Militar é preso com 39 kg de cocaína em avião da FAB, da comitiva de Bolsonaro

Segundo o jornal El País, fontes da Guarda Civil informaram que a detecção da droga e posterior detenção do militar ocorreram quando os membros da tripulação e suas bagagens passaram pelo controle alfandegário obrigatório.

Jornal GGN – Foi preso em Sevilha, na Espanha, um militar da delegação de Bolsonaro, por tráfico de drogas. Além do militar, foi preso um membro da comitiva que acompanha o presidente em uma viagem para o Japão. A polícia de Sevilha apreendeu uma mala com 39 quilos de cocaína.

O sargento da Aeronáutica foi preso no aeroporto. O Ministério da Defesa, através de nota, diz que os fatos estão sendo apurados e que foi determinada a instauração de Inquérito Policial Militar (IPM). O militar não teve o nome divulgado.

Segundo o jornal El País, fontes da Guarda Civil informaram que a detecção da droga e posterior detenção do militar ocorreram quando os membros da tripulação e suas bagagens passaram pelo controle alfandegário obrigatório. Ao abrir a mala de mão do sargento, os agentes encontraram 39 tijolos de um quilo cada. As autoridades espanholas querem, agora, saber qual era o destino final da droga.

O militar foi levado para o comando da Guarda Civil e, a partir desta quinta ficará à disposição da justiça para responder por ‘crime contra a saúde pública’.

A comitiva de Jair Bolsonaro mudou a rota de viagem após o evento. Ele sairia de Brasília rumo a Sevilha, para seguir depois viagem ao Japão, para a reunião do G20. No fim da noite de ontem, segundo noticia a Folha, a agenda oficial do presidente mostrou Lisboa como local de escala, sem explicação de motivo.

Bolsonaro se manifestou pelo Twitter, dizendo que foi informado do ocorrido e determinou ao ministro da Defesa ‘imediata colaboração com a Polícia Espanhola na pronta elucidação dos fatos, cooperando em todas as fases da investigação, bem como instauração de inquérito policial militar’.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora