1968: Costa e Silva condecora executivo da Ericsson na futura sede da Embraer

Sugerido por Antonio Carlos Silva – RJ
 
Ironia do destino… Há 45 anos multi sueca era condecorada
 
Há 45 atrás, o ditador Costa e Silva condecorava um dirigente da multinacional sueca Ericcson do Brasil .
 
Local da condecoração?  
 
ITA – ( Atual Embraer) em São José dos Campos

http://www.youtube.com/watch?v=A3FJdZzLc_8

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. Pelo menos os Generais

    Pelo menos os Generais faziam….era época de paz e segurança apoiada por quase a totalidade da população. O André Araújo já desfilou por aqui,um rosário do bem que o Regime Civil/Militar nos legou…

    A grande merda foi os Generais terem adentrado numa barrafundo, num terreno obscuro no combate aos grupos marxistas terroristas com tortura e mortes quanto poderia  (dado a proporção das forças) ter feito tudo dentro da lei como fizeram a Alemanha e Itália com o Baader-Mainhof e as Brigadas Vermelhas..Pela imbecilidade dos Generais, estamos pagando Genoínos e Marighelas até hoje….

    Engraçado é ver Delfin Neto, o único civil a assinar o AI-5 (dizem que queria mais) lindo e fagueiro no vídeo, hoje acessor para assuntos econômicos do lulopétismo, muito queridíssimo da esquerda caviar e colunista da Carta Capital. São as ironias do destino.

     

     

  2. Não mudou nada

      O Delfim Netto não mudou de óculos até hoje, mas ficou ainda mais barrigudo, e dos que reconheci ( Abreu Sodré, Magalhães Pinto e Theobaldo De Nigris), é o unico vivo.

       Até aquele protótipo 2 do Bandeirante, já foi para o museu.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome