Temer montou “quase uma quadrilha” no governo, diz presidente do PSB

Discurso na abertura de congresso nacional marca volta do partido para o campo da esquerda 
 
carlos-siqueira-5_divulgacao-psb-1024x683.jpg
(PSB Divulgação)
 
Jornal GGN – O PSB abriu nesta quinta-feira (01), em Brasília, o congresso nacional da sigla que irá eleger neste sábado (03) a nova Executiva Nacional do Partido, responsável pelo comando da legenda nos próximos três anos. O evento também marca a volta do Partido Socialista Brasileiro ao campo da esquerda, posição que foi se enfraquecendo desde a morte de Eduardo Campos, em 2014.
 
O PSB chegou a integrar a base aliada de Temer, após o golpe parlamentar que levou ao impeachment de Dilma Rousseff. Com as delações da JBS que levaram a Procuradoria Geral da República a abrir denúncia no Supremo Tribunal Federal pelos crimes de organização criminosa e por obstrução de Justiça contra Temer, a sigla passou a fazer oposição ao governo.  
 
No início do congresso nacional, ontem, o presidente do PSB, Carlos Siqueira fez diversas críticas à equipe que ocupa o Planalto. “Temer formou o pior governo da história do Brasil. Ele não montou um governo, montou quase uma quadrilha”, disse. Logo em seguida a plateia começou a gritar “Fora Temer”.  Por outro lado, o filósofo e crítico do capitalismo Noam Chomsky, foi um dos homenageados no encontro. 
 
Siqueira destacou que a PSB não concorda com “retrocessos” da gestão Temer que chamou de conservadora e comemorou o fracasso da reforma da Previdência. Ele pontuou também que o governo do emedebista é “o pior da história republicana do país” e que o PSB “convidou” os deputados da sigla pró-Temer a deixarem a legenda.
 
Eleições e Eduardo Campos 
 
Siqueira está sendo reconduzido à liderança do PSB, o ato formal acontecerá neste sábado (03). A decisão foi tomada internamente após Márcio França, atual vice-governador de São Paulo, desistir de disputar o comando do partido. 
 
Em troca da candidatura de França ao governo do Estado, o PSB trabalha com um possível apoio a candidatura de Geraldo Alckmin ao Planalto. 
 
As chances de uma candidatura própria à Presidência são incertas. Os nomes mais palpáveis seriam o ex-ministro da Defesa e ex-presidente da Câmara Aldo Rebelo e Beto Albuquerque, vice-presidente do partido, que também compareceram ao ato. O PSB também esteve cortejando o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa para disputar a vaga.
 
O fato é que Siqueira defendeu que o partido defina um direcionamento, se possível, fazendo união com outras legendas para impedir a evolução de nomes como do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) a quem definiu como “horror político”. Por outro lado, o PSB não descarta a possibilidade de ficar neutro na disputa pelo Planalto concentrando-se nas eleições estaduais. 
 
Participaram também do ato João Henrique Campos, filho de Eduardo Campos, e Renata Campos, viúva do político que chegou a se emocionar em vários momentos, em um deles quando Siqueira disse que era “impossível” substituir Campos na política. O Congresso aconteceu no mesmo centro de convenções onde ocorreu o lançamento da candidatura do marido, em 2014. 
 
*Com informações do G1 e Estado de S.Paulo
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  FHC, Temer e Sarney vão a ato de Doria para defender vacina

22 comentários

  1. Perto das eleições querem se

    Perto das eleições querem se livrar do golpisto?

     

    Quem se junta com golpista, golpista é……..

  2. Que cara de pau desse
    Que cara de pau desse fdp.
    Pensa que o povo é idiota.
    Agora quer tirar o fiofó da reta. Não adianta , a trolha já entrou.
    Montou uma quadrilha com sua ajuda seu puto.
    É brincadeira esses golpistas !!

    • Cara de pau do Ptismo…

      É hilária se não fosse trágica. Mas é bom recordar…

      Quem colocou a ´quadrilha´ do PMDB na linha de sucessão com TEmer de Vice e Cunha na presidência da Câmara?? 

      Quem elegeu os 380 deputados ´moralistas´ da Câmara foram as alianças do PT com bancadas evangélicas, da bala e do boi.

      Quem escolheu manter a reeleição da DILMA que já havia perdido as condições políticas de governabilidade?

      Quem, para ganhar as eleições, cometeu a maior fraude eleitoral com o ´marketing´ do João Santana U$$ e autorizou fazer a campanha mais sórdida de todos os tempos, em 2014??

      Quem escolheu o AÉCIO para o 2o turno de 2014 apenas por que as pesquisas indicavam que se MARINA-PSB fosse ao 2o. turno ela ganharia da DILMA com folga.

      Quem, após as eleições, adotou o ´programa de governo´ de arrocho no Ministério da Fazenda?

      Quem provocou a recessão e o desemprego de 2015?

      Quem em 2015 deixou de apoiar JULIO DELGADO (PSB/MG) para facilitar a vitória de Eduardo CUNHA na presidência da Câmara??? Se o governo apoiasse DELGADO não haveria nem o ´pedido´ de impeachment. Não teria havido o CUNHA…

      Ahhh sim, foi o PSB?? Não, tudo isso foi obra da cegueira do PT e do governo petista da DILMA que não sabe o que é política.

      A desgraça do Brasil é que o PT, nosso maior partido de esquerda, não compreende que precisa de aliados.

      Preferiu os ´capachos´ mesmo que sejam comprados à custa de centenas de milhões de dólares. Deu no que deu.

      Agora querem nos transferir o que foi de vossa responsabilidade..? Infelizmente terminarão 2018 menores que em 1998.

      O momento de unir as esquerdas é agora. Com o PSB/França em São Paulo. Com apoio ao PT em MG. Com MOLON no Rio. Na Bahia, no Distrito Federal, no Ceará, em Pernambuco, Paraíba, RG do Norte,  Rio G.do Sul, Paraná, Acre, Amapá, Maranhão e outros estados temos condições de reconquistar o poder. Temos bons nomes na esquerda: CIRO, JOAQUIM BARBOSA, HADDAD, TARSO GENRO etc, mas sem a humilidade e leitura política do PT, isso não será possível e perdemos todos.

      O nosso setor do PSB que defende alianças com o PT tem sido enfraquecida pelo própria arrogância e falta de visão política dos petistas. Só pensam em ´nós´, o restante são ´eles´.

  3. Favor não esquecer que esses

    Favor não esquecer que esses FDPs do PSB participaram entusiasticamente do processo de impeachmeant.

     

    • Participamos constrangidos…

      E lamentando tudo de mal que a DILMA fez ao PSB e à nação brasileira.

      Uma presidente com 5% de apoio havia perdido as condições políticas de governabilidade.

      Usando a mesma linha de argumentação… Os FDP dos petistas não reconhecem aliados. Preferem ´comprar´ apoios e por isso, o FDP do Juiz MORO está deitando e rolando sobre as lideranças petistas.

      • Pois está claro que tanta é

        Pois está claro que tanta é sua ignorância que sequer merece uma resposta descente.

        Com certeza acredita na Globo, foi entusiasta confesso do impeachment e agora, que a coisa deu no que deu, faz o que sempre faz todo cínico: tira o corpo fora e põe a culpa nos outros.

        Se precisar tenho a grama alta aqui em casa, onde você poderá pastar alegremente.

  4. Agora Inês é Morta.

    Montou ‘quase uma quadrilha’, é?

    Pois é, esse partido ‘socialista’, com esse mesmo presidente, naquele domingão patético, que envergonhou o Brasil perante o Mundo, com 29 votos e o PDT, também com o mesmo presidente atual, com 6 votos, garantiram o golpeachment na presidente Dilma e ao fim da farsa das pedaladas, colocaram essa ‘quase uma quadrilha’ no poder.  

    Votos obtidos 137 + 29 (PSB) + 6 (PDT) = 172 votos, ou seja, não haveria Golpeachment. 

    Agora se afasta para garantir a eleição dessa fauna ‘socialista de Casa Grande’, para depois garantir golpistas da dita.

    • Antes daquele ´domingão´ nefasto

      houve o ´setembro/2014´ e a mais sórdida campanha contra o PSB irrigado por centenas de milhões de U$ para o João Santana… Esqueceu:

      Houve também a disputa pela presidencia da Câmara. Nosso candidato Júlio Delgado PSB/MG foi boicotado pelo governo Dilma, preferiram perder feio para o Cunha? Esqueceu…

      Em política meu caro não é o último ato que conta… é a sucessão deles. abç

  5. É muita cara de pau. Vai

    É muita cara de pau. Vai dizer que os polítics do PSB não sabiam do que se tatava o “impeachment” e quem eram as pessoas por trás dele? Parece aquela conversa dos tempos antigos, em que o malandro cantava a mocinha, a engravidava, fugia e, à mocinha, restava choramingar: “Ele disse que ia casar comigo.” O PSB é um lixo, ao lado de PPS e outros partidos da mesma laia que não se assumem de direita.

  6. Cegueira do Ptismo…

    É hilária se não fosse trágica. Mas é bom recordar…

    Quem colocou a ´quadrilha´ do PMDB na linha de sucessão com TEmer de Vice e Cunha na presidência da Câmara??  Quem elegeu os 380 deputados ´moralistas´ da Câmara foram as alianças do PT com bancadas evangélicas, da bala e do boi.

    Quem escolheu manter a reeleição da DILMA que já havia perdido as condições políticas de governabilidade?

    Quem, para ganhar as eleições, cometeu a maior fraude eleitoral com o ´marketing´ do João Santana U$$ e autorizou fazer a campanha mais sórdida de todos os tempos, em 2014??

    Quem escolheu o AÉCIO para o 2o turno de 2014 apenas por que as pesquisas indicavam que se MARINA-PSB fosse ao 2o. turno ela ganharia da DILMA com folga.

    Quem, após as eleições, adotou o ´programa de governo´ de arrocho no Ministério da Fazenda? Quem provocou a recessão e o desemprego de 2015?

    Quem em 2015 deixou de apoiar JULIO DELGADO (PSB/MG) para facilitar a vitória de Eduardo CUNHA na presidência da Câmara??? Se o governo apoiasse DELGADO não haveria nem o ´pedido´ de impeachment. Não teria havido o CUNHA…

    Ahhh sim, foi o PSB?? Não, tudo isso foi obra da cegueira do PT e do governo petista da DILMA que não sabe o que é política.

    A desgraça do Brasil é que o PT, nosso maior partido de esquerda, não compreende que precisa de aliados.

    Preferiu os ´capachos´ mesmo que sejam comprados à custa de centenas de milhões de dólares. Deu no que deu.

    Agora querem nos transferir o que foi de vossa responsabilidade..? Infelizmente terminarão 2018 menores que em 1998.

    O momento de unir as esquerdas é agora. Com o PSB/França em São Paulo. Com apoio ao PT em MG. Com MOLON no Rio. Na Bahia, no Distrito Federal, no Ceará, em Pernambuco, Paraíba, RG do Norte, Maranhão e outros estados temos condições de reconquistar o poder. 

    O nosso setor do PSB que defende alianças com o PT tem sido enfraquecida pelo própria arrogância e falta de visão política dos petistas. Só pensam em ´nós´, o restante são ´eles´.

     

    • Militão.Vc defende um
      Militão.

      Vc defende um partido que foi participante de um golpe parlamentar, o que torna vc é todos os seus argumentos patéticos.

      No passado eu me orgulhava quando via o crescimento do PSB EM cargos do executivo e legislativo.

      Vcs vão ser cobrados pela história. Sabe quando vão receber votos de apoiadores de um projeto democrático ? Nunca!!!

    • Militão, “Arraes [Não Mais] Tá Aí”

      Recordar é não esquecer…

      Quem recusou ser vice de Dilma não foi Temer, indicado pelo PMDB como tal, foi Eduardo Campos do PSB, querendo colocar a carroça à frente dos bois e tornando-se vítima de um desses acidentes áereos que, um dia quem sabe, serão explicados em relação ao absurdo de terem ocorridos, como ocorreram, quando ocorreram, onde ocorreram e com quem ocorreram.

      Quem elegeu na coligação 13% dos moralistas (48) da câmara que golpearam Dilma no ‘domingão Deus, Família e Patriotada”, foi o PSB de Eduardo Campos, o PT em sua coligação elegeu 303 deputados, que excluídos os do, PT, PC do B e PDT, representavam 205 e não 380 ‘moralistas’, como informa.

      Dilma só perdeu a governabilidade após a eleição de Cunha na Câmara, por estratégia (sic) dela e assessores diretos em lançar candidato sem viabilidade e não fruto de decisão das instâncias partidárias, que obviamente acataram a imposição e tem responsabilidades sobre isso.

      Quem para ganhar as eleições fez a campanha mais sórdida de todos os tempos? Explique isso. Espero que não seja ‘a santa Marina jamais poderia ser questionada’. Mas quem lançou a Lava Jato para eleger Aécio, via escândalo na Petrobras, redundando na famosa capa da Veja, á véspera da votação: ‘Eles Sabiam de Tudo’? Os golpistas ou o PT?  

      Colocar Aécio no segundo turno só pode ser piada, mostre uma pesquisa na última semana antes do primeiro turno em que Marina ganhe de Dilma no segundo turno, sendo que na semana anterior as pesquisas já indicavam empate técnico (46 Marina e 44 Dilma), com a campanha de Dilma ascendente e Marina descendente (uma semana antes a diferença era de 4 pontos, 47 a 43). Que raios de ‘com folga’ é essa?

      ‘Fraude eleitoral’ se combate com eleição e votos, nunca com sabotagem econômica e golpe.

      Quem mais provocou recessão e o desemprego em 2015, Dilma ou as pautas bombas de Cunha, para viabilizar o golpeachment? 

      Que delíro é esse de não ter apoiado Delgado para Cunha vencer? Cunha com 267 votos venceu em primeiro turno, derrotando Chinaglia, Delgado e Chico Alencar, que juntos somaram 244 votos, sem contar que Delgado foi um dos golpeachments, naquele domingão da vergonha. A campanha para eleição de maioria de deputados pró Cunha presidente da Câmara é parte do golpe, pensado possível antes mesmo da eleição de 2014, basta ver e ouvir os relatos de vários delatores sobre arrecadação de fundos à campanha de Cunha eleger muitos deputados, ‘não sei por que’ não destacados pela mídia Marinho.

      Temos bons nomes na esquerda,…. Joaquim Barbosa? 

      É obvio que houveram falhas não apenas de Dilma e Lula, mas do PT como um todo, em momentos cruciais, como o do delegado Lacerda e da eleição do presidente da câmara, só para ilustrar, mas o fato concreto é que o PSB na hora do golpe estava junto aos golpistas, viabilizando esses que, segundo vosso presidente, montaram “quase uma quadrilha”, e se ele acha ‘quase’ isso que vemos, imagine então se tivessem montado “uma quadrilha”?  

      Abraços

      • Revista Fórum, 15/09/2014 “A derrocada de Aécio”

        Prezado Francisco,

        Vamos aos fatos. Fatos são fatos… Leia essa longa matéria da Fórum… Em 15/09/14 o Aécio estava na lona, com 15%.

        https://www.revistaforum.com.br/digital/164/o-fracasso-da-candidatura-aecio-depois-da-queda-o-coice/ 

        Foi então a partir dessa matéria e da pesquisa ´DataFolha´ daquela mesma semana apontando a queda irreversível do AECIM que a DILMA/JOÃO SANTANA(PT) se deram conta que com AECIO no segundo turno ganhariam as eleições.

        Com MARINA a derrota era certa. Todos os analistas sabiam disso. Aos 40% de votos da MARINA seriam somados os 15% dos votos tucanos. Lògico. De outro lado, os votos da MARINA se dividiram no 2o.turno, o que de fato aconteceu.

        Você argumenta com as pesquisas da última semana da Campanha,

        Lógico, a MARINA/PSB tina 1m30″ e a DILMA tinha 12m de TV e o AECIO mais 6 mins. e desde o dia 16/09 toda a bateria da infâmia campanha da DILMA e também a do Aécio diziam que a ´despreparada´ MARINA era a candidata dos banqueiros e ´iria retirar a comida da mesa dos pobres´.

        Mas, no segundo turno, as duas candidatas teriam exatamente 10 minutos, e os debates seriam somente das duas. Aos votos da MARINA seriam somados os votos dos demais perdedores. E a história seria outra. Os analistas do PT perceberam isso e apelaram. Apelaram muito feio.

        A denúncia contra a MARINA era falsa. Isso não tinha fundamento. A única que apresentou Plano de Governo escrito e publicado em que se recomendavam reformas tributárias, previdenciária e no pacto federativo.

        Portanto, a posição partidária da maioria do PSB, diante do desastre do desgoverno da DILMA que havia perdido o rumo, reflete um sentimento de desforra (que não devia prevalecer, mas prevaleceu), pois quem colocou o PMDB e sua quadrilha na linha direta da sucessão foi o PT.

        EDUARDO CAMPOS, diante do desastre do governo DILMA, tão evidente desde 2012, não ´colocou o carro na frente dos bois´. Ele disse ao LULA se fosse o ex-presidente ele aceitaria ser VICE, mas, ninguém acredita que a DILMA reeleita por mais quatro anos, algum petista aceitaria a sucessão dela pelo EDUARDO/PSB.

        No mínimo exigiriam a volta do LULA para mais oito anos. Ou você tem alguma dúvida disso???

        Agora por exemplo: o PT, às vésperas de um desastre histórico, tem a chance ainda em 2018, de fazer alianças de centro-esquerda com PSB e PDT. Com fortes alianças em São Paulo, Minas, RGSul, Bahia, Ceará, DF, Paraíba, RGNorte, Acre, Amapá, MS, Paraná. E com tais alianças derrotar a direita. Mas, prefere forçar o PSB a fazer alianças à direita mesmo que isso signifique que o PT irá perder tudo. Infelizmente será o Brasil que perderá.

        Se a direita ganhar agora, a nossa geração será responsável pelo maior atraso no desenvolvimento social e econômico do país.

        Enfim, vocês petistas são prepotentes e pretenciosos. Espero que com as derrotas aprendam e melhorem!

        • Aos Fatos

          Caro Militão, aos fatos ou melhor, aos números das pesquisas, para que possa contrastar com o que escreveu:

          Data-Folha

          18/08 – Dilma 36, Marina 21 e Aécio 20     

          29/08 – Dilma 34, Marina 34 e Aécio 15

          03/09 – Dilma 35, Marina 34 e Aécio 14

          10/09 – Dilma 36, Marina 33 e Aécio 15

          19/09 – Dilma 37, Marina 30 e Aécio 17

          26/09 – Dilma 40, Marina 27 e Aécio 18

          30/09 – Dilma 40, Marina 25 e Aécio 20

          02/10 – Dilma 40, Marina 24 e Aécio 21

          Em 03/10, Dilma recebeu 41,5%, Marina 21,5%, Aécio 33,5% e demais candidatos 3,5%, dos votos válidos, percentuais esses não comparáveis com os da pesquisa, que leva em conta brancos e nulos. 

          Marina jamais teve 40% de votos e a soma total dos dois nunca ultrapassou 49% dos votos, a qualquer tempo.

          Temos que trabalhar à política sempre com os pés fincados fortemente na realidade e, goste-se ou não, o PT é aliado e não o maior inimigo, pelo fato de ser o mais forte partido à esquerda. Estamos tratando de política e não de futebol.

          O PT tem sim prepotentes e pretenciosos, em excesso, como também tem heterossexuais e homosexuais, sãopaulinos e corintianos, quem assista e não assista o BBB, quem beba e quem não beba, e por aí vai, como em qualquer outro tipo de agrupamento humano.

  7. Pilantras e oportunistas

    A maioria do PSB é de pilantras. Não esquecendo que o PSB votou em peso pelo impeachment ou seja são coresponsaveis pelo Vampirão do Jaburo

  8. serpentário

    Que me perdoem as serpentes. Agora querem se descolar do golpe. Como alguem que apoia Alckimim  pode estar “de volta a esquerda”??? Isso é uma confraria de pilantras, fisiologicos até os ossos. Há 1 mes atras a viuva estava cortejando Lula …  

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome