Washington lança o seu ataque contra BRICS, por Paul Craig Roberts

Enviado por Cleber

Artigo de Paul Craig Roberts (para quem não conhece, conservador, escreve no Wall Street Journal e foi Secretário Assistente do Tesouro no governo Reagan)

Washington lança o seu ataque contra BRICS. A desestabilização do Brasil e Argentina

Dr. Paul Craig Roberts

Tendo removido a presidente reformista da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, Washington agora se livra da presidente reformista do Brasil, Dilma Rousseff.

Washington usou um juiz federal para pedir a Argentina para sacrificar seu programa de reestruturação da dívida, a fim de pagar para os fundos abutre americanos o valor total de títulos argentinos que os fundos abutre tinham comprado por alguns tostões sobre o dólar.

http://www.theguardian.com/world/2014/jun/27/us-vulture-funds-argentina-bankruptcy

Estes abutres foram chamados de “credores” que tinham feito “empréstimos”, independentemente do fato de que eles não eram credores e não tinha feito nenhum empréstimo. Eles eram oportunistas atrás de dinheiro fácil e foram usados por Washington para se livrar de um governo reformista.

O Presidente Kirchner resistiu e, por isso, ela teve que ir. Washington inventou uma história que Kirchner encobriu um suposto ataque a bomba iraniano em Buenos Aires em 1994. Esta fantasia implausível, para o qual não há nenhuma evidência de envolvimento iraniano, foi alimentado a um dos agentes de Washington no escritório do procurador do Estado, e um evento duvidoso de 22 anos atrás foi usado para tirar Cristina Kirchner do caminho do saque americano da Argentina.

No Brasil, Washington usou insinuações de corrupção para obter a cassação da presidente Dilma Rousseff pela Câmara. Evidências não são necessárias, apenas alegações. Não são muito diferentes de “armas nucleares iranianas”, “armas de destruição em massa”, de Saddam Hussein “uso de armas químicas,” de Assad ou, no caso de Dilma, meramente insinuações. O Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos, Luís Almagro, observa que Rousseff “não foi acusada de nada.” As elites apoiadas pelos americanos estão simplesmente usando o impeachment para remover um presidente que eles não podem derrotar eleitoralmente.

Em suma, este é o movimento de Washington contra os BRICS. Washington está se movendo para colocar no poder político um partido de direita que Washington controle, a fim de encerrar as crescentes relações do Brasil com a China e a Rússia.

A grande ironia é que o projeto de impeachment foi presidido pelo presidente corrupto da câmara inferior, Eduardo Cunha, que recentemente descobriu-se ter escondido milhões de dólares em contas bancárias suíças secretas (talvez o seu pay-off de Washington) e que mentiu sob juramento quando negou ter contas bancárias estrangeiras. Você pode ler a história sórdida aqui:

http://www.globalresearch.ca/us-complicity-after-vote-to-remove-brazils-president-key-opposition-figure-holds-meetings-in-washington/5521059

Kirchner e “crimes” de Dilma são os seus esforços para que os governos da Argentina e do Brasil representam a Argentina e os povos brasileiros, em vez das elites e Wall Street. Em Washington estes são crimes graves, e Washington usa as elites para controlar os países da América do Sul. Sempre que os latino-americanos elegem um governo que os representa, Washington derruba o governo ou assassina o presidente.

Washington está perto fazer a Venezuela voltar para o controle da elite espanhola aliado com Washington.

http://sjlendman.blogspot.com/2016/04/new-coup-plot-hatched-in-venezuela.html

Os presidentes do Equador e da Bolívia também são alvos. Uma das razões pelas quais Washington não permitirá que seu cãozinho britânico honre o asilo do Equador concedido a Julian Assange, é que Washington espera ter seu próprio agente de volta como presidente do Equador, em que o asilo de Assange será revogada.

Washington sempre bloqueou reformas na América Latina. Povos latino-americanos continuarão a ser servos americanos até que eles elejam governos por uma tal maioria que os governos possam exilar as elites traidores, fechar as embaixadas dos EUA, e expulsar todas as empresas americanas. Cada país latino-americano que tem uma presença americana não tem outro futuro além da servidão.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

35 comentários

  1. A velha ideologia

    A velha ideologia hamiltoniana da guerra permanente.

    Em tempo: Os Estados Unidos são a face máxima da civilização ocidental, na Idade Moderna, como Roma a foi na Idade do Ferro. Ao mesmo tempo será sua destruição; agora com um agravante: a fome oriental. O dragão acordou e não vai dormir novamente tão cedo.

  2. Concordo com o digno

    Concordo com o digno americano em questão, a única solução para o Brasil é exilar os traidores para miami, new york ou londres, e é bom lembrar que estes traidores se encontram principalmente nos jornalões onde infestam as redações envenenando e enganando o povão.

  3. Perfeito. Esclarecedor o

    Perfeito. Esclarecedor o artigo. Talvez pudesse ter um pouco mais de apuro na tradução. Muitas vezes, pela abordagem do texto mesmo é que acaba sendo perda de tempo debater com um coxinha; Provavelmente são só manipulados, preconceituosos massa de manobra.

  4. A propósito, provavelmente

    A propósito, provavelmente como instrumento dessa política norte-americana de ataque na América do Sul e a outros que lhes incomodam, e especificamente no Brasil; a atuação desestabilizadora desses grupos como ‘Movimento Brasil Livre – MBL” e “Vem pra rua”.

  5. Talvez fosse interessante o

    Talvez fosse interessante o GGN se debruçar, com sua competência para fazer um raio-x nesses grupos “Vem pra rua” e “Movimento Brasil Livre”. Era nítido que toda vez que as coisas estavam se acalmando esses grupos em consórcio com alguém (MPF ou polícia federal) agiam fortemente para trazer de novo a instabilidade.

    • Dilma está caindo por sua

      Dilma está caindo por sua extrema incompetência em assuntos políticos.

      Desde sempre acreditei que o governo deveria ter prendido todos os black blocks e investigar a fundo a vida de cada um. 

      O mesmo deveria ter sido feito com  este vem pra rua e MBL e até o MPL. Como indicar a um órgão com poder de te prender um sujeito como o Janot sem investigá-lo a fundo antes?

      Veja Dilma, que o barulho das ruas também pode ser o abre alas para o silêncio da ditaduras.

      O nosso futuro próximo provará isto.

      Mais uma: o controle remoto também não funciona quando você tem apenas uma opção.

       

       

  6. Em agosto deveremos ter muito

    Em agosto deveremos ter muito cuidado. Um bando de terroristas vai invadir o Brasil. Será fácil identifica-los: eles usarão uniformes dos EUA. Trate a coice e pontapé (mas sem violência física) turista e esportista americano para eles contarem aos seus compatriotas como so EUA são amados pelo mundo.

  7. Nunca é demais repetir

    Nunca é demais repetir a velha frase: nos EEUU não tem histórico de golpe de estado porque lá não tem embaixada americana.

  8. E eu aqui tentando fechar

    E eu aqui tentando fechar parcerias comerciais com brasileiros enquanto o meu próprio governo fica sabotando os meus esforços. Fiquem sabendo que pretendo votar em Sanders se for possível, porquê está mais do que na hora de enterrar essa histeria de “guerra fria”

    • Sanders ou qq outro que se

      Sanders ou qq outro que se apresente com alguma coisa diversa do que existe, se chegar à Casa Branca será enquadrado pelo poder de fato. Obama em campanha encantou o mundo, foi ouvido em Berlim como candidato por mais de 200 mil pessoas. Foi imenso o entusiamo, a expectativa de que, finalmente, a escalada imperial genocida seria estancada. Já na posse o discurso mudou. E mais, muito mais do mesmo nos dois mandatos. O seu legado, que a Hillary (ou Killary) quer preservar, é de morte e destruição de paises. O Brasil é só mais um país sob ataque a ser saqueado. Se o Sander for eleito, não terá poder nenhum para mudar isso.

    • Desista Somebody não vai

      Desista Somebody não vai restar coisa alguma por aqui se esses canalhas tomarem o poder. Acho bom vocês acordarem porque este maldito governo de vocês ainda vai levar todo o povo norte-americano para a cova. Viajando na maionese, às vezes eu imagino que há um grupo de ETs malígnos governando o Império. Os demais impérios da história:os egípcios, os romanos e o império britânico foram mais sábios. Como é possível se destruir o empreendedorismo para colocar em seu lugar a economia financeira? Nós só queríamos crescer, ampliar nossa classe média de forma a alargar, cada vez mais o nosso mercado. Educar nossa população para aumentar a eficiência de nosso trabalho. Em instante algum, os governos trabalhistas caminharam contra o capitalismo. Entretanto, seu governo quer transformar este imenso país, ordeiro, trabalhador e criativo num garimpo sem lei e emporcalhado de crimes e drogas. É bem verdade que sua CIA irá dispor de mais recursos caixa 2 (drogas) para acabar de destruir o mundo. Não vão conseguir (a menos que tenham ajuda ExTerna), mas o que restará serão cinzas do que poderia ter sido a Humanidade!

  9. Acho que o trecho final

    Acho que o trecho final traduz o que eu quero dizer quando escrevo: “Tira os EUA da tomada que a crise política na América do Sul acaba”. Já percebemos que existe aqui uma grande parcela da população que tem consciência do quanto é nociva a interferência dos EUA. Além disso também temos no setor político pessoas que sabem disso. Falta que surja alguém com coragem para estimular o povo a colocar em prática a sugestão do jornalista:

    “Povos latino-americanos continuarão a ser servos americanos até que eles elejam governos por uma tal maioria que os governos possam exilar as elites traidores, fechar as embaixadas dos EUA, e expulsar todas as empresas americanas. Cada país latino-americano que tem uma presença americana não tem outro futuro além da servidão.”

    • Acho que só teremos jeito

      Acho que só teremos jeito quando este império malígno, ou cair de podre, ou for aniquilado numa troca nuclear. Aí ajustaremos contas com os canalhas daqui.

  10. E no ataque ao Brasil

    E no ataque ao Brasil contando com a colaboração de ex-“esquerdistas”  nativos que Washington nunca repeliu. Até protegeu  nos anos de chumbo. Além, claro, de uma enorme legião que topa tudo por um punhado de dólares e dos devidamente doutrinados para a missão. No âmbito das instituições,  NADA ficou de fora. Por ação ou inação,  tudo facilitado.

     

  11. Sabe o que dói mais mais? Ver

    Sabe o que dói mais mais? Ver um americano conservador escrevendo isso e nossa elite, representada pela grande imprensa e pelo Judiciário , sendo cúmplice do golpe e destruindo o futuro do país.

    • Roberts NÃO é mais

      Roberts NÃO é mais conservador, mudou de lado há uns 20 anos, hojé um critico radical do sistema economico americano, muito conhecido nos EUA exatamente por causa de suas ideias contestadoras atuais. É um ferreo defensor do Estado palestino e total critico do Estado de Israel.

  12. Os estados unidos estão se

    Os estados unidos estão se degradando a cada dia que passa. Basta assistir aquele documentário drogas s/a que se comprova a sociedade doentia que há por lá. 

    A crise social, já não lhes importam mais, não cuidaram  de seu povo, e nem vão cuidar.

    O interesse do poder político por lá é achar meios de sustentar as empresas americanas espalhadas no 3º mundo.

    Pobres, fracos, e vulneráveis, a américa latina está cheia de lambe botas sem pátria, vendendo terreno na Lua.

    A intensificação e êxito da democracia, e estabilidade econômica, ameaçou o Sistema Capitalista Americano e suas bases, ou embaixadas, como preferir, contra golpeiam fora das regras, fora das leis, com muitas promessas risíveis feitas feitas ao povo, e acordos são combinados em off com os burgueses sem merityocracia nenhuma. Apenas safados, e parasitas como presenciamos no deprimente dia 17 de abril de 2016.

    • Trotsky já dizia isso em

      Trotsky já dizia isso em 1918, que os EUA estavam em decadencia, assim como dizia Hitler em 1933 e o General Tojo dizia isso em Toquio em 1940, Fidel Castro apontava a decadencia em 1959, a decadencia americana é coisa antiga, esqueceram apenas que os EUA se reinventam a cada decada.

  13. qiem diria, um republicano

    qiem diria, um republicano dizendo a verdade…

    é um sucedaneo tucano fazendo tudo para destuir seu próprio governo….

    a frase lapidar é a última – sob qualquier governo, democrata ou republicano…

    • Paul Crai Roberts é uma

      Paul Crai Roberts é uma especie de Bresser Pereira americano, hoje é um “liberal” radical, no Brasil seria radical de esquerda.

      Há uns vinte anos abandonou o “mainstream” e tornou-se super critico do sistema economico e politico dos EUA, é um feroz defensor dos palestinos e critico agudo do lobby judaico americano. Não o critico, concorco com muitas de suas posições.

      Mas é preciso registrar que ele está muito longe das posições republicanas que anteriormente defendia.

      • Paul Craig Roberts ainda é um

        Paul Craig Roberts ainda é um conservador. Só que ele é crítico dos neocons, principalmente desde a invasão do Iraque, mas isso não o torna um liberal radical. Pode verificar que ele ainda é considerado um pensador conservador, mas a moda antiga (criaram até o adjetivo “Paleoconservative” para rotular alguém como ele), critico independente dos caminhos do governo de Washington e do mainstream (grandes corporações,bancos,media,etc).

  14. tirar os sapatos

    Nassif,

    Demorou, mas apareceu.

    Injusto não haver nenhuma citação aos irmãos Koch. Cerra não foi indicado para o MRE por acaso, até porque Washington nunca se conformou em perder o seu cãozinho amestrado, obra daquele desgraçado daquele Lula, logo, a efetivação do governo do fantástico temer recolocará o trem nos trilhos.

    A casagrande tupiniquim, por sua vez, aplaudirá de pé isto tudo, porque a sua tradicional subserviência lembra a fantásica piada do sapo com o escorpião, ” é a minha natureza”. Todos os brazucas voltando a tirar os sapatos, yes…

    E quase todas as pessoas que conheço não conseguem compreender a minha recusa em tirar o visto prá poder viajar praquilo lá.

  15. A hipótese de propina norte-americana para Cunha
    … o tal pay-off, ainda não tinha sido aventada, mas faz sentido com o perfil de Cunha.

    Assim como faz sentido a compra de votos no dia 17 de abril. Aquela alegria pornográfica é típica de quem ganhou muito dinheiro. Só faltou as rajadas de metralhadoras pro alto.

  16. E agora!? Dito isso por Paul

    E agora!? Dito isso por Paul Craig Roberts, quem irá duvidar? Como é que fica a situação do STF? Estamos falando sobre alta traição ao país.

    O STF precisa se manifestar imediatamente!

  17. Lendo o artigo original, dá

    Lendo o artigo original, dá pra ver que o Paul não é convervador, mas um grande marxista e olhem o que ele defende: “Pol Pot is regarded in the West as some crazed figure who emptied entire cities and turned the inhabitants into piles of bones and skulls. He is seen as a madman, but he was just a good Marxist. He understood that if he left the elites and the bureaucracies that served them in place, his revolution was history. The elites would use their media and Washington’s money to overturn the people’s revolution.

    The complete and total inability of Washington to accept democratic outcomes in Latin America
    means that unless Latin America has a Lenin or Pol Pot in its future, Latin America can forget about existing independently of Washington’s control and exploitation by US corporations.”

    O que os países da América Latina precisam e de um Pol Pot para acabar com todos os coxinhas e assegurar a “democracia”.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome