Caravana de Lula estará em Curitiba quando TRF4 julgar recursos de sua defesa

Encerramento da etapa mineira foi em Belo Horizonte. Quarta edição será marcada por tensão do julgamento (RICARDO STUCKERT)

Caravana de Lula em MG

da Rede Brasil Atual

Caravana de Lula estará em Curitiba quando TRF4 julgar recursos de sua defesa

Quarta etapa das caravanas do ex-presidente começa no próximo dia 18 no Rio Grande do Sul e termina dia 28 no Paraná. Julgamento de embargos é esperado para o dia 26

por Redação RBA

São Paulo – A quarta etapa do projeto Caravana Lula pelo Brasil, agora na região Sul, começa no próximo dia 18, em Bagé (RS). A comitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá seu ato inicial na cidade próxima à fronteira com o Uruguai, a 380 quilômetros ao sul de Porto Alegre. E encerramento 11 dias e pelo menos 19 cidades depois, em 28 de março em Curitiba. A caravana coincide com o período em que os juízes do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), de Porto Alegre, devem concluir a análise dos embargos de declaração, último recurso da defesa de Lula no âmbito da segunda instância do Judiciário.

A decisão do TRF4 é esperada para 26 de março. Após essa data, caso os desembargadores mantenham a sentença de 24 de janeiro, em que pedem a condenação de Lula a 12 anos e um mês de prisão, o líder em todas as pesquisas de intenção de voto para presidente da República já corre o risco de ser preso. Os advogados que o defendem não conseguiram obter habeas corpus preventivo no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Agora, o mesmo pedido de segurança que poderia impedir a prisão do petista terá de ser avaliado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Mas a presidenta da Corte, Cármen Lúcia, ainda não programou o julgamento.

A defesa de Lula e especialistas em direito, do Brasil e do exterior, criticam o processo que levou à sua condenação. Consideram estar montado sobre alegações de crimes que não ocorreram, baseados em falsos testemunhos, com objetivo de promover uma caçada política ao ex-presidente, por meio do uso abusivo e violento do sistema de Justiça (termo internacionalmente conhecido como lawfare).

Os trechos paranaenses na parte final da caravana preveem de atividades em empreendimentos agroecológicos do Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Francisco Beltrão, no dia 26, a ato político em Curitiba dois dias depois. Prevê ainda seminário internacional da região da tríplice fronteira (com Paraguai e Argentina, em Foz do Iguaçu), eventos em defesa da reforma agrária e da pesquisa agrícola e visita ao campus da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), em Laranjeiras do Sul.

Antes, comitiva terá passado por pelo menos quatro etapas em municípios de Santa Catarina, depois de percorrer o pampa gaúcho, onde terá encontros com o ex-presidente uruguaio e atual senador José Pepe Mujica (em Santana do Livramento) e visitará os museus do ex-presidentes trabalhistas João Goulart e Getúlio Vargas, em São Borja, onde o corpo de Vargas foi enterrado em 1954 e o de Jango, em 1976.

 

Confira programação completa

Rio Grande do Sul

Segunda (19/3)
:: Bagé, 10h30, visita ao campus da Unipampa (Universidade Federal do Pampa), fundada em 2006
:: 15h30, Santana do Livramento, conversa pública com Pepe Mujica

Terça (20)
:: Santa Maria, 14h, reunião com reitores e diretores na Universidade Federal de Santa Maria
:: 19h – Ato público na Nova Santa Marta

Quarta (21)
:: 14h, visita aos museus de Jango, de Getúlio e ao túmulo de Getúlio Vargas, em São Borja

Quinta (22)
:: 9h, visita sítio arqueológico de São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões 
:: 12h30, parada em Cruz Alta
:: 18h, ato com movimentos sociais em Palmeira das Missões

Sexta (23)
:: 9h30, visita a unidades do Minha Casa Minha Vida Rural em Ronda Alta
:: 13h, Visita ao campus de Passo Fundo da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS, fundada em 2009)
:: 19h, Ato político em São Leopoldo

Santa Catarina

Sábado (24)
:: 10h, reunião com reitores e diretores universitários de Santa Catarina, em Florianópolis, seguido de ato pela educação, por volta de 12
:: 19h, político da Região Oeste de Santa Catarina, em Chapecó

Domingo (25) 
:: 10h, encontro com o sistema cooperado da agricultura familiar em Erechim.
:: 14h30, visita na produção de leite CooperOeste, em São Miguel do Oeste
:: 18h30, ato cultural em São Miguel do Oeste

Paraná

Segunda (26)
:: 10h, ato da agricultura familiar do sudoeste do Paraná em Francisco Beltrão
:: 17h, seminário internacional da Tríplice Fronteira, em Foz do Iguaçu

Terça (27)
:: 12h, ato pela reforma agrária em Quedas do Iguaçu
:: 15h30, visita ao campus da UFFS e a laboratórios de agronomia em Laranjeiras do Sul
:: 17h30, encontro com assentados no Assentamento 8 de Junho 

Quarta-feira (28)
17h, ato de encerramento da Caravana no centro de Curitiba

 

 

9 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rui Ribeiro

- 2018-03-14 11:15:50

Esse comentário me fez lembrar da peça Liberdade, Liberdade

A peça Liberdade, Liberdade, de autoria de Flávio Rangel e Millôr Fernandes,  insinuou que os militares tinham voz decisiva em muitos assuntos fora de sua competência profissional. Um militar afirma, falando de um problema civil: “Ora, isso pode ser resolvido por qualquer criança de três anos!” E depois de um momento de embaraço, acrescenta: “Tragam-me uma criança de três anos!"

A Criança da foto se recusou a resolver o problema para os Abacates.

Marly

- 2018-03-13 19:55:12

Não sei como fazer.
Mas posso fotografar e enviar pelo whatsapp para meus contatos. Vou cuidar disso!

João de Paiva

- 2018-03-13 17:37:14

Faça o contraponto com outra foto

Marly,

Outra foto histórica, também protagonizada por uma menina e um 'ex-presidente', pode ser vista em https://tramafotografica.wordpress.com/page/37/. A foto está logo abaixo do título "Muita  calma nesta hora". Vou tentar colá-la neste comentário, mas não sei se terei sucesso, já que não tenho habilidades nesse tipo de edição. 

Sugiro que coloque as duas fotos lado a lado, para eu os leitores do GGN tirem suas conclusões.

 

 

 

Marly

- 2018-03-13 17:20:37

Desculpem.
Inserida no Clipping do Dia, hoje, por Rome'rio. Vale a pena abrir é ver a entrevista. Uma aula!

Marly

- 2018-03-13 17:14:10

Que foto linda e emocionante!
Lula sendo agasalhado por dois bracinhos lindos de uma criança! E as crianças não se enganam! Sabem distinguir os bons corações! Mas... Após assistir a entrevista de Pepe Escobar inserida por Romerio, hoje no Fora de Pauta, meu coração aperta e temo pela integridade física do nosso Presidente Lula! Todo cuidado é muito pouco!

vera lucia venturini

- 2018-03-13 13:39:01

Pra resolver a prisão do Lula

Pra resolver a prisão do Lula só a abdicação total e a declaração de apoio a candidatura do Ciro Gomes que ontem tornou público o que seria a chapa dream team 2. O dream team 1 seria Haddad de vice, mas como as propostas para o Brasil de Marina e Haddad são iguais, só que não, os dois  servem aos propósitos do Ciro.... E da Rede Globo, e da elite do golpe, e do Judiciário, e dos americanos que não querem um partido à esquerda forte no Brasil e na América Latina.

Lula já foi exterminado, falta o PT.

O blog não vai noticiar o convite? 

alexis

- 2018-03-13 13:04:20

Greve e desobediência civil

A sociedade deveria exigir um resumo indicando claramente o crime e a culpabilidade do Lula. Não acreditamos na sentença emitida pelo juiz Moro e por tanto não iremos reconhecer se não for demonstrada. Ou o STF convence o povo – com provas - da culpabilidade do Lula ou entramos em greve geral e em estado de desobediência civil. O próximo governo popular deverá sinalizar que todas as arbitrariedades cometidas pelos golpistas, inclusive contra quem resolver partir para a greve agora, serão desfeitas. Ainda, deverá haver uma única candidatura do campo popular: Lula, subscrita por todos os partidos de esquerda, e o povo orientado a votar maciçamente em parlamentares do campo popular, para reverter no parlamento as ações golpistas.

Victor Suarez

- 2018-03-13 13:02:31

Pergunto-me se já não é hora

Pergunto-me se já não é hora de pararmos com esta encenação.

O Judiciário vendeu a prisão do Lula. Os juízes estão acuados, acovardados, ou são apenas representantes de uma classe média vingativa e canalha.

Não há julgamento, mas um linchamento da imagem de Lula e tudo que ele simboliza.

Chega de rezar para que as instituições funcionem. A Globo perdeu a narrativa mas está ganhando no tapetão.

Lula convoque o povo para ir às ruas.

Onde estão as forças democrática desse Brasil? OAB, Igreja, Sindicatos, Associações, ONGs, Movimentos Sociais??????? Vão esperar o que?????

Rui Ribeiro

- 2018-03-13 12:59:34

Power to the People

"Power to the people
Power to the people, right on

Say we want a revolution
We better get on right away
Well you get on your feet
And into the street  Singing power to the people
Power to the people
Power to the people, right on  A million workers working for nothing
You better give 'em what they really own
We got to put you down
When we come into town " John Lennon, Power to the People

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador