Trump reaparece e chama audiências de “caça às bruxas unilateral”

A conservadores, ex-presidente norte-americano nega que tenha intimidado Mike Pence para derrubar eleição vencida por Joe Biden

Mike Pence (esq.) e Donald Trump. Foto: Reprodução

O ex-presidente norte-americano Donald Trump atacou as audiências realizadas pelo Congresso no dia 06 de janeiro, colocando-as como um “acordo manipulado” e “caça às bruxas unilateral”.

Em reunião de conservadores religiosos realizada no Tennessee, Trump também negou as alegações de que intimidou o vice-presidente Mike Pence para derrubar as eleições de 2020.

“Mike Pence teve a chance de ser ótimo, ele teve a chance, francamente, de ser histórico. Mike – e digo isso com tristeza porque gosto dele – mas Mike não teve coragem de agir”, disse Trump, afirmando que não chamou o vice de “covarde”.

Em sua primeira aparição pública desde o início das sessões televisionadas, Trump não apresentou provas, mas afirmou que o painel da Câmara fez uso de vídeos adulterados e editou os depoimentos de testemunhas de forma criminosa.

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente.

Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Como lembra o jornal britânico The Guardian, as tentativas de Trump de seguir no poder após a derrota para Joe Biden voltaram aos holofotes por conta do comitê que está investigando o ataque ao Capitólio ocorrido em 06 de janeiro.

O painel argumenta de forma metódica que o ataque realizado ao Capitólio norte-americano foi uma tentativa de golpe, e que Donald Trump estava no centro da conspiração.

Em meio à apresentação de imagens e depoimentos de assessores mais próximos e familiares, soube-se que o ataque colocou a vida de Mike Pence em risco – o que pode levar o Departamento de Justiça a abrir um processo criminal contra Trump.

Leia Também

Extrema-direita republicana ganha influência nos EUA

Detalhes de como Trump se envolveu na invasão ao Capitólio começam a ser revelados em horário nobre da TV americana

Elogios de Biden a Bolsonaro são ofensa a quem defende florestas, diz HRW

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador