ONU calcula que guerra na Ucrânia já produziu mais de meio milhão de refugiados

Organismo de proteção aos refugiados fez um apelo para que países vizinhos da Ucrânia “mantenham suas fronteiras abertas"

Acampamento da ONU para receber refugiados ucranianos (foto: Bertrand Blanc / ACNUR)

A ONU (Organização das Nações Unidas), através da ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), publicou nesta segunda-feira (28/2) um informe no qual estima que mais de 500 mil pessoas fugiram da Ucrânia desde o início da ofensiva militar da Rússia nesse território.

Segundo o relatório, países como Romênia, Polônia, Hungria, Moldávia e Eslováquia registraram dezenas de milhares de refugiados ucranianos nos últimos dias – só a Polônia assegura ter recebido cerca 250 mil pessoas.

Através de sua conta oficial de Twitter, a ACNUR afirmou estar “trabalhando com parceiros e autoridades locais para fornecer ajuda humanitária e apoiar os necessitados”. O diretor-chefe da ACNUR, Filippo Grandi, disse que este “é um momento sombrio para a paz mundial”, Declaração do Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi, sobre a situação na Ucrânia.

Grandi também fez um apelo para que os países vizinhos da Ucrânia “mantenham suas fronteiras abertas para aqueles que buscam segurança e proteção”. A ACNUR e o governo ucraniano estimam que cerca de cinco milhões de pessoas podem estar tentando deixar o país devido à guerra.

“As consequências humanitárias sobre as populações civis serão devastadoras. Não há vencedores na guerra, mas inúmeras vidas serão dilaceradas. Já vimos relatos de vítimas e pessoas começando a fugir de suas casas em busca de segurança. As vidas civis e a infraestrutura civil devem ser protegidas e salvaguardadas em todos os momentos, de acordo com o Direito Internacional Humanitário”, manifestou a ACNUR, através de um comunicado.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador