EUA retornam há quase meio século e derrubam direito ao aborto

A Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou o direito constitucional ao aborto legal, garantido desde 1973

Foto: The Lancet

O aborto poderá ser crime nos Estados Unidos. A Suprema Corte do país derrubou o direito constitucional ao aborto legal antes garantido. A partir de agora, cada estado norte-americano decidirá se permite ou não a interrupção da gravidez.

A decisão tomada nesta sexta-feira (24) retrocedeu 49 anos da determinação que estabeleceu o direito histórico ao aborto em todo o país, pelo mesmo tribunal, há quase meio século.

Agora, os EUA voltam ao mesmo cenário de 1973, quando cada estado poderia proibir ou autorizar a interrupção da gravidez.

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Na prática, se a decisão do Supremo tampouco proíbe o aborto, possibilita que mais da metade dos estados comandados por conservadores (26 de 50) tornem o ato um crime.

Uma minoria de 11 estados democratas – entre eles Califórnia, Novo México e Michigan – já se prepara para estabelecer em lei local o direito ao aborto.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vladimir

- 2022-06-25 08:08:43

Só pode ser inveja do Brasil. Mas podemos ficar tranqüilos:Em termos de andar para trás, somos imbatíveis.

Edivaldo Dias de Oliveira

- 2022-06-24 13:31:19

Ontem foi a derrubada de lei novaiorquina que proibia porte de arma em público sem autorização, hoje é o fim da permissão nacional do aborto, deixando a cada estado decidir...quando começa a guerra de secessão?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador