TSE chama partidos políticos para acompanhar totalização de votos


Foto: Divulgação

Da Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) convidou os 35 partidos políticos registrados na Corte e mais oito instituições para acompanhar na sede do tribunal a totalização dos votos e divulgação dos resultados do segundo turno das eleições neste domingo (28). 

As instituições convidadas foram: Supremo Tribunal Federal (STF), Congresso Nacional, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ministério Público, Controladoria-Geral da União (CGU), Departamento de Polícia Federal, Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea). A iniciativa já ocorreu no primeiro turno.

Hoje (26), a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, atendeu a uma solicitação da coligação Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos, do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), para que até cinco representantes indicados  pelo grupo e mais cinco representando a coligação O Povo Feliz de Novo, do candidato Fernando Haddad (PT), pudessem acompanhar a totalização dos votos no Tribunal.

Rosa Weber disse, no despacho, que o próprio Tribunal já havia tomado a iniciativa de convidar ambas as coligações para acompanhar a apuração e divulgação de resultados nos dois turnos das eleições. A ministra ressaltou ainda, em sua decisão, que os representantes das coligações poderão acessar quaisquer salas e espaços físicos no TSE, no dia da eleição. 

No primeiro turno, convidado pelo TSE a acompanhar os trabalhos de totalização diretamente na Corte, o PSL não indicou representante.

Realizada pelo TSE a partir das informações dos boletins de urna encaminhadas por uma rede exclusiva pelos tribunais regionais eleitorais (TREs), a apuração é iniciada logo após o encerramento da votação em cada um dos estados. Os representantes indicados poderão acompanhar a totalização dos votos a partir das 17h de domingo.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. De que adianta?
    Eles vão

    De que adianta?

    Eles vão poder ver o que chega da urna e o que sai das máquinas de apuração?

    Tem como separar os votos na urna e o que sai na apuração desta mesma urna e fazer uma comparação?

    Se não puder como saber se os votos da urna não foram transferidos para outro na apuração?

     

  2. Sério? A Rosa Weber que apoia

    Sério? A Rosa Weber que apoia candidato que defende torturador sádico de mulheres e que atribue ao seu opositor perversões que estão em sua mente sombria está chamando os partidos para provar a  isenção desta eleição? 

    O  limite para esses canalhas hipócritas do Judiciário será dado pelo proprio tirano que eles apoiam (caso a tragédia aconteça). Depois do serviço sujo todo o Judiciário será atirado na vala comum dos inservíveis. Porque até tiranos bárbaros tem um código de ética e desprezam covardes. 

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome