A inacreditável Secretaria Nacional de Direitos Humanos, do caso Davati

No lado direito, um quadrado com 16 símbolos, aparentemente de instituições associadas. Uma olhada mais meticulosa irá conferir que, entre eles, está o símbolo da Casa Branca, do Mossad, da Sociedade Histórica do Capitólio, ao lado de uma série de sites ligados a militares da reserva, que vivem de doações.

Publicado em 27 de julho de 2021

Se alguém ainda mantinha dúvidas sobre o baixíssimo nível do governo Bolsonaro, e dos militares que se acantonaram no Ministério da Saúde, analise-se melhor a tal Secretaria Nacional dos Direitos Humanos (SENAH), a falsa ONG do Distrito Federal, presidida pelo reverendo Amilton Gomez, e que emplacou o cabo Dominguetti nas negociações com o Ministério da Saúde. Trata-se de um arquipélago de falsas ONGs humanitárias.

Vamos a uma pequena passada de olhos pelo site da falsa ONG.

Na home há o nome em inglês de uma tal American Diplomatic Mission International Relations.

Na parte inferior da home, explica-se que “a Missão Diplomática Americana de Relações Internacionais (ADMIR) é uma organização internacional humanitária sem fins lucrativos,”, reconhecida por diversas entidades internacionais.

No lado direito, um quadrado com 16 símbolos, aparentemente de instituições associadas. Uma olhada mais meticulosa irá conferir que, entre eles, está o símbolo da Casa Branca, do Mossad, da Sociedade Histórica do Capitólio, ao lado de uma série de sites ligados a militares da reserva, que vivem de doações.

Na metade de baixo da home, as entidades que avalizam a Senad:

  • Organização diplomática, de acordo com a Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas www.legal.un.org/ilc
  • Agências Internacionais e Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas www.esango.un.org 
  • Comissão Europeia www.ec.europa.eu por Número de registro: 949642015743-50 para operar nos países em desenvolvimento, registrado no Departamento de Estado da Flórida pelo número do documento N13000003715.

Nenhum desses links funciona.

Na barra inferior, há um menu onde um dos botões é para o Supremo Tribunal Federal. Clicando-se, fica-se sabendo que se trata de um tal Supremo Tribunal Federal Internacional de Justiça IGO, “uma organização intergovernamental sem fins lucrativos e apartidária”.

“A FSCIJ se dedica a educar, inspirar e mobilizar os membros da comunidade da Justiça Maior para apoiar os princípios e o trabalho vital para ajudar as Nações Unidas e defender o engajamento total dos Estados Unidos nas Nações Unidas.www.fscij-gov.org

O link também não leva a nada.

Outra barra é de um Consulado Geral da Ordem de Malta.

Lá, fica-se conhecendo o eminentíssimo Abade Dom Roberto Cohen OSB, OU MONGE PADRE DOM ROBERTO COHEN,  morador de Lauro de Freitas, Bahia.

Segundo as explicações da página

“A Ordem de Malta é uma Ordem Religiosa e de Cavalaria da Igreja Católica, uma única a manter cavaleiros professos, dentre os quais é escolhido o Grão-Mestre, que governa como sóbrio e como superior religioso. Está presente em 55 Países, através de 6 Grão-Priorados, 6 Sub-Priorados e 47 Associações Nacionais. Conta com 13 mil membros e 80 mil voluntários, apoiados por 20 milhões de médicos, enfermeiros e auxiliares. Refinando de hospitais, dispensários, centros médicos etc repartidos por 120 Países. Presta ajuda por ocasião de catástrofes naturais e conflitos armados.”

O Padre Cohen, por sua vez, pertence a uma tal Ordem dos Padres Católicos Romanos no Brasil e no Exterior (ORPABE). Pelo currículo, fica-se sabendo que é médico, diplomata, poliglota, membro da Academia de Ciências de Nova York, do Colégio Americano de Psicanálise, da Associação Médica MUndial, é capelão, juiz de paz, CÔnsul Geral da Ordem de Malta, membro da Sociedade Humanistra Erich Fromm, de Washingtoin, Embaixador Honorário da Paz, membro da Aliança Psicanalítica China América.

O nome de Roberto Cohen aparece também em uma tal “Ordem de São Bento dos Estados Unidos da América” e da “Congregação Beneditina Inglesa”

No site há um número de telefone da suposta Ordem de Malta, que não atende.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

8 comentários

  1. Olá! Acho que há um equívoco. A matéria dá a entender que SENAH e ADMIR são a mesma ONG, não me parece que isso seja verdade. A página da SENAH é esta: https://www.portalsenah.org/. Essa ADMIR não parece ser a mesma organização que a SENAH, o que não quer dizer que não haja relações entre elas. De fato, o sr. Amilton Gomez é membro honorário da tal ADMIR. Creio que a matéria pode ter esse ponto explicitado, pelo amor ao bom debate. Abraços!

  2. Para deixar claro as falsas acusações contra a minha pessoa, primeiro a ADMIR é uma organização verdadeira registrada legalmente e não tem nada a ver com o Presidente Bolsonaro, segundo, temos parceria com várias organizações, direito nosso, terceiro se o Reverendo Hamilton Gomes usou o nosso nome não poreriamos prever isto. Nosso telefone: 62 993260711.

  3. “Famoso” Dr. Zigmund Ziegler Cohen. Monge, padre, médico, psicanalista, Dr. em neurociencia, reitor da American University, juiz de paz, diplomata, embaixador, tenente, coronel. Mais de 10 empresas na Florida, fundadas no nome de Bernice Ziegler, diga-se de passagem um defunto. Que história de vida, esse curriculo ta tipificado no CP nos artigos 171 e 299.

  4. Interessante notar q alem dos padres, pastores e outros estelionatarios de plantao tem um monte de militar da mesma estirpe envolvido nessas seitas malucas, atividades de fachada, picaretagens e lavagem de dinheiro atraves de ONGs.

    A UNIMIR do advogado superman Aldebaran von Holleben q vende a promessa de passaportes diplomaticos é um exemplo como ja citado aqui no GGN. Na ONG dele aparece o militar Flavio Borotti J. Borotti como sendo diretor geral. Já na “ONG” ADMIR do “Roberto Cohen” aka Dr. Ziegler aparece o “Colonel Medical Doctor Dr. Flávio J. Borotti Special Operation BOPE” de novo. Ele aparece em outras destas inclusive na Lazarus Union que é tipo uma maconaria de militares conservadores da reserva na europa mas que tem sede em outros países inclusive sede no Br. Essa Lazarus Union tem status de observador no ECOSOC das nacoes unidas e diz q foram apontados a nobel da paz, q horror.

    Ja a filial no Br, a tal “Corpo Sao Lazaro Internacional Brasil”, é tocada por um tal de “General” Roberto Ortiz (q este ano realmente ganhou uma ordem do merito agricola do governo frances e é vice presida da org intl) com um tal “Coronel” Daniel Guedes. Caras estranhos q nao quero perder tempo agora mas q sao membros com direito a voto nessa org intl incluindo um Adílio Jorge Marques o ja citado Coronel Flávio José Borotti. Essa se utiliza da terminologia militar e publica para dar ar de credibilidade a associacao, sua estrutura e seus membros. Um parenteses se faz aqui pq ha uma outra organizacao com direito a voto nessa Lazarus Union que se chama Uniter, do mesmo estilo, q por sinal esta na mira do governo alemao sob suspeita de ser uma incipiente organizacao paramilitar.

    O aparente modelo de financiamento é que os doadores recebem uma medalha de honra que parece uma medalha militar para financiar acoes filantropicas. Pelo que vi, eles condecoram varios agentes publicos com essas medalhas. A titulo de exemplo essa associacao já foi recebida por politicos e militares incluindo bombeiros e policia. P.ex. Recebidos pela GMC-SP em fev de 2019 e condecoraram funcionarios de alta patente como o ex-comandante Carlos Alexandre Braga e o ex-comandante Adelson de Souza.

    Na verdade como tipicamente observado nessas associacoes de fachada, as acoes assistencialistas sao muitas vezes feitas em parceria com outras instituicoes (ou seja aparecem com umas cestas basicas ou afins para tirar fotos e colocar no relatorio) e o dinheiro das doacoes serve para financiar os luxos e acesso ao poder dos dirigentes. Sao tipo igrejas mas com fachada exclusiva de filantropia. Há uma rede imensa dessas organizacoes, tive que parar de seguir o fio para nao perder o dia.

  5. Meu curriculum é esse mesmo que está exposto e posso provar um por um, é que a mentalidade de criminoso que alguns tem de destruir a vida e imagem de pessoas honestas construiram em toda uma vida é uma ofensa para alguns, infelizmente alguns brasileiros tem orgasmo em destruir o outro.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome