa para a diretoria da Petrobras, no governo FHC, quando foi ministro do Trabalho e também e da Indústria e do Comércio.

    No governo de Lula e de Dilma, Dorneles sempre brigou e defendeu a troca de apoios, que no caso do PP, estava ligado à manutenção de Paulo Roberto Costa na diretoria da Petrobras, entre outras. Para interesse regional vale lembrar ainda que Paulo Roberto Costa foi antes alçado a gerente geral da Bacia de Campos, lá na década de 90, também por Dorneles.

    Pois bem, veja que interessante agora o PP tem 31 nomes na lista. A origem dessa participação na lista é decorrente da delação premiada de Paulo Roberto Costa.

    É possível que o senhor Dorneles nada tenha a ver com isso. Mas, também é possível – e não precisa ser nenhum iluminado para desconfia disso – que tenha sido propositalmente, como uma forma de “agradecimento”, ao ser preservado por Paulo Roberto Costa.

    O estranho é que a Polícia Federal nada tenho indagado sobre o assunto. O MPF também não. A mídia comercial mesmo sabendo ser ele o vice-governador de um estado importante e pelo PP, não tenha se interessado até aqui para indagar sobre sua relação com Paulo Roberto Costa e com este esquemão do PP.

    A manutenção desse silêncio e do desejo de preservação do Dorneles, vai permitir que tiremos outras conclusões. Entre elas, que os interesses desta omissão são os mesmos que fizeram com que os vazamentos seletivos das investigações do juiz Moro, tenha, sejam coincidentes, com a preservação do seu sobrinho Aécio.

    Sobre Aécio, só agora se soube que foi citado nas delações e que o Janot decidiu arquivar antes mesmo de enviar a lista e o processo ao STF. O caso não parece se tratar de coisa simples, a considerar a participação do seu substituto, ex-governador Anastia, que também foi seu coordenador na campanha do ano passado.

    Porém, o caso que chama a atenção é: cadê Dornelles? Na falta de questionamentos por pate de quem não interessa conhecer as respostas, seria de bom tom que o senador se explique como tudo isso aconteceu? Ou não?

    Afinal é para não fica pedra sobre pedra, doe a quem doer, ou não? Vou repetir a operação que se necessita depois da Lava Jato e a Operação Seca Tudo. Ou então que se deixe tudo molhado, como quer o Gilmar Mendes do STF, ao insistir na manutenção do financiamento de campanhas eleitorais pelas empresas, que é mãe, ou madrasta, da maioria desses casos que estamos tomando conhecimento diariamente?

    Para fechar, insisto, que se sabe mais sobre os detalhes das operações, pelo silêncio em relação a algumas questões e personagens, do que seguindo o noticiário da mídia comercial. Em suas entrelinhas expõe-se uma imagem diversa daquele quebra-cabeça dos infográficos divulgados diariamente.

     

    https://www.facebook.com/robertomoraespessanha

  2. Deputado tem provas do envolvimento de Aécio na Lava Jato

    Youssef negar ou não negar não muda nada. Cabe ao MP e à PF verificar até que ponto o que ele diz é verdade. Agora, o sr. Janot dizer que Aécio não precisa ser investigado é piada, hein… Vejam este vídeo, onde um deputado de Minas diz que tem provas de que Aécio recebeu dinheiro de Furnas e está envolvido com a Lava Jato

    https://www.youtube.com/watch?v=G6kJWAx8uJE

     

  3. Boi de Piranha (com colete de proteção)

    Anastásia, o “secretário”, está na lista (provavelmente em lugar do mestre Aécio Cunha), mas para ser “inocentado” mediante “indignados” pedidos de esclarecimentos pelos próprios tucanos e “finalmente” assegurar a fantástica “pureza” pessedebista perante a opinião publicada aos reféns de míRdia (que são os verdadeiros “bovinos” que atrasam este país).

    Reforçado pelo registro de uma tentativa de “covarde ataque ao ínclito morto” Sérgio Guerra.

    Afinal não “foi FHC quem fez” uma privataria de quase 100 bilhões, que envolveu interesses fantásticos pelo mundo, onde “não houve 1 tostão de corrupção”, nem processo nem investigação?

    Que mudou a constituição com o man$o apoio ideológico da$ maioria$ parlamentare$?

    Que serviu à banca internacional com 3 quebras em 8 anos? Depois de receber o país de Itamar Franco já com a inflação sob controle?

    Que ofendeu continuadamente nossa soberania até com acordos não pressionados internacionamente?

    Ah, não, mermão…

    Vão ser “incorruptos” assim lá nas Ilhas Virgens!

     

  4. não adianta ter esperanças,….

     

    Aliada à maçonaria brasileira, a skull and bones esta fortemente entranhada nas mais altas esferas do nosso corrupto judiciário, ….  o resultado, todo mundo já sabe.

  5. você acha que…

    Você acha que Anastasia vai carregar sozinho a culpa ? Mais não vai mesmo, se ele não entregar Aécio outros entregarão . O que é do Aécio tá guardado, uma hora alguém lá na justiça que não gosta da mídia e nem de holofotes vai abrir o que tem escondido contra Aécio e vai querer saber tudo desde o ínicio.

  6. Solicito ao PSDB a expulsão do Anestesia

    Não se admite que esse mocinho sem vergonha venha manchar a honra desse ínclito partido (PSDB). Partido  que jamais fora envolvido com patranhas e petralhices.

    Fora Anastasia, petralha disfarçado de tucano!

  7. Vão-se os anéis, ficam os

    Vão-se os anéis, ficam os dedos. O amigo do “santo” se “dá mal” momentaneamete e aguarda o pós. Dai as máfias, justiciaria e mídia, dão um jeito, com o tempo, de liberar os amigos do “santo” payboy como foi o perella. E nossas máfias vão santificando os bandidos que ela apoia. Só não conseguiram colocar na conta do PT o helicóptero dos “santos” com 500 kg de cocaina, porque ficou muito evidente sobre os donos do helicóptro que desapareceu, sumiu como por encanto. Até mágicos eles pensam que são, tal a liberdade  de tripudiar sobre seus empregadinhos da justiciaria, vulgos capachos.

  8. Quando a lista ainda não

    Quando a lista ainda não havia sido divulgada, mas se contava com generosos vazamentos e os tucanos souberam que o Aécio não seria investigado mas não sabiam ainda que o Anastasia seria,  todos se lembram da declaração inflamada do Cassio Cunha Lima dizendo que seriam implacáveis com tucanos que estivessem na lista e votimou mileuma bravatas. Então, esqueceram tucanada? Está na hora de botarem o homem pra fora de partido tão ilibado.

  9. Nassif, vc poderia fazer

    Nassif, vc poderia fazer matéria comparando as razões dadas por Janot para se investigar Anastasia e não se investigar Aécio. A incoerência fica tão explícita como na comparação Lindberg x Aécio.

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome