Morre Newton da Costa, criador da lógica paraconsistente

“Eu vi que havia algumas contradições na ciência, mas todo mundo evitava a contradição”, afirmou o matemático

Crédito: Divulgação

Tímido desde criança, Newton da Costa foi levado ao médico pela mãe para saber se havia algo de errado com o menino. O médico então cogitou a possibilidade de que Costa tivesse algum problema cognitivo. Ele cravou até que o curitibano não conseguiria concluir o ensino fundamental. 

O que aquele médico não sabia era que estava diante de um filósofo considerado o maior pensador brasileiro vivo e também  dos mais importantes nomes da Lógica no país e no mundo. 

Newton da Costa foi filósofo da Linguagem, da Lógica, matemático, professor, cientista e entusiasta da ciência, mundialmente reconhecido como o criador da lógica paraconsistente.  

Filho de uma professora de francês e um funcionário público, Costa nasceu em Curitiba (PR), em 1929, e formou-se em Engenharia Civil e em Matemática pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde tornou-se doutor e deu aulas durante 14 anos. Ele lecionou ainda na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e em universidades no exterior. era docente aposentado do Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

Contradições

A lógica paraconsistente é um ramo que lida com situações contraditórias, o que acontece cada vez mais em uma sociedade tão completa quanto a atual. “Eu vi que havia algumas contradições na ciência, mas todo mundo evitava a contradição”, afirmou o matemático no documentário Espírito de Contradição. 

De acordo com o matemático alemão David Hilbert (1862-1943), que serviu de referência para Costa, “existência na matemática significa consistência”, o que significa também ausência de contradição. 

“Eu resolvi fazer a coisa ao contrário: uma matemática com contradições. Existência em matemática significa qualquer outra coisa menos ausência de contradição. Nos confins da matemática começam a aparecer contradições. Sempre há problemas.”

Newton da Costa faleceu na noite da última terça-feira (16), aos 94 anos. 

LEIA TAMBÉM:

Camila Bezerra

Jornalista

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador