Crise política se intensifica e partidos ameaçam sair da base de Temer

 
Jornal GGN – O desgaste das denúncias das delações Odebrecht junto à equipe de governo e ao próprio presidente Michel Temer provocaram um agravamento da crise da gestão peemedebista. As informações são de que partidos da Câmara ameaçam abandonar a base aliada e se posicionar contra propostas de interesse do Planalto.
 
Desde a primeira grave crise ministerial de Temer, com a saída de Geddel Vieira Lima da Secretaria de Governo, a instabilidade do governo só foi segurada, dentro do Congresso, pelos líderes e presidentes das Casas Legislativas.
 
Mas diante da impopularidade das medidas aprovadas, como o projeto de 10 Medidas na Câmara e a PEC 55, do Teto dos Gastos Públicos, no Senado, partidos que se aliaram ao governo para alcançarem status ou cargos de primeiro a terceiro escalão ameaçam abandonar o barco.
 
O ápice ocorreu neste final de semana, quando as delações da Odebrecht se intensificaram na mira de Temer e de seus aliados e uma pesquisa Datafolha mostrou que 51% dos entrevistados acham o governo ruim ou péssimo.
 
Divulgada no domingo (11), o levantamento mostrou que a popularidade de Temer despencou em cinco meses de gestão. Se antes os que consideravam o governo ruim ou péssimo eram 31%, agora o resultado é de um aumento de 20 ponto percentuais. 
 
Além disso, a pesquisa também questionou o cenário de um primeiro turno de eleições em 2018, revelando que 45% da população não votaria em Michel Temer, colocando-o no topo do ranking de rejeição para o pleito presidencial.
 
 
Com o cenário de crise política enfrentada por Temer, a escolha do presidente para quem iria substituir Geddel na Secretaria de Governo não ficou tão fácil. Se, de um lado, o partido de maior impacto para o apoio da manutenção do governo era o PSDB, encarregando Imbahassy no posto, agora partidos médios reivindicam a pasta.
 
Siglas do “centrão”, incluindo PP, PSD e PTB analisam inclusive o boicote a medidas do governo futuras, como a reforma da Previdência e outras consideradas impopulares. Além disso, o PSB também estuda sair da base de apoio, por não concordar com a gestão de Temer. 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

18 comentários

  1. Resistência deve estar preparada para tudo.

    Para os patrões externos do Golpe não interessa quem esteja à frente do governo, desde que ele faça o desmonte da Petrobrás e do que resta da indústria brasileira.

    Já para o PSDB, principal partido da base golpista, as opções de governo fazem muita diferença. Caso Michel Temer caia, o PSDB terá que assumir a linha de frente das medidas antipovo e antinacionais que estão na agenda dos golpistas, o que seria fatal para suas ambições presidenciais em 2018.

    Portanto, estão delimitados os inimigos em luta no campo golpista: Moro/Globo/EUA de um lado, PSDB/Mendes/PGR do outro.

    Do lado democrático, interessa ao povo estudar política e estratégia militar pois o consórcio que domina a política institucional não pestanejará em colocar tanques nas ruas para manter seu fantoche no Planalto e colocar os indivíduos de vulgo “mineirinho”, “senhor burns” ou “santo” na cadeira presidencial em 2018.

    Com ou sem eleição.

  2. Vão sair coisa nenhuma!

    Quem se mete com os porcos come farelo, e isso eles já sabiam quando se aliaram ao Temer. Entretanto, calcularam que além do farelo haveria muito mais pra comer, ocupando cargos em troca do apoio ao golpista. Essa encenação de abandonar a base de apoio é só pra se valorizar mais e exigir mais dinheiro e cargos.

    Por isso não vão largar Temer, nem vão deixar de dar seu apoio ao golpe. A aprovação da PEC 55 hoje deixou isso claro. Querem é dinheiro, isso é o que eles querem. E enquanto Temer der dinheiro a eles (1,2 bi em emendas liberadas hoje…), vão continuar aprovando tudo que Temer quiser.

    • Quer ver uma boa maneira

      Quer ver uma boa maneira “palaciana” de mandar esses partidos pra puta que pariu?

      “Caros partidos (sic, sem virgula) nao estamos nem ai pra sua opiniao, (sic virgula, e dois espacos, e maiuscula depois da virgula) Obrigado (espaco em branco antes do ponto) .”

      A geinte somos pobres mas a geinte se divertimos!  Como ja dizia Beyoncee ontem…  eu quero fuder sua puta tambem.  Walesca Popozuda esta verde de inveja!

  3. Tanto sairão que os senadores

    Tanto sairão que os senadores dos mesmos partidecos, hoje, votaram pelo “fim do mundo” para a população. E, com certeza, serão reeleitos com maior votação em 2018. O povão adora ser enganado pelos “mais expertos”. Haja gersons.

  4. Pais de trouxas…A simples

    Pais de trouxas…

    A simples redução de forma perene da taxa Selic que se caísse a metade seria equivalente a tudo que se gasta em saúde e educação!

    Caísse para 7% haveria equilíbrio…

    Mas por que não cai…

    A Dilma quando abaixou as taxas de juros e mexeu na poupança teve de aguentar as primeiras reações raivosas ao seu governo!

    Ai a elite que vive do rentismo soube neste dia que tinham que tirar a Dilma…

    Ela promoveria uma revolução nos juros, tornando nossa economia parecida com a dos EUA, Japão!

    São bilhões em jogo que vai com esforço quase zero para o bolso de poucos num bolo que só aumenta!

    É como ficar no vermelho no cheque especial que só aumentará..

    Num futuro próximo a conta dos juros só vai aumentar…

    O psdb não é menos corrupto que pmdb ou pt, mas é pior por que tem proteção da justiça!

    Como vivem americanos e japoneses com juros ou zero ou próximo de zero?

    Certamente são mais pobres que nós…

  5. Temer não vai renunciar

    Temer não vai renunciar. O PSBD vai dar um golpe e tirar Temer, mas fará acordo com Temer e PMDB para compor o 

    novo governo e barrar a Lava Jato. Só os tucanos podem barrar a lava jato, pois o objetivo da lava jato foi derrubar o PT e condenar Lula. Janeiro será cumprida a missão e os lava jatos vão a jato morar nos Estados Unidos….. felizes e com muito dinheiro no paraíso fiscal.

  6. Mas que delírio… não

    Mas que delírio… não confundam o desejo com a realidade. Este governo deplorável acaba de aprovar com muita, mas muita sobra no congresso a desastrosa e indefensável PEC 55 e vocês falando de ameaças de sair da base?

    Parem com os delírios e olhem para a realidade que nos ameaça.

  7. A Casa já caiu

    Ainda vamos ficar dando respaldo a essa politicagem fétida, sem o mínimo sentido?

    A Brasil está indo pelo ralo.

    Ou milhões nas ruas, ou é o fim. O fim desse triste País.

    Vamos virar escravos novamente; sem indústria, sem empregos, sem trabalho, sem BB, sem CEF, sem saúde, sem a Amazônia (não nos iludamos, ela vai!), sem o Aquífero Guarani, sem Petrobrás, sem Pré-Sal; e ainda trabalhar até os setenta e cinco anos!

    ¨Quem vai querer comprar banana…

    Que se dane esse paspalho do michê mi$hell e toda a quadrilha. Cadeia a todos, inclusive e principalmente, os agentes da NSA e da CIA!

     

  8. Sinceramente. Eu mudo de nome

    Não entendo esses prognósticos de crise. O homem aprovou a PEC com folga. Só quem votou contra foi o PT, Requião, Katia Abreu e um ou outro do PSB. Até o PDT de Ciro fechou com ogoverno. Onde é que esse governo tá fraco??? Enquanto ele entregar a encomenda, vai ter apoio dos golpistas. Eu mudo de nome se alguem descer do barco. Lava Jato? Que Lava Jato? Só existe pra prender Lula e destruir o PT. Os outros ficarão ilesos. Inclusive Temer, Renan, Aecio …. 

  9. A PEC foi aprovada, sair da

    A PEC foi aprovada, sair da base agfora não adianta porra nenhuma !!!

    Os cretinos querem enganar o povo e vão conseguir !!!

    Pior o PDT que não tá no governo e votou todo a favor da PEC.

    O que importa é ser contra o PT.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome