ABED repudia declarações de Zema sobre beneficiários do auxílio emergencial

Governador de Minas Gerais afirmou que os beneficiários do auxílio emergencial gastam o dinheiro no bar

Foto Agência Brasil

Jornal GGN – A Associação Brasileira de Economistas Pela Democracia (ABED), de Minas Gerais, publicou nota manifestando repúdio contra o governador do Estado, Romeu Zema (Novo), que afirmou na última terça-feira (5) que os beneficiários do auxílio emergencial gastam o dinheiro no bar. 

“Nós sabemos, infelizmente, que muitas pessoas ao receberem esse dinheiro não fazem uso adequado do mesmo, vão para o bar, para o boteco, e ali já deixam uma boa parte ou quase a totalidade do que receberam”, afirmou Zema.

Com apenas R$ 10 você pode ajudar o jornalismo independente do GGN. Clique aqui e saiba mais

Segundo a Associação, “ainda que insuficiente, esse auxílio é fundamental para mitigar a situação de fome vivida por parte das famílias mineiras, que ainda antes da pandemia já somavam 233 mil domicílios”. Além disso, “o governo Zema (Novo) optou por não cumprir a aplicação mínima obrigatória e ainda escamotear uma baixa aplicação de recursos na Saúde”.

“Portanto, a declaração de Zema sobre o auxílio emergencial foi bastante infeliz, exigindo os devidos pedidos de desculpas à população mineira no triste momento em que o Brasil supera as 600.000 mortes por Covid-19”, diz o texto.

Confira a nota na íntegra:

jornalggn.com.br-nota-abed-minas-auxilio-emergencial-2

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome