A hipocrisia das denúncias políticas e a blindagem dos grandes grupos

Algumas considerações sobre a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Costa traz indícios daquele que provavelmente é o mais amplo caso de corrupção política sistêmica do país. A desenvoltura com que atuou na Petrobras comprova que dispunha de uma carta em branco. Há pelo menos seis anos rumores sobre sua atuação corriam mercado. É evidente tratar-se de uma peça da real politik de governo.
 
A data escolhida para a divulgação – 7 de setembro, aliás mesma data da eclosão do escândalo Erenice – e as informações divulgadas até agora sugerem muito mais uma chantagem, com elementos políticos, do que elementos concretos para condenar os acusados: políticos e empresas. Uma denúncia exige dados concretos, datas, documentos, comprovação de pagamentos. Costa traz relatos. É como se avisasse: se me deixarem na mão apresento as provas. Ou então é possível que Veja tenha feito um cozidão atribuindo-o a Costa.

 
A denuncia significará um corte no atual modo de fazer política? Evidente que não, porque dificilmente os subornadores serão punidos. E porque uma apuração ampla dos desvios políticos não poupará nenhum partido.
Além disso, até hoje nenhuma investigação envolvendo grandes grupos prosperou na Justiça. 
 
O “mensalão” só foi adiante depois que o Procurador Geral da República inicial, Antonio Fernando de Souza, o sucessor Roberto Gurgel e o relator Joaquim Barbosa tiraram o Opportunity da jogada
 
A Satiagraha parou assim como a operação da Polícia Federal que levantou subornos da Camargo Correia – apanhando com a boca na botija o então chefe da Casa Civil do governo Alckmin Arnaldo Madeira (que a campanha de Aécio cometeu a imprudência de colocar na coordenação paulista). Nos dois casos, alegou-se escutas ilegais, álibis formais para justificar a blindagem desses grupos. 
 
O próprio episódio do buraco do Metrô resultou em um acordo nebuloso entre o governo José Serra, o MInistério Público Estadual e as empresas, pelo qual as diretorias foram poupadas e as empresas tiveram a liberdade de indicar um funcionário para o cadafalso.
 
Em ambos os casos, os grupos de mídia não manifestaram indignação. O que comprova que denúncias e indignação são armas políticas ou de chantagem, não instrumentos de melhoria institucional.
 
Não há velha e nova política.
 
Há a mesma política velha atingindo todos os grupos. O envolvimento direto do ex-governador Eduardo Campos com o esquema Costa tira a aura de pureza da candidatura Marina. Não fosse o envolvimento direto de grandes grupos econômicos blindados na Justiça, o episódio Paulo Roberto Costa seria mais agudo que o “mensalão”.
 
O PSDB tem os escândalos do Metrô.
 
Mais uma vez, o episódio será utilizado como elemento político de lado a lado. Mas a mãe de todos os crimes – o financiamento privado de campanha – continuará graças a atuação do ínclito Ministro Gilmar Mendes.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

117 comentários

  1. Este fato é importante

    “A presidente Dilma Rousseff, que não gostava de Costa, tentava derrubá-lo desde o começo de seu governo. Encontrava resistências de todos os políticos, mesmo indiretamente, de Lula. Conseguiu apeá-lo apenas em 2012, para desespero da base aliada”. (Revista Época)

  2. Os unicos politicos que não

    Os unicos politicos que não são envolvidos  em  escandalos e altamente preservados: FHC, Serra, Alkimin- e o Aecio  ainda  conta com uma ou outra ação benevolente do esquema-

  3. É preciso trazer para o

    É preciso trazer para o centro dessa roda nossos órgãos de auditoria e controladoria, privados ou pública e seus conselhos de representação de classe para esclarecer o porquê dessa nebulosidade toda em relação a exatidão e lisura das contas. Será que não percebem ao menos parte dessas lambanças todas atestadas como boas e verdadeiras? No dia sete de setembro teremos de ouví-los bradando contra a corrupção. Não sei se contra o compadrio das lojas, também. Oxalá mais gente tenha a boa vontade para perceber o que você Nassif percebe e conosco compartilha.

  4. Dilma está limpando a Petrobras

    A Presidenta Dilma Rousseff colocou Paulo Roberto Costa no olho da rua em abril de 2012. A Petrobras está livre do trambiqueiro há quase dois anos e meio, graças ao correto posicionamento de Dilma.

     

    Curiosamente, depois que Dilma demitiu o trambiqueiro o ex governador Eduardo Campos, aquele da “nova política”, passou a fazer oposição virulenta contra o governo dela. 

    • .

      O esquema da Petrobrás é conhecido há muito tempo. Também se sabe que fazia parte das negociações de coligações. Mas veja que nunca nenhum de nós ousou falar sobre algo, sem que houvesse provas. Na verdade, nas entrelinhas de alguns temas, quem sabia, entendia, mas só falamos agora porque tá na boca da rua. 

      Mesmo assim e assado, é preciso esperar por provas para se ser mais categórico, Diogo. 

      A única certeza que tenho é que Dilma não compactuava com o crime. O resto é especulação por enquanto e coincidência não pode ser tomada automaticamente como evidência, muito menos como prova.

       

      • Não existe coincidência Toni!

        Toni a mutreta é grande demais, ultrapassa fronteiras partidárias e territoriais. Esta mutreta é antiga, articulada e o objetivo é o futuro politico do Brasil e da América Latina.

        Tudo que estão vendo não passa de um teatro para a população. Um “cavalo de troia” aqui, um pouco de factoide ali, muita agitação da mídia e está criada a situação para a derrubada do Governo.

        Como já falei a meta deles é fazer a Dilma chegar com 14% da intenção de votos em outubro. Nem que para isto tenham que fraudar as eleições! Para dar legitimidade, precisam criar a ideia de caos econômico e político, para assim embasar a queda de popularidade.

        Só falta eles colocarem os 20 milhões em protesto nas ruas como falaram que colocariam em data próxima as eleições pedindo a cabeça de Dilma e dos politicos brasileiros( Ai entendesse só os do PT)!

        Tudo dentro do script que já falei aqui por diversas vezes… O Show no congresso com as CPIs só começaram!

        Marina e Aécio estão juntos desde o começo! A única coisa que não veremos, é a moralização do judiciário e da politica brasileira.  Eles não existem, são uma farsa para o povo! 

        • .

          André, a coincidência a que me referi não é a que você entendeu. Eu disse que não se pode antecipadamente  fazer a ligação do rompimento de Eduardo Campos com Dilma à demissão de Costa. Sem fatos concretos evidências não passam de coincidências.

          Claro que o comportamento do PIG não é coincidência.

  5. Nassif e o estilo que o

    Nassif e o estilo que o consagrou.

    Aponta o dedo no centro da ferida e não na periferia.

    Pega todos sem dó, piedades, os medo de desagradar Aou B.

    Isso é jornalismo independente

  6. “Ou então é possível que Veja

    “Ou então é possível que Veja tenha feito um cozidão atribuindo-o a Costa”:

    Aha, agorinha me ocorreu, Nassif:  eh isso.  A “fonte” de Veja foi um politico, provavelmente o maior nome entre os delatados por PRCosta.

    • Pois é, sergioo.Depois do

      Pois é, sergioo.

      Depois do tremendo erro de cálculo em cevar a candidatura de marina achando que iam tirar mais votos de dilma do que de aécio, agora, ainda no desespero, armam mais essa na esperança de dar sobrevida à candiddatura tucana. Não percebem que vão contribuir mais para aumentar os não votos do que qualquer coisa, o que pode até favorecer dilma.

      Essa sucessão de erros toda está baseada na firme crença que têm de que ainda conseguem tanger o eleitorado como se fosse uma manada. Não percebem que não estamos mais na década de 80 e 90. Um grande aprendizado democrático ocorreu sem que essa turma tenha se dado conta por puro preconceito. Só os cativos deles e um ou outro a mais que ainda dão bola para essas “balas de prata”.

  7. De mais a mais, para sua

    De mais a mais, para sua “delação” ter efeito, necessita ser aprovada pelo relator do processo no STF, ministro Teori; até lá, apenas mais assassinatos de reputação: especialidade da veja, de alguns – muitos – delegados da PF e de uns que outros juízes, que vazam mais do que a cantareira cheia (coisa que não acontece há muito). Assim: um que outro é indicado por seus pares para virar ministro, nada melhor que “vazar” para os mesmos, pois, se derrubar dois e ressucitar o aeroporto (não o jato), com certeza morará em bsb por bom tempo. Agora, tudo com o (des)ministro da (in)justiça, sr. Cardozo: ou a PF entrega quem “vazou” ou foi pro “saco”. Delatar por delatar, até eu…

  8. Marina.

    A Marina saiu perdendo nessa, o discurso do novo a cada dia fica menos confiável. Do outro lado, vejo Dilma sendo o novo de verdade. Ela é que faz a nova política. É por isso que muitos não gostam dela, por ela o Paulo Roberto Costa já teria caído bem antes. É por essas também que a presidenta tem dificuldade de confiar em ministros e políticos em geral. 

  9. Alguns partidos políticos
    Alguns partidos políticos imaginam que nós, sociedade, imaginamos que eles são inocentes. A pergunta é: o que eles fazem pra não aparecer nas manchetes do PIG. …Nesse meio não existe “ponto sem nó”….qual será a contrapartida ?

  10. Roteiro sobejamente estabelecido…

    “Denúncia” do esgoto na 6ª, estardalhaço do resto do PIG no fim de semana e Globope na 2ª… Tudo a ver! Pedala, playboy!

    Pesquisa da Globope marcada para ir as ruas nesta 2ª após estardalhaço do PIG sobre denuncias do delator da Petrobras. Very convenient…

    E dá-lhe controle remoto! Toma, Dilma!

  11. Dilma poderia aproveitar a

    Dilma poderia aproveitar a ocasião e cortar tudo. do PIG até estes apoios escrotos…

    Poderia fazer comofez no mais Médicos…

    Arrasou quarteirão…

    • Eu gosto de gente honesta,

      Eu gosto de gente honesta, que entrega o jogo não fica fazendo personagem.

      O que o nobre colega propôe e uma ditadura.

       Pelo menos ele é sincero.

      E este o plano do PT criar uma ditadura que não e nem proletária, e a reedição do bolivarianismo.

       

  12. Os verdadeiramente poderosos nunca são punidos

    Aliás, as denúncias não chegam nem mesmo às barras da Justiça e, quando chegam, dão jeito…

    Os 10 maiores escândalos de corrupção no Brasil por partido

    Postado por Marcadores: 

     

    Clique aqui para ler a aula que o Lula deu ao PT sobre como enfrentar a acusação de corrupção. E aqui para ler sobre a primeira providência de FHC, ao chegar à Presidência: matar uma comissão criada por Itamar Franco para investigar a corrupção. Em tempo: não consta da lista o Tancredoporto do Papai

     

    • Quando o PT for governo ele

      Quando o PT for governo ele vai investigar a corrupção no Brasil e prender todos os corruptos, essa é a principal bandeira do partido dos trabalhadores..

      Putz, esqueci, ele é governo.

        • Não existia antes e não houve durante.

          É verdade, não eixistia combate á corrupção antes do governo Lula. E também combate á corrupção durante o governo Lula!

          • Como não houve combate à

            Como não houve combate à corrupção com mais de 3700 servidores públicos de todos os níveis presos ou exonerados e sofrendo processos administrativos e criminais. Quando teve isso antes? Me dê fatos.

             

          • Pequenos bagres. Se não fosse

            Pequenos bagres. Se não fosse por Joaquim Barbosa e os PGRs nem a cúpula do mensalão teria sido presa!

      • É a democracia

        Amigo tinha essa esperança tambem, não a perdi, ninguem e nenhum Partido vai acabar com a corrupção sem as ferramentas adequadas, o sistema preserva este mal, com uma reforma politica e com capanha eleitoral financiamento publica, vai acabar com 70% da corrupção, com o PT no Governo.

        o PSDB é o partido mais corrupto com 56 parlamentar com ficha suja, pesquise.

      • “Não é a soberania do povo o

        “Não é a soberania do povo o que salva as repúblicas.

        Não são as urnas eleitorais que melhoram os governos.

        Não é a liberdade política o que engrandece as nações.

        A soberania do povo constitui apenas uma força, a grande força moderna, entre as nações embebidas na justa aspiração de se regerem a si mesmas.

        Mas essa força popular há mister dirigida por uma alta moralidade social.

        As eleições mudam os governos, mas não os reformam. As liberdades políticas não têm por objeto satisfazer a vaidade dos cidadãos, entregando-lhes em frações dispersas o cetro do poder.

        O verdadeiro destino dessas liberdades está em revestirem e abroquelarem as liberdades civis, isto é, os direitos da consciência, da família e da propriedade.”

        Colégio Anchieta. Nova Friburgo, RJ

        Obras Completas de Rui Barbosa. 

         

      • Partido que prende é ditadura

        Mas quem investiga é a polícia. Quem promove a ação é o MP e quem manda prender, depois do devido processo legal, é o magistrado? Onde entra o PT nisso? Tem alguém com saudade da ditadura civil-militar de 64…

        O que os governos Dilma e Lula fizeram foram dotar a PF de mais servidores e de autonomia para as operações. Na época do (des)governo FHC, o PF tinha que mandar um fax, lembra do caso Lunus?

        Criaram mecanismos de transparência do uso do dinheiro público, com o Portal da Transparência e a CGU. No (des)governo tucano, a primeira coisa foi revogar o decreto de Itamar que criava uma comissão para apurar a corrupção.

  13. O alvo pode ser Lula

    Suicídio ficar dizendo que “Dilma foi dura com Costa”. Essa é a pegadinha midiática, passar a impressão que Lula foi conivente com o ex-diretor, até Dilma chegar e acabar com a festa.

    Aliás, quem lê e tem imaginação fértil pode interpretar, nas entrelinhas, que Lula poderia ter conhecimento das estripulias de Costa. Tem até blogueiro graduado já afirmando isso com todas as letras.

    Ora, se lideranças petistas foram condenadas uma vez, podem ser novamente.

    É só Costa mostrar a prova do suborno contra um ou outro petista graduado, junto com a assertiva de que Lula sabia e concordou com tudo, que muitos vão sugerir a aplicação da Teoria do Domínio do Fato.

      • Eu não estou dizendo que

        Eu não estou dizendo que concordo, ou que está certo, só estou fazendo o papel daquele que fala “isso pode dar merda”.

        Visite alguns blogueiros da grande mídia, para ver se já não estão fazendo essa insinuação.

         

    • O PIG já se conformou com que

      O PIG já se conformou com que resultar nessa  eleição, mas não abre mão de 2018. E até dilmista tá indo nessa onda, mas Dilma ganhar sem Lula numa boa posição é desastre na certa

    • Agora corrupção e acima de

      Agora corrupção e acima de 100 milhões, abaixo disso é verba não contabilizada.

      Ta na lei do marco regulatório da corrupção.

  14. Sobre o texto, o que sempre

    Sobre o texto, o que sempre soube é que o instituto da delação premiada só vale quando os relatos são acompanhados de provas ou indícios que podem ser comprovados numa investigação. Os advogados que leem o blog saberão melhor.

    Até que se desamarre esse nó vai sobrar tiro de festim pra todo lado, sem comprovação mas com um barulho danado.

    Tampões nos ouvidos e muito antiacido, o melhor a fazer. Até porque não vai sobrar nada de ruim para as empreiteiras, não enquanto elas forem consideradas motores de desenvolvimento , compensando suas práticas com mordomias aéreas.

  15. Deveríamos entregar a

    Deveríamos entregar a Petrobras a um grupo de holandeses ou ingleses, com a seguinte cláusula: nenhum brasileiro pode assumir um posto na diretoria.

    • pensamentos como esse que

      pensamentos como esse que atrasa o país…lamentável…por que o senhor não vai morar na holanda ou na inglaterra???

      • Já morei lá e sei como é. No

        Já morei lá e sei como é. No país do improviso com milhões de páginas (literalmente) de regras, o único caminho para sobrevivência é o QI – quem indica. Quem não mama nas tetas do governo é um forasteiro, um sem pátria. Enfim, muitos se sentem fora do Brasil estando em solo brasileiro.

      • Não precisa devolvar aos

        Não precisa devolvar aos índios, pois os índios somos nós. Nós somos um povo iletrado e com nenhum respeito a idéia de nação. Ou copiamos a receita dos países civilizados ou continuaremos pulando de galho em galho.

    • Que ideia “brilhante”…

      Que ideia “brilhante”!

      Quer dizer que você sugere que o petróleo brasileiro transforme-se no butim que foi o açúcar produzido no Nordeste brasileiro, quando no Século XVII, os “probos” holandeses invadiram e saquearam a referida região por quase um quarto de século, até, serem enfim, enxotados do nosso país, mas, só depois de haverem transferido vultosa riqueza à sua metrópole.

      E os “honrados” ingleses que amelharam fortunas com o fomento e a consecução do tráfico de escravos para a América, e sobretudo, para o território brasileiro; tráfico esse que infelicitou e destruiu a vida de milhões de seres humanos, e que vigeu do Século  XVI ao XIX, só cessando quando os interesses ingleses voltaram-se para outros filões de riquezas a serem exploradas, nas terras colonizadas, inclusive, com o patrocínio de guerras como a que o Império Brasileiro promoveu contra o Paraguai, na segunda metade do Século XIX. Tudo gente ótima, competente e ilibada, não é mesmo?

      • O Brasil só existe como país

        O Brasil só existe como país em 1808, até esse momento, todo mundo passou saqueou essa terra. E os que viviam aqui eram europeus desterrados.

      • Desde sempre, com ditaduras

        Desde sempre, com ditaduras ou sem ditaduras, o estado inchado brasileiro sempre foi lugar de apadrinhados ou familiares. Minha solução seria uma boa para o Brasil, pode confiar.

  16. O financiamento particular

    O financiamento particular  de campanha …

    …feitas por pessoas jurídicas interessadas em mamar no governo, realmente é a mãe da corrupção, como você afirmou Nassif.

    Agora querer usar isso para propor o financiamnento público, com a classe política podre que se tem hoje, com as instituições de policiamento e julgamento completamente aparelhadas, não é nada nobre nem cívico. Gilmar Mendes realmente joga o jogo dos grandes interesses, mas financiamento público á maior roubada pra este país na atual conjuntura.

    Mas toda vêz que aparece denúnicas contra o governo PT este blog parece que fervilha de ira. Será que vocês ainda imaginam que o partido é puro como quando começou? Porque tanta gente boa que ajudou a construí-lo o abandonou ou foi escurraçado?  O PT não invenou a corrupção, mas que deu uma bela turbinada nela não há mais dúvidas. É como dizia o ex-ministro Severo Gomes: “quando se troca os porcos gordos da seva, os magros que entram tem muito mais apetite, e então a comilança aumenta”. 

    A mudança que este país precisa realmente é punição severa, e para todos os níveis, e uma reforma radial na política. Será que o próximo presidente, eleito com forte respaldo popular, terá coragem cívica de meter a mão nesta cumbuca ou vai vai fazer parte do circo ?

     

     

    • Valério por exemplo, nenhuma

      Valério por exemplo, nenhuma auditoria do BB provou que esse roubiou nada e BB tem a mais rigorosa e eficiente fiscalização da face da terra, ele investiu o que ganhou honestamente em campanha para formar uma base parlamentar para interesse pessoal. Assim como o caso da banqueira. Nenhum funcionário jamais avalizaria empréstimo de milhões para quem nunca tve nem onde cair morto como Genoíno, só dono faria isso e por interesse pessoal.  Agora, financiamento público é outra coisa. Não é possível que o cara ao se candidatar receba uma conta da quar possa gastar o que for preciso para campanha, sem que precise justificar nada, ainda se envolva com tais coisas

  17. [  Costa traz indícios

    [  Costa traz indícios daquele que provavelmente é o mais amplo caso de corrupção política sistêmica do país.]  não apareceu nem um recibo compracndo nada para tal conclusão. A petrobras tem um dos controles mais efficiente de todas as estatais. Qualquer um que tentar roubar um litro de gasolina dessa vai sentir a mão pesada da lei. O que há então são empresas que depois de ganhos honestamente em transações com essa resolveram invewstir seus ganhos em campanhas política, o que ninguém quase nada  teria haver com isso,.

  18. [  A desenvoltura com que

    [  A desenvoltura com que atuou na Petrobras comprova que dispunha de uma carta em branco.]  isso á base desgraça do tal domíno de fato , como se,  mesmo que fosse possível, se tivesse como saber quem assinou tal carta em branco. Só que nos governos petista isso é impossível, dado que, tais não são nomeados em estatais pelo gosto, mas por indicação, pela democraccia interna que o petismo até venera, dos que fazem parte do setor. Mandaram esse nome, Lula nomeou sem nem saber quem seria, por exemplo. Além disso, nos tempos de FHC essa nem fazia negócio por absoluta falta de dinheito, passando a fazer no goveno Lula de bilhões e errinho em conta é a coisa mais nornmal do mundo. Atire a primeira pedra quem não se enganou até em troco de boteco, especialmente depois de tormar alguns chopinho e ouvindo um bom chorinho

  19. Freud explica

    p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }

    Para entender a nossa imprensa, faço uso de uma das máximas de Freud: Um discurso deve ser entendido tanto por aquilo que ele diz, quanto por aquilo que omite. Com base neste conceito, acredito que pior do que o escândalo produzido por uma denúncia repleta de ilações inconsistentes, é o silêncio que se faz sobre a apreensão do helicóptero dos aliados do Aécio, com meia tonelada de cocaína. Ninguém é capaz de ficar indignado nem com o fato em si, nem com a maneira como a justiça poupa os principais envolvidos de suas responsabilidades criminais.

  20. NASSIF, as matérias dos

    NASSIF, as matérias dos jornais/revistas são frutos de vazamentos e não se trata da ´delação´ em si, pois essa, encontra-se sob sigilo e como aponta para parlamentares, ministros e governadores todos com foro especial somente serão processados no Supremo com o relator Ministro Teori.

    Se as informações da delação são sigilosas e enviadas lacradas ao STF, todas as matérias jornalísticas não apontarão números, datas, valores.

    Porém, conforme a lei, para o acusado obter o benefício da ´delação´ premiada precisará fornecer documentos e comprovação robusta para que os demais acusados pelo delator sejam indiciados e processados. Não bastam somente relatos ou ´ouvi dizer´, para o benefício legal e redução da pena. Se a advogada aceitou o acordo para a delação premiada, deduz-se que tenha bala na agulha.

    Com relação ao financiamento público de campanhas, desculpem os que a veem como a Caixa de Pandora, mas não será por si o que irá sanear o ambiente político eleitoral. Pois, ao que tudo indica, o superfaturamento se destinava, exatamente, para o CAIXA 2 dos partidos patrocinadores do diretor Paulo Roberto – PP, PMDB e PT – portanto, tal prática apenas aumentaria o cacife dos partidos que estiverem governando. Terão o financiamento público e + o CAIXA 2.

    Com relação às grandes corporações acredito que caminhamos nesse sentido com a Lei de Combate à Corrupção recém aprovada – Lei 12.846 de 2013 – que pela primeira vez tipifica gravíssimas sanções criminais para as empresas corruptoras, seus dirigentes e gestores. É um passo importante.

    Em relação ao EDUARDO – PSB o que sempre ouvi, interna corporis, e não tenho razões lógicas para duvidar, era o fato que para conseguir a refinaria da Petrobrás e as obras do porto de SUAPE – as duas maiores obras já realizadas no estado em todos os tempos, o governador teve que ´engolir muito sapo` caso contrário não sairiam as obras e os financiamentos fundamentais para o desenvolvimento econômico e social do estado.

    Também a lógica me leva a crer que Eduardo não partiria para o ataque a DILMA e seu governo que chamava de medíocre, caso tivesse rabo preso com a Petrobrás e seus esquemas que tinham o respaldo do Palácio do Planalto desde 2004, ainda no tempo do primeiro mandato LULA.

    Aliás, já em 2012, logo após a demissão de GABRIELLI e a posse de GRAÇA FOSTER, a própria notícia da demissão de Paulo Roberto Costa, conforme matéria no site ´Petronotícias´ já indicava que se tratava de um imbróglio político de alta tensão. Uma herança maldita: ” Paulo Roberto Costa (foto) foi demitido diretamente por Graça Foster, que deve chamar alguém de sua confiança. Ele deu adeus, mas disse que não compreendeu o motivo de sua demissão. Graça já havia mencionado o desejo de eliminar ligações partidárias entre as diretorias da empresa e está movimentando suas cartas, para desgosto dos partidos políticos que já obtém nomeações do PT e do PMDB.” (http://www.petronoticias.com.br/archives/8187)

     

    • Muita gente do PSdB mas…

      o CAIXA 2 dos partidos patrocinadores do diretor Paulo Roberto – PP, PMDB e PT 

      Tudo isso me parece um grande factóide, o forte da Veja mas, mesmo enquanto hipótese, do PT apenas dois parlamentares, o seu PSB também tá na confusão, bem como o PSDB (deste partido podemos citar o delegado da PF e deputado federal Franchiscini, conforme post ja publicado aqui no blog), melhor mesmo procurar saber quem ficou por fora, e o padrão vai ser aquele mesmo que já conhecemos: Muita gente do PSdB mas, estes, é claro, tem a eterna proteção da mídia e do judiciário.

    • Eu mandei uma resposta

      Eu mandei uma resposta parecida, mas o comentário não foi aceito. Quem leu a revista sabe que a matéria não é sobre a lista de suspeitos e sim sobre a delação premiada em si. Parabéns pela isenção, Roberto.

  21. ¨¨Embora inegável que a parte

    ¨¨Embora inegável que a parte mais abjeta da ditadura deixou o poder, nisso há muito de engodo, dado que, não se fez isso sem antes determinar o funcional das instituições, permeando os métodos e parâmetros com os seus desejos mais obscenos e inconfessáveis, colocando nas posições chaves o máximo de asseclas e quase sem chance de futuramente se chegar nisso sem não ser tal qual. E nada disto se manteria, como já é visível após mais de trinta anos desse evento, pela força das armas. E como essa construção e manutenção é fruto de mentalidade social no exercício do poder, ninguém mais é responsável por isso no Brasil do que universidade pública. Portanto, essas funcionam como  produtoras das mentes mais corruptas e imorais para manter  todo o prcesso, sendo  rede privada até  pior do que isso de rodoviária¨

  22. http://mesaredondacontracomun

    http://mesaredondacontracomunistabg.blogspot.com.br/2013/07/los-millonarios-del-psuv-2013.html

    A corrupção, se existir, no Brasil é coisa de criança de jardim de infancia. Corrupção para valer mesmo é na Venezuela,

    onde um dos operadores do regime tem 150 cavalos de salto na Florida, outro tem equipe que é campeã mundial de polo,

    com dois Boeing exclusivamente para transportar a equipe de Caracas, nem Andrade e nem Vargas sentem qualquer crise na Venezuela hoje.

    • mas é preciso analisar a

      mas é preciso analisar a situação por outro lado. Veja quantos milhares de desassistidos ou quantos  movimentos sociais tiveram voz no governo de caracas pós-chavez. se por um lado o PT cria uma máquina de enriquecimento ilícito de uma elite política e do empresariado ou municia com verba pública grupos de militantes digitais, por outro tira milhões da miséria com o Bolsa Família. falo também, por experiência própria, por quem depende de cargos comissionados, esse governo foi muito generoso.  

      • Quem criou o trensalão?

        “e por um lado o PT cria uma máquina de enriquecimento ilícito de uma elite política”

        Quer dizer que quem criou, desde 1998, o trensalão foi o PT? Tem cada comentário…

         

    • É porque, antes de Chavez,

      É porque, antes de Chavez, não existia corrupção na Venezuela. Aliás, a direita latino-americana é conhecida por sua honestidade.

    • Roubalheira alhures não me interessa. Quero ver no Brasil.

      Oi, Motta, você devia ter citado os cavalos de raça de Pérsio Arida e da ex-diretora do BACEN no governo FHC, aquela que foi poupada pela PF na últma hora. Corrupção na Venezuela, Estados Unidos e Japão não me dão alegria, quero ver  presos os corruptos brasileiros apoiados pela mídia podre.

  23. É verdade, os corruptores são

    É verdade, os corruptores são sempre deixados aí, tranquilos e blindados pela máquina pública.

    Leiam esta decisão do STJ:

    https://www.facebook.com/notes/superior-tribunal-de-justi%C3%A7a-stj/rejeitado-recurso-de-auditores-da-receita-que-assessoravam-empresas-em-processos/10154535686545397

     

    A história é bem mais podre. (O jornalista da folha R. Valente sabe de alguns que corromperam os auditores. Uma pena que não tenha saído em seu livro.)

     

     

    • Tem outro caso julgado no

      Tem outro caso julgado no TRF3 (SP), referente a outra corrupção, onde o Nabarrete libera o corruptor e pune a a gente corrompida.

      Tem que punir a agente corrompida, mas  Existe Lei, sim, para punir corruptor.Não há necessidade de ” nova lei ” e nem de regulamentação.  Isto é para liberar criminoso (a lei nova favorece – aqueles que no passado corromperam).

       

      • dilma nao vai ir com

        Sabe como voce distria um leitor da VEJA durante horas.Escreva nos dois lados de um papel: LEIA O OUTRO LADO,e dê a ele.Sabe como descobrir quem sao os leitores do cartel midiatico,siga  suas pegadas,deve estar escrito no solado do calçado: Esse lado para baixo. Se voce vê um passarinho morto e mostrar para um leitor da Veja ,ele olha todo tristinho para o céu perguntando ,onde?onde?

      • Ela não precisa ir. Quase 15

        Ela não precisa ir. Quase 15 anos de governo é amostra suficiente pra que qualquer um entenda as pretensões do PT pra mais um mandato. O melhor que ela pode fazer, ela já está fazendo. Como não pode vencer a Marina nos debates, o jeito é atacá-la no horário eleitoral. O rpgrama da Dilma foi TODO dedicado a atacar Marina, nem parece mais que o PSDB é o grande vilão. Eles precisam mascarar esse desespero e guardar pro segundo turno, pra não torná-lo muito aparente e alimentar ainda mais o nojo do eleitorado.

        • É a disputa política…

          É a disputa política… Marina e Aécio não precisam atacar ( embora ataquem ) pq tem a mídia para fazer esse trabalho para eles. Não se preocupe com o nojo do eleitorado pq não se enojam, não; aliás, valem-se de cada palavra do discurso midiático que, por sinal, não dura todo o horário eleitoral mas sim o dia inteiro, dentro e fora do período eleitoral, travestido de noticiário isento nas tvs, rádios, jornais e revistas. Quem não quer fazer disputa eleitoral, não deveria concorrer.

          • A Globo está fazendo contraponto ao programa de Dilma na TV

            E o TSE não faz nada para conter esse crime praticado por uma concessionária de serviço público. Uma das perguntas que seriam feitas a Dilma na entrevista que ela não foi era uma espécie de réplica à propaganda de Dilma, refiro-me ao caso do dentes que a cidadã ganhou no programa Brasil Sorridente. Interessante se notar que a Globo pode dever mais de 1 bilhão de reais ao fisco e ninguém reclama, o Itaú de Neca & Marina Silva deve 18 bilhões de reais. E o pig preocupado com um dente postiço!

        • Como assim?

          Não pode vencer a Marina nos debates? Como assim?

          1-Foi justamente depois do debate do SBT  que Dilma melhorou sua colocação nas pesquisas.

          2- Por que Dilma não pode atacar Marina? É proibido?  A propria Marina conduz a sua campanaha só na base de ataques calculados e frases ensaiadas contra Dilma. Aqueles slogans  que são tão ocos quanto a proria candidata.

          3- Resumo da opera. Se Dilma não for ao debate da Globo, faz muito bem. Aquele circo de horrores  não acrescenta nada ao processo democratico. Não é limpo nem honesto. Além disso, a audiencia do debate so depende da ida da Dilma. Se ela não for, a audiencia despenca. Ótimo. Deixa Marina e Aecio  falando com as paredes …

      • Pimenta no fianfã alheio também arde.

        “Tio Almir” é o único baiano, além do ACM Neto, que não vai votar na Dilma. Salvar o PT? Faz-me rir, companheiro. Quero ver sua cara no dia 5 de outubro. Está desafiado.

  24. Dados para desanuviar a cabeçorra dos trolls de plantão
     

    A corrupção ainda é um grave problema no Brasil porque o combate à corrupção ainda está em sua infância. Tem pouco mais de 10 anos.

    É a partir do governo Lula que se cria a Controladoria Geral da União; a Polícia Federal multiplica seu efetivo e o número de operações; e as demissões de servidores envolvidos em ilícitos se tornam regra, e não exceção.

    É bem verdade que, antes, já existiam a Polícia Federal, o Ministério Público e uma Corregedoria-Geral da União. Mas alguém conhece alguma estatística relevante dessa época? Não existe. O combate à corrupção no governo FHC é traço.

    A única estatística mais polpuda daquela época é a do ex-procurador-geral da República de FHC, Geraldo Brindeiro, que, até 2001, tinha em suas gavetas mais de 4 mil processos parados – fato que lhe rendeu o apelido de “engavetador-geral da República”.

    De 2003 a 2013, compreendendo os governos de Lula e Dilma, a expulsão de servidores acusados de corrupção quase dobrou, passando de 268, em 2003, para 528, em 2013.

    Gráfico 1 – Servidores expulsos do serviço público (2003-2013)

    Dados da CGU, disponíveis no Relatório de acompanhamento das punições expulsivas aplicadas a estatutários no âmbito da administração pública federal.http://www.cgu.gov.br/Correicao/RelatoriosExpulsoes/Punicoes_2003-2013.pdf

    As operações da Polícia Federal saltaram de 9, em 2003, para mais de 200, a partir de 2008 (dados da Polícia Federal  http://www.dpf.gov.br/agencia/estatisticas).

    Gráfico 2 – Operações da Política Federal e número de servidores presos (2003-2012)

    Fonte: dados da Polícia Federal, em gráfico produzido em estudo do Instituto Alvorada:http://institutoalvorada.org/transparencia-e-combate-a-corrupcao-nos-governos-lula-e-dilma/

    Antes de 2003, se os escândalos envolvessem políticos, aí é que não acontecia nada vezes nada. Apenas dois casos podem ser citados com algum destaque na atuação da PF.

    O primeiro foi a prisão de Hildebrando Pascoal, em 1999. Hildebrando era deputado pelo então PFL (hoje DEM) no estado do Acre e acabou condenado por chefiar um grupo de extermínio. Ficou célebre pela sessão de tortura em que uma pessoa teve os olhos perfurados; as pernas, os braços e o pênis amputados com uma motosserra; e um prego cravado na cabeça.

    O outro foi o caso Lunus, a operação da PF de março de 2002 que vasculhou a sede da construtora Lunus, de propriedade da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, então no PFL. Naquele ano, Roseana era candidata à Presidência da República e estava bem melhor posicionada nas pesquisas do que o candidato do PSDB, José Serra. A operação foi coroada de êxito: criou um escândalo que sepultou a candidatura de Roseana.

    O PSDB, que se diz contra o aparelhamento do Estado para fins partidários, tinha à frente da PF o delegado Agílio Monteiro Filho, que se candidataria a deputado federal pelo PSDB no mesmo ano de 2002.

    Não existia combate à corrupção política antes de 2003. Isso é coisa do Lula e dessa tal Dilma Rousseff, hoje acusados de fazerem pouco justamente por aqueles que não fizeram nada além de aparelharem o Estado para fins partidários.

    por: Antonio Lassance, na Carta Maior  

     

  25. Para evitar esse clima de ilação e terror

    Para evitar esse clima de ilação e terror, que o STF torne publico todos os dados, para dar fim ao vazoduto da Veja e seus vazadores que, é claro, são conhecidos:

    Para evitar vazamentos seletivos, juiz torna públicos documentos da Operação Lava Jato

    SEX, 25/04/2014 – 11:59
    Sugerido por Fulvia

    Do Brasil 247

    Sem sigilo, Lava Jato mina o poder de Francischini

    Juiz Sergio Moro, responsável pelo inquérito da Operação Lava Jato, que prendeu o doleiro Alberto Yousseff e Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, tornou públicos todos os documentos da ação empreendida pela Polícia Federal; com isso, ele visa evitar vazamentos seletivos que, segundo se suspeita, vinham sendo feitos pelo deputado Fernando Francischini (SDD-PR), com foco apenas em adversários políticos; rotina dos vazamentos era organizada, com sincronização entre Veja, Folha e Globo

    Paraná 247 – Uma decisão tomada pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, democratiza o acesso às informações da ação empreendida pela Polícia Federal e mina o poder do deputado Fernando Francischini (SDD-PR). Moro tornou públicas as informações do inquérito – são mais de cinco mil páginas em papel e outras nove mil digitalizadas – e isso deve evitar que os vazamentos seletivos prossigam.

    Suspeita-se, entre os responsáveis pela Operação Lava Jato, que Francischini, ex-delegado da PF, seja o principal responsável pelo “vazoduto” que tem instrumentalizado as manchetes de jornais, capas de revistas e longas reportagens nas TVs, que visam desgastar o governo Dilma, a Petrobras e o PT. Isso porque, logo após as prisões da Operação Lava Jato, Francischini recebeu por sete horas advogados dos doleiros presos, que lhe pediram apoio e lhe entregaram todo o inquérito, até então desconhecido da imprensa. São quase 5 mil paginas em papel  e outras 9 mil paginas digitalizadas.

    Experiente no trato dessas informações, Francischini teria fatiado o inquérito, selecionando os “capítulos” mais importantes e distribuindo o material a veículos como Veja, Folha, jornal O Globo e TV Globo. O primeiro alvo foi o deputado André Vargas (PT-PR), que passou a balançar depois que um pedido de um jato emprestado ao doleiro Alberto Yousseff veio à tona. Francischini teria até montado uma lógica de distribuição de informações. Veja recebia o trecho do inquérito na quinta-feira, com o compromisso de não publicar na sua edição online. Folha e a TV Globo recebiam as informações na sexta-feira. Era a garantia de que todo os temas selecionados por ele renderiam também no fim de semana.

    Coordenação

    Foi assim que, no mesmo sábado, Veja e Folha saíram com a tabela de Paulo Roberto Costa sobre “soluções” de empreiteiras para operações de compras da Petrobras. Ou as insinuações em todos os jornais de que haveria indícios de relação de Alberto Yousseff com o ministro Paulo Bernardo, das Comunicações, e a senadora Gleisi Hoffmann, ambos adversários de Francischini no Paraná.

    Foi também assim, através do “vazoduto” montado por Francischini que, ontem, minutos depois de a Justiça ter quebrado o sigilo do processo, as edições online de Veja, Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo vieram com as insinuações de envolvimento do ex-ministro Alexandre Padilha com o doleiro. Todos juntos, em menos de 30 minutos, conseguiram localizar a citação a Padilha no inquérito – o que demonstra a organização dos vazamentos.

    Com a decisão do juiz Sergio Moro, o caso fica, agora, aberto ao público, evitando que os vazamentos sejam manobrados por um político oposicionista especializado em ações do tipo. Naturalmente, a imprensa familiar continuará selecionando as informações que atinjam o governo, o PT e a Petrobras, mas não poderá também ignorar se o inquérito contiver informações contra políticos de outros partidos.

     https://jornalggn.com.br/noticia/para-evitar-vazamentos-seletivos-juiz-torna-publicos-documentos-da-operacao-lava-jato

  26. Justiça se calou sobre caso Banestado
    Talvez porque diversos políticos do PSDB estarem envolvidos, a Justiça engavetou o caso Banestado onde foram desviados cerca de R$ 60 bilhões.

  27. Marina contraditória na delação premiada.

    Bastidores da Mídia compartilhou a foto de Falandoverdades 2.

    há 12 horasMarina contraditória na delação premiada.

    Se é verdade ou não a denúncia da delação premiada de Paulo Roberto sobre a Petrobrás, só se sabe que Marina se sentiu ao mesmo tempo atingida e ao mesmo tempo quis surfar com isso. Quando a denúnc… Ver maisMarina contraditória na delação premiada.

    Se é verdade ou não a denúncia da delação premiada de Paulo Roberto sobre a Petrobrás, só se sabe que Marina se sentiu ao mesmo tempo atingida e ao mesmo tempo quis surfar com isso. Quando a denúncia envolve Eduardo Campos o qual Marina é herdeira, que estava envolvido com a denúncia de propinas na Petrobrás, Marina diz que é ilação e calúnia.

    Quando a denúncia envolve políticos opositores, a mesma evoca termos como “denúncia”, “velha política”, Corrupção, entre outros, oras Marina, por que com o Campos é ilação e com os outros não ?

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/antonio-ateu-ligacoes-de-paulo-roberto-costa-com-eduardo-campos.html

    http://tijolaco.com.br/blog/?p=20873

     

  28.  
    http://tijolaco.com.br/blog

     

    http://tijolaco.com.br/blog/?p=20920
     

    Carreira “política” de Costa na Petrobrás começou na era tucana

    O Tijolaço teve acesso a um documento que traz informações que a mídia tem sonegado à população brasileira.

    Tem sido vendido à opinião pública que Paulo Roberto Costa, agora no epicentro de um escândalo de corrupção, teria começado sua carreira na Petrobrás em 2004, quando foi nomeado diretor de abastecimento.

    Não é verdade.

     

     Costa entrou na Petrobrás em 1979, quando participou da instalação das primeiras plataformas de petróleo na Bacia de Campos.

     

    Suas primeiras indicações políticas dentro da estatal se deram em governos tucanos.

    Em 1995, sob a gestão de FHC, é indicado como Gerente Geral do poderoso departamento de Exploração & Produção do Sul, responsável pelas Bacias de Santos e Pelotas.

    Nos anos seguintes, sempre sob gestão tucana, Costa foi beneficiado por várias indicações políticas internas da Petrobrás. Foi diretor, por exemplo, da GasPetro de 1997 a 2000.

    Sua indicação para diretor de abastecimento em 2004, na gestão Lula, era o caminho natural de alguém cujas funções internas lhe permitiram deter informações estratégicas da Petrobrás.

    Essa é uma informação que precisa chegar à opinião pública brasileira.

     

     

  29. Destino sombrio

    Na grande imprensa seria surpresa um jornalista explicitar as conclusões do parágrafo abaixo. Tem nada não, a senzala há muito conhece esta realidade. Fica apenas a curiosidade de saber se o verbo locupletar já tornou o mundo uma “sodoma e Gamorra”  , cujo destino ainda desconhecemos. 

    “A denuncia significará um corte no atual modo de fazer política? Evidente que não, porque dificilmente os subornadores serão punidos. E porque uma apuração ampla dos desvios políticos não poupará nenhum partido.Além disso, até hoje nenhuma investigação envolvendo grandes grupos prosperou na Justiça.”

  30. ENFIM, OS CORRUPTORES?

    ENFIM, ALGUNS CORRUPTORES NOTÓRIOS AFINAL?

    http://www1,folha.uol.com.br/poder/2014/09/1512220-empreiteiras-e-contas-no-exterior-serao-foco-agora-da-operacao-lava-jato.shtml

    Se existe algum serviço com o qual os cidadões brasileiros poderiam se rejubilar, como uma oportunidade real de mudança de rumo das mais imortantes para o futuro do país, seria essa de se começar a desmascarar, pelo lado correto, esta prática nefasta que é a da corrupção, que diga-se de passagem, caracteriza a pior herança dos nossos quase 515 anos do descobrimento, pelo lado dos corruptores maiores, que se espelham apenas no nosso comportamento viciado individual, travestido muitas vezes pela pomposa expressão “jeitinho brasileiro”. E o PT, tão execrado e mal dito, não é exatamente quem está a no proporcionar a chance deste outro avanço, um dos mais importantes de toda nossa história?

     

     

     

     

  31. Financiamento privado de campanha???

    O que cargas d’água tem a ver o financiamento privado de campanhas com a roubalheira na Petrobras? A questão TODA é o uso de dinheiro de fontes ilícitas para irrigar campanhas e o bolso de políticos. A doação LEGAL e TRANSPARENTE nunca foi o problema.

    O financiamento público de campanha virou uma panacéia para os governistas, pois obviamente o critério de divisão do dinheiro público para campanhas seria o tamanho das bancadas (privilegiando PT e PMDB). E o PT sempre poderia continuar usando os sindicatos e “movimentos sociais” chapa-branca para fazer campanha ilegal, como já fazem hoje.

    Enfim, a defesa que vocês fazem do financiamento público de campanha – no cenário brasileiro – é apenas mais um passo em direção ao totalitarismo. 

    • Reforma política já

      O financiamento público de campanha é uma das bandeiras da reforma política, não é possível uma disparidade dessas onde só quem tem chance de se eleger a algum cargo eletivo aquele que tem muito dinheiro ou é financiado pela iniciativa privada que alija os candidatos, fazendo-os joguetes para seu fim. POr isso não temos repressentantes legítimos das classes mais pobres como indígenas, negros, etc, quando se tem alguem nesse perfil, tá sendo cooptado para interesses partuculares, onde fica os interesses coletivos?? só o financiamento úblico daria uma chance mais igual  a todas a sociedade.

      • Discordo.

        Os governistas detestam a idéia de voto distrital, embora ele bareteie sensivelmente as campanhas eleitorais. Por que será? Uma campanha mais barata não seria boa para eleger os tais “representantes legítimos das classes mais pobres”?

        Além disso, o PT cresceu sob a regra atual. No início captava pouco dinheiro e contava mais com o boca a boca dos militantes. Vladimir Palmeira era eleito deputado fazendo campanha falando de cima de um caixote no Largo da Carioca. Hoje em dia o partido capta dinheiro de empresas privadas a rodo e a “militância” passou a ser paga. O PT tá vendido então?

        Assim, acho que há bastante inconsistência entre o que o governo defende como “reforma política” e essa idéia de que a proposta seria para favorecer a eleição de “representantes legítimos das classes mais pobres”.

        Isso me parece, como já disse no início, a velha tática de chutar a escada.

         

        • discordo do discordo

          O amigo ainda nao percebeu que o PT é o partido que mais recebe doações, atualmente. Portanto, sua tese é totalmente furada, ao atacar o fato do PT defender a reforma politica com o fim das doacoes de empresarios. Se o PT é  partido que mais tem recebido doações (pelo menos oficial, já que Marina vive de doações não reveladas), fica estranho o PT estar defendendo o fim das doacoes privadas. É que o governo Lula-Dilma quer melhorar a vida politica do país, e nao ficar pensando unicamente em seus interesses, como fez FHC ao aprovar a peso de ouro sua reeleição.

  32. O Arnaldo Madeira, “que a

    O Arnaldo Madeira, “que a campanha de Aécio cometeu a imprudência de colocar na coordenação paulista”.

    Imprudencia?! É honra ao mérito. Como já foi dito: “não se deixa na estrada” quem jjá cumpriu tantas missões com lealdade e denodo. É fuga pra frente; sempre. Já passaram do ponto de retorno há muito. Tudo que acusam nos outros é o que eles fazem.

    Por pior que possa ser o pt, o pt, o pt, nessa gente baixa, grosseira, mesquinha, mentirosa, vil, velhaca e vulgar de que é composta a direita brasileira eu não voto de jeito nenhum.

    É uma pena que marina – e alguns do próprio pt – ainda se iludam com elas.

    O Brizola dizia, ali pelo final da década de 70 e começo de 80 sobre o novo sindicalismo e o pt, que eles agiam como se achassem que as lutas sociais tivessem começado com eles. Pois é, agem também como se ainda não conhecessem essas elites; mesmo depois de 12 anos no poder.

  33. A hipocrisia das denúncias políticas e a blindagem dos grandes g

    Toda vez que leio sobre roubalheira na Petrobras me vem sempre à cabeça os eternos adversários de Lula e Dilma.  Se a Petrobrás fosse uma empresa privada como o Banco Itaú, o Pão de Açucar, ou se fosse uma empresa pública como o Metrô de São Paulo, ou a Cemig em Minas Gerais, será que a indignação seria a mesma?  Esta indignação me lembra a pergunta do Bonner da Globo à presidenta Dilma.  “Senhora presidenta, qual a dificuldade de escolher somente pessoas honestas?”  Estes escândalos, na verdade, é o ópio do povo, usado de forma estratégida para esconder a fragilidade dos candidatos majoritários que não tem nada para apresentar aos eleitores.  Qual a diferença entre Marina e o Pastor Everaldo, do Aécio e o Levy Fidelix?  Dilma Rouseuff sobra entre os demais concorrentes, isto nem seus adversários duvidam, mas FHC detonou a nossa democracia com a emenda da reeleição, quando deveria ter feito a reforma política.  A verdade é que estes factódios, verdadeiros ou não,  só trazem  um clima de guerra entre aqueles que amam a políta e afasta de uma vez por toda os jovens que se aventuram se informar.

    • 3% dos contratos da Petrobrás não são factóides

      Concordo com o Quincas quanto á exploração política desses fatos pela imprensa. Mas não são factóides. É roubo do dinheiro que pertence ao porvo Brasileiro, que é o Acionista d Petrobrás, e faz muita falta. E como faz!! Recentemente perdi uma pessoa por quem eu tinha uma grande estima após passar uma noite inteira tentando interna-la em um Hospital, sem sucesso. Quando me lembro disso e depois calculo quantos milhões, ou até bilhões que esse roubo signifoca, e quantos hospitais poderiam ser feitos com esse dinheiro, perde para mim a importância da explorção política do fato, e cresce a importância do fato em si. Essa roubalheira tem que acaabr Amigo.. Não são factóides. Se vc é Petista, sugiro que concentre a sua luta em mostrar os rooubos dos outros, que sem dúvidas existem, mas não minimizar os que possam ter gente do PT envolvidas.

       

      • O PT não inventou a corrupção, muito pelo contrário, a combateu

        E Paulo Roberto Costa não é petista nem entrou na Petrobrás pelas mãos de Lula, os ratos que estão no serviço publico não são petistas, precisa desenhar né

      • Propinoduto, mensalão mineiro, aeroportos clandestinos de Aécio
        Quanto dinheiro desviado nos governos do PSDB, lembrando ainda do caso Banestado onde Youssef ajudou Serra e outros tucanos a desviar mais de R$60 bilhões dos cofres públicos. Dinheiro que deveria ser usado em benefício do povo.

  34. Os objetivos da delação

    Os objetivos da delação premiada sem provas e às vésperas das eleições:

    1) tentar ressuscitar a candidatura Aécio, que caminha para ficar abaixo dos dois dígitos;

    2) tentar salvar os governos tucanos de Minas e de SP, ainda que neste haja um favoritismo do atual governador, mas que está em queda;

    3) tentar salvar o PSDB nacionalmente, que corre o risco de desaparecer do mapa, tal aconteceu com o DEM;

    4) fortalecer a campanha de desmoralização da Petrobras, com o claro objetivo de privatizá-la e em seguida entregar o Pré-sal para os grupos de rapina;

    5) tentar impedir o crescimento da candidatura Dilma, que, ante a queda de Aécio, pode vencer as eleições no primeiro turno;

    6) tentar atingir e desconstruir em parte a candidatura Marina, para que o candidato preferido da mídia golpista e dos bancos, Aécio, assuma o segundo lugar na disputa;

    7) tirar o foco politizante das discussões – sobre a crítica da autonomia do BC, a questão do pré-sal, a forma de enfrentar a crise externa, etc -, e transferir a discussão para o falso moralismo do combate à corrupção, e ainda por cima carimbando o PT (e agora também o PSB) como os partidos ligados à corrupção. Para a mídia, o PSDB é um partido de anjos.

    Considerações gerais: acho uma falta de respeito à inteligência dos eleitores este tipo de golpismo em véspera de eleição. Como é que o TSE permite que a Veja, a Globo e outros realizem tamanha interferência no processo eleitoral, sem prova alguma, e que pode mudar os rumos das eleições com base em acusações de um condenado que está preso e quer se safar, e que ainda não apresentou provas? Deveriam prender os editores e proprietários dessas emissoras e jornais e revistas por calúnia, difamação, e interferência indevida no processo eleitoral.

    Até quando o povo brasileiro será vítima dessas criminosas manipulações eleitorais, que podem definir os rumos do país para os próximos anos, ou décadas, até?

  35. Voto e faxina

    Você eleitor é que terá a obrigação de julgar tudo isso, o esfregão e o balde estão na sua mão, o produto de limpeza é o seu voto. Quer mudança, faça! 

    • Nada “é”. Tudo foi.

      Caro Chev,

      é evidente que o suposto “produto de limpeza” NÃO É o voto do eleitor. Aliás, mesmo se o fosse, manejar tal “produto” sem “luvas” adequadas poderia  lhe causar sérios problemas de “saúde”. Além disso, produto está para algo teleológico. É fim de alguma coisa. Produto nao me parece o melhor vocábulo a ser usado.

      Lado outro, de que adianta um “chão” aparentemente limpo, se  “os próprios eleitores ” estão “sujos”.

      Portanto, é razoável supor que a limpeza começa no pensamento do suposto “eleitor” a ponto de não “permitir” contaminações baratas em sua “mente” ou em sua “alma”. E após a mente limpa,  tomar um banho para limpar sua “propriedade privada”, isto é, o próprio corpo. Em suma, a dica é , primeiro, fazer  o “dever de casa.”  

      E não parando de pensar em nenhum destes momentos , talvez, possa concluir que tudo muda. No limite, nada é a mesma coisa que foi a instantes;  não “como uma onda no mar” , mas,  com um rio que passa…

      Assim, pensando bem,  a mudança parece , de per si, inevitável. Heráclito estava certo…

      Nesse sentido, vote na mudança que já vem ocorrendo na “bacia hidrográfica brasileira”. 

      Saudações

       

       

  36. confrontado com os barões

    confrontado com os barões midiáticos de lá,  o premiê britanico disse que o poder irresponsável dos assassinos de reputação tem o”atributo  das prostitutas”.

    se ele oubesse que no brasil a justiça –

    que nega o direito de resposta

    ou costuma transformar o sigilo-segredo de justiça em escrachos massivos  que propiciam escadalos e estelionatos eleitorais – o que ele diria?

    que as madames midiáticas e justiceira se autoprotegem?

  37. Tudo errado….

    O PT governa no período e manda na Petrobrás e se fala de Serra, Marina, Enéas? PelamordeDeus….

    “O envolvimento direto do ex-governador Eduardo Campos com o esquema Costa tira a aura de pureza da candidatura Marina”

    Errado, como disse o Goldman (do partido rival PSDB), ela é do Acre, ele era de Pernambuco, e morreu levando as respostas junto…

    • E o PSDB do ALKMIN E SERRA É O QUE?

      Ate parece que o governo de São Paulo, ha 20 anos nas maos do PSDB, não é governo. Quando atacam o governo federal dizendo ser necessaria alternancia de poder, passam batido do PSDB de São Paulo.  20 anos e todas as maracutaias devidamente ocultadas. 20 anos, se-nho-res…

  38. Contra ataque

    Uma grande defesa do atual governo, é justamente as denuncias de corrupção. Ficavamos indignados de ver e ouvir falar que o Brasil era um dos paises mais corruptos do mundo, porém quase nada aparecia.

    Agora sabemos como as coisas acontecem, governos passados e seus cúmplices jogavam a sujeira para debaixo do tapete, como por exemplo em São Paulo, que parece ainda viver no passado, no escândalo do Metrô.

    Será que queremos voltar ao passado, não esta melhor assim onde temos investigados, denunciados, julgados e punidos, se for o caso?

  39. a revista Época dessa semana

    a revista Época dessa semana trouxe uma reportagem sobre o caso. o que eu entendi foi o seguinte:

    1 – Paulo Roberto Costa tem muito o que explicar para as autoridades, especialmente para a policia federal. parece que a policia federal conseguiu montanhas de documentos que comprovam que ele fez muita coisa errada na petrobrás..

    2 – agora sobre a delação premiada eu só vi blablablá… eu penso em chantagem das pesadas…a propria revista confessa que não há nada que ligue o desvio de verbas da empresa com pagamentos a terceiros…

  40. O Brasil só vai progredir

    O Brasil só vai progredir quando a populaçao entender que nossa mídia não quer acabar com a corrupção, mas apenas vender manchetes.

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome