Flávio Bolsonaro diz que não se lembra se pagou apartamentos em dinheiro vivo

No mesmo dia que cartório registrou venda por R$ 310 mil em apartamentos, vendedor fez um depósito de R$ 638 mil em dinheiro vivo, a 450 metros dali

Jornal GGN – O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) disse que não se lembra do pagamento de R$ 638 mil em dinheiro vivo para adquirir dois apartamentos em Copacabana, em 2012 – uma das transações suspeitas no inquérito que investiga o esquema da “rachadinha” no gabinete do então deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Os apartamentos foram comprados por supostos R$ 310 mil, valores que foram registrados em cartório. No mesmo dia, o vendedor dos imóveis fez um depósito de R$ 638 mil em dinheiro vivo, em um banco a 450 metros do cartório. Flávio Bolsonaro foi questionado se a aquisição dos apartamentos envolveu pagamento em dinheiro vivo.

“Que eu me recorde, não”, disse. “Se eu não me engano, foi por transferência bancária esse sinal. Cheques. E, no dia, eu paguei as duas salas junto com a minha esposa no próprio cartório”, continuou, negando os repasses.

Novamente, os investidores questionaram o senador se ele se encontrou em uma agência bancária para fazer pagamentos. Flávio não negou, e voltou a dizer que não se lembrava. Perguntaram, então, se ele sabia que o vendedor dos apartamentos fez um depósito em dinheiro vivo de R$ 638 mil. Flávio Bolsonaro não titubeou em acusar o vendedor: “Se o cara tinha esse perfil, certamente não devia estar fazendo só isso, né?”.

Os promotores do Ministério Público apontam que o vendedor não fez outras transações imobiliárias naquele trimestre. Os imóveis foram vendidos por Flávio Bolsonaro a R$ 813 mil, quase três vezes mais do que supostamente pagaram, segundo a escritura do cartório.

Leia também:  Guedes é condenado a pagar indenização de R$ 50 mil por chamar servidores de ‘parasitas’

A defesa de Flávio foi questionada pela reportagem de O Globo, que obteve o acesso ao teor do depoimento. Não deu respostas e disse que vai incitar a Justiça a apurar “as notícias de vazamento das peças e áudios do procedimento que tramita sob sigilo”.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. não precisa se lembrar. Consulta a certidão que assinou no cartório e está resolvido. A prova que vale não é o esquecimento, é o papel lavrado.

  2. O cinismo dessa família não conhece mais qualquer limite e isso só tem um motivo; A certeza da impunidade, não importa o quanto mintam.
    Não se lembra de que forma foi feita um transação de mais de meio milhão de reais é tripudiar na cara dos procuradores, inda mais quando diz no final que se o vendedor fez o depósito em dinheiro é por que não fazia só isso, é pura tiração de sarro.

  3. Este apartamento? Em meu nome? Com qual dinheiro? Impossível! E se for um sósia, e se fui abduzido? Jà sei, já sei, o senhor está ensinando como fazer um investimento e esquecer pois está em boas mãos, oh, insofismável guru!

  4. Tem muita grana, facil confundir 10mil com 310mil com 610mil. Se foi em notas de 5, de 10, de 50 ou 100 como saber?
    Ou será que foi no crédito, ou no débito ou no cheque,.ou ted ou doc?
    Com a nota de 200 certamente ficará mais fácil.
    “Pera” aí: E se foi em chocolate da lojinha?

  5. E Ivermectina. Quem sabe, mata os vermes que habitam e pululam no seu pequeno cérebro! O caráter já nasce com a pessoa. Um mau caráter, uma personalidade fraca e infantil aliadas ao mau exemplo do papai Bozo,ó podia dar nesse nefasto resultado de pessoa mentirosa e mal-acabada!

    • Nunca. Vão continuar livre, leve e soltos para disputar tantas releições seja possível. O Bozo esta pavimentando sua releição tranquilamente.

  6. Se o Flávio Bolsonaro comprou os apartamentos por R$ 310.000,00 e os vendeu por mais de R$ 800.000,00, ele deve feito uma bela reforma e uma ampla ampliação.
    Kkkkkk
    Bandido bom é bandido com porcaria de foro privilegiado.
    A Revolta, o asco causam náuseas na minh’alma

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome