Janot vê suspeita em envio de gravação de Cardozo ao exterior por Joesley

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – Um dos argumentos usados por Rodrigo Janot para pedir a prisão de Joesley Batista, Ricardo Saud e Marcelo Miller, envolvidos no escândalo da delação da JBS, foram os índicios de que a gravação feita com o ex-ministro José Eduardo Cardozo não só foi omitida como enviada ao exterior para não ser encontrada pelas autoridades locais.
 
Segundo Janot, é suspeito o relato de que Marcelo Miller teria “brigado” com Ricardo Saud após ficar sabendo da gravação de Cardozo. O ex-procurador, acusado de ter praticado ilicitudes no acordo de delação da JBS, teria avisado que o áudio ‘daria cadeia” e que faria a Procuradoria “ir para cima” de Saud e de Cardozo.
 
“Miller teria sugerido ao colaborador que escondessem elementos de informação que pudessem comprometer os advogados Marco Aurélio e José Eduardo Cardozo na venda de serviços a JBS. Tais fatos, ressaltamos, precisarão ser investigados para se confirmarem tais hipóteses. Há, ainda, referências a outras gravações, inclusive uma relativa à conversa com José Eduardo Cardozo, que não apenas deixaram de ser entregues ao Ministério Público Federal como foram levadas ao exterior, em aparente tentativa de ocultação dos arquivos das autoridades pátrias, o que reforça o intento de omitir alguns fatos, após a orientação de Marcello Miller”, diz Janot na peça enviado ao Supremo.
 
Apesar das suspeitas de Janot e do pedido para o caso ser investigado, na semana passada, a imprensa apontou que o áudio de Cardozo não foi apresentado pela JBS no acordo de cooperação porque não tinha interesse para os investigadores.
 
Isso porque os delatores da JBS teriam arquitetado um plano para implicar o ex-ministro, mas Cardozo não aceitou nenhuma proposta ilícita em troca de um contrato para prestar serviços de advocacia para a empresa.
 
O Supremo Tribunal Federal não aceitou o pedido de Janot para prender o ex-procurador da República Marcelo Miller. Os delatores da JBS se entregaram à Justiça no domingo e hoje foram transferidos para um presídio em Brasília.

4 comentários

  1. Essas manobras de Janot mostram o canalha que ele é

    As maltas e matilhas babentas e cegadas pelo ódio nazifascista que lhes é servido diàriamente pelo PIG/PPV e pelas quadrilhas judiciárias ficam eufóricas e frenéticas nas chamadas redes sociais digitais, incitando grupelhos como o MBL, Vem Prá Rua, Revoltados Online e quejandos. As quadrilhas políticas do PSDB, do PMDB e de outras siglas da direita golpista, canalha e corrupta comemoram…

    Mas, essas patranhas de Rodrigo Janot e dos demais lavajateiros mostram exatamente o que eles são: UMA ORCRIM INSTITUCIONAL. O ‘sistema de justiça’ (PF, MP e PJ) foi cooptado pelo alto comando internacional do golple – que fica nos EUA. O PIG/PPV sempre apoiou e esteve envolvido em TODOS os golpes de Estado da era republicana.

    No caso dessa aramção contra o pusilânime José Eduardo Cardozo, os patranheiros da Fraude a Jato (Janot, Miller, os irmãos Batista e outros) sequer conseguiram produzir uma narrativa minimamente verossímil ou digna de crédito. José Eduardo Cardozo foi o mais covarde, omisso e inativo dos ocupantes do Ministério da Justiça. Mas NADA do que ele fez ou deixou de fazer sugere que ele tenha participado de qualquer trama ou ato ilícito.

    Essa invencionice de Janot, de Miller e de Joesley Batista só expõe de forma mais ostensiva ocaráter e a conduta criminosa deles.

    O festival de denúncias contra o Ex-Presidente Lula e contra a Presidenta Dilma já nascem no descrédito e na lama fétida de seus formuladores lavajateiros. Muita fumaça será gerada nos próximos dias, semanas e meses. Mesmo que NENHUMA prova seja obtida contra Lula, o torquemada das araucárias já o condenou pela segunda, quiçá pela 3ª vez. 

    Todo esse oba-oba e jogada combinada entre o torquemada das araucárias, janot, PIG/PPV, o irmão siamês do torquemada no TRF4 (para julgar recurso de José Dirceu no mesmo dia em que Lula presta depoimento ao mussolini provinciano), o PIG/PPV e os setores da direita nazifascistóide visa ofuscar o brilho de Lula, tentando enfraquecê-lo junto ao povo e assim justificar o calvário desse líder popular, atenuando reações dos admiradores dele.

    Polìticamente o efeito dessa perseguição a Lula e dos crimes de Estado contra ele será nulo. As acusações contra o Ex-Presidente Operário NÃO têm qualquer credibilidade ou fundamentação jurídica; até mesmo a direita esclarecida  – que o odeia, mas não é burra – sabe disso. A única saída para os golpistas é usar da ORCRIM lavajateira e do torquemada das araucárias e dos tribunias superiores para impedir que Lula dispute a eleição presidencial do ano que vem, caso ela venha a ocorrer.

    Se não matarem, prenderem ou tornarem Lula inelegível ou se não fraudarem tais eleições, NÃO há adversários capazes de fazer frente a Lula. Nem mesmo Bolsonaros, Dórias e outras decrepitudes nazifascistas têm condições de vencer Lula, numa disputa limpa.

    • Oi João

      mas apesar de todo o dinheiro e poder públicos dessas FIGURAS os caras são muito, mas muito, imberbes e trapalhões.

      Somente numa sociedade imbecilizada como a nossa que prosperam figuras dessa ordem. 

  2. MP exige extinção

    Janot de óculos escuros e escondido atrás de caixas de cerveja é a imagem escarrada do Ministério Público.

    Esse Ministério Público precisa ser extinto para que tenhamos uma República Democrática.

  3. Viva a ANARQUIA implantada

    Viva a ANARQUIA implantada n”ESSA PORRA” pela SURUBACRACIA!!!!!!!!! Tenho certeza que os que hoje fazem “justiça”, num futuro próximo lamentarão a desgraça que hoje constroem para si mesmos..

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome