Lewandowski manda Polícia Federal aprofundar investigações sobre Pazuello

Ministro autorizou diligências a pedido da PGR; entre elas, a oitiva da empresa que fornece oxigênio em Manaus

Jornal GGN – O ministro Ricardo Lewandowski acolheu nestas segunda (15) um requerimento da Procuradoria-Geral da República, determinando à Polícia Federal uma série de diligências para aprofundar as investigações sobre a conduta do general Eduardo Pazuello na pandemia de covid-19. O ministro da Saúde passou a ser investigado depois de uma série de erros que aumentaram o número de vítimas do coronavírus, com destaque para o colapso do oxigêncio nos hospitais de Manaus.

No requerimento ao STF, a PGR alegou que “surgiu a necessidade de melhor entender a dinâmica segundo a qual transcorrem os fatos, especialmente no tocante às comunicações entre os distintos órgãos da administração pública e às medidas adotadas para o combate à pandemia.”

A PGR quer que a PF busque informações sobre os gastos do Ministério da Saúde com a produção e distribuição de cloroquina e hidroxicloroquina, que não têm eficácia comprovada contra a covid-19.

Também demandou a oitiva de representantes da empresa White Martins, que fornece oxigênio aos hospitais. Dias antes do abastecimento colapsar, a companhia informou as autoridades sobre a crime em vista, mas Pazuello não teria criado as condições para contornar a tragédia anunciada.

E, entre outras informações, a PGR também quer acesso aos e-mails institucionais trocados entre o Ministério da Saúde e a secretaria de Saúde do Estado do Amazonas e de Manaus, sobre os assuntos ligados à pandemia.

Lewandowski também autorizou diligências a respeito do desenvolvimento do aplicativo “TrateCOV”, por onde cidadãos com sintomas de Covid-19 receberam orientação para buscar o “tratamento precoce” que não tem comprovação científica.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome