Pegadinhas de telefonia

Por Luciano Prado

https://www.youtube.com/watch?v=vEaNCoCXcdk width:700 height:394

Duas pegadinhas da Operadora CLARO que rendem fortuna. Para a CLARO, claro.

Enquanto a ANATEL e a Justiça não atuam a grana entre aos milhões.

Trata-se de suposta contratação pelo assinante de serviço denominado “yapp” e o outro “Jet Chat”.

Os valores detectados pelos assinantes variam: R$3,99, R$4,99 e R$7,99. Podem ser semanal ou mensal, a depender do perfil da vítima. Inclusive para os planos de banda larga pós-pagos.

A empresa é gulosa, criativa, portanto, os valores podem vir a ser bem superiores.

A operadora afirma de pés juntos que você contratou o tal serviço. Ao negar a contratação a atendente Judith – aquela que trabalhava na TIM, a mesma que atendeu o Fábio Pochat – tenta convencê-lo de que você pode ter contratado o plano inadvertidamente. Apertando alguma tecla do seu telefone.

Não caia na pegadinha da Judith. Qualquer dúvida ligue para o Fábio Pochat.

Quando o crime vier a ser desmascarado e a operadora advertida a grana já terá entrado e o objetivo alcançado: $$$$$$$$$$$$$$. A água só corre para o mar…

Procurada a ANATEL dirá que só pode agir mediante provocação do assinante.

Não se esqueça, portanto, de pegar o Protocolo com a Judith antes de reclamar com a ANATEL.

Ah! É possível que outras operadoras já estejam também adotando a tal “jabuticaba”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora