Estadão diz que PF usou tarja em relatório porque Serra tem foro privilegiado

Jornal GGN – Após discussões sobre a possibilidade de um repórter ter escondidos nomes de políticos em um relatório da Operação Lava Jato, favorecendo o senador José Serra (PSDB), o Estadão publicou nesta quinta-feira (23) uma nota que aponta a própria Polícia Federal como autora das tarjas pretas usadas não só no tucano, mas também em Fernando Pimentel, José Eduardo Cardozo, Edinho Silva, “Haddad”, Luís Inácio Lucena Adams, Carlos Zarattini e Blairo Maggi.

“A medida da PF, de cobrir os nomes, tem como objetivo preservar as investigações. As tarjas estão sobre as citações feitas a políticos que detêm, conforme a lei, foro privilegiado perante os tribunais superiores”, escreveu o Estadão. “Essa prática utilizada pela Polícia Federal é corriqueira quando a investigação depara com nomes e dados pessoais (como telefones) de parlamentares que só podem ser julgados perante o Supremo Tribunal Federal”, acrescentou.

O relatório, porém, deixa ao menos três políticos com mandatos eletivos sem a proteção da tarja preta: Eduardo Cunha, presidente da Câmara; Geraldo Alckmin, governador de São Paulo e correligionário de Serra, e Michel Temer, vice-presidente da República, do mesmo partido que Cunha, o PMDB.

“No caso de Alckmin e Temer”, justificou o Estadão, “os nomes não foram preservados porque, segundo a PF, apareciam citados na agenda em reuniões oficiais com o empreiteiro” Marcelo Odebrecht.

A nota não traz justificativas sobre a revelação do nome de Eduardo Cunha.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

54 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Roque.

- 2015-07-26 15:22:54

Fica Provado que o JS, e o


Fica Provado que o JS, e o Grande Chefão Da Mafia, Manda em Tudo e em Todos as Esfera, Himagina o Caixa deste Pilantra.

 

Celeste

- 2015-07-25 13:07:26

Sério... Desde quando o
Sério... Desde quando o Estação é porta-voz oficial da PF? Nada a comentar... Na página da PF não tem nenhuma nota oficial, nos moldes citados entre aspas no seu artigo, Nassif. Também você não traz o link da Nota Oficial da PF, donde concluí: é o Estação a voz oficial da PF. Deu um up: promovido de vazador oficial a voz oficial da PF! Só rindo...

Esmael Leite da Silva

- 2015-07-24 19:43:29

Todos são iguais perante a

Todos são iguais perante a lei, mas alguns são mais iguais. (parafraseando George Orwel, Revolução dos Bichos), rsrsrsr

Ivan de Union

- 2015-07-24 14:15:53

"quanto à necessidade de

"quanto à necessidade de tarjas na PF a explicação seria que a corporação não pode se meter com certas autoridades sem ordem ter expressa do STF":

Nao cola muito bem, Gao, embora possa ser verdade.  Por enquanto, sabemos que "MC" foi a ultima pessoa que teve o arquivo em maos, 5 horas e pouco antes da publicacao.  A PF soltou nota, e o estadao solta uma reportagem dizendo o mesmo.  Mas O ESTADAO nao identificou "MC" como funcionario proprio -embora tudo indique que seja, e se nao for?  E "MC" teve chance de editar o documento.  Se ja recebeu com as tarjas pretas foi um reporter muito ruim pois a internet desmontou as tarjas em poucos segundos -literalmente.

Eh improvavel que um PF estaria editando 5 horas antes de publicacao, por exemplo.

Tem alguma coisa que nao bate ainda.  Varias.

sobrinhonetto

- 2015-07-24 12:20:36

Esta firma é a "gata" do PIG.

Esta firma é a "gata" do PIG.

João Maria Fernandes de Sousa

- 2015-07-24 03:05:57

É como

querer cobrir um corte de cirurgia com band-aid.

Cada vez que a mídia bandida tenta se explicar, e só se explicam após uma pressão da "sugeira" da net (blogs como o do Mouro certamente), se complicam mais ainda.

Serra tem se provado ser uma das pessoas mais nefastas nas nossas vidas, o apelido de nosferatus cabe bem nele.

mcn

- 2015-07-24 02:30:34

Um bandido bem trapalhão

Quando o Estadão achincalhou o Sarney por semanas seguidas, na época do governo Lula, não teve tarja preta. O processo corria em sigilo de justiça. O jornal molhou a mão de algum agente público e obteve o que queria, que era detonar um inimigo da família Mesquita. Depois, levaram um tranco de um juiz e fingiram indignação, dizendo que estavam sendo censurados por mil dias.

O mesmo se repete nesse episódio patético. O escândalo aqui não é a tarja preta, mas a ação corruptora do jornal sobre os agentes públicos. Sempre o mesmo caminho sujo. Fossem honestos, sequer aceitariam discutir esse tipo de falcatrua com a equipe do Moro. Como não são...

 

jcordeiro

- 2015-07-24 02:05:39

No creo en las brujas, pero...

Nassif: o termo "conspiração" parece inapropriado ao fato. Como esta, mais parece suspense de Hitchcock. O que, na verdade, se constata é um verdadeiro ato de "terror" que certo grupo desse senador (que assusta criança, até rindo) tem imposto ao cenário político brasileiro, nos últimos vinte anos. Desde o "affair" Caymã, que se nunca foi cabalmente provado, não foi, também, cabalmente desmentido, vemos a presença desse pessoal. Alí era, se não me trai a memória, US$ 500 milhões para cada um dos nominados, botim originado na privatização da telefonia; e desde então os temos envolvido em histórias pouco lisonjeiras. A questão da quebra de patentes dos remédios, lembra? E mais à frente, o namoro com a Chevron (que dizem, atualmente se encontra em união estável). Isto, sem levantar outras financiadoras de campanha. O Estadão, por sua vez, nunca foi flor de cheiro. Seus proprietários (ouvi dizer que hoje são meros laranjas), sempre cultivaram ódio visceral contra seus desafetos. Associando a fome com a vontade de comer, chegamos ao cenário ideal da notícia, com parte da PF e o MP de pano de fundo. Ah! entra ainda parte do Judiciário, só para apimentar o caldo. Ora, “teoria da conspiração” relembraria uma trama “secreta”. A canalhice política desse pessoal nada tem de secreto. Nem sequer de discreto --- locupletam, difamam, esculhambam a vida política e pessoal dos outros e ficam impunes, imaculados. Uns protegendo os outros, como autêntica gang, com tarjas pretas e outros artifícios. Este é o cenário e o contexto do texto. Não se trata de conspiração. É golpe mesmo, e dos mais sórdidos!

PauloBR

- 2015-07-24 01:37:13

É da teadição...

O Estadão é um jornal tão tradicional... Do mesmo jeito que se punham tarjas nos olhos de menores nas fotos das páginas policiais, o jornal tarjou o Serra - afinal, uns e outros são inimputáveis...

Gão

- 2015-07-24 01:34:20

Correção

  A data acabou sendo modificada com a edição aqui, como a data da modificação no arquivo do estadão é a mesma da criação essa deve mesmo ser a data definitiva mas não significa uma modificação no documento nesse instante.

Gão

- 2015-07-24 01:25:30

Essa é data da conversão para PDF

   O PDFcreator não edita documentos só converte, consegui adicionar anotações com o adobe reader  e salvar mantendo se  PDFcreator e GPL ghostscript nas propriedades do arquivo, ou seja pode ter havido modificações antes e depois dessa data, só não pode depois de 21/07 02:18, data que consta no servidor do estadão.

    Muito provavelmente mc110215 é do estadão, ele pode ter colocado as tarjas mas também pode ter modificado  tarjas do documento original mostrando só o que queria, quanto à necessidade de tarjas na PF a explicação seria que a corporação não pode se meter com certas autoridades sem ordem ter expressa do STF, e aí cabe peguntar se as decisões do ministro Leandowski sobre Eduardo Cunha sobre essa mesma questão também serviriam para  esse caso.

Ze Guimarães

- 2015-07-24 00:34:11

Foro privilegiado

Então, seguindo esta lógica, os jornais deveriam por tarja preta no nome da Dilma também, caso apareça em alguma investigação, afinal ela também tem foro privilegiado.

E sobre o nome do Senador Collor, que apareceu na investigação, por que não puseram tarja preta no nome dele? O foro privilegiado dele por ser Senador não estava valendo?

Marcos Carvalho

- 2015-07-23 23:45:49

Então quem é o usuário mc110215?

Se o Estadão afirma que a tarja preta foi colocada por alguém da Polícia Federal, então este alguém só pode ser o usuário mc110215, funcionário da PF, que alterou o documento no dia 20/07/2015 às 23:15 h (05:45 h antes da edição do jornal) antes de vazá-lo para a imprensa.

Neste caso é muito fácil para a PF identificar o responsável pelo vazamento do relatório e puni-lo devidamente pelo crime cometido.

Acontece que não seria necessário colocar a tarja nos nomes se o documento não fosse vazado para a imprensa, portanto a colocação das tarjas só se fez necessária quando foi decidido vazar o documento para a imprensa, ou seja, as tarjas foram colocadas na data de 20/07/2015 às 23:15 h (data e hora da alteração do documento) na calada da noite por alguém da PF (seguindo a lógica furada do Estadão).

Outra questão é a de não se cometer o crime de se divulgar os nomes de pessoas com foro privilegiado, esta questão é inexplicável já que o vazamento não se trata de um processo legal, ou seja, quem cometeu o crime de vazar um documento sigiloso da PF está pouco se lixando se tem ou não nomes de pessoas com foro privilegiado no documento, pois o crime será cometido de qualquer maneira, só se justifica se há da parte do vazador o interesse de encobrir estes nomes e não em agir dentro da legalidade.

A lógica leva a crer que as tarjas foram colocadas pelos jornalistas do Estadão, mas já que o Estadão afirma que foram colocadas por alguém da PF, é necessário que se faça uma investigação interna para identificar o usuário mc110215, e caso não haja na PF este usuário, deve-se desmentir o Estadão.

nilton mario miranda

- 2015-07-23 23:17:48

resposta cristiana
Faltou o José Sirceu, Cristiana, é o verdadeiro JS, rsrs

franklin

- 2015-07-23 22:18:28

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Zé simão vai perder o emprego, a concorrência é de peso. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

 

Só o Serra? Foro privilegiado no Estadão?

Cris Kelvin

- 2015-07-23 20:50:46

Se Serra tem foro privilegiado...

.. é por que está na condição de investigado e a PF (agora, sim)  obedece o segredo de justiça? Ora, foro privilegiado existe apenas para eleitos arrolados num processo.  Se não está indiciado, não há razão de ser o julgamento  por uma instância superior. E se , apesar de citado, não  é investigado, a explicação à tarja preta é furada, à medida que a PF dá a Serra o   diferenciado tratamento que não tiveram os outros   -  algemados, presos e absolvidos no Lava Jato por falta de provas.

alessandroduarte

- 2015-07-23 20:14:50

balela

balela

L. Souza

- 2015-07-23 20:12:24

Perfeito: "duplo tuíste

Perfeito: "duplo tuíste carpado".  E, no final, continua em pé.

João de Paiva

- 2015-07-23 19:45:05

Essa lava jato, essa PF, esse

Essa lava jato, essa PF, esse juizeco da república paranaense, esse MPF... tudo uma ESCULHAMBAÇÃO. A cada defecada desses "atores" e da mídia comercial que lhes dá guarida e "credibilidade" fico pensando: o cinismo, a estupidez, a canalhice, a sem-vergonhice humanas não têm, de facto, limites. E as justificativas do Estadinho, para as tarjas pretas? Batom na cueca não tem explicação.

Maria Luisa

- 2015-07-23 19:05:53

O inescrupuloso Estadão

O Estadão conhece o leitor que tem... Eles contam com a falta de entedimento do público da velha imprensa, que engole qualquer explicação que os jornais oferecem.  

O Estadão revela, mais uma vez, a falta de escrúpulos, da qual se pauta a imprensa em geral. 

cassio guimaraes

- 2015-07-23 18:55:13

Ridículo essa resposta do
Ridículo essa resposta do jornal. .

JoaoMineirim

- 2015-07-23 18:53:06

Serra é tarja preta em

Serra é tarja preta em caratê. Cara tê costa quente com a mídia e PF. Quem é tarja preta em caratê aplica golpes indefensáveis. Quem é tarja preta em caratê  é inatingível pelos adversários.

 

Morais Valente

- 2015-07-23 18:31:35

Pessoal não tenho tuiter,

Pessoal não tenho tuiter, alguém poderia inventar a hasteg: #agentecolocatarjapretasequiser

Morais Valente

- 2015-07-23 18:29:02

Em off: Pessoal foi a chevron

Em off: Pessoal foi a chevron mandou colocar a tarja.

Marcos Antônio

- 2015-07-23 18:21:06

Muito bom!

Muito bom!

Morais Valente

- 2015-07-23 18:17:54

Tem tucando envolvido? Então

Tem tucando envolvido? Então tá tudo certo!

Wendel

- 2015-07-23 18:12:52

E..................................

Não dá nem vontade de comentar estas asneiras/justificativas dadas pela Felha, mas vamos lá.

Acabaram-se os temmpos em que os idiotas acreditavam em jornais, principalmente os chamados grandes. Hoje, estão à mingua, e vivem mandando convites para assinantes com descontos de até 70%.

Os otários, ou melhor os midiotas que façam bom proveito. Eu e muitos, estamos fora !!!!!!!!!!!!!!!

Faremos contudo e sempre, o contraponto. TEnham certeza !!!!!!!!!!!!!!!

 

Luiz Cesar 2

- 2015-07-23 18:07:01

No Pan eles chamam isso de

No Pan eles chamam isso de "duplo tuíste carpado".

 

JoaoMineirim

- 2015-07-23 17:50:30

Serra tem foro privilegiado

Serra tem foro privilegiado na redação do Estadão, da Folha, do Globo, da Veja, da Época...

Cristiana Castro

- 2015-07-23 17:28:44

Ué! Como é que descobriram

Ué! Como é que descobriram que JS era José Serra? Pensei que fosse Jô Soares...

Pessoal tá se divertindo com essa estória de JS.. Já vi, Jão sem braço, Jula da Silva, Jilma Sousseff... País rico é País em que Instituições bancadas a peso de ouro com o suor e sangue de quem trabalha MPF PF STF, etc... existem, apenas, para atuar em farsas  midiáticas. E Ainda tem gente que tem coragem de falar em crise.... 

Jose Saguy Tenorio

- 2015-07-23 17:16:46

Traja preta

https://www.facebook.com/alfredo.leitao.7/videos/vb.100000429498844/1036337949723845/?type=2&theater

Stanley Burburinho

- 2015-07-23 17:15:38

A PF se calará

A Polícia Federal ficará quieta. Se não ficar, terá que expor o agente vazador para a velha mídia. É fácil de identificar quem vazou. // Sobre as páginas 23, 24 3 25 que estavam sob tarja branca sobre bastidores de entrevistas de empresários para a Folha: se o vazador tivesse vazado para a Folha o jornal teria publicado essas páginas? Acho que não.

JoaoMineirim

- 2015-07-23 16:52:59

A Dilma é uma idealista. Não

A Dilma é uma idealista.

Não botou ordem na Polícia Federal, com receio de ser acusada de aparelhar a instituição, e deixou o PSDB aparelhar e usar contra o governo.

Parabéns Dilma. Valores morais não são negociáveis. Podem até lhe tirar do Poder com golpe, mas seu nome será reconhecido na história como de uma grande mulher, mãe, batalhadora, honesta e patriota. 

 

Carlos Henrique Pereira

- 2015-07-23 16:31:09

??????????????????????????

Ridículo e Mentiroso, nada mais a qualificar com educação o LIXO chamado Jornal "O Estado de São Paulo".

jc.pompeu

- 2015-07-23 16:18:55

... e tudo acaba bem quando

... e tudo acaba bem quando termina bem

afinal, manchete garrafal em revista d'época

foi é muito barulho muito burburinho por nada

fica a real lição política de proteção e blindagem

para quando estiver no poder de mando des/mando:

serra é tarja preta! pra lulopetismo nenhum botar defeitos...

já, os seus malfeitos, estão bem protegidos: mídia e justiça no bolso.

gaúcho

- 2015-07-23 16:09:26

Me engana que eu gosto.

Me engana que eu gosto.

Marcos Antônio

- 2015-07-23 16:06:28

Apelou para a Burrice do leitor!

A Emenda saiu PIOR QUE O SONETO!

Renato Lazzari

- 2015-07-23 16:02:04

Caramba! Assassinando o Jornalismo...

Isso é que mata nessa firma, OESP: incutir burrice no leitor que lhe dá credibilidade, espalhar "ditos pelos não ditos". O jornal não só revela uns nomes e esconde outros como tenta enfiar goela abaixo de seu leitores um desculpa esfarrapada. E eu não duvido de que tem gente que ainda acredita no jornal que essa firma vende...

Ô firminha mequetrefe, viu? Quem disse que poder econômico e qualidade andam juntos?

Fábio de Oliveira Ribeiro

- 2015-07-23 15:51:04

O senador José Serra tem

O senador José Serra tem "foro privilegiado", verdade.

Mas neste caso, a verdade é bem outra.

O Estadão é que teve faro para garantir privilégios jornalísticos ao pilantra.

O jornalão foi pego com a mão na merda e disse que a cagada é juridicamente justificada. Ha, ha, ha... 

Maria Silva

- 2015-07-23 15:49:03

Esse Jornal tá de brincadeira?

Ou a PF é mais nojenta  do que eu imaginava? Que tarja preta é essa que qualquer um  pode arrancar, basta apertar as teclas corretamente? E o jornal ainda vem com essa nota? Era melhor não ter dito nada. Só passou atestado de estupidez. Ambos, a jornal e a PF.

Lionel Rupaud

- 2015-07-23 15:48:11

Até na "explicação" o OESP...

mente!

Que decadência sem vergonha.

Lucinei

- 2015-07-23 15:47:51

Hahahahaha! A Cara de pau não

Hahahahaha!

A Cara de pau não tem limites. A propaganda é que tem foro privilegiado.

carlos afonso quintela da silva

- 2015-07-23 15:46:24

O Estadão preservando

O Estadão preservando pol[iticos com direito a foro privilegiado? Quaquaqua! Os caras pensam que somos idiotas?

Bonobo de Oliveira, Severino

- 2015-07-23 15:45:52

Ele não sabe nem o nome do país que queria governar....

O Zé Bolinha é uma MENTIRA ambulante sustentada pelo sistema corrupto da imprensa chantagista. Não sabe nem o nome do país que insiste em pretender governar.

 

https://www.youtube.com/watch?v=jbl2B8RKiew

 

Ele acha que o Brasil se chama "...estados unidos do Brasil..." e a Eliane Tucanhede diz que ele é "...o mais preparado..."!!

Helô 54356564

- 2015-07-23 15:44:39

Crime

Ou foi crime censurar documento púlbico sem ordem judicial expressa e fundamentada (?), ou então agora tem que parar tudo e enviar ao STF, para investigar o Senador. Porém eu acho que sonegar informação tão importante pode eventualmente ser caracterizado até como prevaricação. Foi muito grave. Deve ser esclarecido de forma exemplar.  Assustadora essa conduta, supostamente de algum policial federal, além de também vazar documento sigiloso, o que também é crime. O Ministro da Justiça cumprirá sua palavra de determinar a apuração criminal e administrativa dessas supostas irregularidades?

Helô 54356564

- 2015-07-23 15:44:38

Crime

Ou foi crime censurar documento púlbico sem ordem judicial expressa e fundamentada (?), ou então agora tem que parar tudo e enviar ao STF, para investigar o Senador. Porém eu acho que sonegar informação tão importante pode eventualmente ser caracterizado até como prevaricação. Foi muito grave. Deve ser esclarecido de forma exemplar.  Assustadora essa conduta, supostamente de algum policial federal, além de também vazar documento sigiloso, o que também é crime. O Ministro da Justiça cumprirá sua palavra de determinar a apuração criminal e administrativa dessas supostas irregularidades?

Álvaro Noites

- 2015-07-23 15:42:19

Risível.
A desculpa esfarrapada piora ainda mais a situação, uma vez que Serra não é o único que goza de foro privilegiado.

CarloB

- 2015-07-23 15:41:40

De qualquer maneira

esse caso revela a seletividade canalha das investigações da PF e das notícias da grande mídia , pois pelo visto tem elementos suficientes para por o PSDB e seus principais caciques nessas investigações todas , que por enquanto só tem interesse de ferra com o PT , como já está mais do que provado por tudo que está acontecendo.

Álvaro Noites

- 2015-07-23 15:41:12

Risível.
A desculpa esfarrapada piora ainda mais a situação, uma vez que Serra não é o único que goza de foro privilegiado.

Jose Bezerra

- 2015-07-23 15:41:08

Que desculpa hein..... Umas

Que desculpa hein.....

Umas tarjas saem via ctrl+c e ctrl+v e outras não. Umas são mais claras, outras mais escuras. E a tarja branca que esconde assuntos ligados a mídia? E desde quando reuniões oficiais são tratadas com tão bom senso pela mídia e até em alguns casos pela PF? E Eduardo Cunha não é ninguém. Não vale nem a tarja preta.... ah Entendi tudo.

Outra coisa: esse relatório não era sigiloso? Se colocaram tarja preta e branca, foi de forma consciente visando vazar para a imprensa. No caso, privilegiando um órgão em específico. Quem vazou e quem colocou as tarjas pretas e brancas? Porque vazar para determinado órgão? Ele dará ao assunto um tratamento específico que beneficiará a policia? Ou beneficiará algum político, empresário ou agente público? 

Vamos colocar tudo preto no branco?

Vânia

- 2015-07-23 15:37:16

Não é nada disso...

O verdadeiro motivo para o uso da tarja preta

Ivan de Union

- 2015-07-23 15:22:39

Em outras palavras, a Policia

Em outras palavras, a Policia Federal confessou com todas as letras que vazou o documento pro estadao?!?!?!?!?!

Eh isso?

Alexandre Weber - Santos -SP

- 2015-07-23 15:21:06

José Serra - Cabra nefasto

Lenta e paulatinamente vai saindo das trevas a figura do Senador José Serra.

Infelizmente a derrota acachapante e vergonhosa na eleição para presidente não lhe ensinou a ser uma pessoa melhor e preocupada com o povo e a nação brasileira. Ao invéz, procurou num andar sorrateiro e tenebroso uma vingança, mas se esqueceu que vingança é um prato que se come frio e o calor dos acontecimentos irá fritá-lo.

Perdeu otário!

Jorge Luis

- 2015-07-23 15:16:48

A "PF" (sei, quase acredito)

A "PF" (sei, quase acredito) ocultou o nome de José Serra não porque o dito cujo tem foro provilegiado, mas sim porque tem "pauta privilegiada" no jornal que inventou o "Pó Pará, Governador".

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador