O círculo russo de Donald Trump, por André Araújo

trump_dymytry.jpg
 
por André Araújo
 
O CÍRCULO RUSSO DE DONALD TRUMP – Dmitry Rybolovlev, o rei do fertilizante da Rússia, bilionário que mora em Mônaco, é dono de um banco em Chipre, paraíso bancário usado pelos oligarcas russos para mega lavagem de dinheiro. Esse magnata russo esteve com Trump 17 vezes em 2016 e em cidades onde não tinha qualquer razão para estar, suas viagens sempre coincidiam com as viagens de campanha de Trump.
 
O maior credor de Trump e seu grande financiador nos últimos dez anos é o DEUTSCHE BANK, cujas ligações com o mundo bancário de Chipre são profundas, os bancos de Chipre usam o DEUTSCHE como banco de compensação para operações na Europa Ocidental e EUA, alguns ex-executivos do DEUTSCHE são hoje presidentes de bancos cipriotas. Trump deve atualmente ao DEUTSCHE uma cifra em torno de 1 bilhão de dólares.

 
A grande ligação de Trump com a Rússia é financeira, seus empreendimentos dependem do financiamento de bancos cipriotas usando o DEUTSCHE como front, os bancos de Chipre são por sua vez controlados em boa parte por russos.
 
Os oligarcas russos exportaram nos últimos quinze anos cerca de US$300 bilhões em recursos para o exterior, o circuito de bancos cipriotas é o preferido para essas exportações de capital em grande escala, a ligação da Rússia com esses bancos é antiga e vem desde os tempos do Banque Commerciale pour l Èurope du Nord, banco soviético com sede na Suiça.
 
Investigações do Congresso americano poderão chegar a esse circuito de financiamento, que não é ilegal, mas que tem implicações geopolíticas complicadas. No sistema russo, o poder do Estado se confunde com os oligarcas, não se sabe onde termina um e começa outro. e evidentemente essas operações-Trump são monitoradas pelo Kremlin.
 
0gif-tarja-na_integra.jpg

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora