Brasil dá prazo ‘improrrogável’ para saída de diplomatas venezuelanos em meio à pandemia

O fato vem na esteira do reconhecimento de Juan Guaidó como ‘presidente encarregado’ da Venezuela.

Jornal GGN – O governo de Jair Bolsonaro deu ultimato para os diplomatas venezuelanos deixem o país em meio à pandemia. Já se passaram quase dois meses que o Itamaraty comunicou aos diplomatas venezuelanos o prazo para sua saída do Brasil, em notificação oficial, e o prazo ali constante era 2 de maio. Pois 2 de maio chega em meio a uma tremenda crise sanitária e os diplomatas terão que deixar o território nacional, em caráter definitivo.

A lista feita pelo Itamaraty inclui os diplomatas e funcionários da embaixada em Brasília e dos consulados venezuelanos no Rio, São Paulo, Boa Vista, Belém, Recife e Manaus.

O Brasil já retirou todos os diplomatas brasileiros de Caracas e a exigência, agora, é que seja cumprida a sua determinação de expulsar do país os venezuelanos, sem prorrogação de prazo.

O fato vem na esteira do reconhecimento de Juan Guaidó como ‘presidente encarregado’ da Venezuela. Desde então, as relações com o governo de Nicolás Maduro se limitaram a um canal de comunicação entre militares dos dois países. Segundo informa o jornal O Globo, a ala militar do governo Bolsonaro se opôs à retirada dos diplomatas de Caracas bem como à expulsão dos venezuelanos de Brasília.

Não se sabe ainda se Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo, o Chanceler, irão entregar a embaixada e os consulados para os representantes de Guaidó no Brasil.

O que se tem, ainda, é somente especulação. As relações já estão estremecidas há muito tempo, ainda no governo de Michel Temer, que trabalhou pela suspensão da Venezuela do Mercosul e, no mesmo ano, o Palácio de Miraflores expulsou o então embaixador brasileiro em Caracas, Rui Pereira.

Com informações de O Globo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro retira obrigação do uso de máscara em locais fechados com aglomeração

5 comentários

  1. Fosse eu um integrante deste corpo diplomático sairia rapidinho. Afinal, do jeito que vai morrer gente aqui contaminado pelo Covid a opção de sair fora é imperdível.

  2. Isso vai nos custar muito, e logo!
    O Coronavírus vai aplainar as coisas para todos, e aí as covardias terão seu preço cobrado.
    Enfim, não nos caberá reclamar nada.

  3. Que todos os países do Planeta se preparem e não tentem contrariar os americanos do norte, enquanto o Brasil tiver sendo governado por seguidores do bolsnonarismo ou por seguidores da cúpula militar que, sem dizer a que, acamparam na seara bolsonaristas. Caso contrário é bem provável que, sob orientação norte americana, sofram de nosso governo, o mesmo respeito que estão concedendo aos diplomatas venezuelanos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome