Instituto de Gilmar é o 3º maior patrocinado por Itaipu, que privilegia comunidade jurídica

Foto: Divulgação
 
 
Jornal GGN – Gilmar Mendes recebeu “cataratas de dinheiro” de Itaipu, diz a revista Piauí em reportagem sobre o quanto a empresa que pertence a Brasil e Paraguai já injetou no IDP, instituto de Direito que tem o ministro do Supremo Tribunal Federal entre seus sócios.
 
Só para o Seminário Luso-Brasileiro de Direito, que o IDP promoveu em Portugal entre 18 e 20 de abril passado, foram R$ 250 mil de Itaipu em patrocínios.
 
Em 2016, Itaipu despendeu cerca de 4,6 milhões de reais em patrocínios para a comunidade jurídica. Isso significa que o instituto de Gilmar ficou com um parcela pouco de quase 14% desse total, atrás apenas da Ajufe e da OAB, os maiores beneficiários.
 
Em maio passado, Folha revelou que, desde 2009, os patrocínios federais à empresa de Gilmar chegaram a 2,6 milhões.
 
Em 2017, Itaipu já investiu 2,1 milhões em eventos jurídicos, o que representa 18,7% do total de gastos com publicidade.
 
Segundo Piauí, Itaipu “vem se tornando, nos últimos dois anos, uma generosa patrocinadora de eventos como o de Gilmar Mendes em Portugal”, gozando do fato de que, por ser uma empresa binacional, a fiscalização em cima disso é mais difícil.
 
O repórter Rafael Moro Martins perguntou ao IDP quanto a empresa faturou com publicidade e quem são seus maiores patrocinadores, mas não obteve resposta.
 
Ele disponibilizou os gastos de Itaipu nessa planilha aqui.
 
O quadro abaixo mostra os maiores beneficiários. O IDP aparece em 3º, com R$ 810 mil.
 
 
 
 

3 comentários

  1. Isso é compra de proteção

    Isso é compra de proteção jurídica. Os togados-tiranos e os juízes e procuradores simpatizantes do neoliberalismo deixaram de consultar a constituição federal para consultar os extratos bancários. Vendem proteção jurídica, HC, enfim, vendem a alma ao diabo-do-mercado.  

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome