Seguro educacional pode garantir formação de estudantes

Foto: Reprodução/ Internet 

Jornal GGN – Há alguns anos existe uma modalidade, pouca conhecida, no mercado: o seguro educacional. A medida pode prevenir dívidas de universitários e estudantes com a unidade de ensino particular e garantir a formação, como esclareceu a Proteste – Associação de Consumidores.

Segundo Serasa Experian, em 2016, o número de alunos do Ensino Médio inadimplentes cresceu 8,5%. Já o débito universitário teve alta de 8,1%. O seguro educacional pode influenciar nesses dados, uma vez que evita dívidas de mensalidades.

Em geral, o serviço cobre as mensalidades caso o pagamento seja interrompido por uma fatalidade, como a morte do contratante por causas naturais, acidentais ou invalidez permanente. Além de custear os estudos por um período de até três meses, caso a pessoa seja demitida sem justa causa ou adquira alguma doença em decorrência da profissão.

Uma pesquisa da Proteste, com 26 unidades de ensino nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, verificou que apenas seis dessas empresas disponibilizam o seguro educacional.

Em São Paulo, as únicas a oferecerem o serviço é a Faculdade São Judas Tadeu e a Escola Pentágono. Já no Rio, quem oferece á a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), a Universidade Estácio de Sá, e as escolas MV1 e Santo Inácio.

Vale lembrar que as instituições não são obrigadas a oferecer o seguro. Mas, às que oferecem, o serviço pode ser ofertado no momento de matrícula. Assim, o pagamento é feito junto aos próprios boletos da mensalidade.

De acordo com o custo, para o aluno é mais vantajoso quando a contratação acontece por meio da escola ou universidade. Afinal, quanto maior o número de clientes contratantes, menor o risco da seguradora.

O valor do seguro pode variar de 1% a 3% do valor da mensalidade. E para disponibilizar o serviço, a seguradora considera o perfil dos responsáveis pelos alunos, o índice de inadimplência e evasão.

Mais sobre o seguro educacional

Além de futuras mensalidades, o seguro educacional pode custear material escolar e uniforme, despesas com formatura e tratamento fisioterápico. Mas o seguro tem carências e as coberturas, em geral, começam a valer depois de 30 dias da contratação.

Quando o serviço é contratado, em caso de morte, invalidez, acidente ou perda do emprego, o cliente deve contatar a empresa conveniada. Depois, o aluno ou responsável irá preencher um formulário e enviar alguns documentos para a seguradora e, depois disso, o serviço será prestado.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome