GGN lança documentário inédito sobre caso Cancellier na segunda (13). Assista ao trailer

O documentário "LEVARAM O REITOR - Quando o modelo Lava Jato adentrou uma Universidade" será lançado na próxima segunda (13)

Jornal GGN – O suicídio de um reitor. A perseguição judicial contra professores e acadêmicos, acusados de corrupção. Provas que não se fecham, depoimentos tendenciosos, jornais aplaudindo. Uma investigação levada à cabo por personagens já conhecidos na sanha punitivista da história recente do Brasil. O caso do reitor Luiz Carlos Cancellier não obteve manchetes suficientes para limpar os danos à sua trajetória de estudante, jornalista, professor, mestre, doutor e reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Foi com esse objetivo que o GGN iniciou, em junho deste ano, uma campanha de financiamento coletivo. Buscamos contar essa história, por meio dos personagens que a viveram e também aqueles que acompanharam de perto os últimos dias de vida de Cancellier até 2 de outubro de 2017.

Foram 18 dias, desde a prisão do então reitor da Universidade Federal e outros seis professores, no dia 14 de setembro de 2017, levados à delegacia da Polícia Federal e, posteriormente, à Penitenciária de Segurança Máxima, em Florianópolis, colocados nus, sendo submetidos a revisão de partes íntimas, de cócoras, algemados nos pés. No dia seguinte, os acadêmicos foram soltos por decisão de uma juíza federal substituta. Mas continuaram impedidos de pisar e entrar na UFSC, enquanto a investigação tramitava.

Conhecido por todos como um reitor que vivia pela Universidade, Luiz Carlos Cancellier tinha o costume de passar, inclusive, os finais de semana dentro da UFSC. Ele morava em um apartamento pequeno, em frente à Universidade. Assim, as medidas restritivas a ele -e demais professores- impostas o proibiam de atravessar a rua de sua própria casa, além de manter contato com aqueles de sua convivência.

Os últimos dias de vida de Cancellier compõem o documentário “LEVARAM O REITOR – Quando o modelo Lava Jato adentrou uma Universidade“, que também aprofunda todas as investigações abertas e processos judiciais contra o ex-reitor e demais professores, com a análise minuciosa dos autos.

Concluído após 5 meses de investigação, pré-produção, produção, entrevistas feitas por videochamadas, edição e imagens foram, ao todo, mais de 20 horas de gravações e a análise de milhares de páginas de peças judiciais de diversos órgãos – Tribunal de Contas da União (TCU), Controladoria-Geral da União (CGU), o inquérito da Polícia Federal, as denúncias do Ministério Público Federal (MPF) e os despachos da Justiça Federal, além de documentos de Fundações e outros obtidos pela investigação.

O resultado ficará disponível ao público na próxima segunda-feira, 13 de dezembro, às 21h, no canal da TVGGN no Youtube. O lançamento contará com um evento prévio, a partir das 19h, com a participação de juristas, acadêmicos e jornalistas. E os apoiadores do projeto #CasoCancellier no Catarse terão acesso antecipado ao documentário, a partir desta sexta-feira (10).

Leia também: Xadrez do caso Cancellier e da marcha não interrompida para a ditadura, por Luis Nassif

.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

JOSE ERB UBARANA

- 2021-12-08 13:22:32

Homicidio

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador