TVGGN explica a história política por trás da vitória de Marrocos sobre Portugal

Na Copa do Mundo, Marrocos se tornou a primeira seleção africana a alcançar as semifinais

Marroquinos comemoram classificação diante de Portugal. Foto: Reprodução/Twitter

Marrocos fez história neste final de semana. Ao bater Portugal por 1 x 0, o país foi o primeiro do continente africano a chegar às semifinais de uma Copa do Mundo.

Porém, o conflito entre as duas nações tem raízes históricas dentro da Península Ibérica e a África. Em 1578, a Batalha dos Três Reis fez Portugal e Marrocos se enfrentarem militarmente.

No episódio, o lendário rei português Dom Sebastião desapareceu e nunca mais retornou. No entanto, seu corpo nunca foi encontrado. Com o sumiço, os cajos tiveram que se unir formalmente aos espanhóis, já que o descendente do trono português, Filipe II, era também o rei do país vizinho.

Portugal e Espanha eram um país só. Assim surgiu o período que ficou conhecido como União Ibérica. A esperança de que o monarca reapareceria para salvar o povo português deu origem ao sebatianismo, que até os dias atuais possui alguma influência.

Entenda esse incidente na TVGGN, com o programa Gol de Letra.

Johnny Negreiros

Estudante de Jornalismo na ESPM. Estagiário desde abril de 2022.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador