Cheque para Temer contradiz versão de delator da Andrade Gutierrez

 
Jornal GGN –  A defesa de Dilma Rousseff apresentou documentos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que afirmam que Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, prestou falso testemunho para a Justiça Eleitoral.
 
Azevedo declarou, em depoimento ao TSE, que pagou R$ 1 milhão para a campanha de Dilma em 2014 como forma de propina. Os advogados de Dilma anexaram cópia de um cheque do mesmo valor que depositado na conta de campanha de Michel Temer, em data que coincide com a citada pelo delator. 

 
O empreiteiro disse que valor havia sido sido transferido pela construtora ao PT em março e fazia parte de um acordo que dizia que a empresa deveria pagar 1% propina em cada contrato com o governo federal.
 
“Nunca houve a transferência do dinheiro do Diretório Nacional do PT para campanha de Dilma”, afirmam os advogados, que querem que o depoimento de Azevedo seja considerado inválido.
 
Leia mais abaixo:
 
 
O advogado Flávio Caetano, coordenador jurídico da campanha de reeleição de Dilma Rousseff, apresentou nesta terça-feira, 8 de novembro, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) documentos atestando que o empresário Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, prestou falso testemunho à Justiça Eleitoral. A defesa de Dilma pediu a abertura de investigação por crime de falso testemunho.

Em depoimento prestado no TSE, o delator Otávio Azevedo declarou que a campanha de Dilma teria recebido como propina, em 10 de julho de 2014, R$ 1 milhão. A defesa de Dilma demonstrou que o delator prestou falso testemunho, num esforço deliberado de prejudicar a ex-presidenta.

Leia também:  Juíza autoriza prisão preventiva de Carmen Ferreira e Tribunal confirma sua inocência, por Cesar Locatelli

Flávio Caetano juntou aos documentos entregues ao TSE a cópia do cheque, no valor de R$ 1 milhão, depositado diretamente na conta da campanha de Michel Temer em 14 de julho de 2014. O cheque está datado de 10 de julho.

A defesa demonstrou que o dinheiro foi transferido eletronicamente pela Andrade Gutierrez à conta da direção nacional do PMDB, que fez depósito do dinheiro por meio de cheque para a conta de campanha de Temer, conforme o recibo anexo. Nunca houve a transferência do dinheiro do Diretório Nacional do PT para campanha de Dilma, como havia alegado o delator.

A alegação do delator é fraudulenta e seu testemunho está irremediavelmente comprometido. Ficou demonstrado que o dinheiro teve como beneficiário exclusivo o atual presidente Michel Temer.

Leia abaixo íntegra da petição apresentada ao TSE:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

10 comentários

  1. Lascou …

    Na Glogolpe o  depoimento do delator deve ter rendido uns 5 JNs. Mas a prova da mentira, só sai nos “blogs sujos” …

  2. Quem repara os danos causados?

    Mesmo que seja apurado e reconhecido o erro, o que já é difícil, porque corre tudo nas entranhas putrefactas do judiciário que, como diria o Mino Carta, “…é tudo a mesma SOPA”, a divulgação da farsa armada pelos inqusidores de Curitiba já causou os danos desejados ao partido inimigo da parceria criminosa entre as milícias do judiciário corrupto e as máfias integrantes do CARTEL das comunicações. Assim, por essas e outras trapaças do judiciário corrupto, eles ganharam as eleições na mão grande em 2016, que perderam nas urnas, em 2014. E não se fala mais nisso. Nós temos que engolir. Todos amanhã na Casa Portugal bradar o grito dos lesados e aviltados.

  3. Barrento

    Me pergunto: Para que um indivíduo preso, sendo forçado a fazer uma delação premiada, correria o risco de mentir?

    Hipótese: Ele declarou o que pediram que ele declarasse. Não sabia que o acusado tinha a prova da mentira. Nem o demandante.

    Mas, não nos preocupemos, pois segundo o Barrento, não existe ninguém inocente preso. Todos eles são bem caluniados e dificilmente vão produzir prova de inocência como esta.

  4. E agora?

    Com a delação invalidada por não se ater a verdade, amesma fica inválida e o delator mentiroso caluniador vai para a cadeia. E o delator pelo que sei está solto.

    Vejam como delação premiada é perigosa? E agora, revisa-se toda a delação e suas consequencias? quantas outras acusações causaram convicções erradas? 

    A delação premiada é perigosissima, quer queiram ou não. Independente dos seu controverso valor judicial.

    E há centenas de delações com milhares de denúncias, e agora?

  5. Esses delatores da lava jato

    Esses delatores da lava jato que visam só PT e todos aqueles que conhecem a verdade e a manipulam vão sofrerem os brados fortes da história. Como dizia o grande mestres: Entretanto, não os temais! Nada há escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido. A entrega do temor a Deus …

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome