Morre general brasileiro que comandava missão no Haiti

Jornal GGN – Morreu, vítima de um infarto fulminante, o general do Exército José Luiz Jaborandy Júnior, comandante da missão da Organização das Nações Unidas no Haiti. Jaborandy tinha 57 anos e assumiu a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah) em 15 de março de 2014, substituindo o general Edson Leal Pujol.

Antes de atuar no Haiti, o general comandou a 8ª Região Militar, em Belém, ligada ao Comando Militar do Norte.

Do O Globo

 
General do Exército José Luiz Jaborandy Júnior sofreu infarto fulminante

RIO – Morreu neste domingo, aos 57 anos, o general do Exército José Luiz Jaborandy Júnior, comandante militar da missão da ONU no Haiti. O brasileiro assumiu a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah) em 15 de março de 2014 em substituição ao general Edson Leal Pujol.

A informação da morte foi confirmada ao G1 pelo filho do militar. Jaborandy teria sofrido um infarto fulminante durante uma viagem do Haiti a Manaus, onde iria conhecer sua neta, nascida há poucos meses.

Sua última missão, antes de atuar no Haiti, foi comandar a 8ª Região Militar, em Belém, ligada ao Comando Militar do Norte. Jaborandy ingressou no Exército Brasileiro em 1976 e se formou pela Escola de Comando e Estado-Maior do Brasil e pelo Instituto de Estudos Superiores Militares de Portugal.

Jaborandy também já serviu como assessor parlamentar do Gabinete do Comandante do Exército. Além de ter sido observador militar do Grupo de Observação das Nações Unidas na América Central (Onuca), em 1991, e da Missão de Observação das Nações Unidas em El Salvador (Onusal), em 1992.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. MORTE DO GENERAL JABORANDY


    Infarto fulminante é pleonasmo, redundância de termo. Não existe. ENFARTE ou ENFARTO quem teve pode contar o que ocorreu e está em recuperação. INFARTE ou INFARTO quem teve foi a óbito. Lamentável um jornalista do Globo ou de qualquer veículo de comunicação não saber disto.

  2. Pêsames aos familiares e amigos

    Que o netinho que ele não chegou a conhecer tenha orgulho do avô. Pêsames aos familiares e amigos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome