HSBC encerra suas atividades e Procon-SP orienta seus clientes

Foto: Reuters

Jornal GGN – O Procon-SP orienta os clientes do Banco HSBC que, em função do fim se suas atividades, serão absorvidos pelo Bradesco a partir desse sábado, 8 de outubro. A consultoria esclarece todos os direitos do consumidor, a fim de que não aja nenhum prejudicado com a transição. Informações também estão disponíveis nos sites dos dois bancos. 

O HSBC comunicou em nota, fixada em seu site, que os termos e condições de serviços previamente contratados serão mantidos, tais como: taxas, tarifas e limites pelo período negociado. O Procon-SP destaca a atenção necessária por parte dos clientes que caso não tenham os contratos de serviços ou produtos adquiridos, solicite uma cópia junto ao banco. Além do cuidado na hora de consultar os extratos e verificar se não há cobranças indevidas.

Também fica claro que qualquer informação sobre as condições de serviços oferecidos pelo banco por meio de folheto distribuído dentro da unidade, enviado pelo Correio ou apresentada em publicidade, mantém sua validade e deve ser cumprida, mesmo que não determinada em contrato. Ainda, segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), o contrato não pode ser alterado unilateralmente e toda mudança deve ser informada com antecedência ao consumidor.

Desta forma, se o cliente se sentir prejudicado ou houver alguma mudança nas condições acordadas em pacote de serviços, taxas, linhas de crédito, fundos de investimentos etc, as reclamações podes ser registras junto à ouvidoria da instituição bancária, Banco Central e no Procon.

Veja as orientações pelos sites:

https://www.hsbc.com.br/1/2/comunicado?WT.ac=HBBR_PVDS0101

http://boasvindas.bradesco/bemvindo/.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. E os processos contra o HSBC? – Andaram?

    Brasil 247, 17 de fevereiro de 2015:

    Sonegação no HSBC é 10 vezes maior do que a Lava Jato:

    http://www.brasil247.com/pt/247/parana247/170281/Sonega%C3%A7%C3%A3o-no-HSBC-%C3%A9-dez-vezes-maior-que-a-Lava-Jato.htm

    Carta Capital, 14 de julho de 2015:

    Swissleaks, escândalo de fraude fiscal e lavagem de dinheiro no banco inglês HSBC, foi revelado este ano por dois jornalistas do Le Monde, Gérard Davet e Fabrice Lhomme, a partir das informações fornecidas por um ex-empregado do banco, Hervé Falciani, às autoridades do Fisco francês, em 2009. O trabalho de apuração dos dados a que tiveram acesso era tão monumental e envolvia tantos países que eles resolveram compartilhar as informações com o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (Icij), com sede em Washington. 

    http://www.cartacapital.com.br/revista/856/o-paraiso-da-fraude-3757.html

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome