2 anos depois, PF revela que delações usadas contra Palocci não têm provas

Foto: Agência Brasil
 
 
 
Jornal GGN – O delegado Filipe Hille Pace enviou um ofício ao juiz Sergio Moro, em abril passado, reclamando do fato do Ministério Público Federal ter negociado benefícios a 3 delatores que foram usados contra Antonio Palocci e que não provaram nada do que disseram sobre o ex-ministro. O Estadão só revelou a existência do documento nesta segunda, 7 de agosto, tratando o episódio como mais uma “queda de braço” entre PF e procuradores por causa dos acordos.
 
“É temerário que inquérito policial tenha tramitado por quase dois anos em função de três versões de fatos diferentes apresentadas por três criminosos que celebraram acordo de colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República e que a partir disso obtiveram inegáveis benefícios. Em outras palavras, no presente caso, os colaboradores em nada auxiliaram os trabalhos investigativos, muito embora tenham sido beneficiados para tanto. Pelo contrário, auxiliaram apenas na manutenção de investigação com pouquíssima perspectiva de resolução”, alertou a PF.
 
O delegado Filipe Hille Pace criticou especificamente as delações de Paulo Roberto Costa (ex-diretor de Abastecimento da Petrobras), do doleiro Alberto Youssef e do operador de propinas do PMDB, Fernando Baiano. Todos foram contemplados com inúmeras vantagens e, hoje, já não estão mais em regime fechado. O próprio juiz Sergio Moro, acolhendo pedidos do MPF, deixou de condenar Costa e Youssef em algumas ações penais.
 
O inquérito contra Palocci que tinha como base as 3 delações conflitantes foi instaurado em 8 de julho de 2015. Paulo Roberto Costa havia relatado que recebeu pedido de Youssef para liberação de R$ 2 milhões em propina da “cota” do PP. A solicitação teria sido feita ao doleiro pelo ex-ministro ou por “pessoa vinculada a este”. No relatório, a PF apontou que Youssef “refutou integralmente a narrativa” de Costa.
 
“Dois criminosos colaboradores, que auferiram benefícios em decorrência dos acordos firmados com a Procuradoria-Geral da República, apresentaram versões conflitantes de suposto fato ilícito. Nada obstante, continuou-se a investigar”, observou a PF.
 
Depois de “diversas acareações”, “ainda assim mantiveram-se as diversas contradições entre os depoimentos dos criminosos colaboradores”.
 
“(…) não consubstanciaram elementos probatórios aptos a corroborar qualquer das três diferentes versões apresentadas pelos três criminosos colaboradores ouvidos nestes autos. Não se vislumbra, depois de diversas diligências e colheita de declarações, medidas investigativas úteis a comprovar a hipótese investigativa que originou este inquérito. As mesmas diligências tampouco comprovaram as demais hipóteses investigativas que passaram a ser aceitas no apuratório”, destacou a PF.
 
Outro lado
 
Procurado pelo Estadão, o advogado de Palocci, José Roberto Batocchio, disse que desde o começo já denunciava o conflito nas delações, tendo sido ignorado pela Lava Jato.
 
“Desde o início desta investigação eu já alertava que alguma coisa estava errada. (…) Afinal, duas assertivas não podem ser verdadeiras ao mesmo tempo. Uma é falsa. Foi uma luta muito difícil isso aí para demonstrar o absurdo dos depoimentos dos delatores. Pedi no Supremo Tribunal Federal a revogação da homologação das delações dos criminosos confessos Paulo Roberto Costa, Alberto Youssef e Fernando Baiano. Mas aí nasceu a jurisprudência que terceiro delatado não pode questionar falsidade da delação. O resultado está aí.”
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Impasse pode levar processo contra Lula à prescrição

27 comentários

    • Grrrrrrrrrrr…

      “Não tem provas, teje preso”:

      HEEEEEEEIIIIIII!  Ce ta pensando que na foto eu nao vi esse vinho de propina da Petrobras atraz de voce nao?????

  1. Pelo passado das relações

    Pelo passado das relações havidas entre SERGIO MORO e Alberto Yousef, aonde este ultimo já fez acordo com a Justiça e o mesmo magistrado,  tendo voltado depois a delinquir  ..FICA patente o espírito de COLABOAÇÃO suspeita havida entre estes dois personagens da Lava Jato

    Aliás  ..tal qual comprometedor esta sendo a relação PORNOGRAFICA havida entre Temer, Aécio e Agilmal_mentes ..o primeiro ministro político do STF que, em breve, assim que terminar o GOLPE, deverá ser cassado sem dó nem piedade pelos democratas que sobrarem.

  2. Ou seja, se alguns policiais

    Ou seja, se alguns policiais federais botarem efetivamente as mãos nas consciência, o vaza-jato desmorona de imediato, pois, tirante os ladrões da petrobrás (diretores e gerentes) e o doleiro de sempre, nada mais – até hoje, conseguiram comprovar. Mesmo assim, a criminalidade vigente nas ações do mpf e do (in)juiz desMoronado foram prendendo pessoas que nada tem a ver com a roubalheira daqueles diretores e gerentes petroleiros. Mas, se até o gomalina-desembarga-do-lencinho está vendido (ou comprado) ao golpe, pouco resta de esperança para a JUSTIÇA. Agora, além do Palocci, há o Lula sempre acossado e achacado pelos mesmos criminosos e o Bendine, para quem, também, criaram toda essa ilusória versão do que não provarão jamais. As únicas provas que existem, em abundância, são contra os (des)procuradores e do desMoronado pelo dinheiro público gastado – apenas – para referendar o golpe dos temeristas-GOLPISTAS-ladrões e “ensaboarem” suas carreiras-de-arrivistas-profissionais-merdiáticos. Dão nojo em lesmas. Pelo menos, houvesse corregedoria…

  3. Errata

    “(…) criticou especificamente as delações de Paulo Roberto Costa (ex-diretor de Abastecimento da Petrobras), do doleiro Alberto Youssef e do operador de propinas do PMDB, Fernando Baiano. Todos foram contemplados com inúmeras vantagens e, hoje, já não estão mais em regime fechado. O próprio juiz Sergio Moro (…)”

    Então, são quatro em liberdade…

  4. Prova? Tá Brincado…

    Nassif: é isso que me irrita no pessoal do PT. Desde quando é preciso prova para condenar alguém do governo Lula-Dilma? O meliante e dedo duro ainda ganha benesses de condenação a 1/10 da pena, em casa, tipo Geddel. E ganha uma graninha, num Paraíso Fiscal, tipo Cahimâ. Quem manda não ser da facção de Don Raton da Catalunha… 

  5. A PF está acusando a Lava Jato de associar-se aos corruptos?

    A PF está acusando a Lava Jato de ter se associado aos corruptos? Vejamos:

    1) As delações deles são imprestáveis para as investigações, pois são divergentes.

    2) Nenhum deles apresentou nenhuma prova ou indicou caminhos para isso.

    3) O único efeito das delações foi servir para a Lava Jato (incluído aí Sergio Moro) fazer campanha contra o PT, atendendo aos interesses da mídia golpista e dos políticos corruptos golpistas.

    4) Por esse serviço prestado, a força tarefa da Lava Jato, ou república de Curitiba, formada pelos procuradores e por um acusador que usa o cargo de juiz, concedderam inúmeros benefícios aos delatores, inclusive ficar com parte dos bens que resultaram dos roubos à Petrobras.

    O que a Polícia Federal está afirmando sobre a Lava Jato?

  6. Delação corrompida

    Há um mês, na reunião irrelevante, como todas depois do golpe, do stf que definia se o ministro fachin poderia ser o devido para algum processo do aécio, parece, todos eles repetiram explicitamente:

    A delação premiada, que agora chamam de colaboração mas é mesmo delação, deveriam ser: 

    -Espontâneas, verdadeiras e eficientes.

    A delações do moro não passam perto de nenhuma destas condicionantes, nenhuma.

    Não são espontâneas porque sob tortura. Ou não é tortura dizer a alguém: “ou você cumpre os trinta anos que acabei de lhe condenar ou vai para sua mansão em paz e com dinheiro”. Eu aqui revelaria que minha avozinha era a lider do trafego no borel, se o juiz assim o quisesse.

    A quase totalidade não é verdadeira. As contradições não podem existir. Os depoimentos de dois delatores tem que ser coerentes, no máximo complementares, senão alguém está mentindo. Aqui é impressionante a tentativa das autoridades de sanar diferenças, alterando o depoimento original e na maioria das vezes nem assim conseguem, como no caso em pauta. Sem dizer que por razões obvias de que ela têm que se modelar pelo que é agradável ao policial senão não há o perdão da falta.

    Eficiente. Dar resultado pr si só. Como neste caso a maioria não é. A tentativa do policial de dar a ela eficiencia a partir da aceitação da própria autoridade é completamente equivocada.  É preciso que a delação seja eficiente nela mesma, direta, definidora, conclusiva, permitindo a autoridade apenas o encontrar as provas indicadas na delação.

    Nada disso se cumpre na lava jato, nada. Nem de longe.

    Então para que os juizes do supremo disseram aquilo? Se está sendo descumprido nas suas caras.

    Depois do golpe, o caos. Tinha que ser.

  7. BRASIL, SIL, SIL! e eles

    BRASIL, SIL, SIL! e eles ainda ganham bem para fazer isso. É sambar na cara da galera.

  8. Sobram convicções e faltam provas

    Sobram convicções e faltam provas, mas daí? Esse é o modus operandi da “Vaza a Jato”. Se ocorresse o contrário, ou seja, se a PF descobrisse uma prova cabal contra Palocci ou Lula, as trombetas da mídia golpista estariam soando em volume máximo 24 horas por dia, ininterruptamente. Espero que o Tribunal Popular da Lava Jato no dia 11 de agosto, em Curitiba, consiga apontar de forma categórica todas as ilegalidades cometidas no âmbito da “Vaza a Jato”. Infelizmente, mesmo que o Tribunal seja um sucesso ainda é muito pouco, pois, caso a população permaneça desmobilizada e apática, o consórcio midiático-judicial continuará dando as cartas, a serviço da plutocracia.

  9. Lambança geral. Mas naõ

    Lambança geral. Mas naõ importa ao Torquemada e asseclas , vale tudo para tirar o PT do poder no passado, presente e no futiro. No passado sim pq nas apostilas , livro não, não vai haver mais livro,,  da escola sem partido o PT e Lula nunca ganharam eleição, foram  todas fraudadas. Como tentam nos convencer convencer que também o são as da Venezuela de Maduro.

  10. E daí?

    Não há provas mas ele já foi condenado. Não há provas nas delações de Delcídio, de Leo Pinheiro, de Pedro Correia, de ninguém contra Lula, mas ele já foi condenado. Ele não pode ser candidato, porque, se for, ganha no primeiro turno. E a “justiça”? Ah, a “justiça”…

  11. O Povo, Ora o Povo, o Povo é Coisa Nostra, Parlamentarismo Já!

    Já se apossaram das chaves do cofre e estão a se lambuzar no exercício do poder sobre a grana e o patrimônio do país. Mais um pouco e veremos paneleiros reclamando da situação e cobrando o PT que não faz nada para impedir tamanho descalabro.  

    Dona Dilma, educadinha, cumpriu republicanamente o roteiro traçado pelos golpistas e caiu sem sequer utilizar um mísero minuto que fosse, de cadeia nacional de rádio e tv, para falar ao menos para os 55 milhões de idiotas que a elegeram, para serem defendidos em suas aspirações quanto ao país, e terminaram com o controle remoto na mão, sem saber o que fazer com o dito, tamanha a falta de comando e resistência.

    Agora chegou a a vez de estancarem de vez a Vaza Jato e colocarem novamente, MP e PF, nos afazeres domésticos, pois o inimigo do mercado, dos patrimonialistas do estado e dos políticos corruptos profissionais, o PT, já foi apeado do poder e tão cedo não representará perigo, portanto, para não irem como bestas pra cima de quem e onde, nunca foram chamados, nada melhor que mostrar o quão desmanchável no ar é toda essa farsa a jato de combate a corrupção, baseada na delação premiada de bandidos, ilações e convicções, inspiradas pelo perfume exalado da região agricola das araucárias.

    Irão aos poucos soltar os políticos e bodes expiatórios que restaram presos e esquecer o assunto, sugerindo ao já não mais intocável juiz, ir gozar um período sabático pelos serviços prestados, nos states, ao menos por dez anos.

    Resta apenas atazanarem mais um pouco Lula, para eliminarem qualquer risco em 2018, mas quem sabe nem isso seja preciso, se tiverem exito na pantomina ainda mais suprema, de enfiarem o Parlamentarismo, via esse congresso imundo e nojento, garganta adentro do idiota cidadão brasileiro, sem reação.  

    • Francisco, quereria eu

      Francisco, quereria eu mandá-lo a pqp por seu sadismo e sua ironia impiedosa porém, o meu lado extremamente realista e profundamente sofrido graças a essa paranóia que se tornou a terra de pindorama, obriga-me a aplaudi-lo efusivamente por sua racionalidade nacessária neste sombrio momento de nossa tosca história. Obirgado por expressar-se por mim. 

       

  12. é por isso que lava jato funciona muito bem, segundo a turma…

    eliminando qualquer tipo de discernimento:

    entre o lícito e o ilícito

    entre provas e intenções de quem delata

    entre o justo e o injusto

    e entre o moral e o imoral

    ou seja, funciona com base nos viciados costumes políticos dos que eles fazem questão de proteger

  13. Como foi que a justiça

    Como foi que a justiça brasileira(que ja não era confiavél), se tornou produtora de conteudo para imprensa?

  14. O Doleiro

    mais sujo do país, depois de ser perdoado a1ª vez, tem novamente sua sentença perdoada, mesmo tendo delinquido  novamente. Como é um santo, um Deus de bondade , o Moro,  livra alguns, como a Claudia Cruz e os poderosos delinquentes (que possivelmente lhe passam ” algum”).

    A incompetência e sujeira são tão grandes, que até hoje não conseguiram ler os famosos grampos da cela do Yussef.

    Haja coração !

     

  15. Dallagnol e seus coreógrafos

    Dallagnol e seus coreógrafos judiciais precisam caprichar mais nos ensaios das delações encomendadas, digo premiadas.

  16. Um dia toda essa patifaria

    Um dia toda essa patifaria será passada a limpo. Pode demorar, mas a verdade sempre vem à tona. Pena que na maioria das vezes seja após o “leite derramado”.

    Não posso afirmar que o Palocci é inocente. Mas eu nem ninguém pode dá-lo como culpado até que se apresente provas irrefutáveis e limpas para corroborar sua culpabilidade.

    O que sempre transpareceu ser uma tática dos delatores é o envolvimento de petistas; uma espécie de “abra ala” para celebrarem os acordos. Provas? Isso são meros detalhes. 

  17. Quando atacam petistas “as instituições estão funcionando”

    Seria apropriado perguntar aos editores do Estadão o que os levaram a definir o ofício enviado pela PF ao MPF como uma “queda de braço”.

    Para não haver uma “queda de braço” eles deveriam ficar calados diante de tantas irregularidades?  Ou deveriam corroborar as irregularidades?

    Quando atacam petistas as instituições estão funcionando, quando faz justiça estão “quebrando o braço”?

  18. As batatas de Janot e outros lavajateiros do MPF estão assando

    Prezados,

    Ao longo dos últimos dois anos tenho mostrado, de forma enfática e contundente, em comentários e artigos críticos, o mau-caratismo e a incompetência de Rodrigo Janot. Nesse período tenho dito e escrito que a Fraude a Jato é uma ORCRIM institucional, composta por policiais federais, procuradores do MP e juízes, como sérgio moro, ricardo leite, vallisney oliveira, marcelo bretas e outros; as evidências e provas disso são hoje acachapantes, cabais. Luís Nassif mostrou que a PGR atua como alto comando local do golpe, subordinada aos EUA; o núcleo curitibano da Fraude a Jato também corrobora essa parceria subserviente das instituições do chamado ‘sistema de justiça brasileiro’ (PF, MP e PJ) com as agências e departamentos de investigação e espionagem dos EUA (CIA, NSA, NRO, DoJ, FBI, etc.). Nem é preciso falar sobre o PIG/PPV, apoiador de todos os golpes de Estado no Brasil e sempre soldado aliado dos golpistas estadunidenses, como mostram as tentativas e golpes de 1954, 1964 e 2016.

    Para distrair a platéia e desfocar a atenção daquilo que realmente importa, Rodrigo Janot e Gilmar Mendes travam nos palcos do PIG/PPV um falso embate, como se estivessem em lados opostos e não fossem, ambos, militantes do PSDB e não promovessem, com suas ações e omissões, a mais descarada e desavergonhada blindagem aos líderes políticos desse partido, como FHC, Aécio Cunha, José Serra e Geraldo Alckmin. No caso de Aécio, a blindagem que Janot e GM dão a esse senador chega aser acintosa. Muito antes da PGR se consorciar coma Globo e com a JBS, a mando do DoJ, os crimes de Aécio já eram evidentes; apenas as torcidas dos 20 maiores clubes de futebol brasileiro sabem daquele episódio do helicóptero apreendido em novembro de 2013, na cidade de Afonso Cláudio, interior do ES, com uma carga de aproximadamente 445 kg de pasta-base de cocaína, após ter deixado cerca de 50 kg da droga numa fazenda no interior de SP, por acaso pertencente ao senador tucano Aloysio Nunes Ferreira. Os proprietarios da aeronave eram os filhos do senador Zezé Perrela, aliado e amigo de Aécio, que freqüentava o Mineirão em dias de jogo do Cruzeiro, na época presidido por Zezé; Aécio asssitia às partidas ‘na faixa’, sempre na tribuna de honra do Mineirão. De forma sumária, antes de qualquer investigação, os delegados da PF, que apreenderam o helicóptero, inocentaram a família Perrela, colocando a culpa no piloto, no ajudante e nos receptadores da droga. Os operadores dos Perrela ficaram presos menos de dois anos e hoje estão em liberdade. NENHUM veículo do PIG/PPV publica sequer uma nota sobre o caso, se há inquérito em andamento, se alguém foi, está sendo ou será indiciado por crime de tráfico de drogas; o destino da droga apreendida continua sendo um mistério.

    Ao longo da Fraude a Jato Aécio Cunha foi o político mais delatado, sendo citado por mais de 10 delatores como beneficiário de esquemas de corrupção. Contra Aécio não há apenas delações e acusações vagas, mas um conjunto de provas robustas, seja no esquema em que o grupo dele levava 3% do valor dos contratos firmados pelas construtoras que edificavam a Cidade Administrativa – projeto megalomaníaco de Aécio, que consumiu cerca de R$1,3 bilhão de recusrsos públicos do estado mineiro, para construção de um elefante branco, que é a nova sede do governo de MG – seja na construção de um aeroporto em terras da família dele, usando recursos públicos, seja no esquema de arrecadação de dinheiro para ele e outros políticos do PSDB por meio do estatais controladas/influenciadas pelo governo mineiro (FURNAS, CEMIG, COMIG), seja no uso de aeroportos no interior de MG, para pouso e decolagem de aeronaves que transportavam entorpecentes, seja no aliciamento de juízes e desembargadores, para fazerem vistas grossas às atividades de narcotráfico no interior de MG. O teatro de quinta categoria protagonizado por Rodrigo Janot e Gilmar Mendes – cada um deles jogando bola para o outro, para que Aéio Cunha não fosse investigado – é de causar vergonha e nojo. A última cartada do PGR, ao formar o consórcio com a Globo e a JBS, a mando do DoJ, lançou Aécio na lama; mas isso foi previamente combinado e precificado com o senador tucano, como ficou evidente nas manobras em que o Marco Aurélio Mello restituiu-lhe o mandato (de forma fingida e enganadora suspensa por Luiz Edson Fachin) e na espúria aliança feita por Aécio com a quadrilha de Michel Temer, livrando o usurpador da presidência da república de uma denúncia por corrupção passiva, que foi rejeitada pelos deputados comprados a peso de ouro pelos quadrilheiros do Planalto.

    Esse discurso raivoso e beligerante de Rodrigo Janot – falando em bambus e flechas – só engana os incautos, os tolos, os ingênuos. A briga entre RJ e GM é de egos e por poder. Os jatos verborrágicos com que se atacam no palco do PIG/PPV me parecem tão falsos como uma cédula de R$7,00; na prática ambos atuaram como militantes políticos do PSDB e protegeram políticos tucanos de inquéritos e denúncias. Mas, como já demonstrei várias vezes, GM possui conhecimentos jurídicos e políticos muitos superiores aos de Janot; há meses eu digo e escrevo que na briga de egos por meio da mídia GM sairia vencedor. A menos de 30 dias do término mandato à frente da PGR, Rodrigo Janot percebe que seu fim não será glorioso, ao contrário, será vexatório, humilhante. Janot sabe que será chutado, humilhado e desprezado, como foi Joaquim Barbosa, tão logo terminou a tarefa imunda que lhe delegou a casa grande. Outros lavajateiros da PF, do MPF e do PJ assistem ao ocaso infame de Janot e pressentem que o mesmo lhes aguarda. GM aproveita o momento e desfere bofetadas midiáticas sobre o PGR moribundo, mostrando que se Rodrgo Janot possui arcos e flechas ele, GM, possui fuzis e metralhadoras.

    As ações descuidadas e irresponsáveis de Rodrigo Janot, um PGR incompetente jurìdicamente, sem estatura para o cargo que ocupou e ainda ocupa, foram demonstradas e criticadas por pessoas do mundo jurídico e jornalístico, como Luís Nassif. Os abusos e ilegalidades que estão no DNA da Fraude a Jato foram não apenas tolerados, mas incentivados pela ação incompeente e irrresponsável de Rodrigo Janot à frente da PGR. Como mostrou Luís Nassif, os lavajateiros de Curitiba sabiam dos pontos fracos do ‘chefe’ e o levaram a reboque; ocorreram chantagens? Ao longo de dois anos e meio Rodrigo Janot foi leniente e conivente com abusos, arbitrariedades e ilegalidades criminosas cometidas pelo núcleo curitibano da Fraude a Jato. O mesmo comportamento se observa nos tribunais superiores (TRF4, STJ e STF) em relação a sérgio moro. Quando Janot resolveu assumir protagonismo – com esse acordo-conórcio com a Globo, a JBS e o DoJ – o tempo dele já estava no fim. Aos incautos Janot pode até continuar enganando por mais algum tempo, mas ele não convence os bem informados, que acompanham a fraca atuação dele desde o primeiro mandato à frente da PGR.

    Se os tribunais superiores algum dia resolverem respeitar e aplicar os códigos legais, a Fraude a Jato pode vir a ser totalmente anulada e seus agentes serem investigados, denunciados, processados, julgados e condenados pelos diversos abusos, ilegalidades e crime que cometeram ao longo desses mais de três anos. A tranqüilidade com que os lavajateiros cometem abusos, ilegalidades e crimes decorre do fato de que os tribunais superiores (TRF4, STJ e sobretudo o STF) vêm agindo como cúmplices e partícipes da trama golpista. Mas a História há de ser implacável com todos esses servidores públicos que cometem crimes contra a democracia e contra a soberania brasileiras.

    Fechando este comentário, lembremos que as delações forjadas contra ex-ministros que serviram aos governos Lula e Dilma, nenhuma delas, se confirmou. Isso mostra que a Fraude a Jato JAMAIS tve ou tem o propósito de combater a corrupção, mas sim o de aniquilara a Esquerda Política e criminlaizar os líderes, sobretudo do PT. As investidas contra servidores que presidiram estatais, decorrentes de delações forjadas, também não encontraram qualquer prova de prática criminosa (Graça Foster, José Sérgio Gabrielli são exemplos); as investidas contra João Vaccari, que resultaram em condenações esdrúxulas – uma delas já anulada pelo TRF4, por ser baseasa em delações, ma sem qualquer prova – também não encontraram qualquer prova robusta de que ele tenha praticado ilicitude.

    Os livros de História, que já estão sendo escritos, registrarão a Fraude a Jato não como uma operação de combate à corrupção, mas como a cooptação das instituições que compõem o ‘sistema de justiça’, pelo alto comando internacional – que fica nos EUA – para aplicar um golpe de Estado em parceria com a banca financeira nacional e internacional e com as oligarquias escravocratas, cleptocratas, plutocratas, privatistas e entreguistas, que sempre detiveram o poder no Brasil. 

    • Vc é como muitos que alegam
      Vc é como muitos que alegam lava jato contra pt e contra a soberania frente aos EUA. E com certeza é mais um que defende candidaturas à favor de aliados à China poderosa. Ou seja. Lutar contra o imperialismo Yankee. Pra se submeter ao imperialismo Chinês. Que maravilha!
      Povo burro. Todo dividido pra cada vez mais nos enfraquecer. E vivermos eternamente uma colonia do mundo.
      SALVE ENÉAS!!!

  19.   Como não tem provas????
     

      Como não tem provas????

      COMO NÃO TEM PROVAS????

      O cara não se filiou ao PT?? Pronto, a ficha de filiação já serve como prova de que ele é culpado de tudo, desde as viradas de mesa do Fluminense no campeonato brasileiro até a fome no Sudão.

    • delação sem provas contra palocci

      já era esperdo um coment´rio como o seu aberração cognitiva, independente de partido, a condenaçõ tem de ter provas quem acusa tem de provar, mas como você o cérebro é de tamanho de um quiabo,não se pode esperar outra coisa. agora se filiar ao PMDB,PP E PSDB  significa o que: organização criminosa correto.

  20. Vc é como muitos que alegam
    Vc é como muitos que alegam lava jato contra pt e contra a soberania frente aos EUA. E com certeza é mais um que defende candidaturas à favor de aliados à China poderosa. Ou seja. Lutar contra o imperialismo Yankee. Pra se submeter ao imperialismo Chinês. Que maravilha!
    Povo burro. Todo dividido pra cada vez mais nos enfraquecer. E vivermos eternamente uma colonia do mundo.
    Salve Enéas !!!

  21. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome