Defesa de Lula vai recorrer e mostrar que mídia já fez entrevistas na prisão

Jornal GGN – É destaque na Mônica Bergamo desta sexta (13) que a defesa de Lula pretende recorrer da decisão da juíza Carolina Lebbos que impede que veículos de comunicação entrevistem o ex-presidente na prisão em Curitiba. Para indeferir vários pedidos de sabatina e gravações por conta da eleição, Lebbos argumentou que a prisão não é lugar para a imprensa entrar e ainda comparou esse tipo de comunicação com o uso ilegal de celular telefônico por detentos.

Para desmontar os argumentos, a defesa vai mostrar, entre outros pontos, que canais de televisão já entrevistaram “Fernandinho Beira-Mar, Suzane von Richthofen e Marcinho VP”, além do italiano Cesare Battisti e outros exemplos internacionais.

A decisão de Lebbos ocorreu poucos dias após uma guerra jurídica em torno do habeas corpus de Lula. Impetrado por 3 deputados do PT, o recurso, que culminou numa ordem de liberdade que não foi cumprida graças à movimentação de Sergio Moro, usava como argumento a omissão da juíza de execução penal. Ela estava há 2 meses segurando os pedidos de sabatina e entrevistas com Lula. O desembargador Rogério favreto entendeu que a prisão de Lula é para restringir sua liberdade de ir e vir mas seus direitos políticos seguem em vigor.

No Facebook, o juiz de execuções penais Luís Carlos Valois disse que, nos Estados Unidos, presos têm direito de ter acesso à imprensa e, nos estados, há departamentos que regulam essa situação. Isso, claro, quando não se trata de uma “prisão política”, onde há intenção deliberada de manter o réu incomunicável com a sociedade.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  ABJD repudia perseguição a juízes

8 comentários

  1. Essa noticia é escabrosa 

    Essa noticia é escabrosa  ..HORRIVEL esta tese da defesa em que pese a intenção da denuncia diante da sentença ABSURDA

    ..LULA não se compara a preso comum, ele é um preso POLÌTICO ..VITIMA de arbítrio  ..REFÈM do STF, FIESP, FEBRABAN, PIG, Forças Armadas, Judiciário e EUA, e assim deve ser mantido, exaltado, DENUNCIADO ao MUNDO

    Compará-lo com estas bestas – meio que tentando uma isomomia – com um Abadia, Maniaco do Parque, bandido da Luz Vermelha e tantos outros, é tudo o que os CANALHAS querem 

    ..espero que os advogados tenham a sensibilidade de DIFERENCIAR o grande líder que hoje, vitimado por um golpe, INOCENTE, se encontra, em verdade PRESO injustamente

     

    • é o que mais espero também…

      será uma tremenda pisada de bola se a defesa e o partido conseguirem retirar o enfoque de preso político

      e já há renovações das convicções dos seus algozes no sentido de facilitar para que ele deixe de ser visto pelos tribunais internacionais como um preso político. O que mais tem nesta parada é engodo.

      nestes casos, a meu ver, ninguém deve assumir posições contrárias ao enfoque principal, um preso político,

      além de inocente

       

      pra quem não tem vitórias, dar vitórias pro inimigo é burrice

    • neste sentido…

      tabelar com a imprensa internacional seria muito mais interessante………………………….convidar

      como a Globo sempre fez, e escancaradamente em todos os casos abusos dos estados unidos,

      para um Partido com um preso político seria muito mais fácil, digno de atenção mundial

       

  2. a Defesa faz seu papel, porém…

    A eterna Direção Nacional erra. É uma defesa que planeja mal (v. o caso do Desembargador de domingo, Vitória de Pirro). Parece Deefesa esperta, mas não combinou com os russos: o povo vendo tantas centenas de recursos HC etc termina achando que é politicagem só, mal comparado com aqueles recursos que prescrevem a pena depois de 10 anos. O povo (meu achôme-tro) se afasta disso tudo. Ainda tá longe, mas me parece que os que vão anular, se abster, ou em branco serão muito grande, dessa vez. A hipótese de Lula influir, desta vez, é pequena. Pensam que o novo é o fascista porque ele nunca se candidatou a presidente. Acho que o mais prudente teria sido, e ainda há tempo, de definir um substituto, ou um outro precandidato ou partido a apoiar (desconfio também que ninguém, salvo Ciro Gomes, vai desejar apoio do PT, que desde o mensalão só vem se desgastando, com alguns motivos. É duro os simpatizantes e militantes perceberem isso. 

  3. Eduardo Cunha saiu da prisão para dar entrevista

    Acrescenta aí a entrevista de Eduardo Cunha, que foi solto para conversar com os repórteres de revista da Globo.

  4. Henrique VIII x Lula

    A soltura do Rei Henrique VIII do Rio Gande do Norte um cara que não tem crédito em Natal nem para comprar umc coca-cola. Preso com acusações gravíssimas de desvio de dinheiro. Um político predador do povo potiguar, mostra a injustiça desse país quando constatamos que um homem do bem como Lula está preso numa solitária em Curitiba. Absurdo!

    • Pois é.

      E a prisão de Lula, ao meu ver, não visa a sua exclusão do processo eleitoral. Quem será “eleito” em outubro, no poder executivo e no legislativo, já está definido. Eventual participação de Lula como candidato seria um obstáculo facilmente contornável na apuração dos votos eletrônicos.

      O Lula está preso para ser silenciado, distanciado do seu povo, da sua gente e, com isso talvez ser esquecido, morrer politicamente.  Todo esse alvoroço eleitoral (pesquisas, debates, etc.) é mero jogo de cena, simulação. Tudo já está arrumado pelo QG do golpe e os candidatos validados sabem disso. Só desconhecem, no caso da presidência da República, quem será o “eleito”. Daí, a romaria de presidenciáveis à embaixada dos EUA, para oferecer seus serviços ao Tio, o manda-chuva.

  5. IRONIA: Mídia só fala de Lula… mas não pode deixar Lula falar!

    Essa mídia nacional é mesmo uma piada… metade dos jornalistas da imprensa nacional construíram suas carreiras falando mal de Lula e do PT.

    Lula é o assunto recorrente do Jornal Nacional… foram dezenas de horas dedicadas a Lula.

    No entanto… Lula mesmo não pode falar!

    Esse país realmente é kafkaniano… é um realismo fantástico.

    É igual a narrativa de que não houve golpe… a mídia inteira repete que não houve golpe… porém proíbe qualquer pessoa de dizer o contrário… mas se não houve golpe, qual o problema de entrevistar alguém dizendo o motivo dela achar que houve golpe??? Deixa a pessoa passar vergonha… se é tão óbvio assim que não houve golpe… por que a mídia age como se tivesse havido um golpe e isso tivesse que ser abafado o máximo possível em todos os jornais.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome