Por que moradores de Bonito de Minas (MG) votaram 100% em Dilma

Sugerido por Mara L. Baraúna

Do Pragmatismo Político

A comunidade que votou 100% em Dilma Rousseff

“Eu nunca tive moleza na vida não. Se o governo não tivesse ajudado, eu já tinha ido pra debaixo da terra. Antes, o pessoal vivia como se fosse escravidão. Depois de Lula e Dilma, tudo mudou”, dizem moradores

Por Patrícia Brito, em Bonito de Minas

A reportagem a seguir é de Patrícia Britto, do blog Brasil Folha. Nela, a jornalista explica por que 100% dos eleitores da comunidade Galho de São Domingos, no município de Bonito de Minas, em Minas Gerais, ao comparar os dois candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff e Aécio Neves, optaram pela reeleição de Dilma.

Em um povoado da zona rural de Bonito de Minas, município do norte mineiro a 644 km de Belo Horizonte, todos os 69 eleitores que votaram no primeiro turno das eleições deste ano têm algo em comum: escolheram a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição.

Para chegar até a Escola Municipal de Galho de São Domingos II, onde foi a votação, a urna eletrônica da zona eleitoral mineira de número 148, seção 378, teve que ser levada em um veículo com tração nas quatro rodas, desde o centro de Bonito de Minas, por 46 km de uma estrada que é toda um areão.

Esse percurso dura mais de uma hora e cruza cenários que vão de um balneário no rio Catulé a terrenos com árvores típicas do cerrado brasileiro, com folhas ressecadas nesta época do ano. O cheiro de queimada é frequente nos meses de seca.

Ao lado do prédio, cercado de mato e areia, a placa apoiada numa árvore informa: “Escola rural de uma sala de aula”.

Nesta sala única, 22 alunos de quatro séries diferentes dividem a atenção da professora, também moradora da comunidade. Com cerca de 50 metros quadrados, a escola tem ainda dois banheiros e uma cantina.

É lá onde votam as 38 famílias que vivem no Galho de São Domingos II, uma das 35 comunidades rurais de Bonito de Minas. Um desses eleitores é o servente Domingos Armindo Ribeiro, 54, que tem uma relação antiga com o local: foi ele quem construiu o primeiro prédio da escola, há 16 anos –na época, uma rudimentar casa de pau-a-pique.

Para a família de Domingos, a vida no povoado se transformou nos últimos anos com a chegada de programas federais como o Bolsa Família, que seus quatro filhos recebem.

“Se o governo não tivesse ajudado meus filhos, o que eu ganho seria pra partilhar com eles”, diz o servente, que recebe um salário mínimo para limpar a escola e fazer a merenda dos alunos.

Antes da construção da escola, seu Domingos fazia bicos para sobreviver, cortando lenha, enquanto a mulher trabalhava na roça.

“Eu nunca tive moleza na vida não, pra mim tudo foi duro, mas está bom. Se o governo não tivesse ajudado, eu já tinha ido pra debaixo da terra.”

O voto em Dilma, diz ele, é para tentar garantir os benefícios que recebem: “A pessoa não quer trocar o certo pelo duvidoso. Antes um na mão do que dois avoando”.

“Os pobres não pulam pro outro lado por medo. Às vezes, os candidatos fazem uma promessa, dizem que vão fazer isso e aquilo, e quando chegam no poder dizem que só vão fazer o que quiserem, e temos que aguentar por quatro anos. A gente não quer sofrer.”

BENEFÍCIOS

Atualmente, mais da metade dos moradores de Galho de São Domingos II são beneficiados pelo Bolsa Família. A energia elétrica chegou em 2007. Há ainda bolsa para afetados pela estiagem, moradias em construção pelo programa Minha Casa, Minha Vida, e as estradas começaram a ser melhoradas com ajuda de máquinas doadas pelo governo federal.

Segundo o prefeito José Reis (PPS), por muitos anos o município teve dificuldades para se desenvolver por estar em uma “zona cinzenta” entre Nordeste e Sudeste, o que começou a ser superado com a chegada dos programas federais.

“O Norte de Minas tem características climáticas do Nordeste, mas quando apresentamos propostas temos certa restrição porque estamos na área geográfica do Sudeste. Não recebemos nem os incentivos do Nordeste nem os benefícios do Sudeste. Ficamos numa zona cinzenta, num vácuo de divisão geográfica, de investimento e de reconhecimento pela União e Estado.”

Para Eustáquio Gonçalves dos Santos, 62, que preside a associação de moradores do povoado, foram esses benefícios que fizeram Dilma conquistar o voto de todos os eleitores do local.

“O trabalho que o Lula fez permitiu que a Dilma desse continuidade. Aqui melhorou foi 100%, e o povo carente não quer perder de jeito nenhum”, disse.

A opinião é compartilhada pela dona de casa Francisca de Assis Viana dos Santos, 60, mulher de Eustáquio.

“Antes, o pessoal vivia como se fosse escravidão. A gente tinha que dividir o que tinha com as pessoas ao redor que não tinham o que comer. Hoje, você pode ver, ninguém perturba mais ninguém pedindo, hoje todas as pessoas da roça têm o que comer.”

Apesar das melhorias, o povoado espera mais avanços, como água encanada e saneamento básico. A água usada para beber e cozinhar, por exemplo, ainda é tirada de um rio que passa ali perto, o Galho Grande, que nos meses de seca tem o nível do leito mais baixo que o normal. E o posto de saúde mais próximo fica no centro da cidade, a 46 km de estrada de terra.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

18 comentários

    • Presa aos 19 anos, condenada

      Presa aos 19 anos, condenada a 15 anos  por sequestro.

      Lutava para implantar uma ditadura socialista no país.

      Aos 25 anos, Aécio trabalhava em banco, enquanto que aos 25 anos, Dilma assaltava bancos.

       

       

      • Aos 14, EU TRABALHAVA EM

        Aos 14, EU TRABALHAVA EM BANCO, como menor aprendiz. Aos 18, eu fiz o concurso do BB e passei.

        Então, o Aécio “trabalhava em banco”. Por acaso ele fez o concurso da Caixa, ou ganhou o cargo do tio?

        • Que concurso punlico Dilma

          Que concurso punlico Dilma participou ?

          Dilma foi “indicada” pelo marido para a FEE e ate hoje é funcionária.

          Quando alguém me diz que é funcionário publico para mim é o mesmo que dizer que é traficante.

          • Peraí! Você mesmo disse que

            Peraí! Você mesmo disse que Aécio “trabalhava em banco”. Já que esse “banco” era a Caixa Econômia Federal, um banco público, seria ele algo parecido com um “traficante” segundo seu conceito?

            PS: Estou apenas me baseando nas suas declarações. As notícias que relacionam Aécio com esse tipo de atividade não vem ao caso (embora seja inevitavel lembrar delas).

            PS2: Desde 1995 não sou mais “traficante”, embora ainda tenha “usuários”, pois agora trabalho com informática, hehehe.

          • Ambos se tornarram chefe do

            Ambos se tornarram chefe do tráfico.

            Você se tornou uma pessoa normal, ou quase anida é petista.

      • Presa aos 19 anos

        Aécio trabalhava em banco??? É muita desinformação, o Aécio foi NOMEADO como diretor de banco! Teve vida fácil desde cedo. Depois ganhou rádio, e tomou o rumo da política, que no Brasil é carreira (não estou fazendo trocadilho com o pó branco).

        Política no Brasil deveria ser para quem tem compromisso com os cidadãos: o político votado e eleito deveria continuar a ter seu trabalho ou empresa, e ser pago apenas pelos debates, reuniões e votações para os quais fosse convocado.

        No Brasil a Política é uma carreira, e esses sanguessugas passam às vezes décadas nas Câmaras, Assembléias ou Congresso. Recebendo vencimentos e benefícios dos cargos e ainda por fora das empreiteiras, bancos, etc.

  1. Acho que outra pergunta que

    Acho que outra pergunta que devemos fazer é: por que a Dilma não teve 100% em outras localidades pobres que só começaram a receber alguma atenção após a eleição do Lula?

    Pobre que melhorou de vida, que participa de programa social e que vota no Aécio? Eu não entendo.

      • Rico que vota no Aécio, tudo

        Rico que vota no Aécio, tudo bem? Não está “se vendendo”, está “pensando no país” (pausa para rir)?

        Eu entendo perfeitamente um rico que vote no Aécio, afinal de contas, eles sabem que seu governo seria para beneficiá-los. Então, eles estão “se vendendo”, ou simplesmente defendendo os seus interesses?

        Pobre que vota na Dilma estaria “se vendendo” então, não defendendo o candidato que eles acham que traria (e trouxe) maiores benefícios para sua família?

        E pobre que não vota no candidato que mais beneficiou a sua família então seria “inteligente” e não um “vendido”?

        Queria ver defender esse ponto de vista com algum argumento sólido.

        • Rico x pobre e uma

          Rico x pobre e uma argumentação infantil não sei se vale o esforço.

          O governo nazista foi muito bom para os pobres, por um tempo pelo menos, mas o preço que pagaram por votar no partido nacional socialista foi muito alto.

          Qual será o preço que pagaremos por votar no PT?

          O PT deseja criar um “socialismo do século 21” seja lá o que isso é.

          Socialismo sem violência não existe. Prefiro a liberdade de ser pobre ou rico do que ter a certeza que no futuro a miséria vai ser reinante nesnte país por que alguns venderam o voto.

          Aécio e o PSDB não são flores, mas não tem planos para transformar este país numa venezuela. Já o PT tem este objetivo.

           

           

          • Há mais de 10 anos, pessoas

            Há mais de 10 anos, pessoas “iluminadas” como Arnaldo Jabor, Reinaldo Azevedo e outros dizem que o PT vai transformar o Brasil em Cuba, Venezuela ou Coreia do Norte.

            Até agora não aconteceu. O que aconteceu foi que São Paulo virou o egito, hehehe.

          • Pega um sapo e coloca na água

            Pega um sapo e coloca na água fervendo e ele pula na hora.

            Coloca ele na água e vai aumentando a temperatura e ele morre sem se mexer.

            O PT só não transformou nosso país em uma Cuba por causa das instituições e por causa do PMDB.

            Mas se dependesse do PT já seriamos a muito tempo uma Venezuela da vida.

            E ver e ouvir o que se fala dentro do partido. Olha o PED 2014 e veja por si mesmo.

            Só pq você não esta vendo blindados nas ruas não significa que não estamos em um processo de Cubanização.

          • Certo: Processo de cubanização!

            É evidente que estamos em processo de cubanização.

            Neoliberalismo é a privatização dos lucros e a socialização dos prejuízos. O caso Sabesp é emblemático, onde 4 bilhões de rais foi distribuídos aos acionistas e nenhuma obra foi feita, mesmo com a conta de água sendo reajustada todo ano.

            Como Lula e Dilma olharam para as classes mais oprimidas, com bolsa-família, pronatec, mais médicos, prouni, refis, minha casa minha vida, luz para todos etc., é evidente que isso é um processo de cubanização.

            Mas falta muito para se chegar a uma Cuba, onde metade dos estudantes vão para a universidade, sem analfabetismo desde 1961 e tem uma das melhores medicinas no mundo. Isso tudo com bloqueio econômico criminoso estadunidense, os maiores terroristas da humanidade, onde mataram milhões de civis.

      • Demotucanos perderam 8 eleições consecutivas

        Essa é para os liberais.

        Tendo em vista que os demotucanos perderam 8 eleições seguidas*, já está disponível alguns projetos no SUS: bolsa-fluoxetina (Prozac), bolsa-clonazepam (Rivotril), bolsa-haloperidol (Haldol) e bolsa-fenobarbital (Gardenal).

        Precisa fazer um cadastro, para análise. Mas até ser deferido, podem pedir 13 músicas no Fantástico.

        * O percentual considerou os votos recebidos dividido pelo eleitorado apto, 2002 1º turno (34 x 17), 2002 2º turno (46 x 29), 2006 1º turno (37 x 32), 2006 2º turno (46 x 30), 2010 1º turno (35 x 24), 2010 2º turno (41 x 32), 2014 1º turno (30 x 24), 2014 2º turno (38 x 36)

        2002-1    39.455.233/115.253.816    34%
        2002-1    19.705.445/115.253.816    17%
                
        2002-2    52.793.364/115.253.816    46%
        2002-2    33.370.739/115.253.816    29%
                
        2006-1    46.662.365/125.913.134    37%
        2006-1    39.968.369/125.913.134    32%
                
        2006-2    58.295.042/125.913.134    46%
        2006-2    37.543.178/125.913.134    30%
                
        2010-1    47.651.434/135.804.433    35%
        2010-1    33.132.283/135.804.433    24%
                
        2010-2    55.752.529/135.804.433    41%
        2010-2    43.711.388/135.804.433    32%
                
        2014-1    43.267.668/142.822.046    30%
        2014-1    34.897.211/142.822.046    24%
                
        2014-2    54.495.915/142.822.046    38%
        2014-2    51.038.023/142.822.046    36%
         

  2. O manchetômetro explica

    Jorge Luís pergunta “… por que a Dilma não teve 100% em outras localidades pobres que só começaram a receber alguma atenção após a eleição do Lula?”

    O manchetômetro explica.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome