Rendimento mensal do trabalhador é o menor em oito anos

Percentual de cidadãos que dependem apenas da própria renda é o menor em dez anos, segundo pesquisa do IBGE

Reprodução Google

Jornal GGN – O percentual de trabalhadores brasileiros que possuem renda gerada pelo trabalho atingiu o menor patamar da série histórica, iniciada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2012.

Ao todo, o total de cidadãos que possuíam renda gerada pelo trabalho caiu para 84,7 milhões em 2020, o equivalente a 40,1% – em 2019, a marca foi de 92,8 milhões, ou 44,3%.

Em 2020, o rendimento médio mensal real domiciliar per capita foi de R$1.349, o que representa uma queda de 4,3% frente ao estimado no ano anterior, quando foi de R$1.410.

Segundo os dados divulgados, as únicas regiões que tiveram aumento nesse valor foram Norte (R$896) e Nordeste (R$891) e, apesar disso, se mantiveram com os menores rendimentos. O maior era do Sudeste (R$1.623), seguido do Sul (R$1.597).

Dependência de programas sociais dispara em dois anos

Do mesmo modo, o levantamento do IBGE aponta uma disparada na proporção de famílias que recebem benefícios de outros programas sociais.

O percentual de famílias dependentes de benefícios sociais saltou de 0,7% em 2019 para 23,7% em 2020.

Segundo os dados, o avanço se deve o salto se justifica pelo pagamento do Auxílio Emergencial pago para reduzir os efeitos da pandemia entre trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEI).

Dentro do mesmo período de análise, a proporção de famílias que recebiam o Bolsa Família caiu de 14,3% para 7,2%, uma vez que parte dos beneficiários passou a receber o Auxílio Emergencial.

“Se um beneficiário do Bolsa Família recebia um valor menor do que Auxílio Emergencial, ele passava a receber esse auxílio”, explica a analista do IBGE Alessandra Scalioni.  

Desta forma, a analista afirma que houve uma migração de pessoas que recebiam Bolsa Família para a rubrica do Auxílio Emergencial.

Leia Também

4 mil trabalhadores podem entrar em greve contra a privatização dos Portos

PT vai ao STF por Bolsa Família e denuncia exclusão de 25 milhões de beneficiados por Bolsonaro

Câmara aprova prorrogação de desoneração da folha de pagamento

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carioca

- 2021-11-19 14:12:57

A pergunta que ninguem responde: COMO SE DIMINUI ISSO ? P.S.- Estamos em 21 anos do século XXI .... https://valor.globo.com/brasil/noticia/2021/11/19/rendimento-mensal-do-1percent-mais-rico-e-35-vezes-superior-a-renda-dos-50percent-mais-pobres-diz-ibge.ghtml

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador