Zanin responde a criminalista que atacou defesa e falou em golpe do PT

Foto: Reprodução/Internet

Jornal GGN – O advogado Cristiano Zanin usou suas redes sociais, neste domingo (3), para rebater o criminalista René Ariel Dotti, que é assistente de acusação dos procuradores de Curitiba em processos que interessam à Petrobras. Ao Estadão, Dotti disse que a operação abortou um golpe de Estado arquitetado pelo PT nos últimos anos e ainda disse que a defesa de Lula costuma desrespeitar o juiz Sergio Moro em algumas audiências.

Em um dos episódios, Dotti chegou a interromper uma oitiva para defender Moro dos supostos “ataques” da defesa de Lula. 

Zanin diz que o vídeo da audiência prova que o embate não foi desrespeitoso com o juiz, que costuma ser muito permissimo com o Ministério Público e podar a defesa de Lula.

Leia, abaixo, a resposta de Zanin.

Minha resposta ao advogado Renné Ariel Dotti, contratado pela Petrobras para atuar como assistente da Força Tarefa da Lava Jato de Curitiba em acusações contra o ex-Presidente Lula:

Ao me atacar nas páginas do Estadão nesta data (03/09) o advogado René Ariel Dotti mostra mais uma vez estar desconectado dos valores da advocacia, sobretudo da independência, da legalidade dos procedimentos e da defesa intransigente das garantias fundamentais.

Dotti ainda falta com a verdade ao tentar justificar seu comportamento indevido durante o interrogatório do ex-Presidente Lula no dia 10/03/2017. Jamais formulei uma agressão pessoal ao juiz ou a qualquer dos profissionais presentes naquele ato processual. Ao contrário, agi dentro dos limites éticos e jurídicos para impedir que as grosseiras violações ao direito de defesa do meu cliente prosseguissem.

O advogado contratado pela Petrobras, como fica claro em sua entrevista, segue a mesma atuação política de membros da Lava Jato de Curitiba contra Lula. O ataque aos advogados do ex-Presidente faz parte dessa atuação.

O vídeo do interrogatório do ex-Presidente Lula bem como o vídeo de renomados advogados criticando a postura de Dotti naquele ato são públicos e estão disponíveis para qualquer pessoa que tenha interesse na verdade dos fatos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  PSDB perdeu o maior número de prefeituras comparado a 2016

9 comentários

    • Alvaro, você me deixou com

      Alvaro, você me deixou com uma tremenda dúvida: Velho coxinha ou coxinha velho ? Ou os dois ?

  1. A Lava Jato incubou o golpe

    A lava jato não abortou golpe kct nenhum, a lavabosta incubou o ovo goro do golpismo fracassado.

    E o Moro e sua mulher estão juntos e misturados com o advogado Zucollotto. Onde há fumaça, tem alguém queimando coisa, fumacê, fumaçá

  2. Mais do que uma nulidade

    O Sr Dotti me parece saber muito bem o que esta fazendo. A Petrobrás não fez licitação para contratá-lo. Parente e companhia que ora vendem e destroem a Petrobrás, sabiam muito bem quem estão contratando. O que esse homem disse na ocasião foi de um primarismo atroz, mas mostrou todo o seu ódio e toda a sua falta de profissionalismo. Agora não se trata mais daquela situação, tensa criada por Moro, onde Dotti apenas verbalizou todo o seu preconceito e sua posição pessoal. Agora se trata de caso pensado, e ele é apenas uma peça, nesta nova ofensiva, que estão criando contra Lula e Dilma e o PT. Observem que continuam cozinhando os mesmos fatos, ( terrenos apartamentos, delações, e sentenças bombasticas de juizes). Todos em uníssono, para abafar os desmandos  e acusações contra o mordomo de Jaburú e das acusações contra os Neves e Serra. Afinal criticam o mordomo, mas o querem lá para entregar o país e fazer as tais reformas. 

    A Globo, continua jogando acusações, e criando mensagens subliminares, enquanto o país desce a ladeira. Agora criam a imagem de um país em recuperação, mesmo que comandado por uma gangue, contra a qual falam mal, ( apenas para se preservar) mas logo diluem com o noticiário policial. A Globo está apenas preparando um nova imagem de sua personallidade esquizofrênica. De um lado apoiam tudo que está aí, e do outro tentam se dissociar do golpe que deram. Estão apenas maquiando tudo  para em breve aparecerem com uma outra cara, respaldando mais um fantoche que convenha. Claro que sem abrir mão de destruir as políticas sociais e economicas do governo petista. E defender é claro o estado mínimo, mesmo que custe a vida de tantos desempregados.

    Mas a ofensiva tem vários braços, Dotti é apenas mais um, que aparece como noticia, depois que o procurador Ivan Marx, inocentou Lula, e que o TCU absolveu Dilma.  Veremos nas proximas semanas o cozinhar das delações da JBS, a respeito da tal  conta no exterior. Vão atacar contudo, o BNDES, enquanto no REFIS e outros quejandos, entregam bilhões aos sonegadores .E a globo deverá repassar várias vêzes a sentença maledicente e caluniosa do juiz que negou o direito de resposta a Lula.  Nas ruas agora os coxinha com mortadela  ganham espaço  enquanto tramam mais algum decreto em Brasília, ou enquanto mais um ministro ( notaram que são sempre filhos de velhos políticos) fala abertamente que vai privatizar e vender o que não é dele, sem sequer consulta quem é de direito.  A gangue que usurpou o país, sempre trabalha com o que lhe é alheio.

    Dottis, Gottis e outros apenas fazem parte de mais uma ofensiva golpista.

  3. A  PETROBRÁS deveria ser

    A  PETROBRÁS deveria ser representada em juízo por advogados que prestaram concurso público para ingressar nos quadros da empresa e não por contratados avulsos ou escritórios, sem licitação.

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome