Um roteiro para entender a operação impeachment

Confira primeiro os posts anteriores.

Em 6 de novembro de 2014, em “O Xadrez do Jogo do Impeachment” descrevo como se dão os golpes em regime democrático e a estratégia em curso pela oposição:

1.      Exacerbação da opinião pública.

2.      Manipulação da Lava Jato.

3.      Intimidação do Supremo Tribunal Federal e do Procurador Geral da República. Essa última etapa começará proximamente.

Em 18 de novembro, no post “Armado por Toffoli e Gilmar já está em curso o golpe sem impeachment” mostro como o desfecho dessa tática seria a tentativa de criminalização do Caixa 1 do PT.

Em 22 de novembro, no post  “Juiz Moro monta a segunda garra da pinça do impeachment” descrevo o papel do vazamento seletivo de informações da Operação Lasva Jato, visando instrumentalizar Gilmar Mendes no julgamento das contas do PT e da campanha de Dilma.

No dia 25 de novembro, em “A Operação Apocalipse encontra a operação Toffoli-Gilmar” mostro a concretização da operação e a pessoa-chave para tentar criminalizar Dilma e Lula: o ex-diretor de serviços da Petrobras Renato Duque.

Os quatro posts são um bom roteiro para situá-los para o acompanhamento dos próximos passos do jogo.

O momento atual.

1.      Ampliar a exacerbação popular. No Congresso, Aécio Neves tomou a si a responsabilidade.

2.      Forçar Duque a abrir o jogo. No Blog do Gerson Camarotti, delegados da Polícia Federal admitiram que a intenção da manutenção da prisão de Duque era pressioná-lo psicologicamente para abrir o jogo. Ou seja, entregar Lula e Dilma. Essa é a intenção dos delegados e procuradores. O que não siognifica que serão bem sucedidos. 

Leia também:  Em reviravolta, PGR propõe ajustamento com STF no inquérito das fake news

3.      Reforçar a tese da criminalização do Caixa 1. Os jornais estão sendo pródigos em descrever parte do relato de um dos presos, afirmando que o dinheiro do suborno entrou no Caixa 1 da campanha de 2010. Pouco importa se afirmou não possuir provas e se seu companheiro afirmasse peremptoriamente que não houve mistura de caixas: o julgamento do TSE é político.  Agora, tentarão encontrar indícios em 2014

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

80 comentários

  1. Dilma Rousseff precisa

    Dilma Rousseff precisa alertar a sociedade brasileira que Aécio Neves e seus nazistucanos que pregam abertamente o extermínio de petistas e comunistas na internet estão brincando de dar golpe de estado. E que quando o Brasil explodir na cara de todos nós (tucanos especialmente incluídos) o resultado não será nem bonito, nem engraçado, nem inofensivo como o que ocorre neste vídeo: https://www.facebook.com/video.php?v=10152450061139442&set=vb.158327744441&type=2&theater

     

    • Os bem-postos do PSDB sairão

      Os bem-postos do PSDB sairão corridos para Miami na doce ilusão de que lá serão bem recebidos e terão todo apoio. DOCE ILUSÃO e quando a ficha cair será tarde.

  2. O que têm em comum a Dilma e

    O que têm em comum a Dilma e o Collor? A ARROGÂNCIA.

    O Collor se considerava infalível e intocável (imexível) e vejam no que deu.

    A Dilma também. Ela acha que não precisa de defesa, que está acima do bem e do mal, que sabe mais do que todo mundo, que não precisa de comunicação.

    Deixou o José Eduardo no ministério só por pirraça. “Eu quero ele e vocês não têm nada com isso!”.

    Não vê que quem critica o Zé é quem quer o bem dela e do governo.

    E que às vezes (só às vezes, viu Presidenta?), alguém pode saber mais do que ela.

    Falta inteligência política à Presidenta. E humildade.

    Vai acabar colhendo os mesmos frutos da arrogância que o o Collor colheu.

    Ah, que saudades do Presidente Nunca D’Antes (como diria o PHA)…

     

    • (só faltou a legenda, “direto

      (só faltou a legenda, “direto da redação do pig” ou “do enviado especial do pig”)

  3. Tem toda razão, Nassif. É um

    Tem toda razão, Nassif. É um golpe paraguaio anunciado. E o pior é que aparentemente ninguém (a começar pela cúpula do PT) sabe o que fazer para mudar o rumo dos acontecimentos. É difícil acreditar que não haja um remédio quando a mídia e altos magistrados agem tão claramente de má-fé contra a democracia.

  4. Menos de uma dúzia

    Nassif,

    Esta é a razão de ser do pitbull de araque de MG.

    O velhaco que o inspira também faz a sua parte, apoiando o adevogado que, em CNTP deveria estar preso.

    E no pontapé inicial, o filhote de Marília que se acha. Bastam menos de uma dúzia de desqualificados para atentar contra o sossego de 220 milhões na outra ponta. 

    É inegável, isto aqui é um país que nasceu prá perder, e quando é chamado de república de bananas, ainda tem gente que se sente ofendida – são capazes de conviver com a possibilidade de um golpe, mas “república de bananas” é o que incomoda. 

  5. Lembram da tropa de choque do

    Lembram da tropa de choque do Collor? Ou do FHC, ou do Sarney? Eram, em geral, representantes do baixo clero, defendiam o governo ou a situação e nunca defendiam o povo. Agora a tropa de choque é do chamado alto clero midiático, sob a batuta do Aécio. É contra o governo eleito, é contra medidas que possam beneficiar o povo e a democracia. Ah! e apelam o tempo toodo para o STF ou STE  da ala golpista (O Gilmar comanda a tropa do alto clero do judiciário). Não é IM-PRES-SIO-NAN-TE?! Né messsmo?!

  6. operação impeachment

    Acompanhei esta madrugada, até o encerramento, a sessão do Congresso que votou a mudança da lei de responsabilidade fiscal. As oposições deixaram claro, em dezenas de intervenções, que impedir qualquer mudança tinha por objetivo obter o indiciamento da presidente por crime de responsabilidade. É possivel discutir honestamente os prós e os contras de qualquer proposta, mas isso não foi feito: os governistas não queriam gastar mais tempo, de vez que a oposição jogava com a obstrução, e esta última ocupava as tribunas para falar da mentirosa, cúmplice de ladrões, irresponsável etc.  Os únicos que tocaram na matéria em votação foram dois oradores da bancada do PSOL,que, no caso, votou com o governo. Pelo que entendi, a primeira tentativa de golpe falhou.

  7. Meu Manifesto.

    Não vou nem mais ler notícias sobre impeachment, golpe branco, golpe, afastamento, enfim seja que merda for !!!!

    Votei na Dilma, como 53 milhões e meio de brasileiros para ela governar por mais quatro anos. Ponto.

    Se querem fazer manobras para tirá-la do poder, usando desses  vários instrumentos que muito bem conhecemos, que assim seja. Cada ato traz em sí as consequências. Que tb assim seja.

    Se estão por trás, os vendilhões, o império do norte, os mercenários contratados tanto por eles como pelos daquí, que assim seja.

    E finalmente, caso isto venha a ocorrer, os que tb não concordam com esta traição, é só me dizerem onde me alisto, para dar cabo de alguns facínoras que estão pretendendo isto.

    Não tansigirei quanto a isto, pois abro mão de viver num pais, onde os covardes, entreguistas, capachos, bandidos, enfim os que não respeitam a vontade das urnas, e querem impor seus fantoches no Palácio da Alvorada.

    Se é para nos afogar no mar de lama, conforme eles dizem, e se fazendo de puros, digo:

    NÃO SERÁ UM MAR DE LAMA, MAS DE SANGUE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. O golpe se desenrolando e

    O golpe se desenrolando e nada é feito, nem um esforço de formiguinha sequer …

    Cid Gomes propôs algo, mas ficou falando sozinho.

    Dilma mais uma vez vira as costas para os movimentos sociais e bajula o mercado.

    Ainda não temos um porta voz do governo, um ministro da justiça e um ministro das telecomunicações.

    A extrema direita está nadando de braçada: intimidam senadores e eleitores.

    Dias sombrios …

  9. Impeachment ou golpe jurídico

    O roteiro está perfeito, Nassif. Que Dilma será apeada do Palácio do Planalto, para mim é uma certeza. Aposentada, continuo frequentando o departamento ao qual pertenci e que, diga-se de passagem é (melhor seria foi) altamente politizado. Pois bem, os colegas estão assoberbados com aulas e relatórios e seu nível de informação acerca da conjuntura política atual é quase nulo. Quando falamos sobre o que está acontecendo no Brasil, descubro que estão completamente alheios às tramoias da oposição, de membros do Supremo etc. Parece que acabaram de chegar de Marte. Votaram unanimemente em Dilma e pronto, consideraram o “problema” resolvido. 

  10. Caro Nassif e demais
    Para

    Caro Nassif e demais

    Para Aécio ganhar, investiram até na morte de Eduardo Campos, Youssef será o próximo, a culpa irá recair sobre o PT. A partir dai…bem, a partir dai….

    Os que investiram no Aécio, ainda querem o retorno.

    Saudações

  11. UDN de nôvo.

       Sempre concordei com a sua tese, pois é clara e está em andamento , pois estão deixando pegadas. Se vai dar certo,para êles,veremos. Aqueles que teimam em não enxergar,ou não querem ver o óbvio , talvez seja por ciúmes ( principalmente alguns blogueiros ¨sujos¨), ou por acharem que não há espaço para tal. Engano,penso eu,pois estamos lidando com a neo- udn, mas com o aditivo de ser muito mais cruel, e tem certeza que pelo voto não voltarão ao poder.

  12. Alheamento

    Faltou relacionar o inexplicável alheamento do governo, a começar da Presidenta que, literalmente, abandonou o contato com a parcela da população que a elegeu (centrais sindicais e movimentos sociais, principalmente) e, como se nada estivesse a acontecer, resolveu se bandear para a parcela (mercado) que lhe fez, faz e fará oposição. Quando “acordar”, será tarde. E não contará com os que se sentem, com toda a razão, traídos.   

  13. Infelizmente, Nassif, temos

    Infelizmente, Nassif, temos que concordar (agora) contigo. Confesso que no primeiro post senti um certo “cheiro” de paranóia, merce da percepção e projeção apresentar dados e fatos que a sustentavam de modo razoável. 

    Ontem assisti quase ao seu final a sessão do Congresso que aprovou as mudanças na LRF. Atentei bem para o tom apocalíptico e niilista do senador Aécio Neves na tribuna. Muito longe do perfil de um líder e mesmo de um parlamentar. Parecia estar trepado na carroçeria de caminhão falando num desses comícios típocos de cidade do interior. Até a entoação da voz era similar. À sua frente parecia não haver congressistas experientes, mas uma turba de eleitores ávidas para ouvir um “Antonio Conselhieor” com uma pregação que iria ao encontro de seus anseis. Ele certamente falava mais para os assistentes da TV Senado. Seja diretamente, seja através da repercussão através das mídias. 

    Claro que essa mudança de perfil do ex-candidato, a opção pelo discurso radical mais próximo de um Lobão desses da vida, tem um sentido e um direcionamento. Na política não há gestos nem palavras em vão. 

    Essa concessão do Juiz Moro em vazar apenas o que por “coincidência” compromete o PT e a maneira como a mídia manipula esse acervo de informações, já é uma espécie de CQD da sua tese antes olvidada. 

    Há, sim, sem sombra de dúvidas um movimento articulado para primeiro deslegitimar o novo mandato da presidente Dilma e na sequência arriscar um possível impedimento. Jogada que provavelmente dará com os burros n’água, mas altamente nociva porque: 1) Desgasta de forma irreparável um segundo mandato, já alcançado com pequena margem de votos. 2) Eleva substancialmente o poder de barganha(chantagem) da dita “base”. 3) Fomenta até um ponto imprevisível as manifestações de rua. 4) Dificulta sobremaneira a governança  do país num momento em que há vários pontos de estrangulamentos nas mais diversas áreas; máxime na econômica. 

    Parece que encaminhamos, enfim, para a confirmação do sempre se suspeitou: a natureza golpista de certos estamentos estavam apenas latentes, ou seja, desde que haja oportunidades ela sempre se revelará. 

  14. Clima para impeachment

    A manifestação popular para a votação da alteração do superavit não era tão grande, as manifestações em São Paulo não foram expressivas. Agora, comece uma tentativa de impeachment se as ruas não vão ficar repletas para apoiar a Dilma. E poderá haver confrontos, espero que parem por aí, pois se as coisas complicarem…

  15. um roteiro para entender a operação impeachment

    O roteiro está correto e concordo com ele desde a primeira vez que foi apresentado. 

    Entretanto acho que tentar incriminar a Dilma por causa do caixa 1 não deve dar certo. A operação lava-jato já constatou e é de conhecimento público que os corruptos (políticos e empresários das empreiteiras) deram dinheiro não só pra campanha do PT como também para a campanha de vários outros partidospolíticos. O Aécio recebeu mais recursos das empreiteiras do que a Dilma. Além disso, diversos governadores eleitos receberam “contribuições” das mesmas empreiteiras.

    Se tiver impeachment tendo como motivo o caixa 1, muita gente vai perder o cargo.

    Melhor convocar eleições gerais para todos os cargos.

  16. Que impeachment?

    O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) não faz impeachment de quem quer que seja. O máximo que eles podem fazer é aprovar ou rejeitar contas de campanha e julgar crimes eleitorais. 

     

    A votação de ontem e hoje de madrugada no Congresso Nacional, onde a oposição neoliberal fracassada foi ampla e fragorosamente derrotada pelo governo, no tema do superávit primário, dá bem a medida do real tamanho da oposição que o povo brasileiro rejeitou nas urnas. 

     

    Para haver impeachment de Dilma é preciso que o presidente da Câmara dos Deputados dê prosseguimento ao pedido de A ou B a respeito dessa drástica medida. Ou pode simplesmente arquivar e ponto final. 

     

    O que é preciso saber, sem tergiversações, é se as contas serão ou não aprovadas no TSE dentro em breve.

     

    Mesmo no mundo jurídico, onde a elasticidade de entendimentos jurisprudenciais pode atingir níveis quase inimagináveis, é praticamente impossível que se proceda a impugnação das contas da campanha e de Dilma com base em depoimentos tais ou quais. 

     

    Lembrem, por fim, que sequer há uma única denúncia contra essas pessoas envolvidas na Lava Jato. O que há, no momento, são investigações e nada mais. 

    • Voce tem razão em tudo que

      Voce tem razão em tudo que diz, Diogo, mas tem alguns poréns:

      1) O relator das contas da Dilma é GM e o Toffoli parece ter mudado de lado, pode sim haver rejeição, que se não causaria impeachmant, poderia vir a causar grande dano político e economico ao País. No mensalão também não haviam provas, lembremos disso.

      2) O favorito nas eleições da camara é Eduardo Cunho inimigo declarado de Dilma. Ou ainda pode ganhar algum azarão da oposição, o que seria pior ainda. O Governo não tem candidato forte.

      3) Também não creio que haja condições para impeachment ou não diplomação, mas na verdade o que querem é mirar na impeachmant para, pelo menos, acertar na desestabilização política e economica do País.

       

      • Desta vez a oposição parece

        Desta vez a oposição parece estar apoiada por forças alíenigenas. Estão dispostos a tudo para tirar o PT do governo porque daqui para frente será a consolidação do que foi construído ao longo destes doze anos.

        Isto desagrada a muitos, sejam pessoas físicas, jurídicas, interesses de rentistas nacionais e internacionais e sobretudo países que se acostumaram a ter a américa latina como quintal.

        Para isto apelaram até para assassinatos ou alguém acredita que o jato fantasma caiu por fatalidade?

  17. E a Dilma fica bonitinha e

    E a Dilma fica bonitinha e tranquilinha, nem parece se coçar.

    Essa incompetencia dela e do Governo podem lhe custar muito caro.

    Tem uma indicação ao STF na manga e não a utiliza.  No começo do ano que vem serão dois e serão cruciais para a legadade dessa operação burlesca do juiz/justiceiro de curitiba.

    Demora demais para montar a equipe do segundo mandato.

    Não usa a mídia para se comunicar com a população e se defender.

    Nâo coloca um ministra da justiça que preste para alguma coisa.

    Dilma e o PT não poderam reclamar se o pior vier a ocorrer, pois foram por demais lenientes o tempo todo.

    • Indicação ao STF  na manga

      Indicação ao STF  na manga ?

      Mais se usa indicação ao STF para fins pessoais ou partidários ?

      Acho que o Daniel se expressou mal, porque usar indicação de Suprema Corte para fins pessoais não se coaduna com nossa Constituição.

    • Quireza, vejo que houve uma

      Quireza, vejo que houve uma melhora pelo menos. A Dilma tem feito uma melhor avaliação de panorama político e econômico. A equipe econômica foi montada também pensando em não permiter que “nervosisimos’ do mercado e do empresariado alimentem o golpismo que o PSDB está fomentando.

      Agora está faltando traçar a estratégia na política e comunicação propriamente dita. Está demorando, concordo. Mas vejo falta de quadros no PT para fazer a articulaçao política. O Jaques Wagner é o unico que parece indicado para a missão. Eu botaria ele no ministério da justiça para ontem. Esse cargo é atualmente mais político do que nunca, e´só lembrar da importância do Thomas Bastos no auge da crise do mensalão.

      Mas talvez haja um problema de atropelamento de funções com o Mercadante, que até pouco tempo parecia ser o “ministro politico” do governo. De qualquer forma, concordo, ela tem que decidir logo. 

  18. a parceria que deu resultados
    A associação Gilmar, Cachoeira e VEJA prendeu e mantém preso muitos rabos.
    Senão, como explicar a onipresença e desmandos desse ministro no STF? Toffoli, talvez, não seja somente incompetente ou politicamente malicioso, ele tem medo dos ‘capangas’ (ou arapongas?) de Gilmal. Adoraria ver o De Sanctis nessa arena. Contra os valentões há de se ter caráter e coragem.

  19. o roteiro é esse desde

    o roteiro é esse desde 2003:

    os tres pontos citados são referentes

    ao conluio permanente entre  grande mídia golpísta,

    tucanos e a direita, com alguns membross do mpf e do

    judiciário – tipo gilmar mendes e agentes federais

    (  aqueles quatro

    paranaenses da pf que no facebook  vazaram

    denúncias fajutas do doleiro youssef contra lula

    e dilma na eleição depois da capa da veja são um exemplo típico).

    cabe ao pig exacerbar como sempre

    esses vazamentos e todo o movimento golpista.

    e cabe aos movimento sociais e trabalhadores reagir.

    a ver no que dá….

  20. bom, eu não acredito muito

    bom, eu não acredito muito nessa teoria, pois se tivesse mesmo uma minima possibilidade de ser real, o governo teria usado metodos tucanos e transferido delegados golpistas por outros de confiança!  

    o STF e em sua maioria indicações do proprio governo, mas se considerar que existam mesmo provas e de se esperar que como juizes façam justiça e não acobertem crimes,   

    a imprensa pode ser questionada, se o PT se omite, ou é um tolo ou é culpado!  e muitas provas de corrupção mostram que inocente não era!

  21. Sinceramente, não entendi até

    Sinceramente, não entendi até onde quer chegar o item 2 do post . Então se o Duque abrir o jogo ele entrega o Lula e a Dilma ? Ou estou paranóica ou o item está mal redigido.

    • Querem que Duque peça socorro à Catta Preta

      Catta Preta….advogada especialista em delação combinada(sic, premiada). Ela deve ser a única que dá crédito a um processo baseado em delação premiada. De dez advogado, dez são contra. Ela é a favor. E tem lá seu motivos  e sabe muito bem o que o réu deve confessar para ser beneficiado pelo Sérgio Moro:

       

      “A advogada Beatriz Catta Preta, que assumiu a defesa do ex-diretor e “delator” da Petrobras, Paulo Roberto Costa, foi quem conduziu o acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, e Polícia Federal. Beatriz é prima do desembargador José Mauro Catta Preta nomeado pelo governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB). Anastasia é pupilo do candidato a presidente Aécio Neves.Irmão de desembargador nomeado pelo governo do PSDB, figura como doador da campanha de Aécio Neves para o governo de Minas em 2006. Acompanhe:

      Beatriz Catta Preta é especialista em delação, principalmente se os clientes forem “testemunhar” contra os desafetos do PSDB, como: (PMDB, PP, PT, PR).Entre os anos de 2002 e 2003, Catta Preta conseguiu à delação dos réus Lucio Bolonha Funaro e José Carlos Batista.Segundo consta no processo na justiça federal, em associação com o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), eles “criaram estrutura criminosa voltada à ocultação de recursos” – permitindo o repasse de valores ao então líder da bancada do PL, advindos de pagamentos por ordem do PT, em troca de apoio político. 

      Reportagem na íntegra 1

      Reportagem na íntegra 2

      (…) percebe-se que os “Catta Preta” especialistas em delação, são subservientes à um único partido, o PSDB… A família Catta Preta de Belo Horizonte (MG) é uma espécie de Família Trad de Campo Grande (MS), tem tentáculos na política, advocacia (OAB), magistratura. São considerados como “os intocáveis”…

      Catta Preta (MG)

      O sobrenome Catta Preta já dicionarizado por Mansur Guérios em seu Dicionário Etimológico de Nomes e Sobrenomes(página 89 – Editora “Ave Maria Ltda”) segundo esse Dicionarista e nossos estudos, CATTA PRETA é sobrenome brasileiro, originário do topônimo Vila das Catta Preta, no Estado de Minas Gerais, antigo Arraial do Infeccionado, entre as cidades de Mariana e Ouro Preto, hoje Município de Santa Rita Durão(o nome da Vila das Catta Preta foi mudado para Santa Rita Durão, em homenagem ao famoso Poeta Santa Rita Durão, nascido na Vila das Catta Preta).As terras das Catta Preta pertenciam aos irmãos Fernandes de Oliveira que passaram a ser chamados de os Fernandes de Oliveira das Catta Preta.Os irmãos incorporaram esse apelido Catta Preta ao seu nome e a família o adotou definitivamente. A palavra CATTA PRETA tem origem em CATA (escavações feitas para mineração de ouro e PRETA o ouro envolto em ganga preta, era o ouro conhecido como ouro preto).O ódio alimentado pelo escritório de advocacia “Catta Preta” por políticos e partidos como : Lula e Dilma (PT) e José Sarney (PMDB), e a exaltação do nome do Ministro do STF, Gilmar Mendes.

      Em que pese os malfeitos que Paulo Roberto Costa tenha feito na Petrobras, não é muita coincidência que sua defesa esteja sendo feita por pessoas ligadas à Aécio Neves e ao PSDB? Não é também muita coincidência que a delação esteja se dando em plena campanha eleitoral? Não é mais uma coincidência que a Revista Veja tenha tido acesso a à delação feita em caráter de segredo de justiça? Outra coincidência interessante é que não aparece nesses “vazamentos” nenhum político do PSDB, logo o PSDB, considerado pelo TSE o partido mais corrupto do Brasil?

      Queremos que atos de corrupção sejam punidos sim, mas, não queremos que esse caso, assim como outros sirvam somente aos interesses de um partido que se acha acima da lei, por ter conivência com interesses comerciais, financeiros e midiáticos.

      Que a justiça seja feita! E que esse caso não sirva mais uma vez para esconder o PSDB e fazer uma cortina de fumaça para encobrir as necessidades urgentes de uma Reforma Política que acabe com essa farra dos partidos junto com a mídia corporativa dentro do funcionalismo público e das empresas estatais. Farra essa que acontece de forma mascarada desde a ditadura civil militar.

      Os Governos de Lula e Dilma que deram autonomia de investigação e aparelharam a Polícia Federal e outros entes da república para fazer fiscalização e investigação, merecem nossos aplausos pela dedicação e firmeza com que enfrentaram e vem enfrentando todas essas máfias instaladas na máquina administrativa não é de hoje. Não é a toa que querem tirar o PT do poder!

       

      Segue link para texto na íntegra

       

      http://www.ligiadeslandes.com.br/17/09/2014/advogada-de-delator-da-petrobras-e-prima-de-juiz-nomeado-pelo-psdb-de-aecio-neves/

       

      • Guatánamo é aqui: Mais sobre a dobradinha Moro – Catta Preta

        Guatánamo é aqui: Mais sobre a dobradinha Moro – Catta Preta. Bem simples: O réu é torturado mediante tortura ilegal e incomunicável até a chegada do socorro da Catta Preta. A advogada Catta Preta sabe o que o delator deve dizer. De dez advogdos, dez são contra a delação premiada. A advogada Catta Preta não. 

        Do Estadão:

         

        ‘Há uma forte resistência à delação’, diz advogada de Paulo Roberto Costa

        REDAÇÃO

        02 Outubro 2014 | 05:00

         

        Beatriz Catta Preta, que defende ex-diretor da Petrobrás, afirma que ‘há situações em que o réu se vê sem saída’

        Por Fausto Macedo

        A advogada criminal Beatriz Catta Preta é uma precursora das causas de delação premiada. Há muitos anos ela se especializou nesse tipo de procedimento. Dez entre dez advogados são radicalmente contra a delação. Catta Preta, não.

        Ela trabalha com discrição, mas quando entra numa demanda dessa ordem age com perícia e habilidade. Sabe o que é bom e o que é ruim para o investigado que decide contar o que sabe.

        É o caso do ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa. Ele foi preso em 17 de março, alvo da Operação Lava Jato. A Polícia Federal desvendou um sólido esquema de lavagem de dinheiro e corrupção na estatal petrolífera, sob comando de Costa e do doleiro Alberto Youssef.

        Acuado, na iminência de pegar pena superior a 50 anos de prisão, o ex-diretor trocou de advogado e chamou Beatriz Catta Preta. Ela fez ver a ele que não havia outra saída, a não ser a colaboração premiada. Ontem, 1, Costa já estava em seu apartamento, no bairro de Ipanema, Rio, ao lado da família – vai permanecer pelo menos um ano em regime de custódia domiciliar, nada mau para quem poderia viver pelo resto da vida encarcerado.

        Em entrevista ao Estado, Beatriz Catta Preta fala da resistência de seus colegas de profissão à delação.

        ESTADO: Quando Paulo Roberto Costa decidiu fazer delação premiada vários advogados renomados fizeram pesadas críticas ao procedimento do ex-diretor da Petrobrás. Como a sra avalia essa situação?

        BEATRIZ CATTA PRETA: Há, realmente, uma forte resistência dos advogados, de uma forma geral, em atuar nos casos de colaborações premiadas. Em minha opinião, a delação premiada nada mais é do que uma forma eficaz de defesa, prevista em lei. E, como meio de defesa legal, não vejo porque me eximir de atuar em casos desta natureza. Há situações em que o réu se vê absolutamente sem saída, sem esperanças de um desfecho favorável do processo, seja pela decretação de prisão preventiva que dificilmente será revogada, seja pela prova material colhida no âmbito da investigação preliminar. Neste momento, sopesando o valor de sua liberdade e as situações que permeiam uma colaboração com a Justiça, acontece a decisão pela delação.

        ESTADO: Os críticos da delação alegam que o colaborador é um ‘traidor’ porque fez parte de uma organização até cair na malha da Polícia Federal. Por quê?

        CATTA PRETA: Acho que essa pergunta deve ser feita àqueles que criticam a colaboração. Cada um tem suas justificativas.

        ESTADO: A sra declarou que sua missão foi cumprida, com a homologação do acordo de delação de Paulo Roberto Costa. Por quê?

        CATTA PRETA: A homologação judicial do acordo de colaboração é o ponto mais sensível de todo o procedimento. Isso porque a delação é discutida e acertada entre a defesa e o Ministério Público, os depoimentos em sede de colaboração são tomados, detalhes, fatos, nomes de pessoas, provas materiais, são apresentados e, só após todo esse trabalho, é avaliado pelo Poder Judiciário que decidirá se o acordo está formalmente em ordem e, principalmente, se foram preenchidos os requisitos de regularidade, legalidade e voluntariedade. Só com a efetiva homologação judicial pode-se dizer que a colaboração surtirá seus efeitos.

        ESTADO: Quais os benefícios que a delação oferece, de fato, ao colaborador?

        CATTA PRETA: Os benefícios da delação premiada podem variar, de acordo para acordo. De um forma genérica, poderá haver redução da pena privativa de liberdade em até 2/3 ou mesmo substituição desta por pena restritiva de direitos e, ainda, ser concedido o perdão judicial, com a consequente extinção da punibilidade do colaborador.

        ESTADO: A delação isenta o colaborador também de autuação fiscal?

        CATTA PRETA: O acordo de delação premiada não isenta o colaborador de fiscalizações, autuações fiscais ou procedimentos administrativos. Abrange, apenas, o cometimento de crimes, não isentando o réu ou investigado de responder civil ou administrativamente por conta dos fatos e atos revelados.

         

        http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/ha-uma-forte-resisten

        Select ratingRuimBomMuito bomÓtimo Excelente 

         

        • Procurador do Estado desde 25

          Procurador do Estado desde 25 de setembro de 1982, José Mauro Catta Preta Leal, foi recentemente empossado desembargador no Tribunal de Justiça. Ele foi nomeado pelo governador Antonio Anastasia. Da lista sextupla para a vaga, José Mauro ficou entre três para que fosse escolhido pelo governador. Ele irá compor a 6ª câmara Criminal. A legislação prevê que, dos magistrados que integram os tribunais, um quinto seja proveniente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público (MP)

          Wleides, Francisco, Desembargador José Mauro, esposa, filho e o Governador Antonio Anastasia

           

          A solenidade de posse para o cargo de desembargador ocorreu na sexta-feira (18/11) às 17h, no auditório da Unidade Raja Gabaglia, em Belo Horizonte. A condecoração feita pelo presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa, com o auxílio da mulher do novo desembargador, Wleides Dalila Poudel Leal, e de seus filhos, foi pretigiada pela Defensoria Pública Estadual, convidados especiais, familiares e demais autoridades.

          Procurador do Estado desde 25 de setembro de 1982, José Mauro Catta Preta Leal, foi recentemente empossado desembargador no Tribunal de Justiça. Ele foi nomeado pelo governador Antonio Anastasia. Da lista sextupla para a vaga, José Mauro ficou entre três para que fosse escolhido pelo governador. Ele irá compor a 6ª câmara Criminal. A legislação prevê que, dos magistrados que integram os tribunais, um quinto seja proveniente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público (MP)

          Wleides, Francisco, Desembargador José Mauro, esposa, filho e o Governador Antonio Anastasia

           

          A solenidade de posse para o cargo de desembargador ocorreu na sexta-feira (18/11) às 17h, no auditório da Unidade Raja Gabaglia, em Belo Horizonte. A condecoração feita pelo presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa, com o auxílio da mulher do novo desembargador, Wleides Dalila Poudel Leal, e de seus filhos, foi pretigiada pela Defensoria Pública Estadual, convidados especiais, familiares e demais autoridades.

          Procurador do Estado desde 25 de setembro de 1982, José Mauro Catta Preta Leal, foi recentemente empossado desembargador no Tribunal de Justiça. Ele foi nomeado pelo governador Antonio Anastasia. Da lista sextupla para a vaga, José Mauro ficou entre três para que fosse escolhido pelo governador. Ele irá compor a 6ª câmara Criminal. A legislação prevê que, dos magistrados que integram os tribunais, um quinto seja proveniente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público (MP)

          Wleides, Francisco, Desembargador José Mauro, esposa, filho e o Governador Antonio Anastasia

           

          A solenidade de posse para o cargo de desembargador ocorreu na sexta-feira (18/11) às 17h, no auditório da Unidade Raja Gabaglia, em Belo Horizonte. A condecoração feita pelo presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa, com o auxílio da mulher do novo desembargador, Wleides Dalila Poudel Leal, e de seus filhos, foi pretigiada pela Defensoria Pública Estadual, convidados especiais, familiares e demais autoridades.

          Dr. José Mauro (Desembargador) e o Senador Eduardo Azeredo

           

          Dr. José Mauro (Desembargador) e o Senador Eduardo Azeredo

           

          Dr. José Mauro (Desembargador) e o Senador Eduardo Azeredo

          • As relações entre os Catta Preta e o PSDB são bem antigas…

             
             Davinense toma posse como desembargador no Tribunal de Justiça Escrito por: Hiler Cézar (O Campeão)

            Ele viveu sua infância em Divino, onde ainda criança sonhava ser advogado.

            A condecoração feita pelo presidente do TJMG, Desembargador Cláudio Costa, com o auxílio da mulher do novo desembargador,Wleides  

            Filho de José Coelho Leal e Deusdedina Catta Preta Leal, terceiro filho de uma família de 08 (oito) irmãos, José Mauro Catta Preta Leal sempre foi muito dedicado.  Seu pai, farmacêutico prático e muito responsável, deu estrutura para que ele pudesse seguir com brilhantismo e inteligência seu objetivo. Em sua carreira estudantil, contava sempre com incentivo de sua mãe que mesmo a distância, estava sempre presente. Estudou na UFMG em Belo Horizonte,  onde se formou advogado. É casado com a divinense Wleides Dalila Poubel Leal, com quem tem 3 filhos  todos advogados.

            Dr. Amadeu, Dr.José  Mauro (Desembargador), Dr. Maurilio Cardoso Naves (Juiz de Divino)  

            Procurador do Estado desde 25 de setembro de 1982, José Mauro Catta Preta Leal, foi recentemente empossado desembargador  no Tribunal de Justiça. Ele foi  nomeado pelo governador Antonio Anastasia. Da lista sextupla para a vaga, José Mauro ficou entre três para que fosse escolhido pelo governador. Ele irá compor a 6ª câmara Criminal. A legislação prevê que, dos magistrados que integram os tribunais, um quinto seja proveniente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público (MP)

             Wleides, Francisco, Desembargador José Mauro, esposa,  filho e o Governador Antonio Anastasia 

                     A solenidade de posse para o cargo de desembargador ocorreu na sexta-feira (18/11) às 17h, no auditório da Unidade Raja Gabaglia, em Belo Horizonte. A condecoração feita pelo presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa, com o auxílio da mulher do novo desembargador, Wleides Dalila Poudel Leal, e de seus filhos, foi pretigiada pela Defensoria Pública Estadual, convidados especiais, familiares  e demais autoridades.

            Dr. José Mauro (Desembargador)  e o Senador Eduardo Azeredo 

                  O presidente do TJMG Cláudio Costa afirmou que a experiência adquirida por José Mauro Catta Preta Leal ao longo dos anos contribuirá para o fortalecimento do Judiciário. “Sua larga atuação na advocacia contenciosa e consultiva lhe confere a experiência e a segurança para o pleno desempenho da nova função. Com esse largo cabedal intelectual e moral, tenho a absoluta convicção de que o eminente advogado, com sua peculiar destreza e competência, auxiliará o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais a se desincumbir na resolução rápida e efetiva dos conflitos, buscando a pacificação social”, disse.

            Wleides, Francisco,  José Mauro,  Governador Antonio Anastasia e o empresário Wilson Navarro  

                  Após  a solenidade de posse,  convidados e autoridades se confraternizaram  com Dr. José Mauro e seus familiares durante um Buffett Catharina para mais de 800 convidados.  A dupla Cezar Menotti e Fabiano garantiu a alegria do público com show especial.

            João, Dra Carolina, Dr. Thales, Francisco, Wleides e o Desembargador José Mauro  

                 José Mauro Catta Preta Leal foi coordenador da 5ª coordenação do contencioso da Procuradoria Administrativa e de Pessoal. Na carreira, atingiu o nível IV, em 2007, último da advocacia pública. Lecionou Direito Comercial na Faculdade de Direito da UFMG e no curso de comércio exterior da UNA . Em 1998 foi agraciado com a Medalha da Inconfidência. Graduado pela Faculdade de Direito da UFMG, é Diretor da Escola Superior de Advocacia (EOAB), foi membro do Conselho Consultivo da Escola Nacional de Advocacia e foi Vice-Presidente da Ordem dos Advogados de Minas Gerais entre os anos de 1998 e 2003. Também é professor de Direito Comercial da Faculdade de Direito Milton Campos desde 1982. 

            Renata, Marcelus, Governador Antonio Anastasia, Elizete e Helvio Cézar Menotti, Wleides José Mauro, Fabiano e  Francisco Dr. Thulio,  Dra Ana (Juiza) e Governador Antonio Anastasia Empresário Rodrigo Otávio, Governador Antonio Anastasia, Dr. Thales e seu filho João Cantor Fabiano, Dra Michele,  Dr José Mauro e cantor Cézar Menotti Vinícius, Elizete, Bernardo, Mateus e esposa Juiz Dr. Genil, Regina, Elizete, Marcelus, Marilia e Dep.Sebastião Costa Marcelus e a sobrinha Juliana 

            Magaly, Marcelus e Maria Eugenia Cézar Menotti, Renata Elizete e Regina  http://www.jornalocampeao.com/index.php?option=com_content&view=article&id=3728:divinense-toma-posse-como-desembargador-no-tribunal-de-justica&catid=48:todas&Itemid=81  

    • “Então se o Duque abrir o

      “Então se o Duque abrir o jogo ele entrega o Lula e a Dilma ?”:

      Acho que voce entendeu errado, Nira, isso nao esta no item 2 nem nos outros paragrafos. A tentativa NAO eh de o fazer “abrir” jogo nenhum, eh de o ver acusando Dilma e Lula.  SO isso preocupa delegados de merda.

      • Eis o que está no item 2,

        Eis o que está no item 2, Ivan :

        2.      Forçar Duque a abrir o jogo. No Blog do Gerson Camarotti, delegados da Polícia Federal admitiram que a intenção da manutenção da prisão de Duque era pressioná-lo psicologicamente para abrir o jogo. Ou seja, entregar Lula e Dilma. Essa é a intenção dos delegados e procuradores. O que não siognifica que serão bem sucedidos.

        No caso, abrir o jogo tem a conotação de revelar o que está oculto . E isso seria entregar Lula e Dilma,

        A redação está estranha.

  22. VERSÕES

    Pelo que entendi até o momento não há provas concretas que incriminem o pessoal da Petrobrás. O suposto “petrolão” é apenas sensacionalismo e tentativas de golpe da mídia e  da oposição. Concordo em gênero, número e grau. Viva o Brasil , a Dinamarca que nos espere.

  23. Os movimentos sociais
    Os movimentos sociais sindicatos tem que ir para com palavras de ordem denunciando este aparelhamento do Estado pelas forças reacionárias. Meus Deus estamos governando ou tentando governar um Estado capitalista cujas regras só atendem os interessar da elite. O judiciário é que tem de mais reacionário. No congresso nesta ultima eleicao ganhamos mas não basta. Movimento sócias tem sair na rua. Com bandeira palavra de ordem comício e tudo mais e nao ficar se defendendo da imprensa hipócrita dos mervais Eliane da urobologa, o William ,Bonner, da globo etc…e de outros abutres.

  24. Rovai: O alvo é o PT e não a Dilma

    http://www.revistaforum.com.br/blogdorovai/2014/12/04/o-alvo-impeachment-nao-e-dilma-mas-o-pt/

    O alvo do impeachment não é Dilma, mas o PT

    Por Renato Rovai dezembro 4, 2014 09:45

    A operação Lava Jato, segundo pessoas que tiveram algum tipo de acesso ao processo, tem provas substanciais e vai levar muita gente à cadeia. A Polícia Federal teria feito um trabalho que deixa pouca margem à defesa e por isso a grande quantidade de delações premiadas. Quando o réu se vê frente ao que já se acumulou de informaçõe sobre os crimes que cometeu, abre o bico para tentar se livrar de uma imensa pena. A despeito de quem possa vir a ser punido, esse é o papel da PF. A mesma Polícia Federal indiciou ontem 33 pessoas no caso do trensalão tucano de São Paulo.  Também cumprindo seu papel de investigar.

    As diferenças entre um caso da PF e o outro não parece ser o processo de investigação, mas os vazamentos seletivos por um lado e a forma como a mídia tradcional aborda cada um deles.

    Hoje, por exemplo, todos os grandes jornais do país dão manchetes buscando incriminar o partido de qualquer forma na Operação Lava Jato. O gancho é o depoimento de Augusto Mendonça, do grupo Toyo Setal, de que teria doado recursos de propina para o caixa oficial do partido. Ao contrário do que toda as reportagens destacam, no entanto, o executivo teria de fato dito que se encontrou com o tesoureiro do PT, João Vaccari, para finalizar a operação, mas acrescentou que “na ocasião não informou a Vaccari que as doações estavam sendo feitas a pedido do então diretor de Serviços da Petrobras”. Ou seja, a ser verdade que houve doação por caixa 1 que poderia envolver propina, o que é praticamente impossível de se comprovar, o tesoureiro do PT não fez nenhum tipo de acerto com o doador. E isso, segundo, o delator do caso.

    Mas Vaccari está sendo achincalhado e transformado em bandido por todos os veículos de comunicação. Ao mesmo tempo nenhum dos 33 indiciados ontem no caso do trensalão tucano teve seu nome citado nas reportagens dos veículos tradicionais. E o caso não ganhou nem destaque nas capas desses jornais. Aliás, o único nome citada nas matérias é o de José Serra, para dizer que “investigado ele não foi indiciado”.

    Ou seja, no caso de uma investigação que envolve tucanos, só o inocentado é citado. No caso petista, alguém que nem é citado é criminalizado.

    Há uma clara desproporção nas coberturas. E ha também uma intenção clara por trás delas. O PT é um inimigo a ser derrotado pela mídia tradicional. E neste momento o principal objetivo não é nem criar clima para um impeachment de Dilma, porque essa operação careceria de outras condicionantes. Impeachment não é apenas uma operação jurídica, ele também precisa de condições políticas.

    Ao que parece o objetivo é o de colocar o PT ou na completa ilegalidade ou o de lhe imputar multas tão altas que praticamente o inviabilizem. A operação em curso (há algum tempo aliás) é a de derrotar o PT. Dilma seria algo para o futuro. E talvez até se tornasse uma operação desnecessária se ficasse completamente amarrada a se defender das acusações e visse seu partido completamente destruído.

    O PT, independente de ter a presidência da República e cinco governadores, hoje é um partido muito mais fraco do ponto de vista simbólico do que já foi no passado. E também por isso se tornou um alvo fácil para qualquer denúncia. Tudo cola no partido.

    E isso tem relação com o fato de em outros momentos a agremiação ter se acomodado na defesa de dirigentes que foram acusados sem provas por um lado e ter sido leniente com outros filiados que claramente estavam envolvidas em ilicitos. O partido parece ter percebido isso e nos últimos tempos e mudou sua postura. Mas sua ação ainda é tímida.

    O que vem pela frente é uma avalanche de acusações para incriminar o PT. O alvo ainda não é Dilma. Ela é o bode na sala. Enquanto petistas estiverem preocupados em defendê-la, o partido vai sendo desgastado e demolido. Até que ninguém terá mais coragem para defendê-lo.

    Na última eleição muitos jovens ousaram colocar a estrela vermelha do PT no peito. Pode ter sido a última vez se a direção do partido não tiver coragem de enfrentar essa batalha com coragem e determinação. E ao mesmo tempo não tiver a ousadia de abrir mais espaços para novas lideranças que batam com firmeza no peito e defendam a história de um projeto que, com altos e baixos, não pode ser tratado e nem se deixar tratar como uma organização criminosa.

  25. Apesar de Aécio e sua claque, o Congresso se manteve firme

    Como bem exposto acima, estão todos sabendo e vendo as manipulações das peças (PF, MPF, TSE, Oposição, Imprensa e STF). Como Dilma não nasceu ontem muito menos Lula e Rui Falcão, cabe arguir que eles estão, do outro lado, preparando a defesa, ainda que ache mais producente um contra-ataque certeiro. 

    O PT também deve voltar sua atenção para suas bases; sindicatos, movimentos sociais, militantes etc. Esta na hora de o partido se mexer ou vai ficar so. 

     

    • Cara comentarista Maria

      Cara comentarista Maria Luisa, o Congresso não se manteve firme não.O Congresso se manteve como sempre foi

      em sua maioria ,na base do  é dando que se recebe.Se deu leva ,se não deu não leva.

  26. Acredito que algo virá pelo

    Acredito que algo virá pelo lado do PT um partido que sempre foi combativo eu considero sinistro esse silêncio e essa retidão toda. Antes eu estava em agonia achava que estavam dormindo e se escondendo hoje eu creio que não. Um partido que lutou tanto para chegar ao poder não ia entregar de bandeja a sua sorte. Se eu fosse a oposição ficaria ligada e desconfiada …..

  27. A que interessar possa.

    O impeachment de Dilma só interessa a Aécio Neves, que está tentando um terceiro turno e a FHC que nutre dor de corno em relação a Lula e busca uma vingança pessoal na base do “pode ser qualquer um desde que não sejam eles”.

    O impeachment de Dilma não interessa a José Serra nem a Alckmin. Dilma presidente coloca o horizonte de suas candidaturas em 2018. Qualquer outra situação transfere esse horizonte para 2022.

    Se o STE decidir pelo impedimento de Dilma e empossar Temer, perdem todos.

    Se o STE anular a eleição para presidente e convocar novas eleições, dará Lula-lá.

    Se o STE impedir a chapa PT-PMDB e empossar Aécio, perdem Alckmin e Serra.

    Isso se, se e se. 

    Se o STF concordar, se o mercado não preferir Dilma à desordem que viria, se Teori Zavascki continuar a ter paciência com os abusos de Moro.

    E essa é a pergunta a ser feita: não sendo o impeachment, qual a jogada de Gilmar?

    • Não se trata disso, não há

      Não se trata disso, não há condições reais para impeachmant.

      A questão é que a oposição golpista trabalha para um clima de catarse e desestabilização do País e isso pode sim acontecer.

  28. Tudo o que Nassif disse desde

    Tudo o que Nassif disse desde o começo vem acontencendo, isso é fato. Mas algumas peças da engrenagem da “operação impeachment’ estão soltas. Por exemplo, o Duque no momento encontra-se solto, Savaski concdeu habeas corpus. Um dos delegados inclusive reclamou que assim “ele não consegue fazer o passarinho cantar”. Nenhum dos presos das construtoras até agora implicou ele diretamente em algum pagamento de propina. Esse aí de agora apenas tangencia.

    Mas o mais importante é que é impossível, mesmo para o Gilmar, reprovar as contas da Dilma, baseado em que uma doação da campanha de 2010 seria fruto de propina. Então a pergunta, porque não logo na campanha de 2014? Está parecendo que eles estão com extrema dificuldade de achar alguma coisa nas contas que faça a ligação direta com algo investigado na Lava Jato.

    É muita forçação de barra, Nassif, querer reprovar as contas baseadas em que construtora que está sendo investigada doou para a campanha, mesmo a de 2014 enão a de 2010. Todas doaram e para todo mundo. Qual é o dinheiro sujo e qual o limpo?

    Entendo que Gilmar tenha a cara de pau para isso. Mas e o pleno? Só se houvesse um ambiente de instasifação popular para que ministros se sentissem pressionados a votar de forma tão “heterodoxa”. O que há é barulho, grosseria e palhaçada, como vimos ontem no congresso. Mas no final a projeto do governo foi aprovado

     

  29. O PT é o meu partido mexeu com ele mexeu comigo!

    Não fiquem só esperando o PT se movimentar, não fique só indignado e calado!

    Faça e ole em seu carro, pixe em seu muro, escreva em um lençol a frase:

    O PT É O MEU PARTIDO MEXEU COM ELE MEXEU COMIGO!

    Faça as pessoas saberem que os 54 milhões de eleitores de Dil[ma existem e que você é um deles pronto a defender o seu voto de qualquer golpe.

    Mãos a obra!

    P.S. Eu escreví em dois sulfites com caneta de escrever em CD e colei com fita adesiva larga e transparente no parachoque do meu carro.

     

  30. Em resumo: os criminosos do

    Em resumo: os criminosos do Judiciário federal, do STF, do MP e da PF não são melhores do que o doleiro Youssef e os funcionários-corruptos da Petrobras.

  31. Na prática do governo, o

    Na prática do governo, o impedimento já ocorreu. O governo eleito não tomará posse, pois a outro foi dado o poder, decisão essa motivada pela Síndrome de Estocolmo que ataca petistas no poder e longe de eleições. O duplo aumento da SELIC é a mesma receita que Armínio usaria e que seu preposto está fazendo. Fora isso, quem hoje reagirá caso um hipotético impedimento de posse venha a ocorrer? O MST defenderá o governo de Kátia Abreu ministra? Os trabalhadores organizados defenderão o governo de Joaquim Levy, Armando Monteiro? A provável manutenção de Cardoso como ministro será um argumento para quem defender o governo dilmista-lulista? 

    Dilma está com enorme dívida (maior que a dívida pública brasileira) com os que foram para as ruas defender sua reeleição. Ela está sonegando o pagamento dessa dívida, assim como fazem muitos dos empresários com quem ela continuamente se reúne.

    De outro lado, esse é um governo forte co m os fracos. Com os indígenas, zero de negociação. Com os quilombolas idem. Com os servidores públicos federais nas diversar greves, corte de ponto. Adams e Dilma sempre corajosos nessas horas. Mas com Gilmar se aquietam. Com a Globo recebem em Palácio em audiência privada, mesmo sendo a empresa (e seus donos, por derivação) devedora da União.

  32. delação premiada
    O instituto da delação premiada, a meu ver, presta um desserviço à cidadania: ensina que não há problema em descumprir a lei desde que depois você entregue quem foi tão fora da lei quanto você, mas deu o azar de não ter sido pego. De outro lado, me parece um atestado de incompetência na condução dos processos investigatorios. É um pouco como a questão da maioridade penal: não dou conta de fazer o que preciso para devolver/integrar à sociedade então, para a realidade não gritar na minha cara o quanto eu fui inepto, encarcero mais cedo e depois, quando lá do outro lado, houver um cidadão desvirtuado eu mais uma vez jogo sobre ele a repressão para que os cidadãos decentes possam circular livremente. Entendo que há casos e casos para a delação premiada e torço para que esta em andamento seja benéfica para a sociedade, mas do jeito como está posta e os interesses a que serve, a mim cheira como vendetta e de uso nada ‘republicano’ – para usar um termo da hora… Não demora muito vamos presenciar esta contaminação na juventude, e aí, vamos ladeira abaixo.

  33. Achei interessante a posição

    Achei interessante a posição de Renato Rovai, Nassif. Não pude ler a todos os comentários. Se já houve algum na mesma linha, sinto ser repetitiva..

    Segundo ele, o intuito maior é, simplificando bastante, enfraquecer, desmoralizar o PT. Dilma ficaria solitária e impedida, com isso, de muitas coisas… Nem interessaria mais o seu impeachment.

    Teorias, teorias… mas que é fato, é. O movimento da oposição é de uma baixeza absurda. Que se punam todos os culpados, oras. Não dá é essa indignação seletiva!

    Aqui, link do texto de Rovai, se me permitem:

    http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/renato-rovai-lava-jato-e-demolicao-pt.html

  34. Pergunta que não cala…

    É incrível o numero de artigos que Nassif já cometeu em relação ao tal “golpe”. O que realmente causa espécie neste leitor é que, em momento algum, o jornalista aventa a possibilidade de que as denuncias sejam reais.

    Faço então uma pergunta ao jornalista:
    Nassif, em sua opinião o que deverá ser feito se, ao fim e ao cabo das investigações, for provado e comprovado que vários partidos usaram dinheiro sujo para financiar a campanha de seus candidatos? O que?

    Eu nem me darei ao trabalho de comentar o item número 2 do artigo. É, para mim, uma das coisas mais bisonhas que já li na imprensa brasileira. O jornalista escreve com a certeza de que todos os brasileiros não passam de “carne com olhos”????? Até o mundo mineral sabe que o senhor Duque é culpado.

    Eu fico aqui a perguntar aos meus botões qual é o interesse que um verdadeiro brasileiro teria em dar cobertura a uma quadrilha que tomou de assalto uma empresa tão cara ao povo brasileiro.

    Senhores, mais vergonha na cara. Olha, se tiver que algemar FHC, Aécio, Lula, Dilma, Graça Foster, Gabrielle, algeme-se TODOS. Os brasileiro que ainda não colocaram sua moral e sua vergonha na cara a serviço de QUAISQUER partidos desejam exatamente isso. Fazer defesa de bandidos. Será isto a politica brasileira????
    Eu fico pensando como algumas pessoas tem a coragem de encarar filhos e netos…

    • Devolvo a pergunta

      O seu inocente, o problema ê que todos sabemos que se tiver alguém para ser algemado, quem será? Ganha um pirulito se acertar.

  35. Acho que a probabilidade da

    Acho que a probabilidade da narrativa do Nassif se concretizar é muito alta. Não esqueçamos que os golpes de Estado hoje não necessitam de tanques e soldados nas ruas. Depois, talvez…

    O golpe pode ser dado por dentro da lei e usando a Constituição Federal. Ora, foi exatamente por isso que houve a batalha no congresso para aprovar novo entendimento legal excluindo os investimentos governamentais do déficit da união. Caso não passasse o que os jornais há dias vêm chamando de “MANOBRA” fiscal (ora, manobra é mesmo o que  na linguagem popular?), abriria-se outra cabeça de ponte a se somar a tentativa de criminalizar as contas da campanha do PT de 2010 através da Operação Lava Jato. 

    Jornais da grande mídia, jornalistas e políticos graúdos da oposição já não tem o mínimo pudor em pedir o impeachment da Presidenta. Mesmo no auge do desgaste de Lula em 2005, havia muito maior comedimento na oposição do que hoje.

    Só não vê quem não quer que há uma aliança explícita entre procuradores, juízes, PF, mídia e PSDB para concretizar o golpe sobre o voto de 54 milhões de eleitores. 

    O que o Nassif faz como jornalista preocupado com o Brasil e com o respeito à democracia é nos alertar. Tempos bicudos virão sim e precisaremos nos mobilizar  em determinado momento nas ruas e disso não tenho mais a mínima dúvida..

  36. Veremos Mouro…

    Fomos 53 milhões de votos dados ao PT-  Dilma – Lula em 2014… ficaremos quietinhos vendo a banda passar caso o golpe de GM e Aécio avance o sinal?

    Esses 4, GM – Aécio – Lobão e FHC – farão o que se um clima ao menos parecido, nem falo de guerra civil, com a Revolução Francesa se instalar por aqui caso o golpe k-nalha que eles planejem der em merda farinhada?

  37. CONTINUO COBRANDO O FIM DA POLÍTICA DO DEIXA PRA LÁ!

    As forças progressistas tem condições, e devem usar todas as suas armas, principalmente para deixar claro o que se defende. Se levassem umas 100 mil pessoas para a frente do STF, exigir o desengavetamento do processo contra o financiamento privado de campanhas, e a volta do VOTO IMPRESSO; o STF ficaria desmoralizado, e deixaríamos o recado de que não estamos para brincadeira. 

    Se eles têm a mídia, nós temos os movimentos sociais, que não podem ser escondidos com suas bandeiras. É preciso demonstrar à sociedade, quem está defendendo a corrupção no Brasil, e desgastá-los ao máximo. Como são extremamente vaidosos, pode ser que a vergonha na cara fale mais alto. Esse tipo de gente preocupa-se muito com a própria imagem, e se a mídia não expõe a podridão que viraram, a sociedade tem a obrigação de fazê-lo. O STF não pode continuar fazendo suas palhaçadas, sem que sofra pressão popular de espécie alguma. A sociedade pode pagar um preço muito alto por essa omissão…

  38. Caso

    Caso o Brasil fique uma semana sem internet, a Dilma cai. Um governo velho e covarde que sem o menor pudor se escora na postura firme e determinada da moçada da blogosfera liberal / progressista.

  39. Eles acham que estão em 1964

    Eles acham que estão em 1964 ou em 1990? Não fazem noção da gigantesca onça que estão cutucando com a varinha curta deles, uma onça que a séculos está com sede de justiça e até de vingança, que não aguenta mais ser desrespeitada e ainda sair como vilão da história. Como no segundo turno, na hora que precisa mostrar a força a esquerda se supera, e garanto que uma reparação histórica de injustiças é tão ou até mais motivador quanto um decisão eleitoral.

  40. Pedido de vista do Gilmar Mendes

    Nassif, esse processo já começou quando o Gilmar Mendes pediu vista da ação da OAB que tenta barrar financiamento de campanha por empresas. Esse processo de impeachment era a segunda opção da oposição. Já que fracassaram na primeira opção, que era a eleição, se voltaram para a segunda. Se o financiamento privado fosse proibido naquele momento poderia atrapalhar o plano.

  41. .

    A análise da direita é de que, mesmo sem ter sucesso com o golpe, o desgaste do governo e a perda de energia com a pressão contínua levará à derrota política e por fim eleitoral.  Portanto, seja qual for o resultado, a vitória final é certa para eles. Fazem isso sem considerar as consequências desastrosas para a nação, não por último economicamente.

    A saida mais prudente para este acuamento sistemático é o passo à frente, ao ataque. Não tem outra forma de enfrentar tal inimigo. 

    Ou o PT enfrenta de cara Gilmar, Aécio e sua gangue, incluindo a mídia, ou eles acabam com o governo.

  42. O que explica o comportamento de Aécio ?

    Os que investiram na campanha de Aécio Neves querem o seu dinheiro de volta.

    O sonho de assaltar o país, em especial as reservas do pré-sal, escafedeu-se às 20:37 hs do fatídico dia 26 de outubro de 2014. Foi naquele momento em que Dilma ultrapassou Aécio, na contagem dos votos para as eleições presidenciais, e elegeu-se, que 1 trilhão e 400 bilhões de dólares (só para citar o que será destinado para educação e saúde até 2030, provenientes da exploração do pré-sal) sumiram como um passe de mágica das mãos dos investidores.

    Aécio, atordoado pelo resultado das urnas, pois considerava-se o ungido pelo destino e pelos deuses para ser empossado Presidente da República, mesmo relutante, aceitou protocolarmente a derrota.

    Em seguida, começaram a cobrança da fatura. Os gangsteres nacionais e internacionais que financiaram a campanha (não falo dos caixas 1 e 2: falo do caixa 3: aquele recurso que vai direto para o bolso do candidato, em dinheiro ou em apartamento em Paris e Miami, p.ex.) o acusaram de vender a vitória como certa, certíssima, e sentiram-se terrivelmente traídos, enganados.

    O rapaz teria dado o golpe de mestre ?

    Ninguém trai gente dessa magnitude sem arcar com as consequências. Os investidores mandaram-lhe o recado: não dá para esperar 2014, mesmo porque em 2014 o nosso candidato será outro.

    Aécio, então, transmudou-se no defensor do golpismo mais descarado e seus fiéis escudeiros também. è preciso entregar o prometido, se não ………………………….

     

  43. .

    O SADP (sistema de distribuição de processos) do TSE, estará viciado?

    “Só dá gilmar”quando o processo “deve ter decisão” desfavorável ao PT e à Dilma e em processo quando a decisão deva ser favorável ao aécio?

    Tudo isso por causa do pré-sal…

    pré-sal, pré-sal, pré-sal!

  44. GILMAR É O PERIGO

    Gilmar Mendes é de longe o homem mais perigoso para o Brasil, primeiro porque ele é muito, mais muito astuto,  um ex-professor amigo meu que estudou com o Glmar na Alemanha me disse que os professores alemaes o admiravam pela sua genialidade, vejam o que ele fez quando estava na AGU/FHC criando a ADPF, espécie de controle de constitucionalidade  la brasileira.

    Então minha gente  FOCO no GILMAR esse é o principal inimigo da Nação.

  45. correção

    Luis, corrige a data na matéria “Um roteiro para entender a operação impeachment”…o seu post anterior é 6 de novembro de 2014, e não 2011. Abração, vidente favorito

  46. Para boi dormir

    Com estes “factóides” realmente Gilmar é um perigo. Os partidos , todos eles, montam estas histórias da carochinha e depois ficam a reclamar dos golpistas. Bem feito!

    TSE investiga empresa que ganhou quase R$ 1 mi do PT

    Firma de SC emitiu notas pelo aluguel de computadores na eleição deste ano

    Suspeita de que empresa existiu só para atender à campanha petista fez tribunal acionar a Receita

    ………………………………………………………………………………………………

    Funcionários do Tribunal Superior Eleitoral suspeitam de irregularidades na contratação de uma firma que prestou serviços de informática para a campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

    ………………………………………………………………………………………………

    O CNPJ da empresa está ativo desde 2003, mas ela só obteve autorização da Prefeitura de Florianópolis –um dos locais onde declara estar instalada– para emitir notas fiscais no início de setembro deste ano, já em plena campanha eleitoral.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/198732-tse-investiga-empresa-que-ganhou-quase-r-1-mi-do-pt.shtml

  47. Nassif, teve um fato anterior
    Nassif, teve um fato anterior que te passou batido. O ato de Gilmar ter sentado em cima do processo que proibia o financiamento de campanha por empresas, mesmo já estando vencido, foi feito de caso pensado. Já naquela ocasião se planejava misturar as contas de campanha de Dilma às propinas do “petrolão”.Mas isto só seria possível se o financiamento privado perdurasse até estas eleições. A trama do impeachment já estava armada desde aquela época. Os caras são profissionais, mesmo.

  48. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome