O dia em que o Ministro Cardozo, o Richelieu do Planalto, falou

Quando teve início a grande crise, com os bárbaros se aproximando das muralhas palacianas, o comando da resistência procurou o Ministro Cardozo, ansioso por suas palavras sábias. Ele coçou o queixo e balançou a cabeça com aquele movimento lento e profundo do vero Richelieu do Planalto. Mas nada disse. E todos se acalmaram com seu estilo, próprio dos que não necessitam da palavras para transmitir segurança.

Mas os bárbaros não se acalmavam, querendo  derrubar as muralhas do Palácio. E tornavam-se cada vez mais ousados, não entendendo que a falta de ação do Ministro não era inação, mas fruto de um intenso processo mental de análise da situação. Com o conhecimento jurídico, a sabedoria política, a voz poderosa, ele certamente estava esperando que todas as peças do jogo se encaixassem no seu cérebro privilegiado para montar o quebra-cabeça, a estratégia definitiva.

Seus companheiros entenderam e respeitaram seu silêncio.

Enquanto pensava, uma promotora atrevida avançou além das barreiras e pediu a quebra de sigilo do Palácio. Todos correram de volta à sala do mestre.

– Mestre Cardozo, e agora o que faremos? indagavam auxiliares aflitos.

E ele continuava no mutismo dos grandes estrategistas, balançando solenemente a cabeça, mas com tanta physique du rôle que alguns dos presentes juravam que dos cabelos revoltos saíam chamas de erudição, fagulhas de esperteza, lampejos de tirocínio. Seus discípulos se acalmaram, certos de que ele não iria gastar seu brilho em episódios menores. E mais uma vez respeitaram seu silêncio:

– Quando ele falar, será para apresentar a estratégia definitiva.

No quartel aliado, a Polícia Federal – subordinada ao Ministro – disparava tiros para todo lado, sempre contra o governo. O Senado se agitava, a Câmara regurgitava rebeliões encruadas, os inimigos lançavam setas flamejantes, até que finalmente conseguiram invadir a cidadela emplacando a CPI da Petrobras.

Naquela noite, trancados em uma sala, os estrategistas do Palácio indagavam-se sobre o que fazer. 

Um estrategista político mais afoito imaginou a saída:

– Vamos encher essa CPI com temas que atinjam nossos inimigos. Nossas denúncias abafarão as deles.

Alguém ponderou:

– Isso é um tema jurídico: a CPI não precisa ter foco? E se eles derrubarem no Supremo alegando que precisa ter um objeto definido?

Todos os olhares se voltaram para a referência jurídica, o Ministro Cardozo, que levantou-se de sua poltrona, caminhou em direção ao corredor, sem nada dizer, apenas pensando profundamente, mas tão profundamente que parecia que o pensamento ganhava forma física e descia do espaço como fiapos de ectoplasma diretamente para seu cérebro privilegiado

– Mestre, o que nos recomenda?

O Ministro nem consultou seus alfarrábios. Interrompeu a caminhada, e, com o dom dos que têm a jurisprudência inteira armazenada no cérebro, voltou-se lentamente para o grupo e levantou a mão com o indicador como se apontasse alguma coisa na abóbada da sala. Os olhares se voltaram para a direção apontada, até se darem conta de que era um indicação mental, um sinal apaziguador, tipo “orai e vigiai”. E todos interpretaram como de apoio à tática.

À noite, a Ministra Rosa Weber, do STF, vetou a multi-CPI.

Voltaram todos para o Palácio. E aí finalmente o Ministro Cardozo pediu a palavra.

Houve um murmúrio de emoção. Finalmente, ele exporia a estratégia final, o golpe fatal que derrotaria de vez a oposição, expulsaria os inimigos para longe das muralhas, trazendo a paz de volta ao reino.

Fez-se um silêncio absoluto, tão grande que era possível ouvir o radinho do caseiro do Palácio sintonizado na cobertura da última greve da polícia. Um psiu coletivo calou o rádio, impedindo a conspurcação daquele momento único, em que, pela primeira vez, o Ministro Cardozo iria se pronunciar.

Ele levantou-se lenta e solenemente, jogou para trás os cabelos, como um autêntico  Brossard remoçado, pigarreou levemente, no estilo histórico de Evandro, aguçou o olhar penetrante, como um Mangabeira saindo das brumas do tempo, vestiu-se com a autoridade moral de um Aleixo, a coragem cívica de um Almino, voltou-se para as janelas do Palácio e contemplou o mundo, como fizeram gerações e gerações de juristas que, das Arcadas, ajudaram a construir a República.

Fez-se o silêncio sagrado e o Ministro Cardozo finalmente falou:

– Decisão do Supremo é para ser cumprida!

E nada mais disse, nem lhe foi perguntado, dado o fato de que todos os presentes perderam, eles também, a voz.

Na saída, um amigo intrigado lhe perguntou:

– Mas porque você nunca falava nada antes?

E ele, em tom de confidência:

– É porque não tinha o que dizer. E quando não tenho o que dizer fico nervoso e perco a fala.

131 comentários

  1. O dia em que o Ministro “não” falou…

    O Governo Dilma peca em alguns pontos. O da comunicação é evidente. Mas, manter José Cardoso como Ministro é  dormir com o inimigo. Lamentável. O Lula vai ter muito trabalho para consertar as cagadas “não evitadas” pelo Ministério da Jutiça. 

  2. Acho que ele aprendeu com o

    Acho que ele aprendeu com o Bush quando foi informado do do ataque das torres gemeas em NY, pelo vídeo ele ficou parado, com aquele olhar de peixe morto, e deve ter pensado mil coisas…”por que no meu governo?” , impotente e apenas divagando….e pensar que votei no Cardozo para vereador…Acorda Cardozo ou pede pra sair….

    • Afonso, só uma correção…a

      Afonso, só uma correção…a cara de Bush de espanto foi apenas uma performace, afinal…o ataque as torres gemeas, assim como os demais aviões…. foram todos muito bem esquematizados na Casa Branca. 

    • A Cara do Bush

      Ele ficou pensando se ataque preparado pelo seu governo havia falhado. Não haviam dito AINDA se as torres tinham sido postas abaixo conforme planejaram. Ficou pensando “MY GOD, SERÁ QUE OS MEUS CARAS FIZERAM MERDA”!

  3. E a chefe?

    Onde está quem nomeou?

    Onde está quem deveria coordenar a ‘politicagem’ politica do governo?

    Tecnicismos e teorias não enche barriga. Lula provou disso em 2005, mas parece que não foi suficiente!

  4. Os ministros do primeiro

    Os ministros do primeiro escalão de qualquer governo são o espelho mais fiel do presidente que os coloca. MInha esperança é que Dilma ache sua prosa mineira – que Nassif mencionou quando ela ainda era quase uma desconhecida – e com muito jeito e jogo de cintura arrume as besteiras que ela mesmo vem plantando em 4 anos. Dilma é típica do líder que acha que gritando, xingando e humilhando os subalternos vai conseguir fazer o que quiser. Ainda sonho que Lula entre aos 45 do segundo tempo. Não é possível que ele não veja que 4 anos de Dilma pode representar mais de década de afastamento do PT do Planalto – repetindo o que FHC vem fazendo com os tucanos. 

    • Excelente observação, Sr.

      Excelente observação, Sr. Joel.

      O que matou o PSDB não foi apenas o neoliberalismo, mas principalmente a incompetência de FHC. E o pior de tudo era que tudo o que FHC fazia era aplaudido de pé pela elite brasileira sem avaliar realmente o que significava para o país. Num ato de fanatismo correligionário, bastava ter o carimbo do PSDB, para ser elogiado pela mídia direitista.

      FHC criou o apagão? A direita aplaudia, pois achava que era inevitável. FHC aumentou a dívida interna de 60 bilhões para 600 bilhões? A elite aplaudia dizendo que era um mal necessário.. FHC aumentava o juros Selic para 40% e gerava 12 milhões de desmpregados? A elite aplaudia, pois se o FHC fez, então era par o bem do país. E outras asneiras, de fazer sentir vergonha.

      Não é de seadmirar que o PSDB tenha saído da presidência como o partido de maior índice de rejeição da história do país.

      Agora o Governo PT, começa a enveredar para rumos semelhantes, após um Governo Excelente de Lula, Dilma começa a mudar discretamente a política econômica. Dilma aumenta os juros Selic e o PIB cai? Os petistas aplaudem de pé, afinal se foi a Dilma do PT quem fez então é bom para o país. Dilma mantém Cardozo para Ministro da Justiça, e ele parece inerte? Os petistas aplaudem. Dilma mantém a política de gasolina barata e quebra dezenas de usinas de álcool no país? A maioria dos petistas aplaudem, afinal não é o emprego deles que foi para o espaço.

      A história se repete, mas apenas para quem é teimoso em aprender. Críticas dentro de um partido, quando construtivas são benéficas. Há a chance de a maioria dos petistas se manifestar e pressionar Dilma a rever suas políticas. Que o PT acorde e preserve a herança bendita deixada por Lula, enquanto há tempo.

  5. Rachando de rir… rs rs rs

     

     

    O que dizer? Nada. Apenas pergunto, qual a função desse Ministro da Justiça no governo? Dizer que “Decisão do Supremo é para ser cumprida”, até o “Zé da padaria” diz… hahahaha   Estratégia que é bom nada… kkkkkkkkkkk

    O que foi me fazendo rir durante a narrativa de o silêncio era porque o “SÁBIO” tinha tudo sobre controle e quando falasse todas as nuvens se dissipariam. Como é mesmo aquele ditado? “O tigre pariu um rato…”? rs rs rs rs

    • Estes pitistas são

      Estes pitistas são engraçados. O blog todo ta infestado de lamurias e gemidos contra pretensos ataques e manobras, teoria da conspiração.

      Esqueceram que é o partido de vcs que esta no poder?

      Este discurso ficava muit bem na oposição. Pena que não existe oposição neste País.

  6. É intrigante…
    Ministros

    É intrigante…

    Ministros ávidos por exposição, holofotes, interventores, criadores de normas, estatutos e até “O domínio do fato tupiniquim” e encarcerar perpetuamente o Dirceu…

    Enquanto isso o Min da Justiça vive INERTE…

  7. A PF virou co-produtora do

    A PF virou co-produtora do Jornal Nacional. Todos os dias alimenta a redação com trechos pinçados habilmente de contextos variados, investigações parciais, conversas grampeadas que deveriam ser mantidas em sigilo, julga, condena, executa a pena de assassinato de reputações, tudo sob o olhar complacente desse ministro omisso e incompetente. As notícias vem de muitas vertentes, mas a direção é uma só: bombardear as hostes petistas. Tá certo quem diz que só o PT poderá destruir o próprio PT.

    • O nome “Padilha” é citado uma

      O nome “Padilha” é citado uma vez numa conversa telefônica entre Vargas e o doleiro, entre milhares de outras conversas deste com políticos de outros partidos, provavelmente também da atual oposição, mas a Globo e outros fazem a festa com esse vazamento especial. Junta-se essa “informação” ao noticiário diuturno sobre o “descalabro” da saúde pública no Brasil e o candidato do PT ao governo de SP já começa a ser fuzilado. A PF é da alçada de quem mesmo? Manchete principal da Globo:

      http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/pf-diz-em-relatorio-que-ex-ministro-indicou-executivo-para-doleiro-preso.html

      • Fosse no governo FHC cabeças

        Fosse no governo FHC cabeças já teriam rolado na PF ou melhor esta nem se atreveria a investigar nada que desagradasse  o poder.

        Já no governo da esquerda meia boca, eles se c**** de medo, e o oligopólio oposicionista de informação tem acesso privilegiado até a investigações sob sigilo de justiça.

        Informantes internos são provavelmente promovidos, ou quem sabem vendem informações e ilações irresponsáveis são espalhadas aos quatro ventos.

        Enquanto isso Zé dos Anéis Presos fica meditando em seu ministério sobre o sério problema do sexo dos anjos,  mas a responsabilidade é de quem o nomeou e dos que aceitam os fatos.

        Quando a esquerda meia boca for retirada do poder, o que parece ocorrerá em breve, pelo oligopólio oposicionista de informação sem regulação  com a colaboração da policia sem controle, ou melhor sob controle da reação,  seus “intelectuais” poderão estudar o case de fracasso em seminários e escreverão  teses interpretativas de alto conteúdo explicativo, onde omitirão a profunda covardia política da meia-boquisse.

         

         

         

         

         

  8. Ministério sem ministro.

    Não adianta ele falar amanhã, ou depois de amanhã, que vai abrir uma sindicância para apurar vazamentos de informações sigilosas na PF, ele não tem condições alguma mais de falar pela PF, ele é subordinado a PF, ele é o ultimo a saber o que passa na PF; a não ser que ele, haja como um homem, e fale o que estar acontecendo de verdade na PF, isso é, se ele saber de alguma coisa.

  9. Por que Dilma não o tirou ?

    Poderia ter aproveitado a reforma ministerial e substitui-lo. Será que ela não percebe o que já estamos vendo há tanto tempo ? A inércia dele, a omissão, tem sido trabalhos extremamente úteis à oposição, visivelmente, golpista.  Ninguém ficaria meditando tanto tempo, deixando a coisa correr solta ao ponto de se chegar a propor violação da intimidade do Planalto e de todo Congresso. Para mim, ele é o Kruel de Dilma. Infelizmente, porque já votei nele mais de uma vez.

  10. Tirando o Cardozo, o Mantega,

    Tirando o Cardozo, o Mantega, o Lobão, a Marta, o Amorim, o Pimentel e o Rebelo que não servem para porra nenhuma, o resto eu nem conheço…

  11. O dia em que o Ministro Cardozo, o Richelieu do Planalto, falou

    O dia em que o Ministro Cardozo, o Richelieu do Planalto falou … e o governo dormiu de touca, e a militância arrancando os cabelos.

  12. Gente, o Cardozo é ruim, mas não é o pior…

    Lembrem que no governo do PT o Tucano Nelson Jobim teve um assento como Ministro de Estado. Ficou 4 anos no cargo, de 2007 a 2011, sempre dizendo que era amigo do Serra e do FHC. Fez questão de dizer que votaria no Serra, e não na Dilma, em 2010. Ainda assim foi mantido no cargo por ela.

    Duvido que num governo tucano um petista fosse nomeado ministro. Ministro nada, nem chefe do protocolo da garagem de alguma repartição…

    Mas o problema não é só nos altos escalões. Tá cheio de Tucano ocupando DAS 4, 5 e 6 em Brasília.

    Não sei como a Dilma se sente tão à vontade almoçando, jantando e dormindo com o inimigo…

    • Nâo sei não Alan, o Jobim não

      Nâo sei não Alan, o Jobim não é flor que se cheire mas até onde eu sei sempre foi leal ao Lula, inclusive no episódeo com o Gilmar Mendes. Consta que romperam uma amizade de anos.

  13. A história desse ministro não

    A história desse ministro não produz apenas um conto, ou uma crônica; ela já tem o suficiente para um livro.

    O que nos perguntamos, desde sempre, é por que a Sra. Dilma Roussef mantém esse abestalhado numa das pastas mais importantes do seu governo, se ele já deu todas as pistas de ser um abestalhado de verdade, e de fato.

    A oposição tá com tudo, e não tá prosa. Agora, que quem não faz, leva, chegou a vez dos petistas, mais uma vez. passarem meses se reunindo numa sala, onde seus adversários farão o que aguardavam de há muito: dar um golpe final, e mortal, no Governo, e nos petistas, com a ajuda da imprensa golpista. Vai ter até um louco como Mário Couto batendo na cara de quem ele chama diuturnamente de ladrões (os petistas). Há dois dias ele quase fez isso contra Lindenbergh Farias, enquanto Aécio também gritava como louco. Ali foi o ensaio do que será essa cpi.

     

  14. Hehehehe….. Nassif, boa,

    Hehehehe….. Nassif, boa, muito boa, só rindo mesmo deste ministro, que está mais para o “bobo da corte” do que para um Richelieu. Pior de tudo é a Dilma o manter por tanto tempo em cargo tão estratégico. Aliás, a Dilma é um fracasso completo em termos políticos.

  15. Até compreendo que se tenha

    Até compreendo que se tenha saudades do absolutismo medieval, mas, apesar de um ex-presidente ter transformado o importante Ministério da Justiça em escritório de advocacia particular, deve-se lembrar das funções de um Ministro desta pasta a serviço de seu povo.

    Então, a saber :

    O Ministério da Justiça tem por missão garantir e promover a cidadania, a justiça e a segurança pública, através de uma ação conjunta entre o Estado e a sociedade. Enquanto órgão da administração federal direta, o MJ tem como área de competência a defesa da ordem jurídica, dos direitos políticos e das garantias constitucionais; a política judiciária; os direitos dos índios; a defesa da ordem econômica nacional e dos direitos do consumidor; o planejamento, coordenação e administração da política penitenciária nacional; entre outros.

  16. Professor Hariovaldo de Almeida Prado

    O mestre Hariovaldo não teria descrito melhor as atitudes do nobre Ministro Eduardo Cardozo.

  17. professor Hariovaldo Almeida Prado

    isto é sr. Nassif,

    uma das melhores coisas que tenho lido aqui.

    a “coisa pública” está tão surreal que parece que todos perderam a noção.

    o governo sustenta o inimigo e pior, é pautado por ele.

    para trazer esse povo à razão o remédio é esse:

    ironia, escracho, gozação, esculhambação, etecétera.

    …..a tempos comentei: o bom humor nos redimirá.

    parabéns de SEIS estrelas para você. :))

  18. se defende ministro!!!

    se ele não for na mesma TV, que expos toda essa história e se defender, vai virar verdade! se a mídia levantou insinuações, ligou fatos, e a NET caiu igual patinhos, cabe a ele o ministro, desmascar tamanha trama.

  19. Parece que nos últimos dias o

    Parece que nos últimos dias o Cardozo esteve empenhado em fazer aprovar o projeto de lei que ele enviou ao Congresso e que leva a sua assinatura, e que alguns conhecem por aí como um tal de Marco Civil da Internet, que está sendo elogiado mundo afora e colocando o Brasil, segundo os próprios gringos, na vanguarda do uso cidadão da rede mundial.

    Não é pouco, não é mesmo  ?

    Ah, e também pode se ver o trabalho dele na Lei da Ficha Limpa e na Lei da Transparência, nesta última, inclusive, num exaustivo trabalho para fazer-se cumpri-la em todos os âmbitos da administração pública.

    Acredito que está ocupando seu tempo e função bem melhor do que se estivesse a defender companheiros que tem ligações com doleiros e/ou gostam de administrar estatais de vultuosos orçamentos.

     

     

     

    • Falta 1

      Michel, v. esqueceu outro ministério estrategíssimo: a SECOM. Dá para entender o esquecimento: é tão ausente que a gente nem se lembra que existe e que deveria cuidar da comunicação política do governo. A única coisa que parece fazer é divulgar a agenda da Dilma e coisicas assim. O min. é tão ausente, tão apagado que nem parece que existe. Da Helena Chagas a gente ainda lembra o nome. Do que a substituiu nem isso. Até parece que a Dilma está fazendo o impossível para ser derrotada. Mais um pouquinho, consegue.

  20. 12 anos de ar condicionado

    Bem, 12 anos de ar condicionado fizeram muito mal ao PT. E é capaz de Dilma perder para o WO com esse staff nada confiável dela.

  21. Aliás, parece que a Globo

    Aliás, parece que a Globo abriu sucursal dentro da sede da Polícia Federal.  Virou uma zona total. Prostíbulo de quinta categoria. Entra quem quer, pega-se todos os documentos “sigilosos” que interessam e havendo qualquer possível e suposto envolvimento do PT, divulga-se tudo, com enorme estardalhaço.

    A vítima da vez é o coitado do Padilha.

    Pobres vizinhos da PF.

     

    • Acharam o……. Padilha?!

      Escarafuncharam tanto … e a Globo -com um “olheiro” dentro da PF, quequiéisso sr.ministro?- finalmente achou uma menção a um certo Padilha. Mais um assassinato de reputação à vista. O “imbroglio” é político, sr.ministro. Será que não dá pro senhor parar de coçar a cabeça e averiguar o que anda à sua volta?

  22. Muito boa a crônica. Ri muito

    Muito boa a crônica. Ri muito imaginando a figura. 

    Depois deu vontade de chorar. Cadê o PT ? Estou cansado de lutar sozinho contra um bando de coxinhas no trabalho… Dia desses, já exasto, ouvi de um deles: “agora que estão denunciando a roubalheira na Petrobras o governo vem com uma história de que assassinaram o motorista do Getúlio.tentando mudar de assunto..”.

    Demorei, mas entendi q ele se referia a Comissão da Verdade e a morte de JK.

    Calei e fui pra casa beijar meus filhos. E tomar uma latinha.

  23. I – Dois em um

    Não percam mais tempo com o Cardoso

    Convoquem logo o advogado Zé Dirceu

    Deixem de lado e esqueçam o duvidoso

    Assim verão que o problema desapareceu

     

    Não apenas um, mas dois solucionados

    Resolvem o problema do regime fechado

    Os condenados não ficarão abandonados

    O governo não será mais abalroado

     

    Poderão assim lutar em várias frentes

    Enfrentar de peito aberto os oponentes

    Trazer de volta os petistas descrentes

    Arrumar sinecuras para os descontentes

     

    Uma solução assim tão simples

    Um verdadeiro ovo de Colombo

    Proteção para o calcanhar de Aquiles

    Fazer do Planalto um Quilombo

     

    Pedir para o Incra a demarcação

    Nas mesma coordenadas da petição

    Encaminhada à VEP pela promotora

    Tentar assim reeditar a redentora

     

    Um golpe de grande maestria

    Para estabelecer nova dinastia

    Na terra que já foi dos Braganças

    Um meio para eternizar as lambanças

     

  24. É o fim

    Por mim, a gota d’água já caiu.

    Um governo que faz questão de alimentar os seus algozes não precisa que ninguém o defenda mais. Inclusive o abandono que José Dirceu tem recebido da própria presidente, que tem o poder constitucional e evidências sobrando para agraciá-lo com o perdão presidencial e tirar-lhe a pena injusta do STF, me fez, junto com várias outras inações desta senhora que ocupa a presidência, jogar a toalha. Não votarei jamais no partido que empurrou o país para o despenhadeiro, o PSDB. Nem votarei nos que recentemente se venderam ao establishment. Mas também não irei dar meu precioso voto a quem insiste em permanecer na cegueira e em arriscar um projeto valioso para milhões de pessoas.

    Votarei nulo para presidente.

  25. Sua melhor atitude desde que

    Sua melhor atitude desde que assumiu o ministrerio da justiça, e que diga-se de passagem, é uma vergonha ele estar lá.

  26. Paródia

    O texto parece uma paródia da música Índio do Caetano Veloso.

    E aquilo que nesse momento se revelará aos povos
    Surpreenderá a todos, não por ser exótico
    Mas pelo fato de poder ter sempre estado oculto
    Quando terá sido o óbvio

    Mas o Zé não fala sequer o óbvio. Dilma, quem sustenta o Zé?

     

  27. FALTA DOMÍNIO

    Dilma deveria substituí-lo pelo simples motivo que o mesmo não consegue dominar os fatos, ou simplesmente os ignora.

    Ele tem a falta do domínio do fato!

  28. Que PT medroso

    Aliás, o PT só nomeou nulidades para o Ministério da Justiça. O PT é tão medroso que faz pensar que tenha culpa no cartório. Deve ter mesmo. Onde já se viu! Tanta gente frouxa. O mais arrochado foi pegado no grampo do Youssef, que como o próprio nome diz, You, são todos eles. Ssef bem que poderia ser transliterado para Self. YouSelf. O doleiro você mesmo. Doleiro o nome já diz, tem dolo, mas também tem dólar, que alivia o dolo. Mas que rolo de corda que rolão a mulher tá com medo e tem razão.

  29. Se chamar o ministro de ladrão ele acorda?

    Esse ministro da justiça tem que ser chamado de ladrão para ele reagir? Então, ministro ladrão, você está ajudando os udenistas a derrotar a Petrobras e o nosso futuro?

  30. Atenham-se ao essencial:
    A

    Atenham-se ao essencial:

    A troca de mensagens põe a candidatura Padilha numa situação insustentável . 

    Vamos à segunda parte:

    Os vazamentos de partes de investigação são um câncer.

    A situação aplaudia quando o Cade vazava partes que atingiam a oposição no caso do cartel, deixando de lado que o cartel tinha ganho concorrências em obras federais em Minas e Rio Grande do Sul.

    Hoje a situação se inverte.

    Isso vai acabar um dia?

    A esperteza quando cresce muito come o esperto…

  31. Mudando de assunto, mas ainda sobre esse ministro

    Ontem, assistindo pelo youtube às falas dos participantes do NET Mundial  (Encontro Multissetorial Global Sobre o Futuro da Governança da Internet), o ministro Cardoso quase me mata de vergonha alheia ( nem tão alheia, porque fiquei envergonhada pelo meu país ), esparramado na cadeira em frente de todo mundo, quase deitado, demonstrando tédio ou sei lá o que, e “brincando” e se distraindo com seu celular, enquanto um palestrante falava.  Será que só eu vi isso ?!!

  32. Esse é o nosso ministro

    Esse é o nosso ministro pucano puro-sangue, que ninguém fique em dúvida. Quando o STF decide, aí sim pode ser a hora do silêncio, porque a discussão toda já foi e os advogados já manifestaram tudo que puderam, praticando o contraditório. Não é o caso, porque isso aí foi liminar, que significa “no início”, e portanto a discussão mal começou. Mas saíram de lá alguns Bandeira de Mello, que falam bem e na hora certa, para compensar e deixá-los à vontade para discutir com os melhores das Arcadas.

    Não vejo a hora da Suprema Corte americana se manifestar sobre a Telexfree, então. Se este é o segredo para arrancar uma declaração política do Ministério da Justiça, que parece ser ministério do Executivo, responsável por dar as diretivas políticas e discricionárias que a Lei não amarrou, então que vá logo à instância mais alta e faça o ministério falar.

    Aqui, deixaram aquele juízo do Acre remando sozinho corajosamente contra a horda que quer ver seu dinheiro multiplicar, e alguns espertos que sabem dar declarações para confundir a multidão desinformada das mumunhas jurisprudenciais. Para não mencionar as omissões declaratórias no cumprimento do recall, que matam gente nas estradas todo dia, além de arrebentar o bolso da classe C/D/E com os danos emergentes em qualquer produto que valha um crediário apertado. Tudo sob o olhar atento do DPDC, departamento do MJ.

    Nos EUA, que não são lá exemplo de sociedade saudável, mas que defendem o consumidor para defender o lucro, o recall de lotes de comida com salmonela sai publicado até no Twitter, que é para garantir a máxima publicidade à ação.  Lá, um servidor público bate ponto de manhã sabendo que sua missão é dar efetividade ao instituto, porque o Executivo promoveu uma ação política e criou uma autoridade para cuidar disso. Aqui, fica a cargo de Procons, que cuidam de tudo e nada ao mesmo tempo, espalhados em todos os rincões, cada um com seu cacique, e coordenados como banhistas em Copacabana, um minuto depois dos fogos de ano novo se apagarem.

    Lá se um carro começa a capotar porque a roda traseira cai, eles mandam dar explicação e rápido. Aqui, capota em silêncio e em série até sair a perícia em algum moroso procedimento administrativo, anos depois, e alguém desconfiar que é defeito do produto, provavelmente quando o ítem já saiu de linha. Enquanto isso, o MJ inerte, esperando o devido processo legal. Entre a ação política e ação judicial sempre vai haver uma grande diferença de tempo.

    O que faz lembrar o velho Pontes de Miranda, que dentro do seu brilhante academicismo prático, ensinava a classificar a ação judicial, ou sua eficácia: ação declaratória; ação (com eficácia) mandamental; ação com eficácia constitutiva; cominatória. Ou seja, entre as várias tutelas úteis que o estado pode conceder, a maioria é para fazer alguma coisa. Na média, tem gente que via mais uma classificação entediante para decorar para alguma prova. Mas, sendo grande jurista, e conhecendo muito de Direito, Pontes não se esqueceu que muitas vezes a declaração é suficiente. E uma declaração dada pelo estado – política ou judicial, de anistia ou de condenação – vale muito.

  33. O ensurdecedor mutismo do inepto minisitro cardozo

    Prezado e Caro Nassif, o enrêdo,  arquitetado para o roteiro em questão, é digno das mais ambiciosas peças de mistério e suspense. O leitor, percebe-se, afinal,  surpreendentemente, enredado em avidez, ansiedade e agonia, à beira de um ataque de nervos,  por desejar um desenlace,  que finalmente livre o governo dos bárbaros e truculentos invasores, à espreita nas muralhas do palácio.  Impassível, gélido, sem demonstrar o minimo sinal de tensão e apreensão, Cardozo parece ter o domínio do fato, tão em voga nos últimos tempos. Porém, ao final, se lhe apetece a letra fria da lei ou ” DURA LEX SED LEX “,  pronunciada pela insossa, janota e almofadinha, Rosa Weber, nada surpreendente, no entretanto, para um judiciário decididamente parcial e partidarizado, O que causa espécie, caríssimo NASSIF, é a presença de figura tão ambígua e insignificante, em ministério tão preciosamente útil em sua importância.  Por qual razão Dilma mantém este tartufo no cargo? ​ 

  34. Excelente texto.
    Não entendo

    Excelente texto.

    Não entendo porque a Dilma não manda pra casa urgentemente o Cardozo, o Bernardo e o Mercadante.

    Só atrapalham, só jogam contra.

    O que eles querem? Acham que apenas vão perder as eleições?

    Eles pensam que, uma vez no Planalto, o pedb será republicano com o PT como o PT foi com o psdb? Se o psdb, ou o Eduardo, ganha as eleições vão para a jugular do PT.

    Aí então o Dirceu terá companhia dos 3 acima junto com o Lula e quem mais estiver fácil.

    Ponha limites na pusilanimidade ao seu redor, dona Dilma !!!!

    Não esqueca de nós aqui. É um grande, excelente projeto de Brasil que está em jogo e não “apenas” o PT !

    • Não é tão difícil de

      Não é tão difícil de entender. O fato se explica pela inapetência e incapacidade política da presidente, taí pro povo que gosta de gerente e odeia político.

  35. Ministério menor

    Até onde me lembro, o Ministério da Justiça sempre teve papel de destaque na república brasileira. De modo formal ou informal, sempre foi um ministério hierarquicamente superior aos demais. Menos na gestão do atual ministro. Poucas vezes na imprensa vi um texto tão contundente (e elegante) como esse. Parabéns. 

  36. Esse ministro e outros

    que fazem parte do Governo Federal prova que a Dilma é extremamente incompetente e que eu acredito que ela quer de fato que o golpe contra o seu governo aconteça pondo tudo a perder o pouco que o trabalhador conseguiu nos últimos 10 anos.  

  37. Injustiça!

    Nassif cometeu uma grande injustiça, pondo em relevo o Cardozo e se esquecendo de um Mercadante, de um Bernardo… Não digo nada, às vezes começo a pensar que piores que os tucanos são os chupins….

  38. deixa que Nassif Drummond de Andrade fala por todos

        O mundo quase acabou com o suposto vazamento da conversa dos “ilibados” Gilmar e Demóstenes, agora quando se  tem além do próprio STF, o planalto e o congresso, a cúpula dos 3 poderes atingidos no que deveria ser o maior escândalo de bisbilhotice desses 500 anos, agente só consegue ouvir os grilos de Brasília cochichando. vai entender…

    [video:http://www.youtube.com/watch?v=APxCpvezU5g%5D

     

  39. Zé Cardozo, ministro de merda

    Excelente texto. Lembrou Dias Gomes, em “Que Rei sou eu?”. Parece um capítulo da trama. Parabéns pela perspicácia. Zé Cardozo é o reflexo de Dima. Você já imaginou Paulo Bundão Bernardo, Palocci boca de maionese e Cardozo ministro de merda, juntos? Dilma deve ganhar a reeleição porque seus adversários denotam muita fraqueza nas ideias, senão …

  40. Cardozo não é responsável pela má idéia da CPI múltipla
    Luis Nassif,
    Quando surgiu a idéia de CPI múltipla que você de certo modo não fez nenhuma crítica, poucos alertaram para o fato que quem interessa em confusão é quem vai perder e quem vai perder é a oposição. Uma CPI centrada em Pasadena e na Petrobras quando Pasadena começa a dar retorno e a Petrobras começa a aumentar a produção seria tudo de bom para o governo.
    Agora você responsabiliza o governo e mais especificamente o ministro Cardozo que nada tem a ver com o caso. A menos que quem lançou a idéia lá no Senado tenha dito que ele agia em nome do governo. É claro que este sim seria um ato de intromissão do Executivo no Legislativo.
    É claro que o governo pode achar que não ter uma CPI é melhor do que ter uma CPI mesmo com objetivo delimitado, pois há sempre espaço para a confusão. Neste sentido a decisão melhor seria a proferida pela ministra Rosa Weber, pois assim há a possibilidade do recurso e com o recurso há a protelação e lá à frente com Pasadena e Petrobras em situação melhor será a oposição que não vai querer saber de CPI.
    De todo modo, vai precisar de muita explicação, sua justificativa para responsabilizar o Cardozo pela idéia maluca de transformar a CPI de Pasadena em uma CPI de múltiplos propósitos. O simples fato de você não gostar de Cardozo não lhe dá nenhuma razão. Que Ministro da Justiça você conheceu que você pode dizer: aquele sim é muito melhor do que Cardozo.
    Eu também não gosto de Cardozo, mas se tivesse essa sua imaginação para criar histórias não encontraria nehuma razão para colocar nela o nosso ministro da Justiça.
    Clever Mendes de Oliveira
    BH, 24/04/2014

    • A crítica do Nassif se

      A crítica do Nassif se concentra na falta de posicionamento, num silencio que representou um “lavar as mãos ” enquanto o caldeirão fervia. Ele é um ministro do governo, a CPI atinge o governo, então porque tamanho distanciamento e “sobriedade” que,aliás, caberia aos que ocupam o cargo de ministros do SuperSupremo?

  41. POR QUE NÃO, O CONTROLE REMOTO, NA JUSTIÇA?

    O triste na mordacidade do Nassif, fiel realidade, é que o dândi permanecerá fazendo cara de paisagem e tocando em frente sua estada no cargo, sabendo que a chefa continuará prestigiando-o no governo, pois confia no taco do marketeiro, que perdeu a eleição ganha de Marta em 2004 e ia levando-a  para o mesmo abismo em 2010, caso o Imponderável da Silva não baixasse e iluminasse a “santa”, no primeiro debate do segundo turno, na Band. Passando a régua, dá para pensar que, entre Mercadante, Cardozo, Bernardo, João Santana e a Secom, por incrível que pareça, o controle remoto destaca-se como sendo o auxiliar direto da chefa, menos decorativo entre os inanimados. 

  42. Desculpem-me, nada a favor do

    Desculpem-me, nada a favor do atual ministro; mas, quais as atribuições do ministério da justiça atualmente?

    Ninguém sabe!

    Só se impressionam com o nome.

    Tirando da conta a Diretoria de Polícia Pederal e a SDE, não sobra nada do que se espera, que é poder punitivo – e nessas agencias, o pt, o pt, o pt, é patrulhado permanentemente.

    O que eu concordo que “poder-se-ia” criiar um curriculo único de polícia – que dizem que está indo.

    Mais importante ainda: tirar as polícias militares da subordinação das foras armadas e colocá-las no âmbito do poder civil (MJ, e issso vale para a polícias civis também!).

    O Guaraci Mingardi, de são paulo, já levantou essa bola; um montão de gente de peso concorda, mas o assunto é censurado.

     

  43. Cardoso é a cara de Dilma e

    Cardoso é a cara de Dilma e ambos são a cara do PT hoje: gestãozinha modarrenta da ARENA de cidadezinha mediocre do interior nos anos 70.

    Paulo Freire, Chico Mendes, Marilena Chaui… pra isso?

  44. Galhofa permanente

    Nassif,

    Como eu escrevo desde os primeiros meses deste governo, o ministro da Justiça não passa de um brincalhão que sempre demonstrou ojeriza pela palavra trabalho.

    A primeira vez que levantou daquela cadeira de balanço foi motivada pela possível greve de policiais, sempre a polícia, que ameaçava o carnaval em Salvador – o idiota aqui não sabia do apreço do ministro do ministro leniente pelo período de Momo, o período da folia.

    Depois dali, cadeira de balanço e mais nada, CPI’s ? Só trariam dor de cabeça ; e quanto à Polícia Federal? Esta turma á outra que só dá problemas, é ameaça de greve durante a Copa ( está sempre pedindo por aumento de salários – se a turma tem razão nisto, porque o preguiçoso não se mexe e negocia ?), não perde a oportunidade para prejudicar o governo federal e ignora solenemente as irregularidades do pessoal de oposição.

    E a completa omissão a respeito da tentativa de grampear o Planalto, como explicar tamanha demonstração de incompetência, de indiferença ou, quem sabe, de medo ?  

    O nobilíssimo já está sendo cotado para continuar sentado na poltrona deste seu ministério, em caso de um improvável governo de Armínio Fraga. 

    E DRousseff , qual será o motivo dela para mantê-lo lá ? Se conseguir a reeleição e o ministro preguiçoso continuar onde está, só posso dizer que o governo federal não poderá reclamar de nada de ruim que possa acontecer por omissão daquela pasta. 

  45. Ministro

    O texto foi bem escrito, mas se foi para criticar o Ministro, acho que não está certo. O Ministro é de ESTADO, não do GOVERNO. Artimanhas politicas é coisa do Parlamento e o Ministro como Professor de direito Constitucional que é, conhece a Constituição muito bem

  46. O “PT DA DILMA”…

    O tucano Zé Cardoso vai derrubar o Padilha e a Dilma numa cacetada só.
    E a culpa é da Dilma. Lula jamais indicou o zé pra ministro. Ele o conhece.

    O “PT” da Dilma é um caso perdido. Não tem mais jeito.

      

  47. A esperança Dança na corda bamba de sombrinha…

     

    Junte-se ao fogo “amigo” do Cardozo com o fogo “amigo” de Mercadante + as derrapadas da presidente Dilma, e temos uma sopa de fogos que podem levar o povo brasileiro permitir que a raposa tome conta do galinheiro em outubro. 

    Estamos correndo perigo. Ainda é tempo, mas estamos no limite de deixar o trem descarrilhar. 

    Sobre Mercadante:

    http://www.ocafezinho.com/2014/04/23/mercadante-e-o-frank-underwood-de-dilma/

     

     

    • Tem Ze ruelas demais nesse

      Tem Ze ruelas demais nesse governo.

      Qual será o trauma infantil de Dilma que tem preferencia por traíras?

  48. O dia em que o Ministro Cardozo, o Richelieu do Planalto, falou

    Jà li especialistas dando o “parecer” de que é normal políticos, empresários, irem até um Ministro do Supremo Federal e expor seus argumentos. No entanto, eu não concordo de jeito nenhum. E tenho certeza de que Ministro do STF não recebem “qualquer um”.

    Essa conduta é “peitar o judiciário”, é uma imoralidade.

    Alguém do Governo podia muito bem fazer tal experiência. Pega um dos processos que está com dona Rosa Weber e interesa ao Governo e tenta ir lá falar com a Sua Excelência????!!!!!!

  49. Zé, pede o bonè e cai fora.

    Interessante é ver que todos petistas, vereadores, deputados, senadore, ministros e comissionados.

    NÃo se manisfestam por nada.

    Parece, dá a entender que, eles estão muito bem em seus cargos e que nada vai mudar para eles.

    Se não fosse a militância  e uns poucos jornalistas que tem bom senso  (ainda existe jornalista com bom senso), o PT já teria sumido do mapa político do país.

    Os eleitos são tão inoperantes contra os muitos ataques da midia corrupta e da oposição, que me faz pensar que todos eles são REALMENTE CORRUPTOS ou no mínimo são CONIVENTES com a corrupção (SUPLICY por ex.), pois temem aparecer, como fez o VARGAS e depois sir para a Papuda.

    a militância já está se cansando de bancar o escxudo dessa turma de vagabundo mentais, como é o caso do ZÉ CARDOSO, que como um verdadeiro ZÉ, fica inerte enquanto sua própria casa está ajudando a derrubar o   governo para o qual ele trabalha e lutou para conseguir.

    NÃO DÁ PARA ENTENDER ESSE TIPO DE COMPORTAMENTO DOS PETISTAS ELEITOS E INDICADOS.

    Eu confesso que estou quase desitindo de ajudar essa cambada de incompetentes, defendendo na internet gente que parece só pensar em defender momentaneamente seu empreguinho no governo e não o bem do país.

    ESTOU DECEPCIONADISSIMO COM OS PETISTAS, APESAR DE DE QUERER VER TODA ESSA OPOSIÇÃO  SUJA E CORRUPTA na cadeia, o mais breve possível.

  50. Zé, pede o bonè e cai fora.

    Interessante é ver que todos petistas, vereadores, deputados, senadore, ministros e comissionados.

    NÃo se manisfestam por nada.

    Parece, dá a entender que, eles estão muito bem em seus cargos e que nada vai mudar para eles.

    Se não fosse a militância  e uns poucos jornalistas que tem bom senso  (ainda existe jornalista com bom senso), o PT já teria sumido do mapa político do país.

    Os eleitos são tão inoperantes contra os muitos ataques da midia corrupta e da oposição, que me faz pensar que todos eles são REALMENTE CORRUPTOS ou no mínimo são CONIVENTES com a corrupção (SUPLICY por ex.), pois temem aparecer, como fez o VARGAS e depois sir para a Papuda.

    a militância já está se cansando de bancar o escxudo dessa turma de vagabundo mentais, como é o caso do ZÉ CARDOSO, que como um verdadeiro ZÉ, fica inerte enquanto sua própria casa está ajudando a derrubar o   governo para o qual ele trabalha e lutou para conseguir.

    NÃO DÁ PARA ENTENDER ESSE TIPO DE COMPORTAMENTO DOS PETISTAS ELEITOS E INDICADOS.

    Eu confesso que estou quase desitindo de ajudar essa cambada de incompetentes, defendendo na internet gente que parece só pensar em defender momentaneamente seu empreguinho no governo e não o bem do país.

    ESTOU DECEPCIONADISSIMO COM OS PETISTAS, APESAR DE DE QUERER VER TODA ESSA OPOSIÇÃO  SUJA E CORRUPTA na cadeia, o mais breve possível.

  51. Esse Cardozo é ruim

    Esse Cardozo é ruim demais.

    Ja disse para mandarem ele para o STF. Mesmo que seja ruim não deve ser pior do que uma Weber, um Fux, etc…

    Ele não é pro ativo, esse é o problema, não é estrategista. No STF não precisará ser, ficará só reagindo quando solicitado.

  52. Não vai parar

    A questão é que as denuncias não vão parar.

    Tem denuncia criada até as eleições

    Se não reagir forte e com gente forte nos cabe dizer: Seja bem vindo Presidente Aecinho

  53. O José Policarpo Júnior

    O José Policarpo Júnior sintetizou na lata o sentimento de muita gente hoje, sou vou mudar a palavra governo para partido: Um partido que faz questão de alimentar seus algozes não precisa que ninguém o defenda mais.

    Não é só o J.E.Cardoso e P. Bernardo. O que dizer de um banana como o senador Suplicy e P. Paim? No dia em que a oposição ia ao supremo com a faca nos dentes, o senador Suplicy discursava sobre os ciganos europeus.

    Os parlamentares do PT, salvo raras e honrosas excecões, são um bando de covardes.

    Os deputados estaduais do PT paulista são outros indigentes politicos, não prestam nem para fazer barulho.

    Lula outro dia disse que o embate deveria ter sido politico em torno da AP 470. Deveria não, deve ser politico em qualquer embate, mas para isso, falta homens e mulheres que tenha coragem e honradez para enfrentar uma oposição ´´proba´´ como a que temos hoje.

    Voto com sempre voltei no PT, mas sem entusiasmo, sem briga, com a bandeira escondida de tanta vergonha de um partido que se acovardou, um partido de almofadinhas, como os citados acima. 

     

     

  54. O problema é a chefe dele.

    A chefe que colocou esse cidadão lá e que é a mesma que colocou Bernardo, Mercadante, Teresa Chagas e mais umas 20 múmias que não têm nome no ministério . A verdade é que a gerentona não se mostrou capaz de fazer um governo que lembrasse uma pálida sombra do Lula, é uma verdadeira enceradeira que não sai do lugar. E pior, não sabe ou não quer escolher ser melhor assessorada. Já não consigo nem mais falar da quantidade de tiros no pé que esse governo deu porque não há mais pés para serem alvejados. Não tenho mais argumentos para defender este governo, é uma luta inglória. Minha mãe, do alto de sua simplicidade pelos poucos anos de estudo, eleitora do PT, disse uma frase definidora: “Essa Dilma não fala nada, a gente não sabe o que ela pensa das coisas que acontecem aqui, parece que não é com ela!” Vou argumentar o quê????

  55. A ACUSAÇÃO DA PF SOBRE PADILHA É RIDÍCULA!

    A acusação da PF, esta que é subordinada ao ministro da Justiça, sobre Padilha é ridicula, grotesca, estapafúrdia e melancólia.

    Porém, o Ministro se queda quieto, deixando a mídia explorar um fato que vem, como sempre, às vésperas das eleições, para danificar a candidatura de Padilha

    Ora, era importante que o Ministro atuasse e fosse exigir da PF que lesse a Privataria Tucana e, com base nela, investigasse. Porém, não, neste País, está provado, só pobre, p. e petista estão condenados antes de qualquer prova produzida.

    Estou enojado e enjoado. Não assisto mais a nenhum noticiária de TV – por vezes arrisco lá na Record, que me parece um pouco mais chegada à verdade dos fatos. De resto, fico  indignado com as notícias sempre batendo de um lado só, sempre levando a sua verdade contra o governo federal, nunca responsabilizando qualquer elemento da oposição, mas sempre da situação, com o cuidado de não atingir o PMDB – que pode, é claro, no futuro, formar base de apoio no congresso para a própria oposição.

    Ora, o Ministro da Justiça não se atreve a exigir que a PF seja menos política e mais voltada às verdades dos fatos. Onde está, v. gratia, qualquer investigação sobre o caso da sonegação da Globo, que, segundo os blogs, ultrapassa a mais de um bilhão de reais. Nã

    Porém, a PF vem a tona para dizer que suspeita de Padilha. E essa suspeita é  informada para a televisão?!

    Ora, senhor Ministro, como pode a televisão ser mais informada que as pessoas que estão sob investigação. Isto é um assassinato de reputação.

    Quero ver quem irá desmentir e deixar todos informados, no futuro, de que Padilha nada tem a ver com isto?

    Pelo menos, era importante que o senhor Ministro proibisse a PF de informar os meios de comunicações de suas suspeitas, ainda sem provas. Sem provas!

    Ora, vamos entregar a Petrobras, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica para o Tio Sam e Cia Ltda, este é um dos grandes objetivos de tudo que está acontecendo.

     .

     

  56. Aumento de salário da PF.
    Existe um confronto na PF entre os Delegados e os Agentes. E todos querem reajuste de vencimentos.Reproduzo comentário feito no Conversa Afiada: “A PF está querendo aumento de salário. Junto com os demais servidores públicos, fizeram greve reivindicando reajuste, mas a deles tinham manifestações próprias. O reajuste deles tem que ser diferenciado, pois têm melhores vencimentos. Mas todos tiveram, igualmente, 5% ao ano. Mesmo os servidores que estavam sem atualização a mais de cinco anos.Neste “ano eleitoral” vão pressionar para obter revisão. E são várias categorias que vão fazer o mesmo. Sorte do Governo é que o PIG é contra aumento de qualquer trabalhador, seja público ou privado.” Por isso o Ministro está tão indeciso. Não sabe o que fazer. Atender aos comandados é ir contra a política de (falta de) reajustes do Governo.

  57. Gestora?

    Não só o Eduardo Cardozo (evidente que ele é a cereja do bolo), mas o ministério como um todo, em suas dezenas de pastas e nenhum nome de destaque (com a honrosa exceção de Celso Amorim), é a prova cabal de que a Dilma não é feliz como gestora.

  58. Um bobo,

    como tantos outros no ministério de Dilma. Hoje, em minha coluna na CartaCapital, comento postura semelhante deste Richelieu com relação à demarcação de terras indígenas. Ele pede calma e cuidado, pois o assunto é complicado. Vai para 4 anos que ele fala a mesma coisa. Um bobo.

  59. PF não investiga o que interessa e sim o que vai passar na GLOBO

    nando Brito, como sempre, desmoraliza tucanos, piguentos e seus agentes federais:

     

    QUEM FEZ CONVÊNIO COM A LABOGEN FOI SERRA, NO GOVERNO FHC

    Publico essa informação do título, que você vê retratada na ilustração e que pode ser confirmada no Portal da Transparência do Governo Federal apenas para que se veja como a leviandade pode dar margem à injustiça.

    Não significa dizer que estes convênios sejam desonestos ou que, por eles, José Serra tenha recebido qualquer vantagem indevida.

    Só uma apuração detalhada poderia dar margem a se pensar algo assim e é exatamente o contrário disso que se está fazendo com o ex-ministro Alexandre Padilha.

    Uma acusação irresponsavelmente espalhada, sem um mínimo de checagem e, até, de lógica, se não existirem outros elementos além do quase nada que foi divulgado.

    Conheço apenas de vista o ex-Ministro Antonio Padilha e ele sequer sabe quem eu sou.

    Portanto, não posso dar nenhum testemunho sobre ele, mas posso olhar fatos.

    Mas esta história do “executivo” que ele teria indicado, segundo os jornais publicam irresponsavelmente,  a uma empresa do tal doleiro Alberto Yousseff não fecha.

    O tal “executivo” ocupou um cargo de quinto escalão no Ministério, de fato, mas de sexto escalão (os cargos têm, após o Ministro, os códigos NE, DAS 101.6, 101.5, 101.4 e, depois, o que ele tinha 101.3, na área de eventos).

    O tal Marcus foi nomeado Assessor de Eventos em 2011, quando a remuneração não chegava a R$ 4 mil (hoje são R$ 4300), a partir de 17 de maio de 2011. E exonerado no dia 1° de agosto do mesmo ano.

    Mesmo neste inexpressivo cargo, portanto, ficou por dois meses e meio ou, como se diz, nem esquentou a cadeira.

    O tal documento da PF que os jornais usam como base falam de uma suposta indicação em 28 de novembro de 2013.

    E que André Vargas passa o contato do cidadão a Yousseff dizendo que Padilha o indicou. Indicou a quem, se é que indicaria alguém a quem demitira há mais de dois anos.

    Se Padilha indicou, porque é André Vargas passa o contato do cidadão a Yousseff?

    Este André Vargas, a quem o próprio Estadão chama de “bocão”, estaria “vendendo” uma indicação?

    A única coisa que esta acusação – ou a troca de mensagens – prova é a de que André Vargas não tinha uma simples amizade casual com Yousseff.

    Aliás, o comportamento deste deputado, como já se viu, é péssimo. Quem não cuida de sua própria reputação, vai cuidar da alheia?

  60. A PF vai derrubar a Dilma
     Publicado em 25/04/2014

    POLÍCIA FEDERAL DO ZÉ 
    VAI DERRUBAR A DILMA

    Dilma caiu na cama de gato.

    COMPARTILHEVote:  (+18)|  Imprimir 

     

     

    Nota oficial do ex-Ministro Padilha, que vai se eleger – com ou sem o PiG – Governador de São Paulo:
     

    NOTA À IMPRENSA

    “O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha repudia o envolvimento do seu nome e esclarece que não indicou nenhuma pessoa para a Labogen. Se como diz a Policia  Federal, os envolvidos tinham preocupação com as autoridades fiscalizadoras, eles  só poderiam se referir aos filtros e mecanismos de controle criados por Padilha dentro do Ministério da Saúde justamente para evitar ações deste tipo. A prova maior disso é que nunca existiu contrato com a Labogen e nunca houve desembolso por parte do Ministério da Saúde.”

     

    ministro zé da Justiça não tem nenhum controle sobre a Polícia Federal.

    A Policia Federal tem que ser Republicana, quando era nos tempos do dr Paulo Lacerda – até que grampo sem áudio do Gilmar Dantas o derrubou, como demonstra o livro “sem Gilmar não haveria Dantas”, do destemido Rubens Valente.

    A PF deixou de ser Republicana para trabalhar para a Oposição.

    Assim tem sido sistematicamente, desde que estourou o assim chamado escândalo de Pasadena.

    A PF vaza qualquer coisa (contra o Governo).

    Sem nenhum critério, sem nenhum filtro, sem nenhum sentido de serviço público.

    A PF do zé é tucana !

    Por omissão, covardia e incompetência do Ministro (sic) !

    Como previa este Conversa Afiada, Dilma caiu na cama de gato: não controla o Ministério da Justiça, a Polícia Federal e o Serviço de Inteligência.

    Que servem ao Golpe !

     

    Paulo Henrique Amorim

     

  61.  
    SEM SIGILO, LAVA JATO MINA

     

    SEM SIGILO, LAVA JATO MINA O PODER DE FRANCISCHINI

     

     

    Juiz Sergio Moro, responsável pelo inquérito da Operação Lava Jato, que prendeu o doleiro Alberto Yousseff e Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, tornou públicos todos os documentos da ação empreendida pela Polícia Federal; com isso, ele visa evitar vazamentos seletivos que, segundo se suspeita, vinham sendo feitos pelo deputado Fernando Francischini (SDD-PR), com foco apenas em adversários políticos; rotina dos vazamentos era organizada, com sincronização entre Veja, Folha e Globo

    25 DE ABRIL DE 2014 ÀS 10:58

    Paraná 247 – Uma decisão tomada pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, democratiza o acesso às informações da ação empreendida pela Polícia Federal e mina o poder do deputado Fernando Francischini (SDD-PR). Moro tornou públicas as informações do inquérito – são mais de cinco mil páginas em papel e outras nove mil digitalizadas – e isso deve evitar que os vazamentos seletivos prossigam.

    Suspeita-se, entre os responsáveis pela Operação Lava Jato, que Francischini, ex-delegado da PF, seja o principal responsável pelo “vazoduto” que tem instrumentalizado as manchetes de jornais, capas de revistas e longas reportagens nas TVs, que visam desgastar o governo Dilma, a Petrobras e o PT. Isso porque, logo após as prisões da Operação Lava Jato, Francischini recebeu por sete horas advogados dos doleiros presos, que lhe pediram apoio e lhe entregaram todo o inquérito, até então desconhecido da imprensa. São quase 5 mil paginas em papel  e outras 9 mil paginas digitalizadas.

    Experiente no trato dessas informações, Francischini teria fatiado o inquérito, selecionando os “capítulos” mais importantes e distribuindo o material a veículos como Veja, Folha, jornal O Globo e TV Globo. O primeiro alvo foi o deputado André Vargas (PT-PR), que passou a balançar depois que um pedido de um jato emprestado ao doleiro Alberto Yousseff veio à tona. Francischini teria até montado uma lógica de distribuição de informações. Veja recebia o trecho do inquérito na quinta-feira, com o compromisso de não publicar na sua edição online. Folha e a TV Globo recebiam as informações na sexta-feira. Era a garantia de que todo os temas selecionados por ele renderiam também no fim de semana.

    Coordenação

    Foi assim que, no mesmo sábado, Veja e Folha saíram com a tabela de Paulo Roberto Costa sobre “soluções” de empreiteiras para operações de compras da Petrobras. Ou as insinuações em todos os jornais de que haveria indícios de relação de Alberto Yousseff com o ministro Paulo Bernardo, das Comunicações, e a senadora Gleisi Hoffmann, ambos adversários de Francischini no Paraná.

    Foi também assim, através do “vazoduto” montado por Francischini que, ontem, minutos depois de a Justiça ter quebrado o sigilo do processo, as edições online de Veja, Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo vieram com as insinuações de envolvimento do ex-ministro Alexandre Padilha com o doleiro. Todos juntos, em menos de 30 minutos, conseguiram localizar a citação a Padilha no inquérito – o que demonstra a organização dos vazamentos.

    Com a decisão do juiz Sergio Moro, o caso fica, agora, aberto ao público, evitando que os vazamentos sejam manobrados por um político oposicionista especializado em ações do tipo. Naturalmente, a imprensa familiar continuará selecionando as informações que atinjam o governo, o PT e a Petrobras, mas não poderá também ignorar se o inquérito contiver informações contra políticos de outros partidos.

     

    • VAZAMENTOS: ASSASSINATOS DE REPUTAÇÕES!

      Quando há suspeitas, o próprio nome diz, suspeitas, jamais poder-se-ia tornar publico um inquérito policial. Jamais. Infelizmente, esta medida, como também o vazamento seletivo, traz dificuldades para a investigação, além de proporcionar condições para que mera suspeita torne-se uma acusação, como se pode concluir, ainda hoje, com as manchetes de jornais. À noite, o jornal nacional vai se esbaldar, irá além do seu limite, exibirá um falatório interminável, próprio daqueles que tem interesses no Poder.

      Tudo que se fez e far-se-á, nestes dias, terá como objetivo colocar no lixo o nome de Alexandre Padilha, cujo único erro, em sua vida, for querer ser candidato com a sigla do PT.

      Mera suspeita, enfim o fim de uma candidatura.

      Eu tinha esperanças de que o povo fosse mais esperto e não levasse a sério o noticiário das TVs. No entanto,  pelo que escuto nas conversas, sai debaixo, a oposição está cada vez mais derrubando todas as fichas do PT. E a Dilma, infelizmente, não terá condições de sustentar a sua candidatura.

      Acho que temos que pensar em uma saída, o que é muito difícil, pois a unanimidade da mídia que tem um só lado está convencendo pessoas, dita como inteligentes, cultas, mas que não percebem como estão sendo ludibriadas.

      Estamos assistindo, no dia a dia da mídia, o assassinato  de reputações.

      Não basta ser honesto, há que se provar ser honesto!

      É enfim o momento em que acabou tendo que confessar: tenho vergonha de ser brasileiro, pois não há ninguém, a não ser blogs honestos ( que dizem ser sujos) que mostram a verdade. No demais, a mentira se torna a verdade, pela repetição, dia e noite, noite e dia, sempre na mesma tecla, de um lado só. Tanto que se repete e se diz a mentira, que ela acaba se tornando uma verdade incontestável.

      Ah, quem não acreditar, pergunte ao povo!

  62. PAIXÃO E RAZÃO.-

    Prezado Nassif,

     

    Comentário postado cerca de 01:00 hr desta data não foi publicado. Ele o será? Providências.

  63. Nassif, como sempre…………

     Nassif, nesta voce se superou. Rí muito!!!!

    Contudo, faço um reparo que a meu ver foi injusto. A foto do grande Richelieu, poderia ser mais jovem!!!!!

    Já que estamos no campo da crônca satírica, sugiro aos amigos visitarem o blog – Jesus me chicoteia.Irão se divertirem muito. 

    • Seria

      Tá mais pra tragicomédia.

      O mutismo do ministro lembra a piada do sujeito que não entendia nada de aves e queria comprar um papagaio falante. O vendedor de aves não tinha papagaio pra vender, então empurrou uma coruja pro sujeito, prometendo que a ave falaria logo que se ambientasse com o novo dono. Tempos depois, aparece o comprador na loja, e o vendedor, meio nervoso, já sai perguntando: “Cumé, o bicho já tá falando?” E o comprador responde: “Falar não fala, mas presta uma atenção”…

       

    • Seria

      Tá mais pra tragicomédia.

      O mutismo do ministro lembra a piada do sujeito que não entendia nada de aves e queria comprar um papagaio falante. O vendedor de aves não tinha papagaio pra vender, então empurrou uma coruja pro sujeito, prometendo que a ave falaria logo que se ambientasse com o novo dono. Tempos depois, aparece o comprador na loja, e o vendedor, meio nervoso, já sai perguntando: “Cumé, o bicho já tá falando?” E o comprador responde: “Falar não fala, mas presta uma atenção”…

       

  64. Isso me faz perguntar.
    Se não

    Isso me faz perguntar.

    Se não fosse o que foi constriudo pelo governo Lula, Dilma ainda estaria de pé?

    Eu acho que não…mas vá lá, isso é só especulação minha…

  65. O Grande Pensador

    Nassif,

    É curioso como não se presta a mínima atenção aos fatos e acontecimentos que envolvem a POLÍCIA FEDERAL, principalmente desde a Operação Satiagraha. Por vezes já deixei aqui alguns comentários sempre descrevendo, até em detalhes, o que se passa dentro da PF. 

    O fato é que, a PF sempre foi aparelhada, quer seja no governo FHC, quando literalmente derrubou as pretenções da Roseana Sarney sob os auspícios do Serra, quanto após a Satiagraha, quando ao investigar do banqueiro milhonário, se aproximou em demazia do Palácio do Planalto e dos outros dois palçios na Praça dos Tres Poderes. 

    Fato é que, para exercer total controle da PF, o atual governo, colocou a frente do MJ ninguém mais ninguém menos do que o Grande Pensador, Zé Cardozo, astuto advogado do brilhante banqueiro e este, incumbido pela turba petista de “controlar” a PF, resolveu, de caso pensado, rachá-la ao meio, ou seja, insitou a guerra interna dentro da PF, colocando em lado opostos os seus assim auto denominados “donos” , reperesentados pelos senhores feudais, os delegados de polícia, e, de outro, os policiais operacionais, por “eles” denominados de “empregadinhos e serviçais”.

    No dizer do Mino Carta, até o reino mineral sabe que a atual diretoria da PF está a serviço do governo federal num verdadeiro troca-troca de favores de modo descarado e deslavado, onde, de um lado há NÍTIDO controle das operações e de outro, fornecimento de benesses e/ou favores. Criaram mecanismos internos para que somente os delegados e somente eles, tenham toda a sorte de privilégios e acorbertamento de desmandos administrativos, os quais, viessem a tona, envergonhariam a sociedade brasileira.

    Mas indaga-se, como há aparelhamento do PT sobre a PF se ultimamente é a própria PF quem fornecesse combustível contra o PT e governo federal? A resposta é muito simples. Há dentro da PF pelos menos tres “facções” por assim dizer, cada qual lutando por suas bandeiras políticas, ou seja, a que se encastela na direção-geral, ligada umbilicalmente ao PT; a que está em outros órgãos na segunda linha de hierarquia, umblicalmente ligada ao PSDB;e, outra, com menor força, em cargos de menor expressão, que aguardam o momento certo para tentar alcançar um naco do poder.

    Ou seja,  PF é um órgão EXTREMAMENTE partidarizado e se não bastassem essas lutas partidárias, há ainda uma outra guerra, essa travada com os policiais operacionais, chamados de EPA`s(Escrivães, Papiloscopista e Agentes), os quais vem denunciando todos esses desmandos e por isso são vergonhosamente espezinhados pelo governo federal, leia-se MJ e MPOG, tudo sob a batura do Grande Pensador.

    O que se pretende é esclarecer à sociedade brasileira que a PF não pode, jamais e em tempo algum, ser instrumento de aparelhemento de governos, sejam de quais matizes forem, torando-se, como de fato está sendo, instrumento de governos e de oposição, para se atacarem mutuamente.

    A POLÍCIA FEDERAL precisa, urgentemente, sofrer uma intervenção externa de modo a promover uma ampla REESTRUTURAÇÃO, concedendo-lhe AUTONOMIA FUNCIONAL, FINANCEIRA E ADMINISTRATIVA, longe do alcance e controle dos governos, sem, contudo, obviamente, afastar-se do CONTROLE ESTATAL.

    O governo atual instrumentalizou e aparelhou a PF, mas não consegue, pelos motivos já explicitados, controlar toda a cadeia de eventos relativos aos atos investigativos. a instituição encontra-se ACÉFALA pois internamente os desmandos estão sob o foco dos seus servidores que, deixados de lado pela administração federal, estão a sofrer toda a sorte de perseguições, financeiramente inclusive.

    As pessoas importantes desse país deveriam prestar mais atenção ao que se passa dentro da POLÍCIA FEDERAL e se debruçarem sobre esse grave e latente problema sob pena de serem, brevemente, vítimas desse mesmo aparelho repressor que serve a GOVERNOS e não ao ESTADO.

    Estamos todos, literalmente, diante de um “balaio-de-gatos”, totalmente sem controle ESTATAL, porém, diametralmente oposto, totalmente sob controle de PARTIDOS POLÍTICOS.  

  66. O ministro perdeu  a

    O ministro perdeu  a oportunidade de segurar às rédeas em defesa de seu governo ao invés de calar-se. O silêncio não evidencia respeito e muito menos a omissão apazígua Sr. Cardozo. Ora, está com a polícia federal, etc, e ainda não se po

    siciona quando é preciso? Tenha ATITUDE, se for necessário bradar, grite, argumente com lógica, sem receios, tome a frente e empunhe a bandeira de Dilma. Saia do gabinete, se empenhe ou então entregue o cargo porque o senhor não tem competência e nem ânimo. Copie o exemplo de sua PRESIDENTA. Que decepcionante a sua postura! Que fracasso! 

     

     

  67. 2 estátuas pensantes que Lula

    2 estátuas pensantes que Lula jamais nomeou porque conhecia as peças: Mercadante e Cardoso.

  68. Execelete. A melhor descrição

    Execelete. A melhor descrição do que está vivendo o governo, e o melhor, com humor…   

  69. House of Cards made in Brasil

    Estou cá com meus butões a ver um tal de Francis Underwood se mostrando mui companheiro de um presidente que ele ajudara a eleger e que ao mesmo foi prometido a secretaria de Estado americano e com “mão de gato” o presidente tirou dele e deu o cargo a outro.

    Ficou literalmente “na mão”, mas quando foi pedido se continuaria fiel ao governo deu um solene e certeiro SIM!

    Mas como podemos ver na série “House of Cards” com sua “expetise” vai derrubar o governo que ajudou a implantar, vingança pouca é bobagem.

    – Toda e qualquer semelhança será mesmo mera coincidência?

  70. Previsível

    Uai, Nassif? Se a Dilma é centralizadora como é que ia escolher um ministro competente. Muitos chefes estilo Dilma que conheci escolhiam subalternos fracos para poderem dar esporro e suplantá-los na frente dos demais. Se escolhessem alguém inteligente e proativo, não seria os manda-chuvas. A tendência de Dilma é essa. Nem chamar a atenção do Ministro insosso. Ela precisa do insosso para ser o sal. E se ela trocar o ministro da justiça vai se para por lá um ainda mais anódino.

  71. Nassif.

    KKKKKKK. Caramba Nassif, to com a barriga doendo de tanto rir. O Cardoso é muito incompetênte, só fica fazendo o joguinho da mídia. O negócio dele é ficar bem na foto. A Dilma não tem gente que a defenda, está só. 

  72. Zé (ro) à esquerda ou à direita?

    Dilma Roussef é prima  do doleiro  Alberto Youssef.

    “O nome dele verdadeiro é Alberto Roussef e não Youssef – Teria dito o delegado responsável pelo caso.

    “Segundo investigadores da Polícia Federal a presidenta  Dilma seria prima de 2º grau do doleiro envolvido no escândalo da Refinaria de Pasadena e que a  troca na primeira letra no sobrenome do criminoso (R pelo Y) teria sido um erro de registro no cartório onde Alberto fora registrado quando chegou ao Brasil  há 30 anos, vindo da Bulgária, país onde também nasceu  o pai de Dilma, já falecido,  Coincidência ou não a Polícia Federal acredita ter encontrado um elo entre a presidenta e o doleiro, fato já aventado pela oposição no sábado passado.” (Jornal Borra de Seu Paulo -27 de abril de 2014)

    É claro que a manchete acima é falsa como tantas que a gente lê nos jornalões daqui, mas não me epantaria se, ao acordar, eu a visse estampando os maiores jornais brasileiros. O que me choca, mais do que essa podridão toda que lemos diariamente,  é a letargia desse governo diante de tanta mentira e de tanta porrada abaixo da cintura. Parecem cachorros mortos esses que rodeiam a presidenta (ou será que se fazem?). Não vejo ninguém no próprio governo que defenda com firmeza o governo do PT. Isso é muito é paradoxal, pra não dizer  escroto mesmo.

    Falta comunicação e  empatia com o povo dessa gente que tá no Planalto. Na ausência de uma imprensa amiga o governo deveria partir pra briga, pra porrada verbal a cada calúnia empurrada pela mídia covarde. Ao mesmo tempo, esse governo deveria reconquistar as ruas: afagar seu eleitor, apertar-lhe a mão, abraçá-lo e,sobretudo,contar-lhe o que foi feito de bom pelo PT nos últimos 11 anos. Simples assim.

    Meu Deus, eu as vezes me pergunto  diante de tanta sacanagem que estão fazendo com o nosso país nesse últimos anos : onde está a Dilma tão propalada pela esquerda? Aquela Dilma que largou uma vida de classe média alta para se engajar na luta armada pelas causas democráticas em uma época extremamente dura de nossa história? Será que aquela imagem de mulher aguerrida que tínhamos da presidente era, na verdade, equivocada e de que tudo não passava de lenda urbana?

    Claro, agora que os tempos são outros, não queremos a presidenta armada com fuzis, metralhadoras, ou que ela saia dizendo por aí que surrupiou o cofre do ADEMAR, mas, como  eleitor dela, assim como milhões de brasileiros, espero uma reação mais dura da presidenta e de seus assessores diante desse quadro hostil criado pela mídia e pela oposição golpistas.

    De resto, temo que esse governo coloque a perder tudo que de bom foi feito desde que o PT assumiu o poder, sobretudo no periodo Lula.

    Que Deus nos proteja.

     

  73. o óbvio e o indecifrável

    Pra mim, faz todo sentido q Cardozo seja ministro da Dilma. Esta, como se sabe, gastou toda a sua coragem aos 20 e poucos anos, qdo enfrentou de peito aberto um regime que torturava, estuprava e matava. Dilma envelheceu e virou isso q aí está. Então, repito, Cardozo no Ministério da Justiça é uma consequência natural da falta de coragem de uma ex-guerrilheira q não teve medo de morrer sob tortura, mas morre de pavor da oposição, da Globo e de seus congêneres. Mas o que me espanta, de verdade, e nunca  vou conseguir entender, é o seguinte: como uma mulher da estatura de uma Manoela D’Ávila foi se envolver com um tipinho desse. Alguém me explica?

  74. O legado de Cardozo, com Z

    Um amigo meu, parceiro de longa data nas discussões políticas, dizia, em tom provocador em nossos embates, que o silêncio do sujeito ou era introspecção demais ou, simplesmente, o não ter absolutamente nada para dizer sobre o tema ou por desconhecimento ou por incapacidadade de elaborar um racicínio a respeito.

    Eu diria que o Cardoso com z nos deixará um legado de infinita introspecção. Continue pensando, Cardozo, tens muito tempo para isto e ao final nos brinde com uma pérola de sua sapiência!

    Ou então, mais simples, vaza!

  75. Eu, depois eu, e por último eu!

    Mas em contrapartida ele pavimenta a estrada que o levará ao Supremo Tribunal Federal.

    Nada mais o interessa a não ser esse objetivo pessoal.

    “- Primeiro, eu!” 

  76. Insistir no erro é burrice,

    Insistir no erro é burrice, com todo o respeito e já pedindo desculpas ao animal !!!

  77. Quem nomeia o Ministro da

    Quem nomeia o Ministro da Juistiça? Dilma? PT? PSDB? JB? PIG?

  78. O Zé da Justiça falou o quê?

    Prezado Nassif, 

    Prezados blogonautas desse espaço,

     

    Eu entendo a todos que defendem o governo e, por tabela, defendem a manutenção de um Brasil decente tendo à frente um governo comprometido com a maioria do povo.

     

    O que não entendo é qual a estratégia política desse governo que não se defende e toma pancada todos os dias sem reagir. A história ridícula desse governo começou com a ridícula afirmação da presidenta que prefere o controle remoto para mudar de canal. De lá pra cá foram várias, dezenas, centenas de vezes em que a presidenta e seus ministros e auxiliares só falam bobagens quando deveriam se defender e acusar os seus opositores cafajestes.

    Infelizmente, falta talento, falta estatura política, falta discernimento social, falta vergonha na cara para apanhar o tanto que apanha sem reagir. Essa tática, que parece acreditar que o povo é tão sábio e capaz que dará conta de manter o governo de pé debaixo de tantas trovoadas, está levando ao cansaço, à depressão, ao sofrimento, todos aqueles que se mantiveram a postos durante todos esses quase doze anos de governo defendendo-o de dia e de noite, sob sol e chuva.

    O Lula disse na entrevista aos blogueiros que o governo deve ir pra rede nacional de televisão se defender. O Lula só disse o óbvio. E o governo está esperando o quê? 

    O golpe nos dias atuais não usa mais quartel, usa esse coquetel de mentiras e conspirações de toda sorte. Confiar em pesquisas de adversários figadais como Ibope, Datafolha e que tais de que a vitória está garantida no primeiro turno é acreditar em coelhinho da páscoa nesta época e em papai noel na abertura das urnas.

  79. Por um desses e outros

    Por um desses e outros é que dilma está  encurralada.. bem feito!!! isto vale por se  se submeter a este stafff de incompetentes ridiculos .. continuando do jeito que está indo, nem a bolsa familia salva o pt nesta eleição, petrobras vai explodir de tanta corrupção e desmandos!!! o povo esta super insatisfeito…dilma e o seu governo incompetente deve estar implorando para os ceus que o brasil ganhe a copa(O que eu duvido muito), enfim, a esquerda burra perdeu o prumo vai entregar o pais nas mãos dos outros incompetentes, pior para o povo, pois se o psdb pegar o poder de volta, este pais vai virar de cabeça para baixo, o neoliberalismo desmontara toda a estrutura assistencialista do estado corrompido por outra tão corrompida e corrupta quanto…. de qualquer maneira o povo brasileiro está perdido… este é um pais que nunca ira para frente sniff, sniff, sniff…

  80. É preciso ser mais incisivo na idéia ainda que se façam rodeios

     

    Luis Nassif,

    Por engano enviei hoje, segunda-feira, 28/04/2014 às 13:55, o comentário abaixo para junto do post “Os balões de ensaio sobre a saída de Guido Mantega” de domingo, 27/04/2014 às 18:48, e de sua autoria. Espero que agora ele possa ir corretamente para este post “O dia em que o Ministro Cardozo, o Richelieu do Planalto, falou” de quinta-feira, 24/04/2014 às 21:22, também de sua autoria. Reproduzo o comentário aqui para onde eu deveria o ter enviado.

    – – – – – – – – – – – – – –

    “Luis Nassif,

    Enviei sexta-feira, 25/04/2014 às 00:58, um comentário para você criticando sobre este seu post “O dia em que o Ministro Cardozo, o Richelieu do Planalto, falou” de quinta-feira, 24/04/2014 às 21:22. Minha argumentação fora no sentido de criticar a idéia da CPI múltipla. E também considero que você estava exigindo muito do ministro da Justiça José Eduardo Martins Cardozo. Não gosto dele, mas não me parece que ele esteja fazendo nem mais nem menos do que é preciso e dentro das possibilidades dele. Possibilidades de quem não merece o ceu nem também o inferno como você dá a entender. E desde que a frase final do meu comentário ficou com uma redação imprecisa, eu aproveito para transcrevê-la já com o conserto para dar mais precisão ao que eu queria dizer. Consertada a frase e colocando entre colchetes o acréscimo para esclarecimento, ela fica assim:

    “Eu também não gosto de Cardozo, mas se tivesse essa sua imaginação para criar histórias não encontraria nenhuma razão para colocar nela [a história que você criou] o nosso ministro da Justiça”.

    O meu comentário está na segunda página, mas vale transcrever aqui o comentário de Chris enviado sexta-feira, 25/04/2014 às 07:07, em rebate ao meu comentário. Diz lá então Chris:

    “A crítica do Nassif se concentra na falta de posicionamento, num silencio que representou um “lavar as mãos ” enquanto o caldeirão fervia. Ele é um ministro do governo, a CPI atinge o governo, então porque tamanho distanciamento e “sobriedade” que, aliás, caberia aos que ocupam o cargo de ministros do SuperSupremo?”

    Transcrevi a crítica do Chris por dois motivos. Um porque não se trata de comentário típico de um grande número de novos comentaristas que se apresentaram ultimamente no seu blog com comentários revelando um tanto de esquerdocidaite. O comentário do Chris não revela esta doença. Enfim é um comentário saudável. E com a vantagem de fazer uma boa defesa do seu post e sendo esta a segunda razão para transcrever o comentário dele.

    Considero, entretanto, que você peca por dar importância à pasta de ministro de Justiça em uma época que o ministro da Justiça já não possui a mesma importância que possuía há mais de 50 anos. Hoje são outras áreas que são mais prioritárias e tem mais repercussão na avaliação do cidadão sobre a Administração Pública.

    E no caso da CPI da Petrobras para verificar a compra da refinaria  de Pasadena, trata-se de uma questão interna do Senado Federal em discussão no STF. Querer a participação do ministro José Eduardo Martins Cardozo é um absurdo.

    O campo de atuação de um ministro de justiça hoje no Brasil é muito restrito. Basicamente significa agilizar uma legislação penal ou criar mecanismos de interação das polícias estaduais, além da questão do controle da fronteira. A questão da fronteira no que diz respeito ao tráfico de entorpecentes seria algo fácil de resolver se, por exemplo, os Estados Unidos já tivessem demostrado a facilidade de se resolver este problema. Ainda que com menos recursos, o Brasil poderia copiar, desde que nao ferisse a nossa legislação, o que os Estados Unidos fizeram e deu resultados.

    Em relação à questão da segurança interna, se a decisão for no sentido de se adotar medidas que angariem votos, via legislação, vai ser preciso ir contra a ideologia do PT. Se for no sentido de resolver o problema, primeiro teria que haver o conhecimento técnico informando que medidas podem ser tomadas de modo a obter melhoras na questão de segurança. Este conhecimento parece muito incipiente para se poder imaginar que o ministro de Justiça José Eduardo Martins Cardozo pudesse tomar posição que pudesse fazer grande diferença no setor de segurança pública. E além disso, é preciso ver que a segurança pública, na parte de investigação e de polícia ostensiva e preventiva, é da alçada estadual.

    E por fim volto a lembrar o comentário de Chris porque é um comentário que revela que nem tudo está perdido. Apesar da profusão de comentários pífios em que se crítica ou se elogia determinadas pessoas com base apenas na retórica, o Chris trouxe o argumento da racionalidade. Racionalidade que não significa imparcialidade, pois esta, no ser humano, é impossível. Racionalidade que significa apenas que nos termos em que o argumento foi exposto é possível assentar o contraditório.

    Chris deu racionalidade a este post “O dia em que o Ministro Cardozo, o Richelieu do Planalto, falou”, embora eu não concorde com o Chris. Penso que você divagou muito para dizer o que o Chris disse em quatro linhas. E mesmo assim, desejando que o ministro de Justiça José Eduardo Martins Cardozo fizesse aquilo que ele não poderia fazer.

    Queria chamar atenção aqui sobre dois post recentes seu. O primeiro post é “Dilma tem o rumo, mas não tem o método” de sexta-feira, 25/04/2014 às 06:00, de sua autoria. O endereço do post “Dilma tem o rumo, mas não tem o método” é:

    http://jornalggn.com.br/noticia/dilma-tem-o-rumo-mas-nao-tem-o-metodo

    Bem, com este título “Dilma tem o rumo, mas não tem o método”, você conseguiu chamar bastante a atenção. Qual seria, entretanto, a consistência de um post com um título assim? É só imaginar que até Hamlet tinha método para saber que o título traz uma falácia. O que você poderia dizer é “O rumo de Dilma é o meu, mas o método não”. Como você tem feito tantas críticas ao governo talvez, mais bem expressaria a verdade se você colocasse como título “Não concordo nem com o rumo que a presidenta Dilma dá ao governo nem com o método que ela utiliza”.

    O segundo post é “Os balões de ensaio sobre a saída de Guido Mantega” de domingo, 27/04/2014 às 18:48, também de sua autoria. O endereço do post “Os balões de ensaio sobre a saída de Guido Mantega” é:

    http://jornalggn.com.br/noticia/os-baloes-de-ensaio-sobre-a-saida-de-guido-mantega

    Concordo com o seu post, mas chamo atenção para o post aqui neste comentário mais em razão de sua resposta ao comentário de Fabio GM enviado domingo, 27/04/2014 às 19:30, e que transcrevo a seguir:

    “Ate mesmo o senhor ja soltou alguns balões sobre a saida de mantega, mais e agora?, o senhor ainda pensa na saida dele ou ja cansou deste assunto e não tem mais opinião formada”.

    Transcrevi o comentário de Fabio GM para mostrar como seus posts geram muito mal entendidos. Felizmente você dá a resposta correta que não só serve para esclarecer ao Fabio GM como revela o seu sentimento ao fazer uma série de críticas ao ministro Guido Mantega. Diz você em resposta a Fabio GM:

    “Balão é chutar que ele vai sair. O que sempre digo aqui é que ele deveria sair”.

    Um esclarecimento preciso que ajuda a compreender uma série de posts no passado e também no presente com suas críticas a Guido Mantega. Sendo direto na idéia fica muito mais fácil para os comentaristas se posicionarem contra ou a favor. Qualquer discussão é muito mais difícil quando não se conhece a ideologia de um argumento”.

    – – – – – – – – – – – – – –

    A falha que eu cometi de enviar o comentário acima para junto do post “Os balões de ensaio sobre a saída de Guido Mantega” não foi de todo ruim porque ficou lá registrado a crítica que eu tinha a fazer ao seu posicionamento em relação ao ministro Guido Mantega, embora no post “Os balões de ensaio sobre a saída de Guido Mantega” eu tenha achado razoável as sua manifestação.

    Clever Mendes de Oliveira

    BH, 28/04/2014

  81. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome