Consultoria prevê queda de 17% nos investimentos em infraestrutura

Jornal GGN – O corte dos gastos públicos promovido pelo ajuste fiscal deve derrubar os investimentos em infraestrutura em 19% este ano. É o que afirma um estudo da consultoria de negócios Inter.B.

A projeção é que os aportes de 2015 fiquem em R$ 105,7 bilhões, R$ 25,2 bilhões a menos do que em 2014.  Com isso, o investimento em infraestrutura corresponderia a apenas 1,78% do PIB nacional, nível igual ao de 2007.

Na série histórica da Inter.B, iniciada em 2001, o único resultado pior foi em 2003, quando os aportes em infraestrutura corresponderam a 1,46% do PIB.

De acordo com o presidente da Inter.B, Cláudio Frischtak, embora a Operação Lava Jato atinja muitas empresas de infraestrutura, o impacto do ajuste fiscal ainda é maior. “O ajuste pega muito o investimento público”, afirmou.

No primeiro trimestre do ano, o investimento público da União caiu 30% (sem contar as estatais) e ficou em R$ 16,6 bilhões.

Frischtak diz que o segmento de transportes é o mais afetado, pois o setor público responde por cerca de metade dos aportes nessa área. A Inter.B projeta queda 20,9% este ano, para R$ 42 bilhões. Em rodovias, o corte pode ser de 26,9%.

Ele tem dúvidas até se os investimentos chineses na infraestrutura brasileira serão suficientes para uma retomada. Depende de o governo fazer novos projetos, já que o investimento em mobilidade urbana também deve cair 20,2%.

A lógica privada ganha força nesse cenário, assim como as Parcerias Público-Privadas (PPPs).

De acordo com a Inter.B, os investimentos no setor elétrico devem ter um recuo de 9,3% e fecharão 2015 em R$ 35 bilhões.

Com informações do Estadão

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome