Vox Populi: Em SP, Bolsonaro tem 41% dos votos válidos contra 26% de Haddad

Jornal GGN – Pesquisa CUT/Vox Populi divulgada nesta quarta (3) mostra que Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial com folga em São Paulo. Se a eleição fosse hoje, o capitão da reserva teria 41% dos votos válidos entre os paulistas, contra 26% de Fernando Haddad, 14% de Geraldo Alckmin e 9% de Ciro Gomes. A margem de erro é de 2,8 pontos.

No Estado, 38% disseram que Haddad seria pior presidente que Bolsonaro, com 30%. Para 19%, qualquer um dos dois seria ruim.
 
Num segundo turno entre Haddad e Bolsonaro, o capitão da reserva venceria no Estado com 37%, contra 26% de Haddad e 30% de brancos e nulos.
 
Na pesquisa estimulada, Bolsonaro tem 30% dos votos, seguido por Haddad (19%), Alckmin (7%), Ciro (2%) e Marina Silva (1%). Cerca de 27% dos entrevistados não responderam ou optaram por branco/nulo/ninguém.
 
A rejeição de Haddad no Estado governador pelo PSDB há mais de duas décadas supera a de Bolsonaro. O petista tem 65% de “não votaria”, contra 54% do deputado. Alckmin é descartado por 57% e Ciro, por 53%. Marina é rejeitada por 67%.
 
Segundo o VoxPopuli, 79% dos paulistas sabem que Haddad é o candidato de Lula. Não souberam responder 15%. Outros 6% erraram. Outros 62% rejeitaram votar em Haddad pelo apoio de Lula. Uma parcela de 20% disse que votaria, e outros 9% poderiam votar.
 
A pesquisa foi realizada entre 29 de setembro e 1 de outubro, com 1,2 mil paulistas, em pesquisa presencial.
 
GOVERNADOR
 
Na pesquisa estimulada para o governo de São Paulo, Paulo Skaf tem 16%, seguido por João Doria (15%), Márcio França (11%) e Luiz Marinho (8%). Brancos e nulos, 23%. Indecisos e não responderam, 22%.
 
No voto espontâneo, Doria e Skaf estão empatados com 11% cada. França tem 8% e Marinho, 6%. Brancos e nulos, 19%. Indecisos, 41%.
 
No segundo turno, Doria empata com França com 23% para cada, num cenário com 36% de brancos e nulos e 18% de indecisos.
 
Doria e Skaf também termina em empate, com 23% para cada, e outros 37% de brancos e nulos e 17% de indecisos. 
 
Doria e Marinho acaba em vitória do tucano, com 28% a 14%. Brancos e nulos, 40%. Há outros 18% de indecisos.
 
SENADO
 
Na eleição para o Senado, Eduardo Suplicy, na estimulada, tem 37% dos votos válidos, contra 23% de Major Olimpio e 22% de Mara Gabrilli. 
 
PARTIDOS E ANTIPETISMO
 
No Estado, o PT tem a simpatia de 12% e é rejeitado por 25%. O PSDB é o favorito de 3% e rejeitado por 4%. A maioria, 72%, não tem simpatia por nenhum partido.
 
Quando questionados sobre os sentimentos em relação ao PT, 17% dos entrevistados disseram que “detestam” o partido. Outros 22% disseram que não chegam a detestar, mas não gostam. A maioria, 35%, é indiferente. Uma fatia de 12% disse que gosta e outros 9% se declararam petistas.
 
No resultado agregado, 39% foram apontados como antipetistas, 35% neutros, e 22% formariam uma massa a favor do PT.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora