Infrações éticas e conflitos de interesse abundam sob Bolsonaro

A coluna, Painel, da Folha, aponta que o órgão aplicou apenas duas sanções no governo Bolsonaro, apesar do significativo aumento de denúncias.

Jornal GGN – O Relatório da Comissão de Ética da Presidência da República traz um dado preocupante: as denúncias de infrações éticas e conflitos de interesse contra integrantes do Executivo aumentaram sob Jair Bolsonaro. O documento diz que houve aumento de processos em função de dois fatores, um é o novo mandato, o segundo diz sobre o perfil das autoridades que ingressaram nos cargos de alto escalão. Tai novas autoridades, muitas delas, foram convidadas a eventos custeados pela iniciativa privada.

A coluna, Painel, da Folha, aponta que o órgão aplicou apenas duas sanções no governo Bolsonaro, apesar do significativo aumento de denúncias. As advertências foram para a ex-presidente do Iphan Kátia Bogéa, por usar carro oficial sem amparo legal, e Abraham Weintraub, de posse do Ministério da Educação, por comparar Lula e Dilma Rousseff a entorpecentes. Em 2018 a comissão aplicou seis sanções.

Apesar do governo querer dar sumiço à comissão, e ter recuado da intenção inicial, o relatório mostra que a capacitação de agentes públicos em gestão da ética caiu muito sob este governo. Em 2018 foram capacitados 3.438 agentes, em 2019 apenas 1.339.

A comissão está com o caso do chefe da Secom, Fabio Wajngarten, cotista de empresa com clientes beneficiados por sua secretaria.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Uma mensagem sobre povo e democracia, por Paulo Fabio Dantas Neto

3 comentários

  1. O que interessa é que o Brasil está dando certo. Certo para os falcões do norte e para meia-dúzia de riquinhos que avançaram o golpe.
    O resto fica com esta abundância.

  2. Poisé, até isso estamos assistindo, enquanto isso, em um estado ao lado do rio de janeiro, vive-se num paraíso, já que nunca se ouviu falar em crime organizado……

  3. Levará muito tempo a tarefa de higienizar o executivo após a derrocada desta turma infame hoje no poder.
    São muitas as questões a serem reavaliadas. É muito estrume sob o tapete.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome