Índice de Preços ao Produtor despenca, por Luís Nassif

Quando se analisam os grandes grupos, percebe-se que o índice foi derrubado especialmente pelo setor de Bens de Capital, com queda de 1,05%

China Daily

A última pesquisa do Índice de Preços ao Produtor (IPP) do IBGE mostrou uma variação de apenas 0,06% em fevereiro.

Os dados abaixo são do IPP de fevereiro, trabalhados pelo GGN.

O lado ruim

De qualquer modo, não se deve olhar os dados apenas com olhares otimistas. Quando se analisam os grandes grupos, percebe-se que o índice foi derrubado especialmente pelo setor de Bens de Capital, com queda de 1,05%, provavelmente devido à invasão chinesa.

Em 12 meses, os preços da indústria desabaram 5,16%.

Leia também:

Luis Nassif

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Aqui em Brasília, o preço da gasolina caiu 30 centavos na semana passada, por causa da queda nos preços do etanol.
    Mas a partir do dia 1 de abril, os postos elevaram a gasolina em 60 centavos e o etanol em 30 centavos.
    Vergonhasamente, saiu apenas uma nota no correio Braziliense dizendo que o Chico Vigilante (ditrital do PT) pediu para a POLICIA CIVIL investigar.
    O sindicato dos combustíveis disseram que não compram da petrobrás, compram da distribuidora e ela aumentou os preços, distribuidora BRASAL. Aumentou porque quis.
    E ninguém está reclamando, nenhuma emissora ou jornal falando sobre o assunto. Estão sabotando a economia para derrubar o governo. Não é a primeira vez, nas duas últimas reduções de preços da petrobrás, a redução não foi repassada para o consumidor final.
    Enquanto isso, o governo não fala nada, estão todos no sonho de Alice.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador