Desaprovação a Temer cresce e atinge 77%, mostra pesquisa Ipsos

Jornal GGN – Dados da pesquisa Pulso Brasil, monitoramento mensal de opinião pública feito pela Ipsos, mostram que 77% dos brasileiros desaprovam a forma como o presidente Michel Temer vem atuando no país, ante 72% em novembro e 59% em outubro. 

A Ipsos também mediu a “Avaliação da Gestão do Governo Federal” e houve piora no índice, que saltou de 52% em novembro para 62% em dezembro. A pesquisa foi realizada de 30 de novembro a 12 de dezembro, com 1.200 entrevistas presenciais em 72 cidades brasileiras. A margem de erro é de três pontos percentuais.

“O aumento da desaprovação a Temer é fruto da combinação da falta de perspectivas concretas de melhora da economia mas, principalmente, da deterioração da imagem de seu governo causada pelas delações das
investigações da Lava Jato que vêm atingido figuras importantes desse governo”, afirma Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs, responsável pelo Pulso Brasil.

A pesquisa também mediu a aprovação do presidente do Senado, Renan Calheiros. O político é avaliado negativamente por 79% dos brasileiros na pesquisa concluída em dezembro. No mês anterior, eram 62%.

Outra figura pública avaliada na pesquisa da Ipsos foi o juiz Sérgio Moro, que está a frente da Operação Lava Jato. Dois em cada três entrevistados apoiam Moro. O índice de aprovação em dezembro é 12 pontos percentuais acima do registrado em novembro, quando estava em 54%.

Com informações da Ipsos

7 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ademildes J da silva

- 2016-12-23 20:55:40

CHAPLIN NO FILME O GRANDE DITADOR -1940- DISCURSO ATUALÍSSIMO

https://www.youtube.com/watch?v=K2K9519Upes

Ademildes J da silva

- 2016-12-23 20:55:36

CHAPLIN NO FILME O GRANDE DITADOR -1940- DISCURSO ATUALÍSSIMO

https://www.youtube.com/watch?v=K2K9519Upes

Veri

- 2016-12-23 19:52:27

O heroismo do Moro, tal qual o do Collor, foi forjado no Projac

Os heróis da Globo são bostívoros. Depois que fazem o estrago, caem. Foi assim com o Collor de Melo. Será assim com o Sérgio Moro.

Angelo G.Frizzo

- 2016-12-23 18:51:01

Não nos preocupemos. Aos

Não nos preocupemos. Aos poucos o Povo vai conhecer melhor o cara MORO. Todos seus "casos" virão a tona mais cedo ou mais tarde.

Traidores, mentirosos, entreguiistas, golpistas, NUNCA acabam bem.

 

Marcelo33

- 2016-12-23 17:14:19

Pena que aprovada PEC 55, não

Pena que aprovada PEC 55, não adianta derrubar mais Temer...

Agora queria entender, Temer é reprovado por 77 % da população, mas quando tem uma manifestação contra ele, NINGUÉM VAI !!!

Temer é reprovado por 77% da população, mas conseguiu em outubro uma vitória eleitoral muito maior do que Dilma em 2012 e Lula em 2008, com toda a popularidade do mundo.

Se 10% dessas pessoas fossem as ruas, teriamos derrubado ele enquanto ainda adiantava alguma coisa.

Temer é vaiado... quando a Dilma era presidente, mandavam ela tomar no cú !!!

Essa reprovação do Temer só vai dizer alguma coisa para mim quando se alguma multidão fizer algum megaprotesto pela derrubada dele antes de 31 de Dezembro. Por que quem prostestar contra Temer em 2017, protestará para entrar um governo que reforçe as medidas dele.

Até 31 de Dezembro sou Fora Temer, depois disso, eu defenderei ele com unhas e dentes !!!

Não vou ser massa de manobra do Tucanato !!!

Na hora de responder pesquisa, o povo reclama do Temer, mas na hora de votar para prefeito, vota nos candidatos da base dele, na hora do protesto contra Temer fica todo mundo com o rabo no sofá !!! E estimo que só levantarão a bunda quando a queda de Temer servir para aprofundar as políticas de Temer. Nem o pessoal que perdeu Bolsa família protesta contra Temer.

Se Dlma fizesse o que Temer está fazendo, teriamos 100 milhões nas ruas !!! Com Temer, não temos nem 100 mil.

 

JB Costa

- 2016-12-23 17:00:01

Fico imaginando quem são os

Fico imaginando quem são os que ainda apoiam tal figura noves fora a camarilha, os puxa-sacos e os familiares. Mas deixemos Temer para lá e no fixemos na "popularidade" do ególatra "juiz" Moro. Esse usurpador é um zumbi político e um zero à esquerda como pessoa. 

Primeiro uma advertência: prestei juramento perante a mim mesmo de que não darei mais refresco nas minhas avaliações a partir de 2017, ano que para esse propósito começa hoje. Nada de condescendência para quem quer que seja.  

Então lá vai: como entender pessoas normais, ou seja, sem distúrbios psicológicos ficarem enaltecendo agentes públicos como um magistrado que, como todo qualquer alfabetizado sabe, pertence a um Poder, o Judiciário, que só age quando acionado? Que ato heroico esse cidadão fez? 

Bem, se não são desmiolados são uns rancorosos desonestos-analfabetos que teriam a mesma capacidade de sublimar um monte de dejetos se esses de alguma maneira os ajudassem nessa cruzada de ódio político-ideológico. 

Rui Ribeiro

- 2016-12-23 16:50:08

Michel Temer prefere ser temido do que ser amado

Certamente que Michel Temer preferiria ser amado e temido. Mas entre ser amado e temido, ele prefere ser temido, poiss, como diria Machiavel, como é difícil ser amado e temido ao mesmo tempo, muitas vezes é preciso optar entre ser amado ou temido. Nesse caso, é mais seguro ser temido do que ser amado, quando se tem de desistir de uma das duas, porque os homens têm menos receio de ofender a quem se faz amar do que a outro que se faça temer, já que o vínculo de reconhecimento que mantém o amor é rompido toda vez que há interesses envolvidos, ao paso que o temor é mantido pelo medo do castigo, que está sempre presente.

Entre o amor e o temor, o Michel Temer prefere a $egurança. Por isso, ele prefere o temor, que é mais seguro do que o amor.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador