Sérgio Moro, perdeu, playboy!, por Luis Nassif

Até que ponto, na era da informação, uma decisão ilegítima tem condições políticas de se perpetuar?

Nos últimos meses começou um questionamento maior dos métodos da Lava Jato. Mesmo pelo filtro parcial, tosco, manipulador da mídia, ficou claro, para os leitores mais antenados, a diferença entre acusações meramente declaratórias e a apresentação de provas concretas.

Até em manifestações do Ministério Público Federal já há a admissão do óbvio: o delator fala o que o procurador ou juiz quer ouvir; por isso a delação só poderá ter valor se acompanhada de provas. Simples assim.

Em outros tempos, grandes injustiças históricas levavam anos, até décadas, para serem reparadas. As notícias caminhavam lentamente, a única alternativa às blindagens do sistema eram livros de baixa circulação, depoimentos pessoais, panfletos e jornais menores, que não influíam nos grandes circuitos de informação.

Hoje em dia, o jogo é outro. As mídias sociais vieram para ficar.

O mercado de opinião é constituído por um primeiro círculo, dos formuladores de opinião. Depois, um segundo circuito, dos disseminadores, outros formadores. Daí transborda para o terceiro círculo, das chamadas celebridades, com capacidade de massificação da opinião.

Essa cadeia de disseminação de opinião era monopólio dos grupos de mídia. Hoje em dia, não mais. No primeiro círculo, há um número crescente de jornalistas experientes entrando na guerra das redes sociais. Depois, um segundo círculo de blogueiros, comunicadores sociais, amplificando a opinião. Finalmente, o círculo das celebridades, cada qual com seu perfil no Twitter e no Facebook, cortando definitivamente o cordão umbilical em relação aos grupos de mídia.

Existe a disputa polarizada ideológica. E um  campo de mediação cada vez maior, composto por essas celebridades e subcelebridades, ocupando um espaço que, em tempos mais democráticos, a própria mídia tratava de suprir, com uma diversidade maior de opinião.

E, nesse círculo, não há a menor dúvida sobre a manipulação do julgamento de Lula.

Como esconder debaixo do tapete esse lixo jurídico, se o cantor com 3 milhões de seguidores, o ator com 5 milhões, divulga o contraponto? A presença do roqueiro ultra-direita e congêneres não compromete o meio campo. O meio campo é isso mesmo, a capacidade de captar tendências diversas e de compor uma massa crítica em favor de determinadas teses.

O tempo excessivamente longo, o uso excessivo de factoides, o trabalho pertinaz de um advogado detalhista, Cristiano Martins, desmontaram a arquitetura montada para a Lava Jato. Cada vez mais ficam nítidos os instrumentos de manipulação das sentenças, a diferença entre a delação induzida e a prova concreta.

Cada vez mais há vazamentos nos jornais, da parte de celebridades de diversos calibres, de colunistas de áreas diversas testando limites estreitos de opinião, desmascarando o jogo de cena dos tribunais de exceção da Lava Jato.

Em um país em que as absurdos são renovados diariamente, embora esperada, a sentença de Sérgio Moro é indecente, humilhante. Sua declaração inoportuna, de que não sentiu “satisfação pessoal” tem a mesma sinceridade de Jack, o Estripador, chorando em cima das vísceras da sua última vítima.

Mas o tempo dirá que você perdeu, playboy!

 

140 comentários

  1. Chama o Síndico
    Tim Maia, Tim Maia, Alô, Alô, W Brasil,
    A feira do Acari é um sucesso,
    Tem de tudo é um Mistério…
    Essa sentença é a piada do século.

  2. Chama o Síndico
    Tim Maia, Tim Maia, Alô, Alô, W Brasil,
    A feira do Acari é um sucesso,
    Tem de tudo é um Mistério…
    Essa sentença é a piada do século.

  3. Não tinha saída

    Moro não tinha saída, a única coisa que podia fazer era condenar Lula Sua perseguição a Lula tornou o juizeco Moro “herói”, o “paladino” da burguesa, foi ungido pela Mídia Globo, ganhou notoriedade como nenhum juiz, era festejado pelo JN, Globo News, Estadão, Folha, e outros… Como sair dessa sinuca de bico? Inocentar Lula e dar um atestado de honestidade? Inocentar e perder a fama, ser execrado pela mídia? De jeito nenhum! A saída era condenar e não prender (não tem, desculpem-me, culhões para isso), assim agora joga o abacaxi para a 2a. Instância que, e eu acredito, ira inocentar Lula se seguir o “padrão” Vaccari, e então como Pôncios Pilatos lava a jato as suas mãos.

    • João, concordo com quase

      João, concordo com quase tudo. Só na parte da segunda instância poder inocentar o Lula é que discordo. Vai ser uma espécie de carta na manga. Caso chegue junho e apesar do massacre Lula se mantenha com chances reais de ganhar a eleição, eles vão condená-lo nem que seja pra ele entrar na ficha limpa e não disputar as eleições. O objetivo é esse = Lula não pode disputar, pois se disputar ganha e aí os que mandam nesse país não vão pensar duas vezes em apelar até pra eliminação física de Lula – mesmo que isso possa custar uma convulsão social que nos leve a uma guerra civil. 

       

       

    • Penso assim também. Esperar

      Penso assim também. Esperar que outra sentença? Que outra atitude? Anos construindo uma tese, elabarando uma narrativa na qual se é o herói que se imagina ser – e se é instado a imaginar! – e, de repente, nada se comprova da tese. Ora, às favas com esse detalhe!

      Que se esperava? A humildade em reconhecer o óbvio e assumir o erro da própria crença – está mais para crendice -? Não, não. Não dá para esperar equilibrio onde só há prepotência, nem lucidez onde só existe arrogância. Até há momentos capitais em que surge a bravura do fundo de um covarde, mas é impossível qualquer ato de mínima grandeza d’uma alma tão pequena.

       

    • Moro

      Moro…num país tropical…

      Só na república da CLOACA (PHA) um juiz dessa estirpe viceja. Plasil no filtro de água da casa…por favor.

       

  4. Seres humanos deste naipe,

    Seres humanos deste naipe, capazes de atitudes flagrantemente acintosas e arrogantes, carregado de ódio indisfarçável e escancarado, não costumam terminar seus dias em paz. 

    A história é plena de exemplos, quem viver, verá.

  5. Moro e Dallagnol são tão alienados nem sabem que agem para CIA

    Isso é o que assusta vendo as declarações deles, aliás não só deles como de outros membros do MP, da PF, até mesmo do Janot.

    A globo e psdb transformaram essa cambada de alienados em turistas de Disney deslumbrados, se nenhum senso critico. Eles também fazem parte desses 15% de classe média fascista com uma baixa cognição, sim são capazes de decorar apostilas ( ou comprar resultados de exames, penso muito nisso). é desanimador ver em que estado está o poder judiciário desse país.

    • cho que sabem sim…

      ..e deveriam, caso esse pais fosse um pais de verdade(isso é só um amontoado de gente, “cada um por sí”) eles, assim como toda na historia desse amontoado, tem trabalhado contra o que se chama “nação”.

      Deveriam ser presos e julgador por traição. Possivelmente o Brasil é um dos unicos “países” onde o serviçode inteligencia e altos cargos trabalhan contra o pais.

    • cho que sabem sim…

      ..e deveriam, caso esse pais fosse um pais de verdade(isso é só um amontoado de gente, “cada um por sí”) eles, assim como toda na historia desse amontoado, tem trabalhado contra o que se chama “nação”.

      Deveriam ser presos e julgador por traição. Possivelmente o Brasil é um dos unicos “países” onde o serviçode inteligencia e altos cargos trabalhan contra o pais.

    • Dizem que o melhor agente

      Dizem que o melhor agente secreto é aquele que não sabe que é agente secreto.

      Fecho com você os dois são tão burros que nem sabem a quem servem. Muito menos que estão agindo de acordo dos interesses dos EUA. Pra mim isto os torna agentes perfeitos e por isso devem ter sido escolhidos a dedo. São primários demais para conseguir ter um raciocínio além do medíocre.

    • CIA = Um Culto a Desenhos
      CIA = Um Culto a Desenhos Animados de Hollywood. Manipulação cultural e notícias falsas são o produto que as Forças Militares e as agências do alfabeto vendem – financiadas por impostos, é claro.
      Ameaças Fantasmas são inventadas para que todos nós acreditemos realmente que precisamos da mentira e do negócio criminoso que é o governo. O Governo é a Máfia real.

  6. Como esse juiz condena Lula
    Como esse juiz condena Lula como dono do triplex se o único documento que existe é o documento provando que o verdadeiro dono do triplex é a Caixa Econômica federal?

    O judiciário brasileiro não pode entrar para história mundial com tamanha injustiça cometida nessa vergonhosa e farsesca condenação!

    Esse juiz tem que ser expulso do judiciário é preso!

  7. Prisão preventiva

    Esse merda de juiz tem a cara de pau de dizer que não pediu prisão preventiva para “evitar traumas”.

    Em primeiro lugar como um imbecil desse pode pedir prisão preventiva em primeira instância?

    Mas  a verdade real é que ele é um grande cuzão.

    Teve medo de fazê-la porque sabe que o bicho vai pegar mesmo que não tenha feito.

    Com a condenação todo mundo já falam que a lava jato acabou.

    De agora em diante quero ver ele se defender da ira do povão.

    Cuidado Moro cuzão.

    Os seus dias daqui por diante não serão os mesmos.

  8. ja era esperado

    O Juiz de Curitiba fez o que se esperava, condenar Lula, caso contrario, seria ridicularizado. Faltou a prisão, mas ai seria muito pelo que ja fez. No mesmo dia a Justiça solta Gedel. Assim é o Brasil de hoje. Tudo que Sergio Machado falou, esta acontecendo, esta evidente o GRANDE ACORDO com STF e tudo mais. O proximo passo é não permitir a candidatura do Lula, mas se for candidato, as vias de fato. Depois é esperar os proximos capitulos desta Nação chamado Brasil.

  9. moro é mais uma aberração

    moro é mais uma aberração produzida pela co-produção judiciário/globo, antes teve joaquim barbosa que criou a jurisprudência que aboliu a necessidade de prova no direito penal e o grande popstar da mídia reaça gilmar mendes.

    A sentença de moro não apresentou nenhuma prova para condenar Lula senão delações que não tem valor jurídico desacompanhada de outras provas e ilações… até matéria do jornal o globo foi utilizada nesse teatro do absurdo.

    Vamos ver como se comporta o TRF4 no julgamento do recurso, um voto contra Lula é certo o do cover do moro desembargador gebran neto, os outros 2 precisarão enfrentar uma enorme pressão da globo para fazer o correto: absolver um réu em que inexiste prova para condenação.

    Como se sabe o Brasil é uma republiqueta bananeira sem nenhuma tradição judicial, institucional, democrática… tudo pode acontecer. 

  10. Vocês não viram nada

    O Lulinha paz e amor (o republicano) será preso no dia da estréia do filme “A lei é pra todos”. Os golpistas estão deitando e rolando. Até dinheiro vão ganhar com esse filme. E saber que há pouco tempo o próprio Lula disse que iria voltar a ser o Lulinha paz e amor.

     

     

  11. Fim de ciclo II – Lula está morto, viva Lula

    Crônica de uma morte anunciada, a condenação de Lula não fugiu ao script traçado. Mas é um anticlímax. Foram tantos os vazamentos que já sabíamos o fim do filme.

    Viveremos mais uma vez uma fase típica da “saída da Família Real” – algo que se precipita e que precipita ações drástica e desesperadas. O ”Congresso Eduardo Cunha” e as reformas trabalhista foram um desses eventos de final de ciclo. A condenação de Lula é outro.

    Sergio Moro é um ator disciplinado. Não esperem dele uma gague. Não espere uma fala fora do tempo. Falta-lhe talento para tanto. Ele é previsível do começo ao fim. E sem graça.

    Dia 11 de julho de 2017 – uma terça-feira, anunciado o trailer do filme “Polícia Federal – A Lei é Para Todos” que conta a história da perseguição de Moro contra Lula e da Lava-Jato. Dia seguinte, Moro condena Lula. Isso tudo precedido de notícias na segunda-feira nos jornais de que a condenação de Lula sairia até o fim da semana.

    Crônica de uma morte anunciada, a condenação de Lula não fugiu ao script traçado. Mas é um anticlímax. Foram tantos os vazamentos que já sabíamos o fim do filme.

    Já sabíamos desde há um ano que Moro condenaria Lula, que isso se daria a tempo de Lula ser condenado em segunda instância e assim inviabilizá-lo para as eleições de 2018.

    Ocorre que o mundo não segue o roteiro. A Lava-Jato já não é mais a Lava-Jato. Moro já não é mais Moro. Foram os power-point de bolinhas. Foram as delações de Marcelo Odebrecht trazendo com elas Mineirinho, Santo e Careca, foram os tucanos soltos. Foi a JBS e o pessoal da mala preso-solto. Foi Aécio voltando ao Senado como “chefe de família com carreira elogiável” e inocentado no “Conselho de Ética”. Foi Gilmar Mendes inocentando Dilma no STF, soltando José Dirceu e criticando a Lava-Jato. Foi o TRF da Quarta Região inocentando Vaccari condenado por Moro e passando um pito no próprio Moro. Foram suas fotos imprudentes com Aécio. Foi sua tentativa inútil de proteger Temer de Eduardo Cunha. Foi a ausência patente de provas contra Lula e as provas a favor da inocência de Lula. E foi principalmente o cansaço do público com uma novela que não acaba mais e cujo fim já era conhecido.

    E, sem o interesse do público espectador, Moro não tem força. Sua força não vem do Código de Processo Penal. Moro sequer usa o Código de Processo Penal. Sua força vem da exploração midiática do público.

    Por fim, a Lava-Jato acabou de acabar. Lula condenado. Moro sai de cena. Seu último ato. É agora tão descartável quanto Michel Temer. E sua presença tão incômoda quanto a dele. Será dispensado com os elogios de praxe.

    Lula responderá ao processo em liberdade. A grande cena final reservada a Moro, a prisão de Lula, foi limada.

    Daqui para frente o jogo é político-eleitoral como sempre foi. Mas será jogado em outro campo. Já não e dada como certa a condenação de Lula. Já não é dada como certa nem a inabilitação de Lula para as próximas eleições. Tudo dependerá do cenário em que se dará os acordos para o próximo ciclo político que se iniciará com as eleições de 2018.

    Um anticlímax. As panelas não batem para Temer, tampouco a condenação de Lula será comemorada feriado nacional.

    O golpe fracassou. E Lula é um personagem muito mais valioso para a retomada da normalidade que Moro. Lula está morto, viva Lula.

     

    PS:Oficina de Concertos Gerais e Poesia – quando olhando o espelho dos lagos enxergo as nuvens do céu, uma tranquilidade se apossa do meu coração: sei que ainda estou entre os dois.

  12. Finalmente temos Moro
    Acabou o terceiro ato da peça.
    Moro teve que seguir o script até o final. Aceitou os salamaleques da Globo, vendendo, sem saber, a alma ao diabo. Quando percebeu, era tarde. Teve que inventar a desculpa mais esfarrapada de sentenças judiciais já vista,e ainda declarando sua decisao ridícula de não mandar prender Lula. Afinou feio. E ainda faz um textinho sem vergonha em Ingles. A sentença, extensa, não consegue apresentar provas. Ficou nas convicções e argumentos colhidos de delatores ja devidamente desmascarados. Moro acabou com sua reputação, rebaixa a justiça, e passa à historia como um lixo.

  13. Cadeia a juizes pgrs e promotores Blindadores e aos Blindados

    …E ABAIXO A DITADURA DOS BANDIDOS PSICOPATAS ANTI-PETISTAS DA MÁFIA FHC CLINTON!!!!

    efraim filho lider do dem na câmara dos deputados : ” condenação de Lula é lição para os brasileiros”

    Fica clara a intenção dos ditadores bandidos criminosos em penalizar e até exterminar o eleitorado petista, impondo medo mediante eliminação de seus líderes bem como achatamentos salariais e de todos os direitos trabalhistas direcionados e mais impactantes aos menos favorecidos.

  14. CONDENAÇÃO SEM PROVAS

    A condenação do ex-presidente Lula é um vexame internacional, pois todos sabemos que Lula ainda é considerado no exterior como um extraordinário presidente, que combateu a fome e a miséria, tendo recebido, como nenhum outro presidente da república, homenagens e honrarias em nosso País e, principalmente, em grande número de países estrangeiros.

    Agora o Moro o condenou, basicamente porque teria recebido um tríplex como parte de propina da OAS. Embora Lula e sua esposa tenham adquiridos da Bancoop, cota parte nas construção do edifício onde se situa o tal “tríplex”, pagou com a quota com dinheiro próprio, declarado no imposto de renda.

    Porém, o Bancoop passando por crise financeira, foi adquirido pela OAS. Neste momento, Lula e sua esposa deixaram de receber o boletos do Bancoop e não aderiram ao contrato de nova empreendedora, tendo investido até aquela data aproximadamente 180 mil reais, tendo o direito ao resgate de sua cota, o que foi obrigado a fazê-lo mediante ação civil. Até agora não receberam a devolução.

    Há um detalhe importante: a OAS alienou fiduciariamente os apartamentos todos, inclusive aquele que seria destinada ao Lula, em 2010, à Caixa Econômica Federal, ou seja, o tal apartamento, o tal tríplex, que é, hoje, comprovado nos autos do processo crime, de propriedade da Caixa Econômica. A OAS somente poderá obtê-lo de volta, caso pague o financiamento de todo o prédio.

    Ora, o tal tríplex está registrado no Cartório de Registro de Imóveis em nome da OAS, tendo, no entanto, sido alienado para a Caixa Econômica Federal, ou seja, não é de propriedade nem da OAS, hoje é, assim, de propriedade da Caixa Econômica Federal, como entender que foi dado a Lula em pagamento de propina, máxime quando Lula e sua esposa ingressaram com ação para obter o dinheiro empregado de volta?

    Não é necessário entender direito para compreender que o tal Triplex não é de Lula, mas atualmente tão somente da Caixa Econômica. Ademais, dezenas e dezenas de testemunhas de acusação e de defesa comprovaram que Lula era inocente.

    E por que então Lula foi condenado por isto?

    Porque Moro ouviu um delator, ex-presidente da OAS, no caso, co-réu, e ainda outro diretor da OAS, também co-réu, que disse que o apto seria destinado a Lula como pagamento de propina. Com isto, Leo Pinheiro obteve delação premiada.

    Eles sequer foram testemunhas. Era co-réus. Suas assertivas para ser confirmadas necessitariam de prova, seja documental ou testemunhal. Não há provas nos autos. E ainda disseram que não há provas porque houve orientação de Lula para destruí-las. Inclusive, anteriormente, releve-se, Pinheiro havia negado veementemente que o tal apartamento era de Lula. Posteriormente, foram novamente ouvidos e, pasmem, obtiveram uma pena muito inferior. Fácil, não é?

    Ah, ainda não houve provas do atos ou atos de corrupção por parte de Lula. Condenação, assim, por corrupção e lavagem de dinheiro. Como Pode?

    Inclusive, funcionários da empresa OAS, ouvidos por Moro não confirmaram que o tal tríplex era ou fora reservada a Lula. 

    Mas tudo isto não vem ao caso. A condenação, mesmo sem provas veio a acontecer. O que é vergonhoso para nosso País e injusto, pois é básico que haja provas para que a denúncia seja julgada procedente. A condenação é, assim, totalmente avessa ao direito, máxime o criminal, onde ela deve estar embasada em prova plena e não em indícios, mesmo que sejam veementes:

    “EMENTA OFICIAL: SOMENTE A CERTEZA PODE AUTORIZAR A EDIÇÃO DE UM DECRETO CONDENATÓRIO. CONDENAR UM POSSÍVEL DELINQUENTE É CONDENAR UM POSSÍVEL INOCENTE (NELSON HUNGRIA, COMENTÁRIOS AO CÓDIGO PENAL, 1981, VOL. V, PÁG. 65). NÃO PODE HAVER CONDENAÇÃO SEM PROVA PLENA DO CRIME E DE SUA AUTORIA. INDÍCIOS, AINDA QUE VEEMENTES, DESAUTORIZAM-NA (Ver. Tribs. Vol. 181, pág. 189). Recurso: apelação – Processo 1082147/8, relator: Carlos Biasotti. 15ª Câmara, VU, 26.03.98.

     

     

  15. CONDENAÇÃO SEM PROVAS

    A condenação do ex-presidente Lula é um vexame internacional, pois todos sabemos que Lula ainda é considerado no exterior como um extraordinário presidente, que combateu a fome e a miséria, tendo recebido, como nenhum outro presidente da república, homenagens e honrarias em nosso País e, principalmente, em grande número de países estrangeiros.

    Agora o Moro o condenou, basicamente porque teria recebido um tríplex como parte de propina da OAS. Embora Lula e sua esposa tenham adquiridos da Bancoop, cota parte nas construção do edifício onde se situa o tal “tríplex”, pagou com a quota com dinheiro próprio, declarado no imposto de renda.

    Porém, o Bancoop passando por crise financeira, foi adquirido pela OAS. Neste momento, Lula e sua esposa deixaram de receber o boletos do Bancoop e não aderiram ao contrato de nova empreendedora, tendo investido até aquela data aproximadamente 180 mil reais, tendo o direito ao resgate de sua cota, o que foi obrigado a fazê-lo mediante ação civil. Até agora não receberam a devolução.

    Há um detalhe importante: a OAS alienou fiduciariamente os apartamentos todos, inclusive aquele que seria destinada ao Lula, em 2010, à Caixa Econômica Federal, ou seja, o tal apartamento, o tal tríplex, que é, hoje, comprovado nos autos do processo crime, de propriedade da Caixa Econômica. A OAS somente poderá obtê-lo de volta, caso pague o financiamento de todo o prédio.

    Ora, o tal tríplex está registrado no Cartório de Registro de Imóveis em nome da OAS, tendo, no entanto, sido alienado para a Caixa Econômica Federal, ou seja, não é de propriedade nem da OAS, hoje é, assim, de propriedade da Caixa Econômica Federal, como entender que foi dado a Lula em pagamento de propina, máxime quando Lula e sua esposa ingressaram com ação para obter o dinheiro empregado de volta?

    Não é necessário entender direito para compreender que o tal Triplex não é de Lula, mas atualmente tão somente da Caixa Econômica. Ademais, dezenas e dezenas de testemunhas de acusação e de defesa comprovaram que Lula era inocente.

    E por que então Lula foi condenado por isto?

    Porque Moro ouviu um delator, ex-presidente da OAS, no caso, co-réu, e ainda outro diretor da OAS, também co-réu, que disse que o apto seria destinado a Lula como pagamento de propina. Com isto, Leo Pinheiro obteve delação premiada.

    Eles sequer foram testemunhas. Era co-réus. Suas assertivas para ser confirmadas necessitariam de prova, seja documental ou testemunhal. Não há provas nos autos. E ainda disseram que não há provas porque houve orientação de Lula para destruí-las. Inclusive, anteriormente, releve-se, Pinheiro havia negado veementemente que o tal apartamento era de Lula. Posteriormente, foram novamente ouvidos e, pasmem, obtiveram uma pena muito inferior. Fácil, não é?

    Ah, ainda não houve provas do atos ou atos de corrupção por parte de Lula. Condenação, assim, por corrupção e lavagem de dinheiro. Como Pode?

    Inclusive, funcionários da empresa OAS, ouvidos por Moro não confirmaram que o tal tríplex era ou fora reservada a Lula. 

    Mas tudo isto não vem ao caso. A condenação, mesmo sem provas veio a acontecer. O que é vergonhoso para nosso País e injusto, pois é básico que haja provas para que a denúncia seja julgada procedente. A condenação é, assim, totalmente avessa ao direito, máxime o criminal, onde ela deve estar embasada em prova plena e não em indícios, mesmo que sejam veementes:

    “EMENTA OFICIAL: SOMENTE A CERTEZA PODE AUTORIZAR A EDIÇÃO DE UM DECRETO CONDENATÓRIO. CONDENAR UM POSSÍVEL DELINQUENTE É CONDENAR UM POSSÍVEL INOCENTE (NELSON HUNGRIA, COMENTÁRIOS AO CÓDIGO PENAL, 1981, VOL. V, PÁG. 65). NÃO PODE HAVER CONDENAÇÃO SEM PROVA PLENA DO CRIME E DE SUA AUTORIA. INDÍCIOS, AINDA QUE VEEMENTES, DESAUTORIZAM-NA (Ver. Tribs. Vol. 181, pág. 189). Recurso: apelação – Processo 1082147/8, relator: Carlos Biasotti. 15ª Câmara, VU, 26.03.98.

     

     

  16. O juiz da globo conseguiu

    O juiz da globo conseguiu sim, provas: Lula não tem iate, jatinho, mansões, fazendas, dinheiro na Suiça, Singapura, Ilhas Virgens ou Liechtenstein,  não é dono da Friboi, BrOi, nem do Taj Mahall. E o triplex é da Caixa. Agora o país inteiro sabe disso. O Presidente comprovadamente mais honesto da história do Brasil. 

    Parabéns Moron!

  17. O $érgio Moro passou por cima da lei

    “(…) Não adianta agora passar por cima da lei e dar margem lá na frente a NULIDADES ABSOLUTAS. Se não for o Ministério Público o porta-voz do óbvio, serão as defesas! Um trabalho investigativo tão árduo, complexo e cansativo não pode ser lançado ralo abaixo, tanto na esfera da Justiça Estadual quanto na Justiça Federal. Não pode o Poder Judiciário de 1º. Grau fazer um ‘acordo de cavalheiros’ e cada Juízo assumir uma parte da acusação. Não há previsão legal para isso!

    Efetivamente, não pode!

    Aqui tem Ministério Público! Aqui tem Promotores de Justiça que fizeram uma denúncia com convicção. Não denunciamos com base em achismo. (…)

    CASSIO ROBERTO CONSERINO 103º. Promotor de Justiça da Capital

    FERNANDO HENRIQUE DE MORAES ARAÚJO 44º. Promotor de Justiça Criminal

  18. O futuro de Sérgio Moro

    Embora tenha esnobado Jair Bolsonaro num encontro no aeroporto, se o juiz Moro quiser ter uma sobrevida nos meios políticos e jurídicos, devia torcer por uma vitória de Bolsonaro nas eleições de 2018. Neste caso, poderia ser aproveitado por ele no setor jurídico do seu governo, apelando para o viés propagandístico dessa decisão. Seria algo parecido com o que Collor fez quando chamou um popular que ficou famoso como fical de preços para uma área do governo. Em qualquer outra circustância Moro irá rapidamente para o ostracismo. Para o lixo da história ele está irremediavelmente condenado. Irá experimentar o mesmo que o Joaquim Barbosa experimenta hoje. Será tratado com ódio e desprezo pelos simpatizantes da esquerda e com distanciamento pelos que percebem a ignomínia mas usufruem das vantagens dessa decisão. Será percebido como um leproso do qual não convém ficar próximo.

  19. Golpe continuado

    Qualquer adulto minimamente informado sabe que o golpe 16 foi promovido para atender aos desejos do mercado, cuja realização jamais se daria (ou dará) pela via democrática. Os golpistas do Congresso e do Executivo foram e são apenas figurantes, promovendo os interesses de quem representam (o mercado), apesar de eleitos pela ilusão do eleitorado. Não teriam sucesso na sua empreitada golpista, porém, se a legislação fosse respeitada, sobretudo a Constituição. Entra aí a responsabilidade indiscutível do Poder Judiciário, por ação efetiva ou disfarçada em omissão. Poder que alimentou o golpe desde certa Vara de primeira instância e o continua apoiando nas atitudes da instância maior, com o argumento sonso de “não interferência”. Nesse cenário, a condenação de Lula sem provas, incabíveis pela inexistência de crime, era esperada e pode-se confirmar em instâncias superiores. Afinal, de que adiantaria (adiantará) ao mercado promover o golpe e perder o controle da situação logo no início de 2019? Como ainda resta esperança, tomara que eu esteja errado. Aguardemos, então.

  20. Todo mundo sabia, a muito

    Todo mundo sabia, a muito tempo, que a razão de existir desse filho-de-uma-égua era condenar o Lula, com ou sem provas.

    Não deu outra.

    Olha, sou historiador e meu julgamento está feito a muito tempo também, mas vou explicar de forma poética: na Divina Comédia, no Nono Círculo, na quarta Esfera (dita Judeca) do Inferno habita Lúcifer. Mostro imenso, pavoroso, ele tem três cabeças e cada qual devora aquele que Dante considera os piores traidores, a saber: Judas, Brutus e Cassius.

    Pois bem, não tenho dúvidas de que Sérgio Moro vai substituir um desses grandes traidores. É um dos piores traidores de todos os tempos. O que ele fez com o país não tem perdão. O que ele fez hoje justifica seu lugar no Inferno.

  21. O filme será lançado no mês 9

    O filme será lançado no mês 9 e somado 11dia do pre lançamento com 7 do ano igual 9 …coincidência 

  22. Finalmente batemos no fundo

    Finalmente batemos no fundo do poço. Agora o país já não está mais refém de um juiz infantil e desequilibrado de primeira instância. A narrativa em torno do Lula se esgotou. Daqui em diante a tendência é o debate ficar menos viceral e mais racional.

    •   Você acha MESMO isso? 
       

        Você acha MESMO isso? 

        Colega, nenhuma mesquinharia é pequena demais para nossa elite, não conte com a racionalidade dela…

  23. Sérgio Moro já tinha

    Sérgio Moro já tinha experiência para o que fez desde o Banestado. Na verdade desde sempre. O juiz foi criado desde que nasceu para atitudes como essa:

    “Meu filho, nós pertencemos a uma classe. Essa classe, precisamos defendê-la com a nossa vida, se necessário for. Muitos outros homens e mulheres também pertencem à nossa classe e a defendem assim. E não duvide de que há pessoas más, que não apenas não pertencem à nossa classe como querem destruir-nos pessoalmente e destriur nossa classe, seja tentando diminuí-la ou tentando sobrepujá-la. Não podemos deixar pessoas dessa outra classe fazer isso com a nossa. Você deve, portanto, usar dos recursos que conquistar ao longo de sua jornada tanto para enaltecer à sua classe quanto para garantir que nenhuma outra a vença. Por exemplo, se você vier a ser um juiz, condene os da outra classe. Se se formar médico, recuse-lhes tratamento. E assim por diante. Todo poder que você tiver, lembre-se, lhe foi dado por nossa classe e a ela deve ser dedicado.”

    Quem mais é da classe de Sérgio Moro?

    Não, na verdade essa foto mostra um Sérgio Moro intruso. Tanto que na foto não se vê nenhum outro juiz…

    Qual é a classe de Sérgio Moro?

  24. Nassif, 
        Desculpa, mas

    Nassif, 

        Desculpa, mas você achava que poderia ser diferente ?

        Se o Moro não condenar o Lula, ele estará produzindo provas contra si mesmo. A Constituição protege este direito individual.  Se ele não condenasse o Lula, ele poderia ser condenado por todas ilegalidades e excessos que cometeu contra os direitos individuais do acusado, que nesse caso a Constituição não deu nenhuma garantia. 

       E ainda seria pior. Imagine que ele absolvesse o Lula. Nesse caso, a sentença serviria de atestado de nada consta que o Lula exibiria nas eleições para vencer seus adversários. Afinal de contas, nenhum outro adversário poderia apresentar um atestado de nada consta que durou mais de três anos para ser produzido, utilizando de todas as espécies de quebra de sigilo previstas ou não nos códigos legais. 

       Realmente só faltaram provas para fechar a narrativa perfeita dos redatores da lavajato. Tinha até uma mega produção holywoodiana pronta.

         Mas o golpe foi bem dado. Temos que concordar. O que fez a diferença foi a utilização da  internet. Eles conseguiram atingir um contingente enorme da população que os meios tradicionais não conseguiam acessar. Da internet veio um exército de revoltados, indignados. Gente que foi convencida  por histórias absurdas que depois foram sendo repassadas de boca a boca. A direita conseguir criar um exército irracional de pessoas odientas e incapazes de analisar qualquer idéia de forma racional.  A esquerda perdeu  a batalha da comunicação e assim perdeu o controle do governo. Mas ficará o aprendizado pra proxima vez que voltar ao poder, talvez nem demore tanto.

  25. Nassif tem razão, a farsa da

    Nassif tem razão, a farsa da condenação de Lula alcançará a consciência de mais brasileiros, com o passar do tempo. Mas o fato concreto, neste momento, é que o exército do capital venceu mais uma batalha. O único líder popular do Brasil talvez perca a guerra, porque não convocou o povo para guerrear. Agora está nas mãos da juristocracia, que pode reduzir a pena a quase nada, mas mantendo a PROIBIÇÃO A LULA DE EXERCER CARGOS PÚBLICOS. As oligarquias anularam décadas de desenvolvimento social  e tornaram o Brasil um país insignificante. Por consequência, não permitirão que Lula desfaça a obra do golpe.   

  26. Síntese Perfeita

    É o que Bob Dylan canta em Hurricane:

    “How can the life of such a man
    Be in the palm of some fool’s hand?
    To see him obviously framed
    Couldn’t help but make me feel ashamed to live in a land
    Where justice is a game.”

  27. O glorioso vencedor

    A grande mídia fez de Moro um homem bomba suicida, que para o bem da religiosidade das ganâncias, para o bem da religiosidade dos preconceitos, para o bem da religiosidade dos recalques odiosos, para o bem da religiosidade da inveja, para o bem da religiosidade das traições a pátria, para o bem da religiosidade da religiosidade do monopólio do poder totalitário, para o bem da religiosidade da religiosidade do fascismo ultrajante e para o bem da religiosidade da religiosidade da covarde fuga ao enfrentamento de debates, para o bem da religiosidade ao enfrentamento da verdade e para o bem da religiosidade ao enfrentamento de competências, se deixou seduzir pelo glamour delinqüente e desequilibrado do sucesso efêmero e marginal.

    Porém, entendo, com a mais pura convicção, que não haveria nenhuma decisão absolutamente melhor que essa. Nenhuma outra decisão, talvez, seria capaz de mostrar com tanta clareza, o ódio confesso da grande derrota que Lula impôs e estampou na alma debilitada e seu desafeto. Nenhuma outra decisão mostraria a face doentia de uma perseguição pública irracional e gratuita, capaz de fazer o debilitado julgador se viciar na prática constante de infrações que ofenderam a sua verdade, a sua ética, a sua moral, a sua imparcialidade e a sua credibilidade de homem e profissional.

    Lula foi maravilhosamente garfado, na primeira rodada, pelos mandantes do júri e seus simpatizantes. Porém, a disputa continua e o destino sempre reserva um final épico, honroso e vitorioso para os verdadeiros heróis, que carregam consigo não apenas a multidão e a popularidade, mas o reconhecimento moral, ético e glorioso.

  28. Morco …

    … Esse sujeito é execráve, porém, não é que ele não teve satisfação, acho que ele tomou uma decisão constragedora, acredito que ele está satisfeito, porém, constrangido, pois não há provas, mas ele entrou em um jogo que não tem muita habilidade, que é a política, o político sabe desatar o nó que construiu, porém, esse pseudo-político e pseudo-juiz não teve capacidade para desatar esse nó, e isso irá constranger-lo para o resto da vida, claro com muito dinheiro das palestras financiada pelos articuladores do golpe que ele se colocou a participar.

  29. Se juridicamente havia provas

    Se juridicamente havia provas para a condenação, tenho dúvidas, não sou advogado. Mas que o apartamento era de Lula, isso é certeza. Trabalho na área, absolutamente nenhuma construtora decora ou personaliza apartamento para depois pô-lo à venda.

    • Só prova que Leo Pinheiro queria agradar Lula, mais nada

      Se Lula só visitou o imóvel uma vez e sequer voltou para ver a reforma, não se pode falar que seria dono.

      Do que eu vi da sentença, só provou duas coisas que não tem nada a ver com crime. Uma que Leo Pinheiro queria agradar Lula de qualquer jeito, tentando fazer com que ele ficasse com o apartamento e reservou unilateralmente o imóvel para a família, porém não ficou provado o aceite, pelo contrário, pois Lula só visitou uma vez o imóvel e D. Mariza também visitou poucas vezes (não sei se duas apenas) e há testemunhos nos autos de que não teria demonstrado gostar do apartamento, a não ser da paisagem, que elogiou.

      Outra coisa que ficou provado é que D. Mariza teve interesse de comprar o imóvel, mas está longe de provar que chegou a consumar o compromisso da compra, sem nenhum documento, sem sequer receber as chaves.

      É absurdo condenar dizendo que recebeu como vantagem o valor da reforma somado ao valor de mercado como diz Moro, pois Lula tem legalmente o benefício da dúvida de que pagaria o valor de mercado considerando benfeitorias (valor que qualquer outro comprador pagaria se colocasse a venda ao público) caso resolvesse ficar com o imóvel. É preciso lembrar que Lula tinha condições financeiras de sobra de pagar o valor do apartamento com as palestras que deu.

      É tão absurdo que além da falta de qualquer documento de transferência ou promessa de compra e venda, ninguém da família recebeu as chaves do imóvel e nunca usufruiu dele para poder considerar dono oculto.

      Na nova jurisprudência do Moro aplicável apenas a cidadão de nome Luis Inácio Lula da Silva, se alguém tentar puxar o saco de uma autoridade ou ex-autoridade, independentemente da receptividade, já é motivo suficiente para condenação. 

      Outra coisa que ofende a inteligência é a desproporcionalidade entre o valor irrisório do apartamento diante dos valores dos contratos da OAS com a Petrobras e dos valores das propinas na Suíça pagas aos verdadeiramente corruptos. 

    • Caetano, informe-se pelo GGN,
      Caetano, informe-se pelo GGN, dá pra ver que vocė repete o discurso da Globo e CIA. Pra Lula ter a posse deste apartamento ele teria que resgatá-lo da CEF, que o recebeu da OAS como garantia de divida. Muita insanidade imaginar ser a CEF laranja do Lula…se bem que que havia muita gente que pensava e talvez ainda pense ser Lula o dono da JBS, da Oi( que pertence ao tucano bilionario Jeressati, um dos donos do golpe…aquele que foi expulso da missa juntamente com Serra em Canindė), de grandes fazendas e castelos espalhados pelo Brasil e mundo afora? incluindo o Taj Mahal: a CIA e FBI(que auxilou Moro no golpe) sabem que nada disso pertence a Lula como sabem dos bilhoes de reais roubados pela Globo…amigo, năo é preciso ser advogado para desconfiar do que sai da cachola de GloboMoro…

      • Prezado José Carlos, a

        Prezado José Carlos, a hipoteca do imóvel é comum em todos os edifícios construídos com financiamento, e isso vale para todos os apartamentos do edifício. Após a quitação da dívida, as unidades são liberadas para a incorporadora transmitir a propriedade ao comprador. Conclusão: o fato de estar hipotecado com a Caixa não significa nada, nem a favor nem contra Lula.

    • Provas

      Tem a prova do helicóptero.

      Tem a prova da mala.

      Tem a prova do cheque.

      O segredo para ser condenado é o de não ter provas.

      Um triplex, putz.

      Dezenas de anos atrás de provas, anos e mais anos de caçada ao Lula, e nenhuma.

      Culpa Lula tem, a de tirar milhões da miséria absoluta, de dar dignidade e orgulho ao Brasil e ao nosso povo.

      Mexeu com Lula, mexeu com milhões.

      Condenou Lula, condenou milhões.

      Somos todos Lula!!!

       

       

  30. Quanto otimismo!

    Quem é esse cantor? Quem é esse ator? Ao que eu saiba, essa turma tá fazendo campanhazinha patrocinada pela Globo pra trocar Temer por Maia. E passando ao largo de “questões menores” como o fim dos direitos trabalhistas e a condenação de Lula. Eles não querem tratar de temas que dividem, sacomé?

    A realidade que eu vejo é bem diferente da que Nassif pinta aí em cima: as pessoas não fazem ideia do que vem a ser “devido processo legal”, acham que Moro é um arretado (é o que o rádio e a TV dizem, além de grande parte das redes sociais), que a Lava Jato é fodona e que se Lula foi condenado, só pode ter culpa no cartório. 

    Desde ontem minha sensação é de que estamos fodidos e que esse estado de coisas vai se manter irreversível por muuuuito tempo (o resto da minha vida de sexagenária, com certeza). Abolem a CLT e não se levanta uma palha. Povo entorpecido. Tragédia nacional. Desejo de morte ou de dor.

       

    • Quanta miopia, quanta sandice

      Quanta miopia, quanta sandice se a propria elite publicamente condenavam  as manfestaçoes contra os desmontes dos direitos.. Quem  reclama da retirada de direitos, na sua maioria, participou do golpe que retirou uma presidenta eleita que perdeu o mandato sem crime. Com argumento de combater a corrupção e agora nao se manifesta sob o lamaçal de corrupçao do atual governo, que vem sem administrado por uma quadrilha, com ministros presos. Quem vibra com a condenação, sem crime, do Lula, que louva O JUIZECO MORO, denunciado dentro do proprio ministerio, por condenar o LULA nao exige a mesma justiça para o criminoso presidente Temer. Gostaria de ver pronunciamento sobre a soltura de AECIO, SOBRE TONELADAS DE COCAINAS ENVOLVENDO SENADORES. Que pena que a posição desses coxinhas – arrebenta com milhoes de brasileiros.

  31.      Marina Silva, tão

         Marina Silva, tão sumida, reaparece e fala sobre a condenação do Lula: “Ninguém está acima da Lei”. Sobre os massacres abjetos de sem terra no Pará e Mato Grosso, não vi a frasista falar nada.

         Ninguém merece…

    • Zoologia fantástica

      Marina pode figurar ao lado de FHC na definição de Paulo H. Amorim: um espécime de zoologia fantástica, que só existe na mídia. Tirem a mídia de ambos e vejam o que sobra!…

  32. Pra Lula, só tenho a

    Pra Lula, só tenho a escrever, dizer e atuar…Estamos juntos, Companheiro! Pra ti Nassa, Mouro, de longas datas, só tenho a dizer em alto e bom som das letras: Eitcha, homão da porra!

  33. Perguntem ao Moro e demais o

    Perguntem ao Moro e demais o que eles têm ido fazer aos EUA e eles não responderão. E no entanto têm aí uma boa parte da resposta. O Lula foi pego via Oderbrecht cujos negócios internacionais caíram sob a mão da justiça americana que, globalizada, pode agora processar qualquer indivíduo ou empresa no mundo, bastando para isso que ele tenha feito alguma transação em dólares. Assim como a Odebrecht a Globo está na mão da justiça americana devido aos negócios com a FIFA. Idem o Joesley da JBS. Os que eles podem facilmente pegar nos EUA pegam lá mesmo, ou fazem deportar, como o Marin, de contraário acionam a justiça dos países diretamente, sem passar sequer pelas instâncias governamnetais para que os indivíduos sejam caçados nos seus próprios países. Toda a cúpula da esquerda da América Latina será varrida do mapa. Só não conseguirão pegar o povo. Novas lideranças virão provavelmente mais radicais.

  34. Quem manda mais do que um poderoso? Quem o condena

    Se o Lula fosse poderoso e, portanto alcançado pela lei, ele seria absolvido, nada obstante as malas abofeladas de dinheiro macabro, pois não existiria convicção. Com Lula existe convicção, mas provas, nicas de pitibiriba, só certezas judiciais e dúvidas razoáveis parquetianas. Mas isso num vein au causo aqui na Minha República Bananeira

  35. Eles sāo muitos mas não sabem
    Eles sāo muitos mas não sabem voar…

    De Ulysses Ferraz.

    Esse é o golpe dos homens que queriam ser presidentes. Esse é o golpe dos homens que foram derrotados nas urnas. Esse é o golpe dos homens que não se conformaram em perder as eleições para um ex-metalúrgico. Esse é o golpe dos homens que não aceitaram a derrota para uma mulher. Esse é o golpe dos homens sérios que não levam as regras democráticas a sério. Esse é o golpe dos caciques do PSDB. Serra, Aécio, Alckimin. Esse é o golpe do homem que queria ser rei. FHC. Esse é o golpe dos traidores do PMDB. Esse é o golpe do vice-presidente que também queria ser presidente. Temer. Esse é o golpe dos congressistas da bala. Da bíblia. Do boi. Dos bancos. Da propriedade. Da família. Esse é o golpe dos lobistas infiltrados na política. Esse é o golpe dos fascistas. Esse é o golpe dos homens que pregam a tortura. Dos Bolsonaros. Esse é o golpe dos réus. Cunhas. Renans. Malufs. Esse é o golpe dos tecnocratas. Cristóvãos. Miros. Moreiras. Esse é o golpe dos homens que rasgam a constituição. Moros. Janots. Gilmares. Esse é o golpe dos moralistas sem moral. Esse é o golpe dos homens que comandam as grandes corporações. Dos barões da mídia. Dos soldados do capital financeiro-especulativo. Dos magnatas das armas. Dos monarcas do petróleo. Dos senhores da guerra. Dos soberanos do tráfico. Dos imperadores das finanças. Dos tiranos da indústria cultural. Dos magos da moeda virtual e eletrônica. Esse é golpe do velho jeito de fazer negócio dos velhos congressistas de negócios. O golpe dos eternos coronéis da política. Esse é o golpe do conservadorismo jurídico dos homens togados. Esse é o golpe dos homens da Fiesp, da Febraban e da OAB. O golpe da dominação masculina entranhada nas nossas instituições ainda patriarcais e retrógradas. Esse é o golpe dos homens que não suportam as minorias. Esse é o golpe dos homens homofóbicos. Esse é o golpe dos homens que odeiam o povo. E não suportam a diversidade. O multiculturalismo. A democracia. Esse é o golpe da mentalidade escravocrata e senhorial. Esse é o golpe dos bigodes pintados, das cabeleiras falsas, das gravatas encurtadas pairando sobre a deselegância indiscreta de suas barrigas. Esse é o golpe de homens que ostentam a cafajestice. Esse é o golpe do chauvinismo cínico. Da misoginia. Da plutocracia. Da antidemocracia. Esse é o golpe das mulheres que pensam como os piores homens. Esse é o golpe dos homens que representam o pior do homem.

  36. Moro inscreveu seu nome na História… nas páginas vergonhosas..
    Moro disso não sabe, mas hoje escreveu seu nome na História, para sempre… É irônico saber que ele imagina de um modo “glorioso”…. – poucas coisas enganam tanto o ser narcísico, arrogante, portador de patologias mentais graves, ainda mais o ser amoral, do que suas vitórias imediatas, quando todo seu ser celebra o “ter chegado lá…..”
    Temos um exemplo recente, Michel Temer e sua “presidência”, não levou um ano, e já é motivo do mais profundo desprezo de todos os estadistas do planeta, motivo de chacotas, verá em vida ainda seu nome enterrado, a escória da escória, pior, diante do mundo!
    .
    Moro não sabe também, de sua impotência contra “aquilo-que-é….” – A segunda ironia, é que ao consumar sua “vitória”, da forma que se deu, julgamento e condenação oriundos de uma farsa dantesca, já desmontada inclusive por um procurador do MPF que desmoralizou Rodrigo Janot ao pedir o arquivamento do processo contra Lula que usa a delação de Delcídio como “prova”, Moro se torna um ALAVANCADOR do MITO Lula, que agora ganha aos olhos do mundo a marca de um perseguido político, alguém condenado sem provas, logo após um golpe de Estado. Não dou o prazo de alguns meses, aconteça o que acontecer, Lula preso ou solto, a decisão mantida ou reformada pela segunda instância, Moro perdeu, Lula ganhou, é simples assim…….
    .
    Aguarda ao Torquemada tupiniquim o derretimento de sua imagem, sua nudez patética virá à luz, suas violências, crueldades, arrogâncias, o arruinarão, assim que o país voltar à normalidade, a democracia vigorar, e parte do rebanho fanático arrefecer desse estado de enfermidade cegante…..
    .
    Cabe toda a luta, a mais ferrenha para que essa injustiça não se consuma, mais essa…. Como se Lula não tivesse já perdido tanto, ao longo desse massacre perverso, cruel, covarde, indigno…..
    .
    Mas é um conforto saber, que no dia em que mai se sentiu maior, Sérgio Moro escreveu a página mais indigna de sua história…. Apequenou-se como nunca, terá o espanto de saber disso em breve…. E saberá do mesmo modo, que nada podia na verdade, desde sempre, contra o mito que tentou destruir.
    Lula sairá desse período tenebroso, hediondo, maior do que o ódio que lhe devotam. Para a História, é um dia justo e glorioso!
    .
    (eduardo ramos)

  37. A 2a. instância ė um puxadinho do Moro…
    A 2a instancia ė um puxadinho do Moro…

    Alėm dessa agravante, a Globo deu inicio nesta noite ăs pressões para que o TRF4 confirme o justiçamento de Moro contra Lula. Em tom de ameaça, a emissora citou nominalmente cada um dos tres desembargadores que julgarão o recurso de Lula à 2a e ūltima instância.

    O Delenda Lula continuará a todo vapor….esse golpe segue o mesmo script do de 64, quando JK foi acusado de ter apto e de ser corrupto, isso pq, como Lula, era imbativel nas eleićoes do ano seguinte.

    Ė verdade que Lula serå sempre um gigante diante da pequeneza de Moro, como pequeno também seria o déspota de Curitiba diante de construtores como JK, Vargas, Jango….neste sentido o playboy de Curitiba vai pro lixo da história mesmo que receba dos donos do golpe Globo e CIA algum cargo de destaque.

    Foi pra isso, para que a tomada de pider pelos golpistas tivesse sucesso, que eliminaram os recursos junto a 3a. instancia, que deve voltar tao logo Moro complete seu serviço sujo.

    Consumado o golpe de Estado pelas măos da Farsa a Jato, o regime golpista, seja ele comandado pir Temer ou outro fantoche da Globo, dará a Moro, a titulo de pagamento de propina, o cargo de ministro do STF pelos inestimåveis serviços prestados ă Globo e aos donos do golpe: coisas de um estado de exceçăo como este que estamos vivendo e que tempos atras fora defendido pelos desembargadores do TRF4.

    A 2a intancia ė um puxadinho da vara do déspota de Curitiba…

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/quem-sao-os-desembargadores-responsaveis-pelo-futuro-de-lula-condenado-na-lava-jato

  38. Se Leo Pinheiro tivesse dito

    Se Leo Pinheiro tivesse dito que deu o triplex para mãe do Moro, Lula seria o culpado e Moro o condenaria. Moro não tinha saída, afinal ele é protagonista de um filme e esse filme não pode termina com lula em um final feliz, aí não ia ter bilheteria nenhum coxinha iria assisti-lo.

  39. “Sentença indecente,

    “Sentença indecente, humilante” de um indecente e humilhante “magistrado” (magistrado???).

    “Sua declaração inoportuna, de que não sentiu ‘satisfação pessoal’ tem a mesma sinceridade de Jack, o Estripador, chorado em cima da sua vítima” bem retrata a realidade de um psicopata “truccato”…

     

  40. A casa Grande deu o bote final

    Game over.

    A Casa Grande deu seu bote final. Não se trata aqui de ” justiça “, mas sim, o juiz apenas recebeu ordens de seus patrões da Casa grande  para condenar, com ou sem provas, e cumpriu. Um jogo de gato e rato.

    E fizeram com que a data caísse no dia seguinte à retirada dos direitos trabalhistas, para que o povo estivesse atordoado, e não ousasse fazer nenhuma rebelião, que aliás , diga-se de passagem, de nada adiantaria. Foram-se os tempos das Revoluções Francesas, principalmente depois que inventaram os armamentos modernos.

    O povo perdeu. Lula foi condenado sem nenhuma prova, assim como o foi Jesus Cristo, há dois mil anos atrás. E, pelo menos a curto e médio prazo não haverá nenhuma modificação nisto. Talvez, daqui há alguns séculos, reabilitrem Lula, e construam uma estátua em praça pública pra ele, e façam um feriado nacional em honra ao ex presidente martirizado por defender seu povo. Até lá, vão tratar Lula como um criminoso, e quem o defender, será perseguido também. 

    ———-

    A Casa Grande retoma a tradição da era de Maquiavel, uma época em que o juiz apenas servia para punir os inimigos do Rei, sem que o Rei levasse a cupla por isto. Esta asneira de ac reditar em ” republicanismo ” foi uma das tolices de Lula que ajudaram a Casa Grande a condená-lo sem provas.

    ————

    E ,o povo, o que fará agora ?

    Entregará pra a Justiça Divina, que resolverá o caso, talvez daqui há alguns séculos, nas próximas reencarnações. Ajuste de contas agora, só se for depois da morte.

    Acima de tudo, a partir de hoje, ser trabalhador no Brasil, será pior do que ser criminoso, assim deseja a Casa Grande. Cada trabalhador de bom senso, fará de tudo para sair da base da pirâmide social, seja mointando seu negócio, seja seguindo carreira  militar, imigrando para outros países, , e ai dos que não conseguirem.O Trabalhismo a partir de agora, entrará para a clandestinidade.

     

    Cada trabalhador desejará ansiosamente  comprar sua ” carta de alforria “, conseguir algumas dezenas de milhares de reais, comprar um imóvel, montar um negócio e vivrar patrão, e assim se livrar do estigma de ” trabalhador “.

     

    A Casa Grande venceria de qualquer forma, pois tem todos os recursos para vencer, dinheiro, bens, etc. Eles compram quase todo mundo, e quem não compram ameaçam. Embora não tenha caráter, o que não faz diferença neste jogo.

     

    Reduzir o desemprego de 14%? Só se o povo reduzir sua natalidade a tal ponto,que a longo prazo consiga isto. Senão esta taxa de desemprego ficará ” ad eternum ‘ em nossa sociedade, isto não duvidem jamais. Aliás, seria bem justo, pois pra que a classe operária colocaria filhos no mundo para serem odiados pela elite. A Casa Grande não é digna de que a descendência dos mais pobres os sirvam.

    ————-

    Nem Temer, nem nenhum de seus  comparsas será preso, pois serviram a Casa Grande. 

     

    Talvez o povo agora aprenda a votar e a não eleger o PMDB como a maior bancada do congresso sempre. E a não eleger um vive do PMDB. E a não fazer base aliada com traidores. ISto só facilitou o golpe.

    Mas mesmo que Lula tivesse acertado em tudo, nas nomeações, não tivesse feito lista tríplice, o golpe viria do mesmo jeito. Se não viesse de toga, viria de farda, mas viria. A Casa Grande não suporta perder.

     

    Ninguém absolvirá Lula, em instância nenhuma, podem estar certos disto. Quem seria o juiz louco que absolviria Lula ? A midia massacraria tal juiz.

     

     

  41. Julgamento político. Sentença vazia jurìdicamente

    Prezados,

    O torquemada das araucárias experimenta o ocaso, os estertores; logo ali na frente, o desprezo, o ostracismo, a solene indiferença com que será tratado pelos grandes nomes do meio jurídico, intelectual, pensante, com alguma idéia de brasilidade, solidariedade, por aqueles que visam e trabalham por um Brasil desenvolvido e socialmente justo.

    Como vinha comentando há meses, sérgio moro foi colocado ante escolhas de Sofia; militante político da direita (PSDB), serviçal da CIA, do FBI, da NSA e do DoJ, o torquemada das araucárias via vencer o prazo para entrega do ‘grande troféu’ que lhe encomendaram: o Ex-Presidente Lula condenado e inabilitado para a disputa da próxima eleição presidencial. O desmascaramento do golpe e da Fraude a Jato – agora um cadáver putrefato e insepulto, mas que foi considerada o ‘bezerro de ouro’ pela classe média manipulada e fascistizada pelo ódio disseminado pelos veículo da grande mídia comercial, uma ORCRIM institucional formada por policiais federais, procuradores do MP e juízes, todos eles cooptados pelo alto comando interncional do golpe , que fica nos EUA – cobrava do juizeco da guantánamo paranaense uma decisão rápida.

    A trama golpista, pretensamente ‘sofisticada’, foi destrinchada de forma competente pela mídia alternativa, pela Esquerda Esclarecida, pelos segmentos pensantes da Academia, do mundo jurídico, do jornalismo investigativo e pelos cidadãos atentos e observadores que se libertaram da lavagem cerebral, da manipulação e do ódio fascistizante contìnuamente disseminado pelo PIG/PPV. A deposição da Presidenta Dilma Roussef se deu por meio de um golpe midiático-policial-judicial-parlamentar. A direita golpista, oligárquica, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista e as instituições cooptadas do chamado ‘sistema de justiça’ – que são a a PF, o MP e o PJ – são os agentes locais da trama golpista. O alto comando local é a PGR. Os agentes locais estão subordinados ao alto comando internacional.

    A Fraude a Jato JAMAIS teve o propósito de combater a corrupção, mas sim o de combater e aniquilar o PT e a Esquerda Democrática eleitoralmente viável. Como parte do golpe, essa ORCRIM institucional procurou minar TODO o setor produtivo brasileiro que apresentava competitividade no mercado internacional; o foco da ORCRIM foram as grandes empresas de construção, a Petrobrás e o setor petroquímico e energético, por fim o setor agropecuário de exportação. Além desses setores econômicos a ORCRIM tinha também o propósito de desmantelar os estratétigos: eletronuclear, de defesa, aero-espacial. Os recursos naturais, como água potável, de minerais e terras agricultáveis também estavam no rol dos que deveriam ser colocados à disposição dos colonizadores deste século XXI. Como foram os governos do PT e os líderes desse partdo os que alavancaram esse projeto de desenvolvimento inclusivo e soberano, sem alinhamento sibserviente aos interesses econômicos e geopolíticos dos EUA, a Fraude a Jato se voltou contra o sistema político, visando aniquilar o PT e a Esquerda, e contra TODO o legado deixado por esses governos nacionalstas, desenvolvimentistas e inclusivos.

    A face política, parlamentar, do golpe sempre foi bastante visível. A não aceitação, pelo PSDB, do resultado da eleição presidencial, em que a Presidenta Dilma Rousseff se reelegeu para um segundo mandato e mesmo a atuação criminosa dos veículos da grande mídia comercial  (PIG/PPV), de modo a influenciar e fraudar as eleições e impedir que o PT reelegesse Dilma, tudo isso já estava muito claro em 2014 e mesmo um ano antes, quando manifestações desestabilizadoras varreram as grandes cidades braileiras, nas que ficaram conhecidas como ‘jornadas de junho’. Essas manifestações foram corolário da primeira tentativa de golpe – que ocorreu já em 2005, com a farsa/fraude do chamado “mensalão”/ do PT – e do engajamaneto dos veículos da grande mídia comercial como um partido político de oposição, o que ocorreu em 2010 e que foi pùblicamente admtido pela então presidente da ANJ, Judith Brito; o Instituto Milenium foi criado nessa época, congregando os grandes grupos que compõe o oligopólio midiático comercial.

    Derrubado o governo legítimo, o que se viu foi uma agenda de retrocessos ser aprovada no Congresso Nacional, cuja composição atual é a mais canalha, conservadora, corrupta e reacionária da História; cerca de metade dos deputados e senadores é investigada ou denunciada por diferentes crimes (corrupção, estelionato, tráfico de drogas e de armas, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, evasão de divisas, homicídio, ordenamento de repressão e massacre, etc.). O congelamento dos investimentos públicos em áreas essenciais como Saúde e Educação, por 20 anos, por meio de EC eivada de inconstitucionalidades flagrantes atestadas por estudo encomendado  pelo próprio Senado Federal, a repressão e criminalização dos movimentos sociais, reivindicatórios, de classes profissionais organizadas, estudantis, etc., o desmonte e sucateamento da Educação e comunicação Públicas (com alteração curricular e aniquilamento do PNE aprovado em 2014, a reforma do ensino médio por meio de medida provisória, eliminando disciplinas como filosofia, sociologia, ciência política e discussões sobre identidade de gênero, etc.) todos esses retrocessos só poderiam ser impostos a patir de um golpe de Estado. A aprovação da contra-reforma trabalhista, a toque de caixa, sem ouvir a sociedade, sem ouvir os representantes do Ministério Público do Trabalho e da Justiça do Trabalho, representa, na prática, a revogação da CLT e dos direitos dos trabalhadores por meio de um decreto ditatorial. A ditadura em vigor é a do mercado, da banca financeira e empresarial, brasileira, mas sobretudo internacional; as oligarquias são parceiras dessa banca.

    É na esteira da revogação da CLT que o torquemada das araucárias encontrou o ‘timing’ perfeito para tornar pública a sentença condenatória contra o Ex-Presidente Lula. Com essa manobra, os golpistas esperam o arrefecimento da reação, que as pessoas ainda dispotas a resistiir sejam tomadas pelo desânimo e desesperança. Ou seja, aplicando-se dois golpes seguidos na cabeça da ‘serpente’, espera-se atordoá-la, para que ela morra por si, sem que seja necessário derramento de sangue. Os golpistas esperam confundir a massa trabalhadora e excluída, revogando-lhe os direitos que a CLT assegurava e, aomesmo tempo, condenando o maior líder popular e da classe trabalhadora: o Ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    A sentença condenatória de Lula já estava escrita há muitos dias ou semanas, quiçá meses. Isso fica evidente pela má vontade, agressividade e grosseria demonstradas por sérgio moro nas diversas audiências em que os advogados que fazem a  defesa de Lula fizeram perguntas cujas respostas escancariam, em juízo, as ilegalidades criminosas cometidas por esse “juiz” e pelos procuradores da Fraude a Jato, que celebraram acordos ilegais de cooperação intenacional com agências e departamentos de investigação e espionagem dos EUA NSA, CIA, FBI e DoJ. Sempre que a defesa de Lula fez perguntas relacionadas a essa cooperação ilegal a delatores, sérgio moro e os procuradores interrompiam, destratavam e ofendiam os advogados, chegando a cassar-lhes a palavra. Essa parceria entre agentes policiais federais, procuradores do MPF e sérgio moro é tão escancarada que foi admitida por Deltan Dallagnol, que afirmou; “A Lava a Jato constitui um time”. Essa parceria entre investigadores, acusadores e suposto julgador torna o processo viciado, em que a priori já se sabe qual será o resultado, dependendo do alvo político investigado. A participação de sérgio moro em eventos públicos, sendo fotografado aos cochichos e gargalhadas com políticos do PSDB – tais como Aécio Cunha, João Dória Jr. e Pedro Taques – e o recebimento, por parte desse “juiz”, de homenagens e rapapés oferecidos por veículos de mídia (Globo) e Exército, eventos em que foi foi fotografado cumprimentando de modo servil e sorridente os comandantes dessas “institições”, mostra que o titular da 13a VJF de Curitiba é mais do que suspeito para julgar o Ex-Presidente Lula.

    A peça condenatória é enxundiosa, ocupando intermináveis 218 páginas, por meio das quais sérgio moro procura justificar os abusos, aribitrariedades e ilegalidades criminosas que ele – sérgio moro – cometeu contra Lula e advogados, alegando que foram erros e que tais erros decorreram do “excesso de trabalho” a que o “juiz” estava submetido. Ora, usar essa deculpa para justificar crimes como o de gravar e divulgar conversa telefônica entre a Presidenta da República e um Ex-Presidente da República ou de violar a comunicação entre advogados e clientes é de um cinismo malandro e criminoso como só os mais perversos e sádicos são capazes de demonstrar. Sérgio moro sobrevaloriza depoimentos de delatores, alguns deles contraditórios, ao mesmo tempo em que ignora e desqualifica as provas robustas levantadas pela defesa de Lula, atestando cabalmente que o Ex-Presidente JAMAIS teve a posse ou se utilizou do tal tríplex do Edifício Solaris, no Guarujá. A defesa apresentou RGI, contrato de cessão fiduciária/hipoteca que OAS celebrou com a CEF; foi apresentado também acordo judicial celebrado pela OAS – na presença de procuradores do Ministério público –  em que o tal ap. tríplex foi dado como garantia. As acaloradas discussões decorrentes do cerceamento da defesa por sérgio moro e procuradores ocupam extensas páginas; mas sérgio moro distorce completamente a narrativa, colocando-se como vítima de suposta ‘agressividade’ dos advogados de Lula contra ele. Quem assistiu a pelo menos uma dessas audiências percebe que sérgio moro MENTE DESCARADAMENTE, ao se colocar nessa posição; quem demosntrou agressividade e cerceou a defesa de Lula foi ele, que chegou ao desplante de dizer a José Roberto Batochio para fazer concurso público. 

    Na sentença condenatória extensas páginas da esdrúxula tese acusatória da lavra de Deltan Dallagnol e parceiros (como explanacionismo, abdução de provas, teorema de Bayes e outras sandices, que ele importa de outras ciências e tenta usar para confirmar uma hipótese fraca sobre a qual construiu seu castelo de cartas acusatório) são  transcritas e nelas, como já tínhamos visto, o MPF admite NÃO TER PROVAS ROBUSTAS contra Lula. Mas ao contrário de aplicar o princípio do direito romano vigente no Brasil, “in dubio pro reo”, promotoria e “juiz” incriminam e condenam Lula por meio de um paradoxo:

    “Como não foram encontradas provas contra Lula, ele deve tê-las destruído ou foi tão “profissional” no cometimento dos crimes que não deixou provas.”

    Fica claro que nenhuma das duas partes do paradoxo leva à verdade. O fato objetivo é: Não foram encontrads provas robustas capazes cde comprovar as acusações feitas contra Lula. Esse fato demonstra que, se procuradores e “juiz” estivessem aplicando a Lei, para serem justos a única alternativa seria a absolvição. Como a missão da Fraude a Jato é condenar Lula, mandam-se às favas o fato objetivo e sua conseqüência natural. Entra-se, então, no paradoxo, pois não existe crime perfeito e toda ação deixa rastros. Admitir que a inexistência desses rastros leva ao corolário da absolvição é tudo que os operadores da Fraude a Jato não podem fazer. Aí chega-se a parte diabólica dessa tese paradoxal usada para condenar o Ex-Presidente Lula. Prende-se, coage-se, ameaça-se, tortura-se, condena-se a dezenas de anos um empresário – no caso José Adelmário Pinheiro, conhecido como Léo Pinheiro – de modo que ele aceite chancelar a esdrúxula tese dos acusadores, ou seja, esse empresário deve dizer em depoimento ao “juiz” que “Lula sabia de tudo” e que não há provas do que ele diz ter sido ‘ordenado’ por Lula a fazer porque o Ex-Presidente mandou destruir essas provas. Em troca, é oferecida a esse empresário grande redução na pena que lhe foi imposta. 

    É claro que os lavajateiros sabem que nem todo juiz acolherá essa tese da prova diabólica, pois é impossível obter a prova negativa ou provar que provas não foram destruídas. A recente absolvição de João Vaccari, condenado a mais de 15 anos de prisão, com lastro apenas em delações, sem qualquer prova robusta que as confirmasse, acendeu um sinal amarelo para sérgio moro e demais lavajateiros. Até mesmo o amigo íntimo dele no TRF4, o desembardador João Pedro Gebran Neto, foi instado a reformar/revogar absurda condenação imposta mo sérgio moro a João Vaccari por crime de que le sequer foi acusado. Para se resguardar desse não-acolhimento da prova diabólica e, por conseguinte, ter de admitir a absolvição de Lula no TRF4, seus acusadores (e sérgio moro nada mais é do que um acusador  na capa de juiz) apelam para uma infantil argumentação de que crimes complexos, envolvendo pessoas ocupantes de altos postos na hierarquia do poder, são de difícil comprovação. Embora pueril, essa tese pode até colar e ser acolhida pelo TRF4; João Pedro Gebran Neto já demonstrou, em julgamentos anteriores, ser sensível a esse tipo de manipulação. Como Lula é o grande troféu que a Fraude a Jato visava exibir, condenar, trancafiar ou no mínimo inabilitar para a disputa presidencial, não será surpresa se esse amigo de sérgio moro influenciar outros colegas e manter a condenação com base nessa tese infantil.

    A fraqueza e nulidade jurídicas da acusação e da sentença deixam escancarado que se trata de um julgamento político e não jurídico. O STF, que por omissão, cumpliciade e conivência chancelou o golpe e essas aberrações jurídicas tem enorme parcela de culpa e responsabilidade pela degradação e crise múltipla que o Brasil vive. Essa condenação de Lula mostra que do Estado de Exceção já passamos a uma ditadura, agora com o alto comando local a cargo do ‘sistema de justiça’.

     

  42. 957 x 5
    A contagem de parágrafos que o advogado de Lula fez da decisão de Moro, mostrando que de um total de 962, independente do conteúdo, somente 5 foram reservados para a defesa foi a maior vacilada de Moro nesse processo.

    Em 5 parágrafos é impossível listar ou refutar os pontos principais trazidos por cada uma das mais 80 testemunhas arroladas pela defesa.

    Se só há espaço para a acusação e não para a defesa, não houve julgamento.

    • Verdade

      Verdade!!! 957 x 5 é pior do que os 7 x 1. Mas aí é como se um time inteiro jogasse apenas contra o goleiro do outro time.

  43. A quem interessar possa…

    É deveras preocupante o espaço ocupado por juízes, promotores e outros atores da justiça na mídia atualmente. Esta combinação enfadonha de celebridade e autoridade, por si só, já flerta com a ilegitimidade. Somando-se à isso um posicionamento partidário, o quadro só fica mais hediondo, fazendo da Democracia e seus valorores, dos quais se inclui a própria justiça, coadjuvantes quase sem importância, ou, melhor dizendo, meros figurantes.

     

  44. Pelo que eu estou vendo dos

    Pelo que eu estou vendo dos comentários, Temer é absolutamente inocente da sua acusação de corrupção.

    Vamos fazer um paralelo entre a mala de dinheiro e o apartamento em guarujá.

    Existe alguma prova de que Temer ficou, é proprietário da mala de dinheiro?

    Ele chegou perto?

    Visitou 2 vezes?

    Vistoriou?

    Levou a esposa para ver?

    O filho de Temer acompanhou uma das vistorias da mala?

    O Loures reformou a mala a pedido da esposa de Temer?

    Existe um procurador dizendo que a mala é do Temer mas são apenas ilações.

    Estou certo?

    •   Nelson Rodrigues, mente

        Nelson Rodrigues, mente brilhante de nossa terra, cunhou a expressão “idiota da objetividade”. 

        Temer está envolvido há DÉCADAS em relações no mínimo suspeitas no Porto de Santos. Foi gravado conversando com confesso corruptor. O deputado da mala é seu garoto de recados. O dinheiro era do confesso corruptor. Etc etc

        Quanto a Lula, pergunto o seguinte: você já foi pesquisar imóvel para comprar? Já comprou cota de consórcio e depois desistiu? Chegou a visitar bem sem depois ficar com ele?

        Eu sugeriria a você reformar suas ideias, mas é o mesmo que reformar imóvel condenado. No caso, só resta demolir e transformar em estacionamento de imbecilidades – mas vejo que você se adiantou à minha sugestão.

      • -Excelencia, esse julgamento

        -Excelencia, esse julgamento é sobre a mala de dinheiro em mãos do Loures. A acusação está querendo trazer aos autos alegações que sequer foram objeto do libelo acusatório, portanto a defesa pede para que essas perguntas, meras ilações sem pertinência aos autos sejam indeferidas.

        -Pois não Sra. Orihime. Peço à acusação que se atenha aos autos e ao objeto da presente ação. A presente ação está buscando apurar o real destinatário da mala de propina. Todas as outras alegações, de atos ou fatos que não tenham relação com o objeto dessa ação serão sumariamente indeferidas.

        -Obrigado Excelencia.

    • Quantos apartamentos à venda

      Quantos apartamentos à venda existem no país? Centenas de milhares? Visitar um apartamento no prédio onde você tem uma cota do empreendimento, paga legalmente, virou atitude suspeita? Desde quando?

      Agora, quantas malas com 500 mil você já viu serem transportadas pela rua? Quantas foram filmadas? O portador não só foi identificado como devolveu para a PF a mala e todo o seu conteúdo? Se o portador é assessor do acusado, isso não levanta pelo menos a dúvida razoável quanto a acusação?

      Você perguntou se Temer é inocente. Perante a lei (ou pelo menos, a lei escrita), ele é inocente, até que seja julgado, condenado e o processo transite em julgado. Isso não quer dizer que não deva ser investigado. É só isso que está em pauta na CCJ e mesmo assim, essa possibilidade de investigação está sendo combatida com unhas e dentes.

      • Não falei do Lula, mas sim do

        Não falei do Lula, mas sim do Temer.

        Edson Faquim já autorizou a investigação contra Michel Temer. Isso em maio.

        Nessa fase a PGR e a Polícia coletam as provas contra o presidente.

        Aí o Procurador Janot encaminhou ao STF a DENUNCIA contra o Presidente Michel Temer.

        O STF então pede para a Câmara dos Deputados autorização para o prosseguimento do feito.

        Não se está pedindo para se investigar. Está se processando o Temer.

        Entendo que os deputados do PT, para serem coerentes, votarão todos contra a denúncia na CCJ porque não há uma prova sequer que ligue Michel Temer à mala de dinheiro. Apenas ilações.

        Como o processo judicial não é lugar para se investigar, cabe à Câmara dos Deputados rejeitar a denuncia por absoluta falta de provas, e cabe aos deputados do PT votarem contra o prosseguimento.

        • E não vai se dar odireito de

          E não vai se dar odireito de ampla defesa? O acusado não se defende durante a investigação, mas durante o processo.Sendo inocente, é o momento que ele tem para se defender.

          • A denúncia é inepta pois não

            A denúncia é inepta pois não há uma única prova que ligue o Temer à maleta de dinheiro.

            A maleta não é do Temer.

            Ele não visitou a maleta com a esposa.

            Ele também não pediu reformas na maleta.

            A esposa do Temer não visitou pela 2ª vez a maleta junto com o filho.

            Cabe ao Juiz, ao receber a denúncia, fazer a primeira verificação a respeito da denuncia e ele pode simplesmente rejeitar, dando-a por inepta.

            É o que a CCJ e a Câmara dos Deputados está fazendo agora.

            Para manter a coerencia, os deputados do PT tem de votar contra o prosseguimento do feito por absoluta falta de provas.

          • É preciso fingir que é
            É preciso fingir que é oposição para ganhar a confiança dos insatisfeitos com o modelo atual. É nisto que eles estão interessados. E não se a denúncia é verdadeira ou não. Quem estava fazendo este papel antes, agora é situação. A disputa real entre os políticos é para ver quem consegue nos enganar melhor. É um jogo para eles. É como um Fla-Flu. Cada um cuida do seu rebanho. Não importa se fazem parte da situação ou da oposição, da esquerda ou da direita, do time dos heróis ou do time dos vilões. Todos estão só atuando num palco. Todos estão enganando seus telespectadores.

            Precisamos sair deste grande teatro de mídia e ver o que realmente está acontecendo.

          • “Ele não visitou a maleta com

            “Ele não visitou a maleta com a esposa.

            Ele também não pediu reformas na maleta.

            A esposa do Temer não visitou pela 2ª vez a maleta junto com o filho.”

            Você é retardado assim mesmo, ou só se faz?

            A mala é do ASSESSOR do Temer. O cara que presta serviços para ele. É ÓBVIO que tem ligação.

    • revoada de troll

      Um filme bem humorado de antanho um personagem explicava a um neófito como sair de um apuro negando as evidencias reais, não as tua ilações.

      Flagrado pela esposa na cama com bela bonita recatada moçoila, apenas com um pé de meia nega as evidencias enquanto vestindo-se e despachando a distinta etc. e após acender o cachimbo questiona a mulher sobre o não acontecimento.

      Nega por não estar nu, afinal um pé de meia é prova e verdade, quando enfim totalmente vestido, como afirmar a nudez?

      O filme era uma gostosa e engraçada comedia, um troll com este nick name acredita que a mentira do FORA TEMER seja verdade liquida mesmo que o cheiro e lugar excretado sejam o que são.

  45. Arbitrariedades na pseudo-justiça

    Não creio impossível uma confirmação de tal ilegalidade (condenação de Lula), consideremos para tal o caso do impedimento de nassa presidente. Todos os mecanismos da justiça agiram em conformidade com os golpistas e todos os órgãos internacionais que poderiam exercer alguma pressão contrária ao abuso perpetrado calaram.

    Se num futuro próximo houver um meio de ir morar num planeta distante da terra eu serei o primeiro a candidatar-me a tal empreitada. Nosso planeta é governado por uma máfia extremamente hábil, com segmentos enrraizados em todas as esferas de poder. Esbravejar em mídias sociais contra milhões de robôs não fará muita diferença. Já no caso dos protestos nas ruas, eles darão um jeito de colocar pessoas disfarçadas no meio pra iniciar depredações e tornar ilegítimas as tentativas de reação do povo.

    Hoje a minha fé em uma possibilidade de um Brasil justo é similar à minha crença que a seleção brasileira possa um dia se equiparar à seleção de 86.  De que adianta elegermos alguém com boas intenções se o poder instituido vai boicota-lo por todos os lados e as conquistas de décadas podem ser anuladas da noite pro dia?

    A minha única esperança é que este câncer da ânsia do enriquecimento a todo custo consuma o país de tal forma que o torne inviável até pra eles mesmos, como um câncer real que se alimenta da vítima até mata-la e finalmente perder os meiso de alimentar-se.

  46. PErdeu nada !!!
    Moro

    PErdeu nada !!!

    Moro conseguiu destruir as empresas nacionais ? 

    Conseguiu.

    Moro conseguiu a entrega IRREVERSIVEL do pré-sal ??

    Conseguiu

    Moro vai para os Estados Unidos fugir e jamais pagará pelos crimes contrao  Brasil ???

    Sim

    Vai receber uma gorda aposentadoria até o fim dos seus dias ?

    Sim

    Vai ser herói para NO MÍNIMO metade do povo Brasileiro, mesmo sendo traidor e lesa-pátria ??

    Sim

    Conseguiu derrubar Dilma ? 

    Sim

    Escreveu a política econômica que3 lhe apraz na constituição por 20 anos, de maneira quase irreversível ??

    Sim

    Moro é o ser mais abjeto da história Brasileira, mas ainda assim, será absolvido eternamente por metade do povo Brasileiro. Conseguiu destruir um país de 200 milhões de habitantes, e vai ganhar uma aposentadoria gorda para isso

    Moro é um vencedor !!! Conseguiu fazer um estrago empaís de milhões de habitantes que levara séculos para ser revertido.

    • O último parágrafo do seu
      O último parágrafo do seu comentário deixa a impressão que somos um país de m…

    • Golpe 7 x 1 Povo

      Caro Marcelo,

      Temer acaba de sancionar a reforma trabalhista, NA ÍNTEGRA.

      Não é só o Moro que venceu, o golpe tá ganhando de goleada.

      Talvez daqui a muito tempo haja um revisionismo destes tempos e o Moro e outros sejam devidamente, vamos assim dizer, historiados e colocados no lugar.

      Mas a longo prazo todos nós estaremos mortos.

      (Ver comentário de Rafael Pacheco, é como penso.)

       

  47. vamos montar um dossiê causa-efeito do juizeco? parte I
    Nassif e colegas,

    Uma sugestão de fonte para ser usada com os questionamentos em outro comentário meu (parte II) sobre a “obra” do moro.

    Organizar a informação é a base fundamental de qualquer ação para obter resultados práticos.
    Falar por falar, desabafar, falar palavrões e choramingar pelos cantos não produz resultados palpáveis ou concretos.

    Estamos lidando com profissionais da informação, logística e estratégia… vamos nos organizar também!!!

    sobre o juizeco:

    […]
    >>Biografia
    Sérgio Fernando Moro nasceu em 1º de agosto de 1972 em Maringá, no Paraná.[12][13] Descendente de italianos do Vêneto, é filho de Odete Starke Moro e Dalton Áureo Moro, ex-professor de geografia da Universidade Estadual de Maringá, falecido em 2005.[3][14] Seu único irmão, César Fernando Moro, é proprietário de uma empresa de tecnologia.[15][16][17] A família Moro mudou-se para Ponta Grossa quando Sérgio e César eram crianças.[17]

    Moro começou a estudar Direito na Universidade Estadual de Maringá.[18] Durante seus estudos, estagiou em um escritório de advocacia por dois anos.[18] Em 1995, terminou sua graduação em Direito.[3] Recebeu seu título de mestre em 2000 pela Universidade Federal do Paraná, orientado por Clèmerson Merlin Clève.[19][20] Em 2002, concluiu um doutorado em Direito do Estado na mesma instituição, dessa vez com a orientação de Marçal Justen Filho.[3][21][22] Moro também cursou o programa de instrução de advogados da Harvard Law School em 1998 e participou de programas de estudos sobre lavagem de dinheiro promovidos pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos.[3]

    Moro é casado com Rosângela Wolff de Quadros, advogada e atual procuradora jurídica da Federação Nacional das Apaes.[23] Eles vivem em Curitiba e têm um casal de filhos em idade escolar.[24] Além de sua carreira profissional, pouco se sabe sobre sua vida pessoal.[25][26] Em matéria publicada em dezembro de 2014 pela revista IstoÉ, foi descrito como alguém com “estilo reservado e hábitos simples”.[3]

    >>Carreira
    Em 1996, começou a ministrar aulas na Universidade Federal do Paraná.[18] No mesmo ano, tornou-se juiz federal e iniciou sua carreira no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.[3][5] [27] Entre 1999 e 2002, chefiou a 3ª Vara Federal de Joinville, em Santa Catarina.[28]

    Entre 2003 e 2007, trabalhou no caso Banestado,[27] que resultou na condenação de 97 pessoas.[8] Moro também trabalhou na Operação Farol da Colina,[6] um desdobramento do caso Banestado, onde decretou a prisão temporária de 103 suspeitos de evasão de divisas, sonegação, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.[27]

    Em 2007, Moro tornou-se professor adjunto de direito processual penal da UFPR.[29] Em 2012, foi auxiliar da ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber no caso do Escândalo do Mensalão. Weber o convocou devido sua especialização em crimes financeiros e no combate à lavagem de dinheiro.[7][27] Atualmente, é o juiz da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba.[5]

    >>Operação Lava Jato
    Moro comanda o julgamento em primeira instância [30] dos crimes identificados pela força-tarefa da Operação Lava Jato desde março de 2014, considerada a maior investigação contra corrupção do país.[31][32] Em uma atuação incomum para o padrão da Justiça do país, Moro conduz os processos em ritmo acelerado.[33] A operação ficou conhecida por combater a corrupção no Brasil[34][35] com 175 prisões de empresários, políticos, lobistas e doleiros.[36][37] Além das prisões, até 19 de dezembro de 2016, houve 120 condenações, com uma pena total de 1.257 anos, dois meses e um dia de pena.[37] Em 5 de novembro de 2016, Moro deu sua primeira entrevista pública como juiz da referente operação, na qual defendeu a limitação do foro privilegiado, sugerindo que poderia ser limitada aos presidentes dos três poderes.[38] Em 12 de abril de 2017, seguiu a mesma decisão do Supremo Tribunal Federal e retirou o sigilo das delações da Odebrecht que citam pessoas que não possuem foro privilegiado.[39][40]

    As decisões de Moro sobre prisões preventivas e provisórias suscitaram polêmicas,[41][42][43][44][45] porém elas têm sido quase que totalmente confirmadas por todas as instâncias superiores do judiciário, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) ao Supremo Tribunal Federal.[33][43][46] Segundo a força-tarefa da Lava Jato, desde o começo da operação em 2014 até outubro de 2016, dos 453 recursos das defesas em instâncias superiores, apenas 22 deles tiveram decisões favoráveis às defesas, isto é, 95,2% das decisões de Sérgio Moro foram mantidas.[47]

    Com relação a reformas de sentenças por julgamentos de apelações criminais em instâncias superiores, as condenações de Moro têm sido reformadas parcial ou integralmente, como é natural que aconteçam em julgamentos colegiados.[48][49][50] Até 18 de dezembro de 2016, a 8ª Turma do TRF4 julgou sete apelações envolvendo 28 condenados por Moro em primeira instância — três destas apelações já transitaram em julgado no tribunal.[51] As penas de nove deles foram aumentadas no total de 78 anos e sete meses. Por outro lado, quatro réus tiveram a pena reduzida e outros quatro foram absolvidos, que juntos diminuíram as penas em 34 anos. Os 11 condenados restantes tiveram as penas mantidas. Em outras palavras, o TRF4 ratificou ou subiu a pena de 71% dos condenados por Moro.[52][53]

    >>Posicionamentos
    Em setembro de 2015, Moro defendeu que o Judiciário precisava punir mais rápido e que sistema penal brasileiro é “muito moroso”, defendendo que réus sejam presos logo depois de decisões condenatórias em segunda instância.[54]

    Em agosto de 2016, em uma audiência na Câmara dos Deputados, Moro defendeu o fim do foro privilegiado que garante a autoridades julgamento em tribunais superiores. Na visão do magistrado, esse princípio “fere a ideia básica da democracia de que todos devem ser tratados como iguais.”[55][56]

    Em outubro de 2016, Moro posicionou-se contra o projeto de lei sobre abuso de autoridade.[57] Segundo ele, era preciso criar salvaguardas para deixar claro que a norma não pode punir juízes pela forma como interpretam as leis em suas decisões.[58]

    Em novembro de 2016, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Moro disse apoiar as 10 Medidas contra corrupção, um projeto de autoria do Ministério Público Federal no combate à corrupção, além defender a restrição do foro privilegiado.[59]
    […]

    fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A9rgio_Moro

    • vamos montar um dossiê causa-efeito do juizeco? parte III
      Nassif e demais colegas,

      já que pouquíssimos colocaram dados adicionais relevantes sobre o juizeco, vou adicionar mais alguns itens formais (tbém chamados dados brutos, ou seja, carecem de refinamento para fornecer informações relevantes).

      (PROPAGANDA não é um “comercial” de tv ou rádio, é um tratamento alienante para a informação original, simploramente chamado de pós-verdade; Normalmente é apresentada simultanea e/ou sequencialmente em vários tipos de mídia, chamadas genericamente de “ondas de desinformação”)

      trabalhar com informações e veículos de mídia, ou seja, filtrar, agrupar e transformar dados brutos em imagens, textos e frases de impacto e apresentá-los SIMULTANEA e SEQUENCIALMENTE em vários formatos de mídia, para torná-las uma onda de “notícias interessantes e impactantes” junto ao público (normalmente despolitizado, bovino) é uma arte dominada por poucos, mesmo entre especialistas de comunicação.
      (esse método, basicamente falando, é o que mencionei várias vezes como “ondas sincronizadas de DESinformação”)

      esses profissionais da “propaganda” normalmente são pessoas inteligentes, mas amorais, ambiciosas, individualistas e até sociopatas que, no geral, trabalham para o “lado negro da força”, até por afinidade ideológica e pessoal.
      mesmo qdo esses sociopatas da propagenda trabalham para alguma boa causa social, “exageram na mão” e fazem merda, e a esquerda-progressista sai com um conceito pior do que entrou na guerra da informação.
      vide os marqueteiros do pt… pff… e a Dilma, Lula e dirigentes do pt os achavam o máximo… agora são delatores mentirosos falando qquer coisa para salvar a pele.

      pt e companhia perderam a guerra midiática de lavada para os marqueteiros da direita-neocon e deixaram a imagem da esquerda-progressitas em frangalhos, pois os “marketeiros” usaram os mesmos truques “sujos” nas campanhas do pt que a direita usa, mas sem o apoio incondicional da máfia midiática.

      Aliás, começaram a perder a guerra contra a direita-neocon quando se afastaram, até não darem nenhuma atenção aos alertas dos sindicatos, blogs esquerdistas-progressistas, comunidades de base, periferia das grandes cidades, sem-terra, sem-teto e do eleitor “não politizado” comum, acho que já vinham a mais de 12 a 15 anos nessa “bobeira e soberba” e deu no que deu… acham que foram pegos de “surpresa” só em 2016… quá quá quá…

      quando falamos disso (modelar informação para consumo de massa, mas com ética e mais próximo da verdade possível) para dirigentes e políticos esquerdistas e progressistas, estes, sobermamente, “acham” que não precisam de ajuda, e só com seu belo e honesto discurso, alguns textos na internet e algumas poucas poucas entrevistas, conseguem manter a opinião pública informada… SANTA INGENUIDADE, BATMAN!

      está aí… por causa da soberba de um monte de panacas ingênuos que conseguiram cargos diretivos em partidos e sindicatos, bem como se elegerem a cargos no legislativo e executivo, não aceitaram profissionalizar informação e contra-informação e deu no que deu…
      o golpe nadou de braçada e restou aos progressistas-esquerdistas, choramingar no muro das lamentações colocando a culpa na rede esgoto e nas agências de 3 letrinhas dos irmãos bons do north.
      ou, quando profissionalizaram a propaganda, usaram os mesmos métodos e marqueteiros sociopatas amorais da direita-neocon.

      a rede globosta fez o serviço dela, que é alienação, propaganda e pós-verdade a serviço da kabbalh financeira, bélica e midiática…
      quem não fez seu dever de casa, para levar minimamente bem formatada a verdade, contra-informação e o outro lado da história, foram os altos dirigentes partidários e políticos esquerdistas-progressistas.

      (mais informaçõs brutas sobre o juizeco)
      ============================================

      Univ. Fed. do Paraná – UFPR
      Docentes por Departamento
      Direito Penal e Processual Penal
      SERGIO FERNANDO MORO
      Ingresso na instituição em 12.11.2007 (em licença)
      [EM LICENÇA DESDE QUANDO? ESTÁ RECEBENDO PELA UFPR?]

      link: http://www.direito.ufpr.br/portal/setor-2/departamentos/docentes-por-departamento/
      ============================================

      CURRÍCULO LATES

      Sergio Fernando Moro

      Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9501542333009468
      Última atualização do currículo em 28/10/2013

      Sergio Fernando Moro, Juiz Federal da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba/PR, especializada em crimes financeiros, de lavagem de dinheiro e praticados por grupos criminosos organizados. Atuou, como juiz em diversos processos criminais complexos, envolvendo crimes financeiros, contra a Administração Públicia, de tráfico de drogas, e de lavagem de dinheiro. Trabalhou como Juiz instrutor no Supremo Tribunal Federal durante o ano de 2012. O autor cursou o Program of Instruction for Lawyers na Harvard Law School em julho de 1998 e possui título de mestre e doutor em Direito do Estado pela Universidade Federal do Paraná – UFPR. Escreveu livros e artigos especializados na área jurídica. Participou do International Visitors Program organizado em 2007 pelo Departamento de Estado norte-americano com visitas a agências e instituições dos EUA encarregadas da prevenção e do combate à lavagem de dinheiro. É Professor Adjunto de Direito Processual Penal da Universidade Federal do Paraná – UFPR. (Texto informado pelo autor)

      >>Identificação
      Nome: Sergio Fernando Moro [Dados cadastrais validados junto a Receita Federal do Brasil]
      Nome em citações bibliográficas: MORO, S. F.

      >>Endereço
      Endereço Profissional
      Universidade Federal do Paraná.
      Rua XV de Novembro – 1299 Centro
      80060000 – Curitiba, PR – Brasil
      Telefone: (41) 32101400

      >>Formação acadêmica/titulação [ACHO ESTRANHO… CADÊ O MESTRADO??? OU O CARA FAZ DOUTORADO SEM MESTRADO EM 2 ANOS E AINDA TRABALHAVA DE JUIZ? PARECE O ÇERRA COM SUAS GRADUAÇÕES EM ECONOMIA E ENGENHARIA…]
      2001 – 2002
      Doutorado em Direito (Conceito CAPES 6).
      Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
      Título: Jurisdição constitucional como democracia, Ano de obtenção: 2002.
      Orientador: Marçal Justen Filho.

      ATENÇÃO PARA OS MEMBROS DA BANCA EXAMINADORA:
      – Orientador Prof. Dr. Marçal Justem Filho
      – Prof. Dr. Clèmerson Merlin Clève
      – Profa. Dra. Flávia Piovesan
      – Prof. Dr. Jacinto de Miranda Coutinho
      [ESTE ORIENTADOR E EXAMINADORES SÃO/ERAM MAÇONS OU ALGUMA SEITA OU TRIBO DO TIPO? Sabe como é… irmão ajuda irmão seja com for…]

      link da tese do moro: http://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/43165/Tese%20Moro.pdf?sequence=1&isAllowed=y

      >>Atuação Profissional
      Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
      Vínculo institucional: 2007 – Atual
      Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 20
      [COMO? JUIZ EM TEMPO INTEGRAL E AINDA MAIS 2OH LECIONANDO NUMA FEDERAL? ESSE CARA É O SUPER-HOMEM PARA CUMPRIR TODOS HORÁRIOS OU ALGUÉM ESTÁ SENDO ENGANADO?]
      Outras informações: Leciona Direito Processual Penal

      Justiça Federal do Paraná, JFPR, Brasil.
      Vínculo institucional: 1996 – Atual
      Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Juiz Federal
      Outras informações: Juiz em vara criminal especializada em crimes financeiros e de lavagem de dinheiro

      >>Áreas de atuação
      1. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público/Especialidade: Direito Processual Penal.
      2. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Constitucional.
      3. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Penal.

      >>Idiomas
      Inglês: Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
      Francês: Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
      Português: Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

      >>Produções
      Produção bibliográfica
      Artigos completos publicados em periódicos
      Ordenar por “Ordem Cronológica”
      1. MORO, S. F.. A autonomia do crime de lavagem e prova indiciária. Revista CEJ (Brasília), v. 41, p. 11-14, 2008.
      2. MORO, S. F.. Colheita compulsória de material biológico para exame genético em casos criminais. Revista dos Tribunais (São Paulo. Impresso), v. 853, p. 429-441, 2006.
      3. MORO, S. F.. Considerações sobre a Operação Mani Pulite. Revista CEJ (Brasília), v. 26, p. 56-62, 2004.
      4. MORO, S. F.. Competência da Justiça Federal em Direito Ambiental. Revista dos Tribunais. Cadernos de Direito Constitucional e Ciência Política, v. 31, p. 157-166, 2003.
      5. MORO, S. F.. Por uma revisão da teoria da aplicabilidade das normas constitucionais. Revista dos Tribunais. Cadernos de Direito Constitucional e Ciência Política, v. 37, p. 101-108, 2001.

      Livros publicados/organizados ou edições
      1. MORO, S. F.. Crime de lavagem de dinheiro. 1ª. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.
      2. MORO, S. F.. Jurisdição constitucional como democracia. 1. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2004. 335p .
      3. MORO, S. F.. Legislação suspeita? Afastamento da presunção de constitucionalidade da lei. 2. ed. Curitiba: Juruá Editora, 2003. 100p .
      4. MORO, S. F.. Desenvolvimento e efetivação judicial das normas constitucionais. 1. ed. São Paulo: Max Limonad, 2001. 141p .

      Outras produções bibliográficas
      1. MORO, S. F.. O uso de um criminoso como testemunha: um problema especial. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2007. (Tradução/Artigo).

      [Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/07/2017 às 19:17:51]

      link: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K8747305D4

      ============================================

      CNPQ

      Pesquisador(a): Sergio Fernando Moro
      Endereço para acessar este espelho: dgp.cnpq.br/dgp/espelhorh/9501542333009468

      Dados Gerais
      Nome em citações bibliográficas:
      MORO, S. F.
      Titulação: Doutorado
      Áreas de atuação:
      Direito Constitucional
      Direito Penal
      Direito Processual Penal

      Bolsista CNPq:
      Última atualização do Currículo Lattes: 28/10/2013
      Contato:
      Homepage:

      Grupos de pesquisa em que atua:

      Nome do grupo Instituição Perfil Ações
      Núcleo de Estudos Criminais – NEC/UFPR UFPR Pesquisador

      Linhas de pesquisa em que atua
      Linha de pesquisa Nome do grupo Ações
      Direitos e Garantias Individuais no Sistema Penal Núcleo de Estudos Criminais – NEC/UFPR

      Estudantes participantes de grupo(s) de pesquisa, orientados pelo pesquisador
      Estudante Nível de treinamento Grupo de pesquisa Ações
      João Guilherme Walski de Almeida Especialização Núcleo de Estudos Criminais – NEC/UFPR
      David Rodrigues Alfredo Junior Núcleo de Estudos Criminais – NEC/UFPR
      Vinicius Cruz Santana Graduação Núcleo de Estudos Criminais – NEC/UFPR

      Grupos de pesquisa de que é egresso:
      Nome do grupo Instituição Ações
      Nenhum registro adicionado

      Indicadores de produção

      Sergio Fernando Moro – Indicadores da Produção

      Pesquisar as produções a partir do ano: “Todos”

      Produção Bibliográfica
      Artigos Completos Publicados em Periódicos 5
      Livros 4

      Todas as Produções
      Artigos Completos Publicados em Periódicos 5
      Livro ou Capítulo 4

      link: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhorh/9501542333009468
      ==============================================

  48. Eu vou escrever o que vocês

    Eu vou escrever o que vocês se cagam de medo de dizer ou de pensar.

    Essa palhaçada do “juíz” Moro têm o mesmo valor de toalet paper usado. É uma séria ofensa chamar essa decisão de “justiça” e um amigo meu, juíz de verdade devo dizer, primeiro não acreditou quando eu descrevi o caso e depois começou a dar risada. Quando ele parou de rir ele me disse:

    “O que você esperava da justiça dos latinos?”

    Eu tenho certeza que vários de vocês vão se ofender com o comentário dele, mas ele está certo.

    Se vocês ainda têm alguma dignidade vocês deveriam ignorar as decisões do “juíz” Moro, as decisões de um bandido togado não têm nenhum valor jurídico. E se ele tentar enforçar estas decisões, vocês devem responder com violência se for preciso.

    E aqui está a parte que vocês se cagam de medo: O país de vocês foi tomado, sua “justiça” é inexistente e a única forma que restou para restaurar a democracia brasileira é pegar em armas e derrubar os conspiradores pelo uso de força, ou vocês realmente ainda querem insistir em tentar resolver a questão em uma “justiça” ridiculamente viciada? Ou mais patético ainda, esperam que os conspiradores vão ter de repente uma “crise de consciência” e irão devolver a democracia de boa vontade?

    Vocês estão sendo tornados em escravos, ou vocês se rebelam aqui e agora ou vocês e os seus filhos serão escravos para sempre.

     

    • Acho que você tem razão. Em

      Acho que você tem razão. Em meus 54 anos jamais pensei em viver situação parecida com a atual neste país.

      O judiciário, poder sem voto, conseguiu atrasar o desenvolvimento do país em uns 100 anos, isto se ainda for possível sonhar com desenvolvimento. Lançaram o país de volta ao século XIX.

      Como você, também acredito que não há solução pacífica. Só restou a opção de luta armada. Penso em assassinatos seletivos de juízes, políticos e empresáriios, a começar por aqueles que bancaram ou foram parte ativa no golpe.

      Esta gente não tem o mínimo repeito pelo povo porque tem a certeza que não haverá reação contra as barbaridades que estão cometendo em benefício próprio, contra o país e contra a mioria do povo.

      Se alguns começarem a sumir acredito que passarão a sentir algum temor e a pensar duas vezes antes de atentar contra o país e seu povo.

      Mas, o pior de tudo é ver que a maior parte do povo reclama das medidas do governo golpista mas fica resignado e sem nenhuma motivação para protestar e defender seus direitos. Muitos ainda acham que estas medidas são boas e que o Lula, a Dilma e o PT são ladrões.

      A globo fez muito bem o seu trabalho diuturno de emburrecer a população.

      A globo e aqueles que ela representa venceram mais uma vez. Para completar o quadro, basta colocar um marionete deles no governo. Chego a acreditar que após esta condenação do Lula, a aprovação da reforma trabalhista e o fim da lava rato até a globo aliviará a barra do temer.

      Ainda duvido que haverá eleição para presidente em 2018. 

      Penso que o futuro do Brasil não é nada animador.

    • Então. Isso aí, todo mundo já

      Então. Isso aí, todo mundo já sabe mesmo. A questão não é medo de falar ou postar; o problema é que vivemos tempos estranhos e vir um blog , pregar violência, desobediência civil, etc… é colocar o responsável, por ele numa situação complicada. Além disso, o ” partir pra violência” tem consequências que ninguém controla e, a parte mais fraca que é a que está sendo violentada pelo poder Judiciário, agora é a que estará a mercê do braço armado dessa quadrilha que tomou a República de assalto. Como vc mesmo disse, ninguém espera uma crise de consciência de conspiradores nem pra devolver a democracia e MENOS ainda pra enfrentar resistência armada com compreensão e serenidade. Que vamos ter que lutar para que os conspiradores de MPF, Judiiciário respondam, pelo que estão fazendo ao país, ninguém mais tem dúvidas. Eles tem que pagar e, tem que pagar muito caro Mas para isso, temos que saber o que fazer e, principalmente, como fazer. O tal do “pegar em armas” é uma maravilha pra ser proposto na hora de aplacar a raiva mas, na real, pode significar um massacre. Entendo que nessemomento, tá todo mundo corroído, por dentro e, topando qq parada mas, para isso, existem as lideranças que devem saber administrar essa cólera questá ficando cada vez mais difícil de controlar na militância e o cinismo e escárnio que vem das instituições. Para o bem ou para o mal, saíremos desse golpe, conscientes de que o país não tem Legislativo, Judiciário, MPF… Somos nós e quem elegermos para chefe do Executivo, isso te parece uma democracia???? Ao apoiarmos, Ficha-Limpa, Mensalão e, todas essas farsas anti-corrupção, fechamos com a corrupção do Midiciário e nos atiramos no abismo . Agora, é ter cabeça fria pq ficar se debatendo em areia movediça só faz afundar mais rápido.Tá bem puxado mas confio, plenamente, na capacidade de reação de alguns nossos líderes para revertermos essa situação. O principal é não esquecermos que o Judiciário é o golpe, então, pra boa parte da população, tudo está acontecendo, dentro da lei e, pior, essa simulação de legalidade, permeará o tratamento dado a reação, incisiva ou não, ao golpe.Vai caber a nós a decisão de querer ou não passar por isso e arrastar outros junto. É, certo que o Judiciário está arrastando a situação a um ponto de não termos mais nada a perder e, aí a decisão se impõe. Difícil é saber se não é provocação para nos arrastar a todos para ações violentas.  #Tápuxado.

       

      OBS. Não podemos esquecer que vivemos num país de dimensões continentais com 200 milhões de habitantes. Organizar qq tipo de ação ou reação nessas condições é muito complicado. Por essa razão a Globo domina o país e, foi criada para isso. Atingir cada espaço, chegar a cada brasileiro é uma ARMA que nós deixamos nas mãos do inimigo. 

      • Eu estou perfeitamente ciente

        Eu estou perfeitamente ciente das consequências de uma revolta armada, não é algo que se diz ou se propõe levemente e eu sei disso ao escrever uma proposta radical como essa.

        Mas que outra opção vocês têm?

        Como eu já estou cansando de apontar, vocês NÃO têm um sistema judicial de verdade, vocês não têm instituições de verdade e a constituição brasileira para mim parece que só “sugere” o que essas instituições deveriam fazer ao invés de serem obrigações. O que vocês pensam ser justiça não passa de um conjunto de criminosos fantasiados dando ordens arbitrárias sem o menor fundamento na constituição do país, e até aonde eu estou vendo TODAS as suas instituições que deveriam se levantar para impedir esses abusos TAMBÉM são formadas por criminosos.

        • De fato, NÃO temos opção

          De fato, NÃO temos opção Republicana ou democrática pq não vivemos mais em uma democracia e, o que temos aqui, sequer pode ser chamado de República; só não sei que tipo de resistência seria adequada num país cujas instituições estão tomadas pelo crime organizado.

          O nosso Judiciário não é uma surpresa, para mim. Sempre soube que era assim que funcionava. A surpresa ficou por conta da escancaração do que sempre foi disfarçado. 

          Espero que se a saída for mesmo o enfrentamento físico as FFAA não se coloquem contra o povo brasileiro. Que os golpistas cointinue contandom só com a PF.

          • O que fazer (ou não fazer)?

            Somebody e Cristiana:

            Estou lendo a pentalogia de Élio Gaspari (terminando o terceiro volume), e ali tem lições importantes:

            1) Não se faz revolução (exceção a cubana, que deixaram passar por engano, ou mesmo por se tratar de país inexpressivo na época) sem uma estrutura econômica e de informação-contrainformação (o cartel das sociedades secretas,  de “serviços” e evangélicas). E essa estrutura, quem a possui na quase totalidade do planeta, são “eles”. E não é de agora, mas pelo menos desde a época do Lutero.

            2) Os estúpidos movimentos revolucionários da época Getúlio-JK-Jânio-Jango-DitaduraMilitar, foram arroubos de uma juventude romântica e com a inocência da ignorância (principalmente da vida real e da História). Vertente dos filmes do Velho Oeste com seu xerife justiceiro, de James Dean, do farsesco herói Che Guevara,  etc. É claro que a URSS (e outros países comunistas) tentaram ajudar, mas nada podiam debaixo do sistema contrário, dominado pelo cartel, eficiente de séculos de experiências. 

            3) Há miríades de psicopatas por aí, e não convém cutucar os monstros com a nossa vara curta.

            4) Emoção não resolve problemas.

            5) Sinto pelo Lula e pela Dilma, nos quais votei, mas a situação não está tão feia assim. Podemos nos manifestar livremente (inclusive escrevendo bobagens, à esquerda e à direita), e o Brasil continua sendo um dos melhores países do mundo para se viver, mesmo porque Odin (e não aquele outro deus, do deserto) é brasileiro.

            6) Se o plano “deles” é destruir o Brasil, fazendo daqui uma nova Líbia ou um novo Iraque, ou uma nova Síria, se alguns idiotas pegarem em armas contra “eles”, darão a “eles” o motivo perfeito para soltarem os seus psicopatas. E aí não teremos blog do Nassif para nos manifestarmos.

            7) O melhor a fazer é continuar a vida, estudando melhor, trabalhando melhor, criando melhor, recolhendo direitinho nossos impostos. A normalidade vai cansar e vencer essa gente.

            8) Outra coisa: Se nem os países árabes estão defendendo os palestinos (Arábia Saudita, Jordânia, emirados, foram cooptados por Israel), porque deveríamos nós, brasileiros, nos metermos nessa briga de um cachorro-elefante contra um chiuaua? Se nem cachorros grandes como a Alemanha, a Rússia e a China se metem, porque deveria o Brasil?

            9) Intrigante, no Brasil atual, é que os chamados “excluidos” não são os coitadinhos queridos pela Esquerda (e eu me considerava esquerdista até um dia destes; agora converso de A a Z). São gente esperta, que trabalha pouco, estuda nada, não querem a disciplina do assalariado e vivem dando golpes na prestação de “serviços” à … Classe Média. Taí um dos motivos do rancor classemediano em relação a esses espertinhos (ajudados pela justiça gratuita, mesmo quando eles agem de má fé contra suas vítimas – do aposentado classe média às grandes empresas de centenas de estabelecimentos como a JBS).

    • De fato, a única solução é

      De fato, a única solução é partir para o confronto físico. Mas não estou disposto a sacrificar minha vida por milhões de cuzões alienados telespectadores do jornal nazional. Que sejam felizes assistindo suas novelas e jogos de futebol, parece que isso basta para eles. 

  49. Todo mundo sabe que

    Todo mundo sabe que tratamento com antibióticos deve ser seguido à risca, caso contrário as bactérias, germes e outros voltarão a atacar o organismo com mais força. A redemocratização fajuta não eliminou do organismo os apoiadores do do golpe de 64 e colcaboradores da ditadura. Deu nisso aí: as bactérias e vírus atacaram novamente o organismo brasil; agora com tanta força que nem precisaram dos milicos para dar o golpe e implantar uma nova ditadura. Sobre o tal juiz, o julgamento da história não tem utilidade nenhuma depois que o estrago está feito. Prefiro viver o suficiente para, pelo menos, vê-lo, juntamente com outras pessoas, recebendo o devido castigo.

  50. vamos montar um dossiê causa-efeito do juizeco? parte II
    Nassif e demais colegas,

    CONFIRAM E PESQUISEM ALGUNS ITENS FUNDAMENTAIS PARA ENTENDER O CONTEXTO DO PROCESSO DA FARSA A JATO…
    (saber enxergar a folha, a árvore e a floresta qdo necessário)

    VAMOS FAZER UM ESFORÇO SOLIDÁRIO PARA REUNIR DADOS E DESVENDAR ALGUNS “MISTÉRIOS” QUE CERCAM O moro!!!
    Nassif, não sei se vc ou outro colega do Blog se dispõe a organizar os dados para posterior publicação no Blog ou, mesmo sem destaque no Blog, algum endereço para q todos possam acessar os dados ampliados e organizados.

    Sempre comento pessoalmente ou no blog, os progressistas e esquerdistas são PÉSSIMOS INVESTIGADORES, ABSURDAMENTE PASSIVOS E CRÉDULOS, e só sabem reclamar, SENTADOS e RESIGNADOS, depois do leite derramado…
    >>> Quase nunca percem que alguém ligou o fogo, q o leite começou a esquentar, q começou a ferver, q está “subindo” e q vai escapar da panela (ou leiteira, sei!)…
    Será q preciso, inclusive, explicar esta metáfora do leite para os “lerdos” se “tocarem” da urgência e reagirem prontamente à altura do ataque a nós perpetrado pelas forças “inimigas” (sabotadoras e golpistas), bem como enfatizar o período crucial que estamos vivendo desde o início do 2o. mandato da Dilma?
    (outra lerda!!! aliás, Lula, Dilma e a maioria dos ministros e dirigentes do pt pareciam um bando de retardados comparados à agressividade e agilidade operacional dos lesa-pátria nacionais, polítcos cooptados e da quinta coluna braZileira, todos aliados a sabotadores externos e aos RATOS das máfias financeira e midiática internacionais!!!)

    Vamos começar a organizar e hierarquizar os fatos disponíveis em várias fontes?

    1) 1.1) Vi no Blog do Saker (pois no bréZil a maioria das pessoas não sabem fazer pesquisa estratégica) que o moro (iniciais minúsculas para entes minúsculos) se formou em 1995 e se tornou juiz(?) em 1996. [Confere?]
    1.2) De acordo com o comentário no Saker, só podem prestar concurso para juiz formados em direito com 3 anos de exercício da profissão. [este critério valia em 1995?]

    2) 2.1) O que fazia ou ainda faz (profissão) o pai do moro?
    2.2) Confirma-se que era responsável (presidente do diretório ou semelhante) do psdb em Maringá?
    2.3) O pai e o próprio moro são maçons ou pertencem a algum outro tipo de seita ou tribo? [Algum maçon honesto para nos elucidar?]
    2.4) A mãe tinha atividade profissinal ou apenas doméstica? Se sim, onde?

    3) 3.1) onde (q faculdade) foi a graduação do moro? (qual ano d início e ano d fim?)
    3.2) o moro tem, comprovadamente, mestrado, doutorado, PhD ou outro título acadêmico strictu sensu? Quais? Onde os títulos foram obtidos e em que ano?
    3.3) quais os títulos das dissertações (mestrado, doutorado)? (são dissertações de acesso público? links?)
    3.4) algum(a) contemporâneo(a) do moro saberia se ele participou de atividades extra curriculares como diretório acadêmico, prática esportiva, atlética, ONGs, campanhas sociais ou algo do tipo? (ou era só um CDF coxinha ávido para se formar e “se dar bem” na vida?)
    3.5) qual o regime de trabalho do moro na faculdade de direito da UFPa?
    horas semanais, meio período, período integral? O moro tem alguma atividade administrativa além da pedagógica na UFPa?
    3.6) como “cabe” em 24h dar aulas (preparar conteúdo, dar aulas, reuniões e correção de provas) e ser juiz em tempo integral? Vai me falar ainda que ele ainda orienta pós graduandos?
    (não tem nada de errado nessa história mal contada? só eu vejo que o dia tem 24 horas e a semana 5 dias?)
    3.7) o(a) reitor(a) e/ou o(a) chefe do depto. de Direito da UFPa é (são) maçon(s)? (ou outra tribo ou seita?)

    4) 4.1) quantas vezes o moro viajou para os USraHell (tbém conhecidos por united slaves of israHell)?
    4.2) a primeira viagem desse cara foi o tal “curso para jovens lideranças”, para “fabricar” 5as. colunas nos países de origem?
    4.3) quais os motivos OFICIAIS de cada uma das viagens?
    4.4) quem pagou as despesas de viagem? há comprovantes, não?
    4.5) como ficam as ausências por viagens (nacionais ou internacionais) no tribunal e na faculdade onde esse cara leciona? Tem os dias descontados? O conteúdo didático perdido por motivo de viagens é reposto aos alunos quando? Ou o moro SEMPRE viajou nas férias e NUNCA faltou um dia nas aulas e no tribunal?

    5) 5.1) como é que é mesmo a profissão da mulher do moro?
    5.2) em que escritório ou empresa ela trabalha (e trabalhou)?
    5.3) quais o perfil dos processos por ela encaminhados?

    6) O moro alguma vez se declarou suspeito para julgar algum caso? em que casos?
    (ou é cara de pau como jilmau dantas e NUNCA se declara suspeito?)

    7) 7.1) Desde que ano o moro tem salário fura teto?
    7.2) Quem (juiz e vara) que autorizou o fura teto do moro? Qual o número do processo que autorizou essa excrescência?

    8) Como no caso do Banestado, quase todo composto por tucanos (e maçons?) o “super-juiz” moro não teve convicção e liberou geral por falta de provas? (isso, falta de provas, foi o cúmulo do cinismo jurídico e passou “numa boa”, daquele tempo até hoje)

    8) Como conseguiram parar o juiz Fausto de Sanctis, criminalizar o delegado Protógenes Queiroz e anular duas operações cheias de provas e não fazem o mesmo com montes de exemplos GRITANTES na Vaza a Jato, delegados federais decladamentes com viés político (ou simples incompetência e/ou corrupção) e com esse juizeco parcialíssimo?

    9) Como pode o mesmo juiz (moro) conceder o benefício da delação premiada duas vezes para o mesmo criminoso?
    alberto youssef já não tinha feito delação no caso Banestado?
    De novo foi pego e de novo teve o benefício da delação premiada e direito a ficar com parte do dinheiro ilegal? Só eu vejo algo estranho nisso?

    10) Há algum vínculo profissional, acadêmico, “viagens para o exterior” ou coisa do tipo entre o moro e o joaquim barbosa?
    Esses dois não foram os mais descarados aplicadores da teoria do “domínio de fato”, “tenho convicção”, a “literatura permite” e posso condenar sem provas e ficar “de boa” sem punição profissional ou até criminal?

    11) mais sugestões?
    NUMERE, COMPLEMENTE E SEPARE AS QUESTÕES PARA SEREM ANEXADAS, seja no meu comentário, seja para para novas sugestões de pesquisa.
    Atenham-se a dados concretos que possam ser comprovados.
    Evitem ilações, palavras de baixo calão ou comentários raivosos, que podem causar problemas ao Blog e ao próprio comentarista.

    Que tal Nassif e colegas, não dá um belo Xadrez depois das informações montadas e organizadas?

    Vamos fazer algo concreto ao invés de só reclamar?

    IR PARA A RUA PROTESTAR TBÉM É UMA ATITUDE QUE SOMA MUITO!!!
    >>>Em tempo: é necessário haver “inteligência” dos organizadores das passeatas e protestos, filmando e fiscalizando para evitar infiltrações, provocações e atentados de falsa bandeira dentro dos protestos.

    • Tem mais essa

      Ontem circulou a noticia de que o processo que desaguou no tal petrolão estava em mãos de outro juiz e, surpreendetemente, foi parar nas mãos de Sergio Moro, ex-banestado e o mesmo que condenou José Dirceu através da boba da Rosa Weber sem provas. As condenações de Genoino, Delubio, Pizzolato e Dirceu não foram suficientes. Queriam Lula. Ai esta o serviço completo.

    • Sugestão de item de pesquisa.

      O décimo segundo item poderia ser uma Hipótese de Trabalho.

      Por essa hipóteste (mera hipótese, já que o tal juiz-playboy é considerado por muitos como um semi-deus — ou mesmo Deus, ou mesmo um SuperDeus), “alguém” (ou alguma organização internacional poderosíssima) resolveu armar uma cama-de-gato para o presidente que iria ser empossado em 2003 (Lula). Pegaram Moro, pegaram Youssef, pegaram Janene, e armaram um esquema de corrupção na Petrobrás para atrair petistas. Zé Dirceu (Lula, apesar de carismático, não  é tão inteligente) percebeu tudo, e foi dando recados: “não entrem nessa, caiam fora!” Conclusão: quem entrou no esquema foram apenas elementos infiltrados no PT (como parece ser o caso de Delcídio do Amaral). E. claro, todo o PMDB, que não tinha motivos para desconfiar da lealdade dos “amigos” internacionais.

      Trata-se de juntar os pontos e as extraordinárias coincidências das trajetórias dos sabujos, formar ilações e procurar provas da traição à pátria  (favor pedi-las ao imparcialíssimo Moro ou ao ininputável Gilmar).

      O verdadeiro motivo do ódio contra o Lula foi que ele, aconselhado por Dirceu, não caiu em nenhuma armadilha (a do moroyoussef e centenas de outras). E a encomenda daquela poderosa organização foi: “armem armadilhas e capturem o petismo!” Pois é verdade: os capitães-do-mato ou prendem Lula ou serão defenestrados, perdendo mordomias aqui e em Miami; e talvez ganhando um desastre aéreo, tipo Castelo Branco, Ulisses Guimarães,  Eduardo Campos e Teori Zavascki)…

       

    • vamos montar um dossiê causa-efeito do juizeco? parte IV
      Nassif e colegas do Blog,

      leiam a parte I e parte III que postei mais abaixo.
      informações interessantes, e a maioria tem os links correspondentes.

      achei até a tese do moro em pdf… especialistas em direito para emitir alguma opinião? ele fez doutorado direto ou tbém mestrado? achei estranho…

      na parte II enfatizo um elemento interessante…
      para prestar concurso de juiz não eram necessários 3 anos de experiência como advogado FORMADO?
      como ele começou a exercer cargo de juiz 1 ano após formado?

      o começo da parte III tem uma pequena introdução de como “especialistas em comunicação”, “marketeiros” (e a máfia midiática em geral) alienam a informação original e constroem a pós-verdade para modificar a opinião pública.

      também achei bem mais informação bruta sobre o “super” moro.

      acho que tem muita coisa para “cavar” lá e juntar com muitas outras informações soltas que estão espalhadas por aí.

      uma das maneiras de reverter os efeitos do golpe é mostrar a verdadeira face dos envolvidos, sejam do legislativo, executivo, judiciário, máfia financeira, máfia midiática, máfia industrial (viva e pato amarelo e a baixa dos preços sem cpmf!!! rsrs…), da kabbalah e bandidinhos avulsos bunda suja pura e simplesmente.

      ninguém mais quer trabalhar para agrupar, resumir e tabular informações soltas sobre o “super” moro?
      acho que tem muita informação boa espalhada, e como já mencionei antes, muita informação descontextualizada é o mesmo que NENHUMA informação… não tem efeito prático em comunicação e convencimento!

      faltou falar de como usar tecnologia para espalhar informações mais rapidamente, mas isso daria um capítulo à parte, e já passei da minha cota de tempo para dedicar a esse tema por hoje.

      somente informação agrupada, hierarquizada, com tratamento visual e linguístico é útil como ferramenta de comunicação e convencimento do “povão”.

      resumindo procurem ler parte I e III para entender melhor de onde veio o super herói das Araucárias…

  51. Brasil

    Vamos derrotar esse golpe nas urnas em 2018. Jamais vou desistir de lutar pelo nosso País BRASIL. Não desistam. Parabéns Nassif, por nos dá esse espaço para nos confortar nas horas difíceis que temos.

    • Beleza, mas e a PEC do Teto

      Beleza, mas e a PEC do Teto ?

      E a entrega do pré-sal ??? O Brasil vai retomá-lo a Bala ?

      Mesmo a eleição do Lula só consolidará o golpe.

  52. A encomenda é condenação por

    A encomenda é condenação por órgão colegiado. Moro só entregou a parte dele. É só um palhaço como JB. Nem vou gastar meu tempo com ele. Vai sumir como sumiu JB.

  53. Perdeu, Playboy

    Nassif usa a linguagem dos criminosos no Rio de Janeiro para se fererir ao Juiz Sérgio Moro. Sim, isso quer dizer muita coisa.

    • E Moro se referir a Lula como Nine lhe diz algo?

      O fato do $érgio Moro se referir ao Lula como Nine na intimidade lhe diz alguma coisa?

  54. Nenhuma surpresa com a

    Nenhuma surpresa com a condenação. Só me causa espanto e desilusão o fato de que num país tão grande não exista um só ocupante do poder, do stablishment, que represente os interesses da nação. No dia do seu suicidio Getúlio Vargas queixou-se à sua filha Alzira de que em todos os anos no poder recebeu milhares de pedidos, nenhum dos pedidos visavam o Brasil e o interesse coletivo da nação, todos eram interesses pessoais.

    Nada mudou, o Brasil real é o Brasil dos ocupantes do poder hoje. É o Brasil da elite botocuda e cruel, da imprensa sabuja, manipuladora  e submissa aos interesses espúrios, do Legislativo vergonhoso, do Executivo canalha que espoliam e desprezam o país. Mas é principalmente o Brasil do Poder Judiciário. Em que pese a igualdade entre os poderes da república o Poder Judiciário é aquele que repara as injustiças, que pode atender o apelo dos injustiçados, que refaz rotas, que tem o poder de restabelecer as instituições. Mas é justamente o Poder Judiciário que no Brasil “de sempre” se amasia com o que de mais podre e cruel existe no pais. A corrupção que acobertam, a corrupção que praticam traz em sua base as cabeças cortadas, as mortes impunes (ontem um policial matou um morador de rua que pedia um prato de comida e sairá impune) de pretos e pobres, Mas traz principalmente o apodrecimento moral do país com a impunidade dos seus corruptos poderosos e a perseguição aos que não tem poder ou são por eles representados.

    O maior exemplo da humilhação que o Poder Judiciário impôs a nação brasileira foi a sentença de Marco Aurélio Mello em favor de Aécio Neves. Não pela fator tecnico da sentença mas pelo adendo que esse indigno ministro do Supremo fez questão de adicionar. Dizendo que Aécio é um político com ótimos serviços prestados à nação legitimou a corrupção e o desprezo pelas instituições. Dizendo que é um ótimo paí de família legitimou as ações de um moleque que bate em mulher, usa drogas e dirige bêbado após noitadas. Disse ainda que a última eleição foi fraudada destruindo, sem apresentar provas, a credibilidade do sistema eleitoral do país.

    Para a nação o que Marco Aurélio disse na sentença foi que a Suprema Corte tem o poder de determinar quem é honesto e bom cidadão nesse país. Em assim sendo, a sentença aplicada a Lula representa com perfeição o Judiciário brasileiro onde muito mais do que a pompa, as mordomias, o desrespeito às leis, reina a corrupção e o totalitarismo.

    • “…em todos os anos no poder

      “…em todos os anos no poder recebi  milhares de pedidos, nenhum dos pedidos visavam o Brasil e o interesse coletivo da nação, todos eram interesses pessoais.” (frase que ficou na história)

      Lamentavelmente vivemos num país onde o circo-( capitaneado pela famigerada globo)-além de “anestesiar” os atolemados, faz questão de esconder a verdadeira história do Brasil.

      Getúlio foi perseguido porque como Lula, se preocupava com o Brasil e seu povo e não com a elitizinha parasitária, sugadora do patrimônio que deveria ser de todos os brasileiros e não dessa casta nojenta.

      JK e Jango também foram perseguidos pelo mesmo motivo.

      Discute-se acaloradamente quem deve ir pro paredão, não estou falando  da quadrilha que está esculhambando nosso país,  mas do tal big brother, mas acham uma chateação discutir seriamente o que podemos fazer para escorraçar essa corja que só quer  “o vem a nós, ao vosso reino, nada”.

  55. Imparcialidade perdida

    Está clara a parcialidade emocional e jurídica do juiz que choraminga na sentença condenatória ao dizer que sofreu intimidações por parte da defesa, mas quando se observa, na realidade, que a defesa nada mais fez do que se utilizar de instrumentos legais para se defender, com representações no CNJ, ONU, exceção de suspeição, indenizações por danos morais etc.

     

     

  56. Gritos no escuro
    Os setores progressistas da sociedade estão gritando no escuro, pra ninguém. Estamos nitidamente sofrendo efeito semelhante à paralisia do sono, onde a consciência acorda, mas produz pouco efeito prático no corpo.

    Veja: os textos no blog são incrivelmente inteligentes, pontuais, pertinentes,mas assim como o nosso discurso como um todo, não surtem efeitos práticos.

    Falamos diariamente, seja publicando, comentando, militando, onde for, para nós mesmos. Pregamos a um público que já concorda com a missa, e não dialogamos com o resto das pessoas.

    Enquanto comemoramos a evidente sujeira de Moro e alardeamos esperanças de que a história Bira julgar, o conservadorismo e o neo liberalismo avançam em sua agenda pró mercado.

    Lutamos com armas ideológicas que não ferem a praticidade consistente daqueles que são contra os governos progressistas. Um jargão como “luladrao”, um título como “petralhas”, ou uma frase de efeito como “lugar de corruPTo é na cadeia”, assim, com PT destacado, faz muito mais barulho do que nossas análises profundas, retoricas irretocaveis ou verdades não incontestável.

    Vamos perder essa guerra porque desde 2013 todo acontecimento beneficia a direita, mas nos apegamos à tecnicidades que só fazem sentido a nós mesmos e comemoramos as derrotas com se fossem vitórias no campo ideológico.

    Dilma caiu, e pra maior parte da opinião pública não importa se foi golpe. Lula foi condenado, e no balcão da padaria não escuto ninguém dizendo que o julgamento foi político. As fotos de João Dória fantasiado de gari São mais impactantes que três horas de discursos do Haddad, e tente dizer numa sala cheia de gente metade das coisas que todos concordamos nesses ou em outros blogs pra ver.

    Aécio está lá, no Senado, e ninguém pede sua condenação porque a sigla PSDB não permite a montagem de memes banais associando a sigla a corrupção.

    E mesmo que Temer caia, nossos quilômetros de palavras sobre diferenças ideológicas entre os governos não serão páreo para a máxima de que “ele se elegeu na chapa da “”Dilma tá””.

    Preconceito, linguagem suja, baixa e agressiva tem formado muito mais opinião do que análises técnicas.

    Ou aprendemos a lutar com as armas corretas ou viveremos assim, gritando no escuro.

    • tb percebo da mesma maneira

      tb percebo da mesma maneira e isso me deixa arrasado, pois vejo que eu não teria estômago pra “lutar com as mesmas armas”

  57. A historia é um continuum

    Ontem foi um dia sombrio para a Democracia e para o Pais. Muitos não se deram conta ainda mas se mantida a condenação de elegibilidade de Lula por 19 anos [!], é provavel que o rumo do Pais seja outro daqui para frente. Havia, em parcela da população, a esperança de que Lula voltaria em 2018 e de que pouco a pouco o Pais voltasse aos trilhos, retomasse seus programas socias e projetos desenvolvimentistas, além das reformas que dessa vez não poderiam deixar passar ao largo. Por isso temos tanta comemoração dos jornais brasileiros. Enfim sabem que não havera pelos proximos 20 anos nenhuma regulamentação dos meios de comunicação. Por essa razão também tanta comemoração de certos partidos que agora esperam ansiosamente levar a proxima eleição. Os fascistas estão em polvorosa. 

    Espanta-me, mas ja nem tanto, que pessoas como Fernando Henrique Cardoso não se manifestem em solidariedade e justiça a Lula. Que não se erga a voz de nenhum pensador nos velhos meios de comunicação, denunciando esse processo totalmente fajuto. Uma vergonha de processo, uma vergonha de juiz.

    Não espero muito da segunda instância, pois pelo quadro, ja vimos que não sera de la que vira a verdade. Pode ser que diminuam alguma coisa, mas manterão, a condenação de inelegibilidade de Lula. O fim desse processo se dara no plenario do STF. Veremos, então, como agira a corte que tera em mãos tão somente um simulacro de processo.

    Quanto a Sergio Moro, lembrando que quanto mais alto o vôo, maior a queda.

  58. Corrupção

    Acabou – se no país . Agora sim, seremos uma Noruega, uma Suécia ou outro país qualquer que nos mostram como exemplo. O CHEFE , ou melhor, o PODEROSO CHEFÃO, foi condenado, e viveremos felizes para sempre !!!!

    Graças ao TEIMOSO e seu fã clube.

  59.  
    Perder, não perdeu ainda,

     

    Perder, não perdeu ainda, porque o golpe do qual o juiz Sérgio Moro, desde os idos quando outro golpista, Joaquim Barbosa, iniciava comandando os primeiros e decisivos passos da sanha golpista, usando a Justiça e desviando seus propósitos para fins políticos, de resultados mais do que exitosos, ainda não terminou. Seu curso, cujo objetivo primeiro foi exatamente afastar Dilma da presidência, tarefa na prática já concluída, e tornar Lula e o PT impossibilitados de participarem com chances da próxima disputa presidencial em 1918. Esses corruptos sabem muito bem que Lula não está envolvido em falcatruas, por isso essa tentativa, que poderá ou não se consumar nos próximos meses, de prender o ex-presidente, é uma necessidade imperiosa do golpe, porque é o único caminho possível de atingir o objetivo, já que Lula insiste em não morrer (que cuide de uma bla perdida, que está na moda). São tantos os problemas internos e externos que advirão da prisão de Lula que, faltando ainda muito tempo para sua consumação, que, a depender dos acontecimentos e da evolução política, pode até nem acontecer. Houvesse outro meio de afastá-lo do pleito, certamente seria o preferível, disto pode ter certeza. Até o presente, está certo o traíra, Michel Temer, quando diz que os cães ladram (a oposição e sua resistência ao golpe) e a caravana passa (o golpe que ainda está se desenvolvendo, do qual, traindo Dilma, passou a participar na linha de frente). Mais razão tem Michel Temer quando diz que o seu “governo” foi o que mais fez nos últimos vinte anos. Disso, temos certeza: não houvesse Fernando Henrique Cardoso, que iniciou a utilização da Justiça para fins políticos, que exagerou na compra de votos de parlamentares e na entrega do patrimônio público, ninguém teria ousado mais e atentado contra os direitos do povo trabalhador, aberto mão de nossa soberania, como tem feito o traíra, Michel Temer.

     

  60. Todos os médicos são mafiosos

    Todos os médicos são mafiosos (pertencem a máfia branca)

    Todos os comerciantes são desonestos e sonegadores

    Todos os empresários são escravocratas, exploradores e sonegadores

    Todos os padres são “viado” (afeminados) ou pedófilos

    Todos os jornalistas são mercenários

    Todos os nordestino são preguiçosos ou ladrões

    Todos os pretos são ladrões ou assassinos ou estupradores

    Todos os pobres são preguiçosos, ignorantes e criminosos

    Todos os políticos são ladrões

    …etc…

    Preconceitos introjetados pela irracionalidade, pela desinformação, pelo desconhecimento, pela inveja, pelo ódio, por distúrbios e doenças mentais como – por exemplo – a paranóia…etc…

    “moro” é o típico exemplo: partindo de uma ideia preconceituosa construiu todo um esquema estratégico de justificações infundadas, absurdas e condena todo aquele que indentifica com o seu modelo de criminoso pré-estabelecido. 

    É inconcebível que a magistratura brasileira tenha, e suporte, em seu corpo de juízes um elemento desqualificado (doente ou desonesto) e ainda, por outro lado, demonstra quão ineficiente é o sistema de concursos para ingresso na Justiça Federal… 

     

  61. Perdeu Playboy mesmo ??

    Lamentos, lamúrias, indignação, pareceres técnicos ou jurídicos, ufanismo, não atingirão o foco.

    Objetivo: Evitar a inegibilidade de Lula;

    opções: (hipóteses)

    1 – aprimorar a estratégia prolatando assim o processo de julgamento no TRF4.., apelações, embargos, STF, etc.. 

    2 – antecipação das eleições… 

    3 – ajustar a linguagem junto aos movimentos sociais “exigindo” a elegibilidade de Lula…

    4 – preparar massivamente “outro candidato”, vislumbrando uma possível inegibilidade de Lula..

    5 – dentre inúmeras hipóteses..

    As opções são claras:

    obs: Numa selva, quando o Leão vier lhe atacar, você poderá:

    – Tenta atingir a integridade do Leão;

    – fugir e procurar um abrigo;

    – ou enfrenta a fera de todas as formas possíveis.

    fica a sugestão. !! : ) 

     

     

    • Não há o que festejar nem comemorar.

      Diz o ditado que o palhaço rí ao ver o circo pegar fogo. É mais ou menos o que faz a Irenice. O Moro realmente condenou o Lula. Ponto! Mas na ânsia de cumprir o compromissso de apresentar a sentença encomendada, como fez o STF em 2012, jogou o Direito e o judiciário no LIXO. Ninguém mais no judiciário tem moral para julgar, absolver ou condenar o que quer que seja depois dessa desmoralização escandalosa desenrolada durante três anos nas telas da Globo/Mossack-Fonseca. Para o uso da parcialidade do judiciário pela Casa Grande em seu próprio benefício vale aquela recomendação indicada para o uso de bebidas alcoólicas. “Use com moderação!” Usaram e abusaram e destruíram a arma mais poderosa que tinham. O que restava da declinante credibilidade no judiciário foi para o buraco juntamente com a credibilidade da imprensa comparsa que já estava abaixo do solo. E os seus inimigos só crescem e crescerão cada vez mais. Perderam bandidos!!

  62. MORO/GLOBO INTIMIDADOS POR LULA: “LEÃO” DE CURITIBA… MIOU!

    MORO/GLOBO INTIMIDADOS POR LULA: “LEÃO” DE CURITIBA… MIOU! – DE NOVO!

    Por Romulus

    Muitos leitores vieram me perguntar o que eu achei da condenação de Lula por Sergio Moro ontem. Queriam saber “quando eu ia publicar um artigo sobre isso”.

    Confesso que, assim que saiu a notícia, além de postagem sumária nas redes sociais, não pretendia escrever sobre isso não.

    E por quê?

    Ora, porque essa “notícia” foi uma…

    – … NÃO-notícia!

    Pior: foi uma não-notícia visando, justamente, a virar a pauta do noticiário em relação a notícias de verdade.

    Ia lá eu fazer o jogo da Globo/ Moro e ajudar a pauta fake a subir?

    Tratando dela especificamente?

    Não…

    Nada disso!

    Não que o (não) acontecimento seja irrelevante…

    Não é bem isso…

    A questão é a minha “pegada” como analista…

    Como os leitores já sabem, pensando ~estrategicamente~, meu foco costuma ser muito mais no ~subtexto~ do que nos textos disparados pelos diversos atores do jogo político.

    E em “atores do jogo político” entram, evidentemente, a Globo e Sergio Moro.

    Muito mais importante do que a condenação de Lula por Moro – per se – são:

     

    (i) a sua timidez!;

    (ii) o timing;

    (iii) as limitações técnicas; e

    (iv) os movimentos casados da Globo para tentar pautar os seus desdobramentos.

     

    Passemos, pois, à análise desse subtexto.
     

    LEIA MAIS »

     

  63.  
    Caro Nassif:
    Penso que o

     

    Caro Nassif:

    Penso que o “juiz” moro”, num momento desse deve estar, desculpe a expressão, se borrando.

    Ele pode ter plena conciência do poder que um juiz federal possui em nosso país ainda mais quando este poder vem turbinado pelo apoio da mídia e daqueles que durante 500 anos se fizeram temidos em nosso Brasil mercê de todo tipo de arbítrio e autoritarismo que nós conhecemos muito bem. Talvez esta seja a razão com que ele se aventurou com tanta arrogância a perseguir pessoas que, ele sabia muito bem, incomodavam os poderosos de sempre neste país. Estar do lado  dos poderosos é sempre uma garantia de que, no mínimo, não seremos responsabilizados pelos nossos arbítrios, pois, afinal estávamos do lado da força.

    Mas a lava jato não era, desde o começo isto ficou evidente para todos, uma simples operação policial ou jurídica. Ela é uma operação política, econômica com sérias implicações geopolíticas travestida de investigação criminal.

    Isto, a meu ver, só agora ficou evidente para os moros e dalagnols. Caiu a ficha para eles sob a forma de agora perceberem que eles não poderão se limitar a uma investigação ” sob corrupção na Petrobrás A PARTIR DE 2003″. Como você bem diz, o gênio saiu da garrafa, e agora está difícil não investigar a corrupção dos poderosos. Mais que isto, a lava jato descobriu que, embora a parte mais fraca do jogo político, como sempre foi em toda sociedade capitalista, as esquerdas têm um grande poder e sabem jogar mesmo sem bola.

    Hoje vejo alguns amigos que viviam demonizando as esquerda, admitindo que a corrupção é grande também do outro lado, e pelo menos da boca para fora cobram que a mão da justiça seja rigorosa para os aécios e alkmins da vida.

    Por isso, para finalizar, acho que desta vez o nosso justiceiro do Paraná piscou. Não acho que lhe faltou atrevimento, nem vontade, mas reconheceu que já não tem aquela força toda a seu lado e como todo covarde tremeu ao se ver sozinho e não deu a ordem que todos nós sabemos que era o seu desejo maior ” PRENDAM O LULA! “.

    Obrigado,

    Ricardo.

     

  64. Que vergonha ter no país esse

    Que vergonha ter no país esse rapaz como juiz. Um medíocre de voz fanhosa,reveladora da fragilidade de vira-lata, que tanto nos deslustra.

    O juizeco moro, o presunçoso. É arrogante e imodesto, não obstante, sabe se comportar  amaneirado e fátuo com os globais marinhos, seus mentores. Todavia, não era necessário se abaixar tanto, ao ponto, de fazer constar na confusa, contraditória e inépta sentença condenatória do Presidente Lula, se permitir incluir nos autos, a ridícula peça de merchandising ao jornal O Globo, como se aquilo fosse um ponto de venda comercial do grupo Globo de Comunicações.

    Minha nossa santa do pau oco! Vá à PqP!….Imagina esse merda sendo ridicularizado pelos gringos em Miami, como “cucaracho” ESTÚPIDO. Aliás, o que de fato é.  

    Orlando

     

  65. Sérgio Moro, perdeu, playboy!

    Moro condenou Lula.

    mas por que Moro faria diferente, se esta sempre foi parte de sua missão? aliás, Moro afinou bem fininho ao não mandar prender Lula. o que também demonstra como a cleptocracia brasileira é incompetente, além de irrecuperavelmente burra.

    na pedagogia do golpe, a educação será pela pedra: desde Junho de 2013 venceu o prazo de validade da proposta de conciliação permanente de classes no Brasil. assim, ainda é de Junho de 2013 que se trata: nenhuma mudança se dará pelo voto, todas as mudanças serão consequência de um amplo movimento de massas.

    é pela permanente ocupação das ruas e das redes a única possibilidade de derrotar o golpe. a via parlamentar e institucional é o campo de batalha do inimigo.

    os poderes constituídos perderam qualquer vínculo com a legitimidade popular, este golpe jamais estabilizará.

    enquanto a miragem de um ano longe demais, 2018, hipnotizar os setores que deveriam estar em movimento contra o golpe, continuaremos sofrendo revés após revés.

    não estamos apenas num período de acirramento da luta de classes no Brasil, sofremos um golpe. mais até, estamos em meio a uma guerra mundial híbrida, em vias de se tornar um conflito armado aberto.

    portanto, não existe mais qualquer possibilidade de conciliação.

    por isto é a “educação pela pedra”. pela porrada, pelo sofrimento, pela desilusão, melancolia, depressão: o fim de todo e qualquer auto engano. já não há mais espaço para qualquer resquício de Alzheimer político.

    .

  66. Com tudo isso, fico
    Com tudo isso, fico pensando…

    A verdade não existe como essência. Ela é construída.

    A Globo é quem constrói nossa realidade.

    Neste ponto, Lula é criminoso e nenhum tribunal irá modificar a sentença de Temer.

    Triste país, de um único formador da verdade.

    • De José de Almeida Bispo:
      Venho insistindo nessa linha há anos. As minhas dúvidas em relação ao sistema dos irmãos Marinho são somente essas:
      – foi criado como sucedâneo à intervenção militar? Dominar pela mente?

      – os militares, aceitaram bovinamente a criação desse Estado paralelo, por inocência, achando-o necessário ao seu hipotético comando, ou teriam sido obrigados a engolir calados e dar apoio?

      – Lula e o PT não quiseram na “Besta” mexer por saber-lhe o mais poderoso tentáculo americano em solo pátrio?

      – Brizola, caso tivesse sido eleito presidente em 1989, teria tido peito pra destruir a “Besta”? E, se o tentasse, não seria assassinado antes?

      – Por fim: (e aqui soa como uma heresia), teria o Brasil se mantido coeso, uma federação, sem um Estado paralelo como o Sistema Globo a de fato comandá-lo?

  67. O terror da era golpista

     

    Perigosa era de dominação terrorista fazendo uso da tecnologia, em geral, objetivando infundir o medo diante do Poder constituído pelos golpistas, está sendo inaugurada no Brasil, a serviço do grande capital, daqui e de fora, buscando siderais riquezas no terceiro mundo, em curtíssimo prazo. Mas, grande parte da população continua sem a menor noção do que realmente está acontecendo decorrentes das diligentes ações dos golpistas, trazendo siderais prejuízos para o povo e para o Brasil, pondo em riscos nossas liberdades.

    Numa velocidade sem precedente, acionaram a grande mídia “livre”, massas de corruptos e entreguistas políticos, e ainda, um contingente de magistrados afinados com a causa golpistas, que fulminante e injustamente depuseram a Presidente Dilma/PT, mulher honrada, nacionalista e humana.

    Agora, desesperadamente tentam inviabilizar a candidatura à presidência da República para as eleições de 2018 do ex Presidente Lula/PT, homem honrado, nacionalista e humano, fazendo uso de um polêmico e discutível julgamento, que segundo especialistas, sem provas alguma que fundamente a sentença emitida pelo notório juiz Sérgio Moro, condenando Lula/PT, a nove anos e meio de reclusão.

    Outra prova de perseguição jurídica pode ser vista no sumário julgamento e prisão do almirante e físico nuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, de 77 anos, condenado a 43 anos de reclusão, em agosto de 2015, pelo juiz Sérgio Moro, em pleno tempo de inacreditáveis badernas e sabotagens visando finalizar o golpe que depôs a Presidente Dilma/PT. Só não vê quem não quer.

    O Almirante Othon Luiz colocou o Brasil entre os poucos países que dominam a tecnologia nuclear. Estamos falando de um cientista, físico nuclear como poucos no mundo. Independente de avaliação de seus possíveis erros, diante de incontáveis poderosos bandidos, livres, ricos e acima das leis, um deles, com sérias suspeita de tráfico de cocaína, é para se indagar, a quem interessa a inacreditável prisão do físico nuclear, Almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva?

    Nessa primeira fase, estão fazendo uso do judiciário-congresso-midia contra os políticos que não pactuam com o entreguismo e a roubalheira golpistas, visando fachada legalista para o mundo. Mais adiante, ciente de sua consolidada força, as classes de políticos e magistrados serão extintas, caríssimas e inúteis aos objetivos golpistas. As leis e julgamentos serão realizados por gente objetiva e rápida, assim creem os pobres de espírito. O uso do domínio do fato, por certo que será amplamente utilizado.

    Logo mais, toda essa poderosa máquina de perseguição jurídica também será utilizada contra quem possa apresentar qualquer tipo de resistência e oposição à nova ordem instalada no Brasil. Por certo que toda comunicação telefônica e por internet, passará pela censura dos golpistas, inclusive, com uso da Inteligência Artificial. Jornais, artigos, mensagens e conversas que possam ir contra aos planos e interesses dos golpistas, serão bloqueados. Ninguém conseguirá ler e falar nada, além do permitido pelos golpistas.

    Com ocorra provável agravamento da economia, os golpistas distribuirão ração para a população em geral, em horários e locais estratégicos. Caso as coisas ameacem a fugir do controle, por certo que já está sendo previsto a instalação de microchip na pele de todas as pessoas, delimitando suas áreas de movimentação, inviabilizando encontros e reuniões indesejáveis, etc. Instalados em lugar adequado do corpo poderão transmitir toda nossa conversa realizada. Será o fim dos heróis e de revoltosos. Sem espaço algum para rebeliões. A marca da Besta prevista na bíblia. Chegada do Anti Cristo.

    As forças nacionalistas e patrióticas não podem permitir que essa sideral pilhagem de nossas riquezas e escravidão de nosso povo aconteça impunemente conduzidas por uma quadrilha de aventureiros e malfeitores. Nunca!

  68. Balanço do golpe e dos golpistas. Para prender o LULA…

    Condenaram o LULA.  Totalmente injusta, mas condenaram.  

    O que temos de revidar, em lugar de bla-bla-bla, é deixar claro que para condenar o LULA:

    – destruiram a justiça do país;

    – rasgaram a constituição e direitos legais;

    – destruiram moralmente o stf, coitado, tse e afins;

    – destruiram a economia do país;

    – jogaram o prestígio internacional no lixo;

    – tiraram o emnprego de 10 milhões de brasileiros;

    – destruiram a engenharia nacional;

    – destruiram a industria naval, o sub nuclear (e as forças armadas, caladas?…);

    – voltaram com o país na lista da fome;

    – levaram um meliante à presidencia;

    – destruiram o psdb;

    – mantiveram em liberdade e premiaram os verdadeiros corruptos: temer/cunha/aécio/padilha/weslei batista/youssef/diretores corruptos da petrobrás/ donos de empreiteiras corruptos/ doleiros/ gedeel/loures/etc;

    – destruiram os planos sociais

    – destruiram a segurança pública (era ruim e conseguiram que ficasse muit pior);

    – eles mesmo roubaram do país com salários estratosféricos;

    – pararam todas as obras, etc e etc.

     

    Este é o ponto.

    Ë a obra que vem com a condenação do LULA. Disso não se livrarão nunca.

    A miserável condenação do LULA é a cereja do bolo fétido de tudo que fizeram.

    Todos eles se ferraram para sempre.

  69. Vai cair feito pedra de morro abaixo!
    Uma pena! A desmoralização do judiciário,mais uma vez, expandindo-se agora, com um juiz de piso! Já no teto, vemos todo dia!
    Vão ter retorno!

  70. Delação serve para apontar ratros que levam a provas

    Delação serve para apontar ratros que levam a provas. Só assim podem ser ratificadas. 

  71. Sérgio Moro, perdeu, playboy!

    Moro condena Lula sem provas. em enérgica reação, Lula pede permissão à Casa Grande para voltar a ser Presidente do Brasil. tem tudo prá dar certo. Salve Jorge!

    “Senhoras da Casa Grande, permitam que alguém da Senzala faça o que vocês não tem competência de fazer neste país. Permita que alguém cuide desse povo, porque este povo não está precisando ser governado pela elite.”

    Lula – 13/07/2017 – pronunciamento após sua condenação

    na maior crise de nossa História, após um golpe de Estado, em pleno desmonte da já insuficiente rede de proteção social, num rápido avanço de volta ao Brasil pré Revolução de 1930, numa guerra mundial híbrida em curso, à beira do armagedon nuclear, já não temos motivos para nos preocupar: a Casa Grande vai “permitir” que Lula volte a ser Presidente do Brasil em 2018.

    ufa!

    p.s.:

    Here’s Why Putin’s Plane Skirted NATO’s Eastern Flank on Approach to G20 Summit

    In other words, while the real reason for the presidential plane’s detour may never be officially revealed, it seems the security services’ current motto is ‘better safe than sorry’, particularly after the provocation involving Defense Minister Shoigu.

    vídeo: A NATO F-16 Fighter Jet Flew Right Up To The Russian Defense Minister’s Plane

    [video: https://www.youtube.com/watch?v=62Xaiu9gBDA%5D

    .

  72. Coadjuvantes de Moro, o lacaio do poder

    Se Moro (lacaio de uma gangue nacional e internacional) tentou impingir a uma grande maioria da população brasileira uma “violência humilhante”, da qual fala Nassif, há muitos na sociedade que não se sentem humilhados diante de ações tão infames e desprezíveis, urdidas no interior uma maquinaria judiciária putrefata; mas que sentem a revolta lhes impulsionar a refletir-fazer-lutar contra essas forças mortíferas.

    Essas forças negativas, que vêm desvitalizar a sociedade, não estão apenas agindo lá no “circulo do poder”; elas estão bem disseminadas e atuantes na sociedade. Aliás, aproveito a ocasião para comentar a pequena frase abaixo (em comentários) de Irenice e o seu “riso palhaço”, conforme o comentário de Bonobo de Oliveira (que tem toda razão). Aliás, mais do que comentar, quero fazer minhas as palavras de Bertolt Brecht, em seu poema O analfabeto político:

    O pior analfabeto
    é o analfabeto político.
    Ele não ouve, não fala,
    nem participa dos acontecimentos políticos.
    Ele não sabe que o custo da vida,
    o preço do feijão, do peixe, da farinha,
    do aluguel, do sapato e do remédio
    dependem das decisões políticas.
    O analfabeto político
    é tão burro que se orgulha
    e estufa o peito dizendo
    que odeia a política.
    Não sabe o imbecil que,
    da sua ignorância política
    nasce a prostituta, o menor abandonado
    e o pior de todos os bandidos:
    O político vigarista,
    pilantra, corrupto e lacaio
    das empresas nacionais e multinacionais.

    Então, o riso palhaço é um significante da presença do gozo mortífero na sociedade que faz com que imbecis gozem com os acontecimentos nefastos, como a condenação – sem provas – de um ex-Presidente (aclamado pelo povo) e/ou a aprovação da reforma trabalhista (da qual pensam estar imunizados contra os seus efeitos perversos). Imbecis que têm como modelo os larápios (bem vestidos de ternos ou vestidos caros) os quais gostam de chamar de “doutor”, “senhor deputado”, “digníssimo senador”, “ilustríssimo senhor juiz/procurador”, “excelentíssimo senhor ministro”, e vai por aí os “íssimos”. Por modelo eles têm esses que riem dos seus feitos destrutivos na sociedade; que sem escrúpulos mentem/distorcem para produzir discursos enganosos; que usam de meios escusos (p.e., o lawfare nada mais é que um recurso utilizado pelos piores ditadores-carrascos que têm um gozo diante do sangue e de ossos quebrados de um corpo mutilado – aqui, no nosso caso, estou a falar de um corpo social brasileiro mutilado); que dissimulam suas caras e almas podres com doutas palavras e roupas bem talhadas em um “corpo com órgãos” degenerado (o antípoda de um corpo-sem-órgãos do qual falam o filósofo Gilles Deleuze e o psicanalista Félix Guattari); que se curvam (lèche-culs) como verdadeiros lacaios diante dos “poderosos colonialistas” (de dentro e fora do país) que não querem ver o Brasil, a América Latina – do mesmo modo que a África e muitos recantos da Ásia e da Oceania – andarem “com suas próprias pernas”.

    São esses personagens que se constituem em modelos sociais primordiais para os palhaços-idiotas, os coxinhas ou as bregas dondocas (esses que se sentem “nouveaux riches” – talvez nem de fato, mas porque acham que estão longe de serem o “povão”) que fixam o olhar só para o andar de cima, em um olhar mix de inveja e de admiração, tão só para poderem imitar e vir a ser “elite”.

    A análise que fez Wilhelm Reich nos anos de crise na Alemanha (1930 a 1933) e que resultou na conhecida obra A psicologia de massa do fascismo e que prenunciava a barbárie nazista é de uma atualidade impressionante, para esse tempo que estamos vivendo no Brasil. Esses “zé ninguéns” (esses “indivíduos médios recalcados” que estão na base dos movimentos fascistas, como enfaticamente Reich o diz – vale a pena ler e reler a sua pequena obra, que ele considera um “documento humano”, lançada no Brasil sob o título Escuta Zé Ninguém) são, sem sombra de dúvida, uma peça esclarecedora para entendermos a insolência de gente in-sig-ni-fi-can-te (enquanto pessoa, enquanto humano, enquanto espécie vivente), a exemplo de um Sergio Moro, de um Gilmar Mendes, de um Henrique Meirelles, de um Rodrigo Maia, de um Eunício Oliveira, e assim por diante, a atuarem descarada e perversamente em nome da “verdade”, da “justiça” e do “bem”…

  73. Moro perdeu, dirão os nossos netos…
    Nassif, como sempre você tem razão: o tempo dirá que Moro perdeu. Pode demorar, entretanto, uma ou duas gerações para que isso aconteça, ou até que o pré-sal, as jazidas minerais e o que resta de floresta se esgotem e não valha mais a pena manter a farsa golpista. É claro que o tabuleiro internacional pode alterar essa previsão, mas falando em termos estritamente locais, vai ser muito difícil superarmos os golpistas. Enquanto os empresários continuarem a ser subsidiados a fundo perdido – como Skaf e seus pares improdutivos, que aplicam o dinheiro recebido no mercado financeiro e depois ainda tem esses “empréstimos” anistiados-; enquanto o PIG continuar recebendo a polpuda verba publicitária e demais benesses governamentais; enquanto a Educação continuar formando jovens desinformados e indiferentes á própria sorte, assistiremos ao repeteco do golpe de 64, qual seja, a manutenção da farsa de que vivemos numa democracia. Como você deve se lembrar, de nossos tempos de redação na rua Major Quedinho, nunca acreditei no fim da ditadura; permaneci semi-clandestino mesmo assinando séries e mais séries contra o programa nuclear, devastação da Amazônia, pólos industriais indutores de morticínio precoce em seus arredores, etc. Não era apenas o fato de ter de comparecer semanalmente à auditoria de guerra (aonde encontrei Dilma várias vezes, na mesma situação que eu, muito embora minha subversão tenha sido a de escrever e assinar embaixo que estávamos sendo envenenados pelos então chamados defensivos agrícolas), mas, sobretudo, o que observava ao frequentar os palácios do poder a trabalho, em SP, BSB, etc. Com a ascensão de FHC, tudo piorou. A ongue que havia adotado, a SBPC, foi neutralizada e transferida para o RJ, pondo fim às reuniões que discutiam os grandes problemas com cobertura de dez a quinze páginas diárias. Voltou há pouco do Rio, mas tão ou mais anônima do que quando a descobri numa casinha humilde da rua Cardeal Arcoverde no final dos anos 60. Como restaurar sua importância decisiva no enfrentamento dos grandes problemas, se a grande arena de combates que eram as universidades foi sucateada, vendida, e o jornalismo científico voltou a ser produto enlatado – importado e anódino – devidamente substituído pelo atual jornalismo investigativo, contemplativo por excelência e omisso por conveniência? Nosso velho “o quê, quem, quando, onde, como e porquê” não tem mais espaço nessa era de instantaneidade digital, e ao contrário de você não confio nem um pouco nessas redes sociais associadas aos grandes capitais, que vivem patrulhando nós enredados em seus algoritmos, drones e demais sucedâneos dos nossos primitivos censores redacionais, de carne e osso. Como sobreviver à avalanche de dedos de aluguel que nos assola, com sua enxurrada de xingamentos boçais e conteúdo pior ainda? Que celebridades ousarão romper esse círculo vicioso (contando apenas com espaços como o teu e de blogs sujos sem sustentação alguma, além de algum Intercept isolado ou El Pais enquanto durar?). Oxalá o otimismo poçocaldense supere essa minha franca desilusão, mas isso só o tempo dirá. Por enquanto, como o JN de hoje panfletou, o mundo se curva diante de um Moro que não deixa nenhum poderoso acima da lei – desde que o mesmo seja apenas o operário que ousou investir contra as desigualdades sociais, já que os demais são inimputáveis ou tão sagrados quanto os criminosos por ele inocentados no escândalo do Banestado, sem contar os antigos patrões tucanos da esposa dele. Sei que partir do ano que vem, quando o fim do legado getulista da CLT se fizer sentir no bolso popular, a população poderá acordar e perceber que foi ludibriada, principalmente os 30 ou 60 milhões de brasileiros que, resgatados da miséria mas engolfados pelo fanatismo golpista, sentirão na carne-saúde-educação as consequências desse fascismo imperante. Aí renascerá a resistência e, quem sabe, nossos netos consigam vencer aonde fracassamos, ao fingirmos que vivíamos numa democracia.

  74. Acho que a justiça divina não vem…

    A história mostra que essas figuras conseguem escapar, na maioria das vezes, ilesos. Acredito que este será o mesmo fim deste agente da CIA.

    Radicalizar é preciso.

  75. A inépcia de um juiz

    Esta sentença é mais escabrosa ainda pelo que está escrito. Um amontoado de declarações, tomadas de pessoas sob profunda pressão e sem nenhuma ética . Mentes pequenas e do mal, que sempre consideraram seus atos acima da lei. E deste grupo faz parte o juiz. pois ao ler a sentença se vê com clareza a falta de provas , que só convencem os idiotas midiáticos da globo. Quando se vê um Camarotti falando nota-se que nem ele acredita no que fala, mas a verdade ou os fatos nunca interessaram a este coroinha, que não respeita sequer  sua propria religião. Ele e as bruxas televisivas estão em gozo, Finalmente podem voltar a falar de Lula, já que ultimamente eram obrigados a falar dos seus amigos, que agora já estão todos soltos, esperando que o tempo passe e a poeira abaixe. Hoje é um dia dos mais tristes, pois a ação de Moro me faz constatar mais uma vez a banalidade do mal. Moro é apenas um cara banal com poder. E já vivemos e sofremos muito com isto.  O juiz que acha que qualquer crítica, é intimidação,  se agarra na sua esperança de que seus chefes venham para salvá-lo. O mundo já conhece Moro, e em mais uma  peça jurídica ridicula, ele comete mais um atentado contra  a instituição justiça. A sentença já corre o mundo, e todos sabem a quem interessa. Afinal depois de tudo condenar Lula pelo triplex é  uma confissão de inépcia  e incompetência e ma fé. Mesmo depois da absolvição de Vaccari, o juiz continua abdicando das provas. Seguindo talvez o Dallagnoll que  talvez com seu orientador americano, pouco sabem de filosofia. Pouco sabem de questões epistêmicas  e confundem tudo , mas sempre guiados pelos mais baixos instintos. Hoje os procuradores da força tarefa, ja querem se livrar de Moro e fizeram seu primeiro ataque. Logo  pouco restará de Moro, Seus pretensos amigos, vão ainda por cima utiliza-lo para destruir a propria noção de Lava-jato, mas antes farão de tudo para destruir o país. 

  76. Playboy ou caso psiquiátrico

    ACREDITO QUE SE TRATE DE UM CASO DE PROFUNDA PSICO-SÓCIO PATOLOGIA. O CARA DE CU É UM DOENTE MENTAL ENRUSTIDO QUE MERGULHA E REAPARECE COMO SE FOSSE ISSO OU AQUILO, DA FORMA QUE BEM ENTENDE, QUANDO BEM ENTENDE.

    NO PRINCÍPIO EMERGIU COMO O PARTICIPANTE MAIOR DO XOU DA XUXA DA REDE G-ROUBO, COM TODO O APOIO DAQUELA E DE OUTRAS EMISSORAS (DA BAND idos TAMBÉM E DAS MENORES MENOS DOENTIAS E MAIS RELIGIOSAS, IDEM).

    DEPOIS APARECEU COMO UM SALVADOR DA PÁTRIA CAINDO DE CACETE NOS PARTIDOS DE SUA ESCOLHA, NO PP, NO DEM, NO PT EM MENOR ESCALA EXCETO POR CIMA DOS SEUS NOMES DE MAIOR CATEGORIA.

    DEPOIS SAIU-SE DE GRANDE PROTETOR DAS DONAS DE CASA CARIOCAS QUE METERAM O PAU NA GRANA DE SEUS DONOS E QUE NÃO SABIAM DE ONDE ESSA GRANA PROVINHA: NÃO FORAM CHAMADAS ÀS BARRAS DOS TRIBUNAIS — ALIÁS, LAMENTEMO-NOS — DE NENHUM TRIBUNAL QUE SE SAIBA!!!

    AÍ, VIROU O CAÇADOR DE LULAS E DE DEMAIS MEMBROS IMPORTANTES DO PT, ABANDONANDO OS DO PSDB, PARTIDÃO QUE O APOIA EM TUDO O QUE FAZ E APRONTA.

    NISSO VIROU O ASSISTENTE DE TORQUEMADA E LANÇOU SOBRE O LULA A ANÁTEMA: SE FOR UM RÉU, JAMAIS PODERÁ SE CANDIDATAR A NADA!!!  

    AGORA VEM CATAR MIGALHAS QUE IMPEÇAM O SEU RÉU FAVORITO DE COMPRAR PÃO PRO CAFÉ DA MANHÃ, DE ALMOÇAR NO BAR DA ESQUINA, DE TOMAR UMA SOPINHA DE NOITE. CORTOU-LHE O ACESSO ÀS CONTAS DAQUILO QUE GANHOU POR SEU TRABALHO HONESTO!!!

    E TEM PODER PRA FAZER ISSO — INACREDITÁVEL !!! NÃO DÁ PRA CRER O QUANTO ESSE CARA SEJA DOENTE!!!

  77. opinião política que esta envolvido sérgio moro

    Boa tarde,

     

    Em primeiro lugar a rede glogo forma a opinião somente das pessoas que não imaginam/interpretam os objetivos daquela emissora.

    Com relação ao Sr. Sérgio Moro, esse infelizmente demonstra que existe no Brasil a banda podre do sistema judiciário.

    E, infelizmente tenho que repetir o que já foi dito, ou seja, podem rasgar a bíblia e a constituição, pois parece que o mal venceu!

    Cristóvão Orlândi

    Santa Catarina    

     

  78. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome