A lei anticorrupção americana e sua aplicação seletiva, por André Araújo

Por André Araújo

A LEI ANTICORRUPÇÃO AMERICANA E SUA APLICAÇÃO SELETIVA – Os Estados Unidos tiveram momentos escatológicos de corrupção em sua historia política de 239 anos. A Prefeitura de Nova York e o governo do Estado de Nova York foram símbolos da mais escandalosa corrupção politica que virou palavra de dicionário – Tammany Hall – sinônimo de corrupção.

Há um filme de Deanna Durbin, da década de 40, antológico, onde a atriz chega em Nova York como imigrante com seu pai irlandês analfabeto, é recepcionada no próprio navio por agentes de Tweed, o chefe político de Nova York, é dia de eleição e fazem o pai analfabeto votar 17 vezes, depois arranjam um emprego para ele como superintendente do Central Park, porque sendo analfabeto iria deixar passar toda a roubalheira que eles planejavam fazer no parque.

O Estado de Lousiana e o Estado do Texas viveram sob o manto da mais profunda corrupção politica, o Presidente Lyndon Johnson tem uma biografia das mais pujantes em matéria de corrupção que se liga a ele desde o primeiro dia de sua vitoriosa carreira política. A Prefeitura de Chicago, há quatro gerações nas mãos da mesma família Dailey é outro sinônimo de corrupção politica nos EUA que ajudou decisivamente Kennedy a se eleger com votos comprados, sendo a mesma máquina politica de votos de cabresto patrocinadora da eleição de Barack Obama, poíitico de Illinois onde os Dailey reinam há quase um século. A máquina politica mafiosa de Tom Prendergast dominava Kansas City no Missouri e coube a ele escolher um desconhecido vendedor de camisas para compor a última chapa presidencial liderada por Franklin Roosevelt. Prendergast indicou um certo e desconhecido Harry Truman, que virou presidente pela morte de Roosevelt e depois reeleito. Naquela época os EUA eram dominados, especialmente no Partido Democrata, por máfias políticas regionais que vendiam votos em bloco a troco de futuras vantagens. Hoje diminuiu muito mas ainda hoje o mundo politico e eleitoral americano não é nada limpo.

Leia também:  BBC News: Os 65 dias que levaram o caos ao Capitólio

A Lei Anticorrupção FCPA de 1973 foi um marco na luta anticorrupção empresarial nos EUA. Mas os americanos são práticos. Nem sempre ela se aplica, há circunstâncias e conveniências. O programa OIL FOR FOOD, um conjunto de sanções aplicadas ao Iraque de Saddam Hussein pela ONU permitiu um gigantesco esquema de corrupção onde o total de propinas alcançou US$10 bilhões de dólares e o envolvimento de empresas americanas foi significativo. A trading de petróleo GLENCORE, anteriormente Marc Rich & Co., de Zug na Suíça, no papel uma empresa suiça mas na verdade todos seus sócios eram americanos foi a Rainha do programa Oil for Food, mereceu uma condenação de mais de US$400 milhões e altas penas de prisão promovidas pelo Departamento de Justiça mas no fim tudo foi perdoado pelo Presidente Clinton porque Denise Rich foi uma das maiores contribuintes das campanhas Clinton.

Ver no link o relatorio sobre a corrupção desse programa OIL FOR FOOD produzido pelo respeitado COUNCIL ON FOREING RELATIONS, de Nova York, com os números da corrupção. O professor Marco Antonio Villa se engana quando diz que o petrolão é o maior caso de corropção da historia da humanidade, não fica nem entre os vinte maiores.

O mesmo Iraque volta à cena na segunda invasão, a de 2003, quando a indústria do petróleo foi literalmente saqueada por iraquianos aliados a funcionários americanos, tendo sumido do Ministério do Petróleo e da Companhia Nacional Iraquiana de Petróleo cerca de US$30 bilhões em dez anos via esquemas de trading girados na Jordânia e transações triangulares com bancos de Beirute, um dos quais desviou US$3 bilhões em um só dia.

Leia também:  Trump racha republicanos, mas seu populismo segue fortalecido

Hoje os EUA tem excelentes relações com a SONANGOL, estatal de petróleo de Angola, empresa que vende toda sua produção para os EUA e é operada basicamente por empresas americanas através de contratos de prestação de serviços. A corrupção da família presidencial de Angola, começando pela bonita Isabel dos Santos, no ranking da FORBES com 3,7 bilhões de dólares, que vive entre Londres, Lisboa e Rio, nunca despertou a atenção do Departamento de Justiça, sobre essa empresa que é uma universidade de corrupção em nivel astrofísico.

Há portanto uma seletividade na aplicação da FCPA, depende do alvo, do caso, do País e das circunstâncias.

E aqui temos certos bem pensantes que se extasiam com a pureza e o rigor dessas leis de pretensão extraterritorial.

O despacho da Reuters de agosto deste ano, que já publiquei aqui, dá notícia que o Departamento de Justiça, abastecido por provas que vem do Brasil, tem a pretensão de punir com altas multas empresas brasileiras que estão na lista do “petrolão” mesmo que não tenham qualquer negócio ou transação com os EUA, a Divisão Criminal chefiada por Leslie Caldwell e sua auxiliar Magdalena Boyton, chefe da seção América do Sul, esta participou em 2012 de Congressos do Ministério Público no Brasil, elas pretendem punir empresas puramente brasileiras que só operam no Brasil por conta da lei americana FCPA, sequer tem dúvidas que sua jurisdição se projeta para fora das fronteiras americanas.

Leia também:  The Economist: A mídia digital de extrema direita abriu caminho para a revolta em Washington

Provavelmente tem sua dose de razão, a reação aqui é tão passiva que vale a pena tentar cobrar multa no Brasil por atos praticados no Brasil por brasileiros contra uma empresa estatal brasileira.  Provavelmente terão brasileiros para ajudar na cobrança.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

45 comentários

  1. AA, muito bom o texto, faltou

    AA, muito bom o texto, faltou o link citado no 5o paragrafo.

    E quem dera a turma do alinhamento automatico entendesse o que realmente é a corrupção praticada na “matriz”.

  2. Essa geração rede globo que

    Essa geração rede globo que cresceu comemorando quando os mocinhos matavam os malvados indios, acredita que nos EUA vivem o super homem, o homem aranha, o incrível hulk, o homem de ferro e uma centena de heróis da humanidade.

     

  3. Enquanto não houver uma

    Enquanto não houver uma mutação filosófica no homem e ele não entender que materialmente basta possuir o básico para uma vida digna, decente e confortável ( como defendem o Papa e o Mujica, por exemplo ) e que o consumo do luxo e do supérfluo está destruindo o planeta, a corrupção não terá fim.

    O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males.

     

     

    • Brasileiro, sim, mas diferenciado, VIP

      Pois é, que bobagem é essa de “cidadania brasileira”, de querer prosperidade para nós, nossos queridos, nosso país?

      Se os EUA, coitados, em sua pobreza e primitividade querem nosso dinheiro, nossos recursos, vamos deixá-los pegar tudo. Afinal, como disse o André, “americanos são práticos” e nós somos sonhadores delirantes, estúpidos bunda moles. Nada de refletir sobre o que vem daquele país, se é de nosso interesse ou não: é sempre de nosso interesse que os EUA sejam ricos e lindos.

      Nada de boicotar os EUA, boicotemos a nós mesmos.

       

      “Sou brasileiro mas sou VIP, diferenciado.”

       

      • O “valente guerreiro” usa

        O “valente guerreiro” usa máscara pra tirar foto…

        Imagina se nos EEUU aparece um besta desses no meio da rua vestido com as cores de outro país e na mão a bandeira listrada com a palavra “trash” escrita.

          • B I N G O !
            Do que pode ser

            B I N G O !

            Do que pode ser visto do rosto quase encoberto pela máscara (padrão mundial),  pode ser um membro da tropa que roda o mundo, marcando presença em manifestações que disparam o processo de “regime change”. 

  4. muito bom
    Mas não vamos chamar o marco antonio villa de professor.
    Professor foi meu pai que trabalhou na educação 25 anos.

    Quanto a Isabel dos Santos é dona de um bom pedaço de Portugal, quem diria!!!!

  5. A quem interessar possa o

    A quem interessar possa o nome do filme é UM SONHO DESFEITO, de 1948 e conta com a participação do grande Vicent Price. Enjoy it.

  6. Os EUA viveram uma época

    Os EUA viveram uma época histórica, final do sec XIX e início do sec XX, a era dos Robber Barons, os Barões Ladrões – época em que toda essa turma que dá nome a respeitáveis fundações fez o diabo para enriquecer.

    (sobre a expressão “fazer o diabo” – quem a pratica, acredita que vale tudo mesmo: vender carne enlatada estragada, fraudar contabilidade, vender favores, enfim, “o diabo”. Na ética, Vanderbilt, Rockefeller e Roussef se aproximam. Essa gente não se ruboriza com nada).

     Uma época que ficou para trás? Sim, os mecanismos melhoraram muuuuito,… o que não impede que alguns absurdos continuem a acontecer. Podemos citar os gordos bônus dos executivos da falimentar AIG, pagos com dinheiro do governo à época da quebradeira de 2008 – exatamente como os gordos privilégios de nossos políticos, pagos com dinheiro público enquanto continuam alegremente quebrando a sociedade e nosso patrimônio.

    Os nossos daqui são tão ou mais vorazes que os de lá. 

    • Só uma dúvida:

      Existiu Roussef nos eua, na época dos robber barons?

      Ou te referes à presidenta do Brasil? Caso positivo, qual é a falta de ética ruborizante dela? Não valem ilações nem desejos e sonhos da turma golpista. Quro fatos e dados concretos.

      • Robber Barons, Roussef e ética

        Olá Roberto.

        Sabe que até reli o texto que escrevi e me parece que está bem claro lá. O que eu comparei foi a  falta de ética dos Robber Barons e as ações atribuídas a Dilma Roussef para ganhar a eleição, ambos acreditanto que, para que se atinjam os fins (ganhos financeiros ou políticos) vale “fazer o diabo”.

        Dados concretos? Estão todos com o TCU e o TSE, opiniões que, convenhamos, são as únicas que contam. Se eles disserem que está tudo lindo, então está tudo lindo. Do contrário,… bom, aí são outros quinhentos.

        Bom, diversão não há de faltar pelos próximos anos. Nem criatividade! A nova explicação é que as tais “pedaladas” (hoje admitidas, mas negadas à época), bem, as “pedaladas” foram para pagar o Bolsa Família. Como diria o Didi, “Sim, sim, craro, craro…” E ninguém se ruboriza… 

         

        • se for pra pagar banco

          se for pra pagar banco pode…?

          Na época do fhc se queimava boa parte da renda pra “salvar” banco.

           

          • Também não pode.

            E é por isso que liberais de verdade dão risada quando vocês dizem que o FHC é “neoliberal”.

            Capitalismo sem falência, é como catolicismo sem inferno. Ou deixa quebrar, ou o Tesouro Público vira “hospital de incompetente”. Tem que quebrar, até para servir de exemplo para os demais.

            “Salvar” grupos econômicos é intervenção predileta dos desenvolvimentistas – aquela tuma que adora fazer capitalismo com o bolso alheio, geralmente, mirando o benefício próprio. É imoral – usar dinheiro do Zé da Farmácia para ajudar o Magalhães Pinto. Pergunta se o Zé da Farmácia tem a mesma ajuda quando precisa. Claro que não – a Receita hoje até espreme o cara por conta de recibo médico! Isso é a cara da esquerda brasileira, da qual Lula e FHC são os grandes ícones.

  7. A lei anticorrupção seletiva

    Dois pontos que queria explicitar: Deixamos os americanos e chineses  conseguirem os maravilhosos e rentáveis contratos de petróleo de Angola, uma nação amiga com a qual temos séculos de história. E segundo: justiça seletiva? É baseado na Justiça que Paulo Maluf fez sua carreira política de mais de meio século. Então a justiça americana deve ser para todos. E segundo a matéria, realmente não é. Assim é no Brasil, usando a justiça como arma contra os inimigos e não de forma democrática. Por isto é que nunca foi pego na lei da Ficha Limpa. Um peso e uma medida para todos ou nunca teremos uma naçao, mesmo governada por “santos e honestos”. Abs.  

  8. Corrupção

    Não entendi… Parece a estratégia do PT comparando rotos com esfarrapados… Ainda sim se tudo ocorreu nesta ótica, vive-se muito melhor nos EUA do que aqui. O PT e o Lulismo roubam de quem não tem e dizem que os protegem. USA!USA!USA! . A solução é alugar o Brasil ieee!!

    • Realmente da para ver que vc

      Realmente da para ver que vc talvez nem tera a capacidade de entender. Pq vc diz que ele esta comparando os rotos com os esfarrapados? Vc apresenta uma conclusao sem explicitar seu argumento ou a parte que nao entendeu. Quem sao os rotos e quem sao os esfarrapados? Me parece que vc acha que ele esta comparando o Brasil com os EUA. Errou, pois ele mencionou que o escandalo da petrobras nao esta entre os 20 maiores do mundo, que nos EUA existem praticas historicas de corrupcao tb e que acionistas de la querem o dinheiro que teoricamente perderam por conta de caso de corrupcao no Brasil.

      Em suma, o autor argumentou eloquentemente e com fundamentos historico-institucionais, relativos à seletividade da “justica” americana, especialmente na relacao do executivo/legislativo com o judiciario, que nao tem “logica legal” os EUA estarem cobrando dinheiro da Petrobras (por consequencia da perda de valor das acoes detidas por americanos) por coisas que aconteceram fora da jurisdicao deles.

  9. Lei anticorrupção Americana

    Nassif

     

    Não venha justificar a corrupção do PT, com a Lei Americana.

    Fosse lá, já tinham derrubado o Presidente e o Lula e Companhia, já estariam presos.

     

    Celso

    • Cortina de fumaca

      Celso, foi uma “cortina de fumaca” para os reais problemas brasileiros. Toda empresa estrangeira que abre um negocio ou tem um escritorio em territorio americano sabe que se houver, comprovadamente, corrupcao nos atos da sua empresa seja nos Estados Unidos ou no exterior, estara sujeita a ser enquadrada na legislacao americana, a qual preve punicao. Toda empresa estrangeira sabe disso. Nao tem nehum bobo na estoria. No artigo da Reuters, os especialistas especulam a possibilidade de que empresas que tenham vinculo com a Petrobras e estiverem sendo investigadas poderiam ser punidas, tambem. Estas empresas indiretas, provavelmente, tem negocios no territorio americano, pelo porte que possuem.

      Enquanto isso, no Brasil, o pais da “Alice nos pais das maravilhas” temos um alto indice de desemprego, inflacao galopante, sem credito para pegar emprestimos no exterior,  indice de violencia de guerra (cerca de 60.000 pessoas morrem por ano), mais que a guerra da Siria que nos assusta tanto, uma educacao formando analfabetos funcionais, sem falar na saude. Mas estamos preocupados com lei de outros paises, que apesar de suas mazelas, nao estao preocupados conosco. Frase biblica: Se apontares para o cisco no olho do tem proximo, tire primeiro a trave que esta em seu olho.

      A solucao para a crise passa pelo ajuste fiscal, infelizmente, mas quem daria seu aval para Eduardo Cunha, Renan Calheiros e Dilma? Ah, ja sei, os 54 milhoes de votantes nela, mas, que agora, nao passam de 10%, ou seja, menos de 5 milhoes de brasileiros. Numero muito irrisorio.

    • Primeiro: se você leu direito

      Primeiro: se você leu direito o autor da matéria não é Nassif e sim Andre Araujo.

      Segundo: se você classifica Andre Araujo como petista, de que planeta você chegou recentemente?

    • É IMPORTANTE

      a comparação, sim!. Porque há muitos (Jornalistas, intelectuais, Professores, empresários) aqui que estão sempre escrevendo “só aqui no Brasil” e influenciam a cabeça de muitas pessoas. 

         O caso da crise 2007/2008 é emplemático. Deveria ter havido uma intervenção em todo sistema financeiro do EUA. Os Estados de todos os países tiveram que bancar a crise, absorveram todo o lixo do sistema financeiro e se houve uma ou outra punição foi só para desencargo de consciencia, pra enganar. Os países terem que bancar tudo é o culpado hoje de não poder ajudar a Grécia, é o culpado de haver desemprego.

          EU sei de ladroeira na Prefeitura de minha cidade desde os 15 anos (há mais de 40 anos) e nunca vi ninguém ir preso. E quase todos os Prefeitos são da Maçonaria.

          A grande imprensa e os falsos moralistas só se preocupam com o Governo Federal, Governos Estaduais, grandes cidades por causa da luta pelo poder. Não tem nada a ver com combate a corrupção.

         Um velho servidor me contou que certa chegou material novo para serviços de saneamento em uma vila pobre. O que fizeram?.

         Arrancaram todo o material velho, já podre de um bairro rico e mandaram para a vila onde ia fazer o serviço e o material novo foi colocado no bairro rico. ISSO explica a situação do Brasil em todas as épocas, muito mais do que corrupção. É O DESPREZO que os mandantes tem pelo povo. Eles não gostam do povo brasileiro.

  10. CORRUPÇÃO E DESENVOLVIMENTO

    Depois de 2003 as regiões Norte/Nordeste receberam grandes investimentos e há um grande desenvolvimento. Milhões de Brasileiros que viviam esquecidos, agora tem melhor vida. A miséria diminuiu. Não é como escrevem Jornalista que eu respeitava, mas com o tempo se tornaram canalhas: “esses Jornalistas inventaram que existe uma nova classe média” e escrevem de forma pejorativa.

    Não é nada disso, apenas a miséria diminuiu, como diz propaganda do Governo e muitos governos e organizações no mundo todo. Os barões da grande imprensa e muitos economistas, Jornalistas semrpe foram contra o aumento do salário mínimo, contra benefícios sociais e agora falam da existência ainda de milhões na miséria apenas por pura demagogia. Nunca houve  preocupação com isso.

         Em que pese a grande crise econômica no mundo o Brasil caminhava bem. Manifestações feitas por grupos que já se dissolveram só trouxeram prejuizos, exatamente porque a questão era somente partidária, ideológica, não havia nada de combate a corrupção e o bem do Brasil.

          O pouco que pude fazer na campanha eleitoral vou continuar fazendo: mostrando esses canalhas que escreveram “lixo” na Bandeira,  que fazem manifestações racistas, pedem a divisão do Brasil. Eu mesmo imprimo e distribuo a canalhice aos eleitores.

           As pessoas mais simples (não importa a classe social) que são as que ganham qualquer eleição, não gostam desse tipo de canalhice.

  11. Coxinhas, como o tal Marcio A

    Coxinhas, como o tal Marcio A Ferreira, que nunca entendem nada, para além do udenismo rastaquera, precisariam fazer um intensivão com o AA. Para saber em que mundo vivem, que não é aquele da mídia brasileira, na qual o próprio Bonner não acredita e nem o Vila, que eles não são bobos.

    Tem um série, AA, que mostra toda essa dinâmica da política americana na época em que os EUA começavam a se tornar a maior democracia do mundo. É Boardwalk Impire, produzido pelo Scorcese, sobre o manda-chuva de Atlantic City durante a lei seca. Inclusive mostra os bastidores (nada puros) da aprovação do voto para as mulheres. Ou seja, coisa que coxinha não entende

    • Mesmo narrativas como a de

      Mesmo narrativas como a de Scorcese são aprovadas pela política estúpida dos EUA.

      O objetivo, antes de denunciar, é reafirmar o poderio bélico desse país estrangeiro. Esses filmes e outras fantasias – ainda que baseadas em fatos – servem para dizer: “Somos fodões mesmo. Vai encarar?”

      Briga, raiva e medo é tudo o que interessa aos EUA que sintamos. E não vejo porque deveríamos sentir o que interessa a eles que sintamos. Uma postura nacionalista e sensata nos faria melhor, creio.

      De qualquer forma, os EUA não são um país bom para nós, não atendem nossos interesses.

  12. lula e o Viralatismo

    Lula precisa voltar em 2018, para acabar com este viralatismo de alguns brasileiros que se julgam inferiores aos  estadunidenses fazendo de Orlando a capital do Brasil, Kelly Osborne filha de Ozzy disse: quem limparia as privadas se não fosse os latinos? Os portadores crônicos do viralatismo, como o Rodrigo Constantino, se sentirão realizados em Miami…

  13. A elite nos EUA e na Alemanha

    A elite nos EUA e na Alemanha tem o mesmo lema: um falso moralismo e uma crença numa superioridade nata. Eles podem, os outros nao. Simples assim.

  14. Desemprego na Espanha quarta

    Desemprego na Espanha quarta maior economia daEuropa caiu para 21.18% em setembro o que significa que mais de 296.000 espanhóis voltaram ao trabalho. Brasil no auge da crise 7.6%. Olé!

  15. És tu

    Não raro, as opiniões dos leitores me atraem mais do que a crônica em si,

    Celso T. , fodão és tu, que me pusestes pra pensar.

    Nesta terra de tupinambás, a qual faço parte, nunca sabemos exatamente quem é por nós, seu é que há alguém.

    Infelizmente não terás a oportunidade de ler este elogio que faço, pois, so se publica por aqui, opiniões: ou muito bizarras ou preferencialmente  dos pseudos intelctuais e expertes no assunto, mesmo os camuflados.

  16. Isabel “Sonagol “

       AA, 

       Ela é a “Bela” , mas para negócios com o Clã Santos, existe a necessidade de passar pela “Fera”, o que aqui é sabido por todos, desde certa editora de revistas economicas até famosos empreiteiros ( no momento em ” férias forçadas ” ).

        A “Fera” : Um herói da libertação angolana do jugo colonialista , de familia  junto com Santos desde a 1a hora, um dos lideres do MPLA , esquerdista revolucionário internacionalista de boa cepa ( formado na Bulgária dos anos 80 ), uma pessoa simpatica, afavel, de apelido fofo, “Dino” – ou o Camarada General Leopoldino Fragoso do Nascimento. ( //angola-luanda-pitigrilli/who’s-who/l/leopoldino-fragoso-do-nascimento-dino )

        Sem o “bizú”, “barkish”, “beirada”, “pixulé” do Dino, sem negócio.

       

    • Meu caro Junior, vc conhece

      Meu caro Junior, vc conhece Luanda? A receita de petroleo de Angola regula por 32 bilhões de dolares por ano, em dez anos são mais de 300 bilhões de dolares e não investiram 100 milhões em abastecimento de agua,  vem agua da Africa do Sull em navios tanques para misturar no cimento para fazer concreto, depois o Villa diz que o petrolão é o maior escandalo de corrupção na historia da humanidade, merecia uma viagem de ida a Angola para lecionar lá e escovar os dentes com Coca Cola, se for com agua de torneira não dura muito.

      • Ele não vai

           Conheço ele há mais de 30 anos ( 1979 – ele era comunista, próximo ao PCdoB/Caminhando ), nosso ultimo encontro foi há uns 10-11 anos, do jeito que ele é hipocondriaco acho que nem para Joanesburgo ele vai, para fazer as pesquisas sobre Canudos ( bom livro do Marco Antonio ), acho que ele levava agua da casa dele até o Vaza – Barris.

            Luanda é “inesquecivel”, das mansões de milionários a beira mar,  condominios fechados que parecem fortalezas, guardados por homens do exército , ao norte , com restaurantes e boates, onde uma dose de Black Label pode chegar a R$ 250,00 ( o kwanza não serve nestes bairros, é tudo em dolar ou euro ). 

             E os “alojamentos” – fora de Luanda – dos trabalhadores importados da China, parecem os da perifa de Dubai.

             Um cara que trabalhou lá me contou, até é meio comico: Em certa parte da cidade ele se achava “rico”, já quando ia para alguma reunião, festa, jantar , em outra parte da cidade, se achava miseravel. ( Perrier de R$ 50,00 ).

        • Canalhas ou ingênuos?
          Trabalhei mais de um ano em Luanda como Gerente Subsea da Stolt Offshore. Tudo o que se falar por aqui de corrupção é café pequeno perto do que rola lá!

          Esta turma de caipiras sem noção do Paraná, junto com interesses partidaristas da mídia e espertalhões americanos, estão destruindo as Empresas Nacionais e entregando o ouro aos bandidos.

          Só não sei se são rematados canalhas ou se não passam de ingênuos inocentes úteis

  17. Mau Gosto

    Não gostar de americano não é vantagem, afinal a começar pelos próprios ninguém gosta, no entanto, o que me parece importante é ficar alerta para as falcatruas dos caras que nos prejudicam, afinal, como grandes morcegos sabe-se que parte relevante de sua riquesa é conseguida a custa de espertas negociações com o terceiro mundo e que toda sua legislação tem viés seletivo, bastando atentar para as negociatas dos produtores de armamentos com o governo, o absurdo sobrepreço pago e todos achando muito natural, então, se há um lugar onde se pode falar em corrupção endêmica, já sabemos seu endereço. Petrobrás, petrolão e outros eufemismos em moda são apenas segmentos de uma orquestração dos “detentores do capital” extressados com uma realidade inesperada que está durando demais, logo, precisa de solução urgente seja pela insinuação, calúnia ou até mesmo pelo banal golpe e o americano entra de carona para ver se consegue “mamar” algum nessa grande confusão que se tornou um reles caso de corrupção envolvendo os mesmos esquemas existentes a séculos com mudança apenas dos atores já que os pioneiros são casos da pesquisa arqueológica.

  18. COMBATE A CORRUPÇÃO

    somente com o advento do Governo Lula e porque a grande imprensa queria usar as investigações para atingi-lo.

            As mentiras veiculada pela internet, as mentiras até dos Jornalistas contra Lula e sua família, contra Dilma, só demonstra a canalhice do nosso Jornalismo e de grande parte da sociedade brasileira. E há elementos que só focam na última campanha eleitoral

  19. Não somos aliados de ninguém.

    Vamos falar dos EUA porque falar do Brasil não interessa, portanto desviamos o FOCO e criticamos os “malvados favoritos” e assim jogamos areia nos olhos de todos. Ora, ora, as verdades raramente caem por conta própria, porque devem ser superadas com mentiras e enganos. Assim vejamos: “As empresas brasileiras serão punidas pelos “malvados favoritos” e ninguém vai reagir”. Isto é futurismo para criar um desvio de FOCO. Como a roubalheira no Brasil é desenfreada ao ponto do líder do PT no Senado, o pragmático Sibá, propor a descriminalização da corrupção. Ora vejam aonde chegam estes loucos, porque não ver o mal, não falar do mal e tornar-se incrédulo e indignado com outros atores amplificando suas mazelas e associando-os com notícias antigas vai tornar os críticos do atual governo menos crédulos. Estas distrações não irão silenciar os críticos. Os EUA nunca foram e nunca serão exemplo para ninguém. Assim como TODOS os países comunistas: Cuba, Rússia, Coréia do Norte, China. Eles são eles e nós somos nós. O que precisamos é limpar nossa casa do nosso jeito e para questões de foro internacional existe o Itamaraty e os tribunais internacionais. Por favor, não tente nos emotivar ou antagonizar incitando que os contra Dilma são aliados dos “malvados favoritos”. Isto é mentira. Não somos aliados de ninguém.

  20. “Provavelmente tem sua dose

    “Provavelmente tem sua dose de razão, a reação aqui é tão passiva que vale a pena tentar cobrar multa no Brasil por atos praticados no Brasil por brasileiros contra uma empresa estatal brasileira.  Provavelmente terão brasileiros para ajudar na cobrança.”

     

    Acertou em cheio. É impressionante encontrar brasileiros dispostos a ferrar com o proprio país. E os representantes máximos provavelmente estão no mp, o orgão mais politizados e parcial da republica.

  21. “Provavelmente tem sua dose

    “Provavelmente tem sua dose de razão, a reação aqui é tão passiva que vale a pena tentar cobrar multa no Brasil por atos praticados no Brasil por brasileiros contra uma empresa estatal brasileira.  Provavelmente terão brasileiros para ajudar na cobrança.”

     

    Acertou em cheio. É impressionante encontrar brasileiros dispostos a ferrar com o proprio país. E os representantes máximos provavelmente estão no mp, o orgão mais politizados e parcial da republica.

  22. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome