Jornal O Globo omite informações para atacar Lula

Jornal GGN – Uma troca de e-mails entre o jornalista de O Globo, Chico Gois e o assessor de imprensa do Instituto Lula, José Crispiniano, revela que o jornal omitiu informações importantes com a finalidade de produzir uma matéria acusando o ex-presidente de fazer lobby da Odebrecht em outros países.

No post abaixo, divulgado pelo Instituto Lula, é possível ler as mensagens trocadas entre o jornalista e o assessor. Crispiniano rebate todas as perguntas do Globo e finaliza perguntando à Gois porque o jornal, após fazer “um grande fuzuê, com manchete de primeira página sobre os documentos do Itamaraty durante a presidência de Lula”, não produziu nova notícia de capa, quando os documentos tornados públicos revelaram a atuação positiva do ex-presidente na política externa.

Dentre todas as respostas enviadas pela assessoria de imprensa apenas uma foi utilizada na matéria de O Globo divulgada neste domingo.

Medium

Jornal O Globo omite informações e mente novamente para atacar Lula

Em mais uma matéria que não diz nada, o jornal O Globo, não se atenta aos fatos e faz distorções para prejudicar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Reproduzimos abaixo a troca de e-mails entre o jornalista e o assessor de imprensa do Instituto Lula, na qual fica clara a intenção de usar documentos que não revelam nada de novo, para criar um factoide. As mensagens trocadas entre repórter e assessor, em circunstâncias normais, deveriam ser apresentadas aos leitores do jornal na matéria, mas entendemos que a necessidade de criminalizar as atividades de Lula, vão além da normalidade e das boas práticas jornalísticas.

Veja abaixo a troca de e-mails:


De: O Globo
Para: Instituto Lula

Boa tarde,

Estamos fazendo uma matéria sobre a atuação do ex-presidente Lula em defesa da Construtora Odebrecht. Telegramas diplomáticos trocados entre embaixadas brasileiras e o Ministério das Relações Exteriores apontam que o ex-presidente agiu, várias vezes, em defesa da construtora.

Entre 21 e 23 de outubro de 2013, por exemplo, ele esteve em Lisboa, a convite da construtora, para participar de cerimônia dos 25 anos da empresa em Portugal, informa telegrama enviado pelo embaixador Mario Vilalva. Em2 de maio do ano passado, em outro telegrama enviado pelo mesmo embaixador, o diplomata fala sobre a privatização da Empresa Geral de Fomento (EGF), da qual a Odebrecht tinha interesse, e afirma que Lula “reforçou o interesse da Odebrecht pela EGF ao primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, que reagiu positivamente ao pleito brasileiro”.

O ex-presidente, segundo telegrama de 3 de março de 2014, enviado pelo encarregado de negócios em Havana, Marcelo Câmara, esteve em Havana entre os dias 24 e 27 de fevereiro daquele ano, com apoio da Odebrecht. Na capital cubana, Lula tratou de “prospecção de iniciativas para aperfeiçoamento da matriz energética cubana” relacionadas à zona especial de Mariel. Em 2011, Lula também estivera em Cuba, onde foi recebido no hotel pelo presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e pelo ex-ministro José Dirceu. Em outro telegrama, do embaixador Paulo Cordeiro afirma que Lula agendou uma reunião no BNDES para que o embaixador do Zimbabue no Brasil, Thomas Bvuma, pudesse pleitear recursos do banco de fomento brasileiro.

Pergunto:

1- Por que o ex-presidente atuou a favor da Odebrecht, fazendo gestões junto ao primeiro-ministro português, por exemplo?

2- O presidente recebeu pagamento para fazer lobby para a Odebrecht nas situações citadas acima?

3- Por que o ex-presidente agendou uma reunião no BNDES para o embaixador do Zimbabue no Brasil?

4- O ex-presidente costuma intermediar reuniões no BNDES com empresários e mandatários de outros países?

5- O ex-presidente considera que agiu legalmente ao solicitar tais reuniões?

6- Como o ex-presidente avalia seus encontros com altos dirigentes da Odebrecht?

Desde já, obrigado pelas informações

Chico de Gois


De: Instituto Lula
Para: O Globo

Boa tarde, Gois,

Qual o prazo para as respostas?

Atenciosamente,


De: O Globo
Para: Instituto Lula

Hoje, as 18h

Obrigado


De: Instituto Lula
Para: O Globo

Caro Gois,

Outras 2 dúvidas, em uma pergunta você fala de “tais reuniões”. A quais reuniões você se refere que teriam sido solicitadas pelo ex-presidente? De quem com quem?

Também gostaria de saber, para poder responder apropriamente, os trechos literais dos texto dos telegramas citados por você, por exemplo o texto do embaixador Paulo Cordeiro e a época. Não posso basear uma resposta na afirmação do Globo da existência de um suposto documento o qual não conheço a formulação nem tenho certeza da existência.

Atenciosamente,


De: O Globo
Para: Instituto Lula

Olá, Chrispiniano

Desculpe a demora. Estava almoçando

Sobre as “ tais reuniões”, refiro-me à intermediação do ex-presidente para que o embaixador do Zimbabue fosse atendido no BNDES, além de reuniões com o primeiro-ministro português no qual atuou a favor da Odebrecht.

Abaixo trechos dos telegramas:

25/10/2014
“Visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Lisboa. 25 anos da Odebrecht em Portugal”

RESUMO:
“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou Lisboa a convite da Odebrecht. Proferiu palestra sobre relações Brasil-Portugal, avistou-se com o PM Passos Coelho, recebeu empresários e participou do lançamento do livro do ex-PM José Sócrates”.

02/05/2014
“A participação brasileira no programa de privatização colhe a simpatia dos formadores de opinião em Portugal. Repercutiu positivamente na mídia recente declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à RTP no dia 27/04 último, no sentido de que o Brasil deve-se engajar mais ativamente na aquisição de estatais portuguesas. O ex-presidente também reforçou o interesse da Odebrecht pela EGF ao PM Pedro Passos Coelho, que reagiu positivamente ao pleito brasileiro”

03/03/2014
BRASIL-Cuba. Visita a Cuba do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (24–27/02)

RESUMO:
“Em atendimento a convite do governo local e com o apoio do grupo COI/Odebrecht, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou visita a Cuba entre os dias 24 e 27/02.”

03/05/2012
“O embaixador Paulo Cordeiro informou que participará, junto com o embaixador do Zimbábue no Brasil, Thomas Bvuma, de reunião com o BNDES em 3 de maio, organizada a pedido do ex-presidente Lula, que se dedicará ao desenvolvimento de infraestrutura na África”.


De: Instituto Lula
Para: O Globo

Caro Chico,

Muito obrigado pelo envio.

Atenciosamente,


De: Instituto Lula
Para: O Globo

Caro Chico,

Tudo bem?

Sim, entre 21 e 23 de outubro o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve em Portugal, cumprindo uma extensa agenda e essa informação, como todas de viagens do ex-presidente, é pública e foi informada à imprensa na época.

Sobre Cuba, você mencionou, mas não fez nenhuma pergunta, de qualquer forma, segue o texto do release enviado informando a viagem na época, que informa à visita à Mariel: http://www.institutolula.org/raul-castro-recebe-lula-em-cuba

A visita também foi acompanhada pela imprensa internacional, nos links abaixo, as agências EFE e AFP:http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/02/lula-considera-porto-de-mariel-como-referencia-para-america-latina.html

http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2014/02/26/lula-e-raul-castro-percorrem-porto-cubano-financiado-pelo-brasil.htm

Respondo:

1- Por que o ex-presidente atuou a favor da Odebrecht, fazendo gestões junto ao primeiro-ministro português, por exemplo?

O ex-presidente não atuou em favor da Odebrecht , nem fez gestão a favor da empresa. Como o documento mostra ele comentou o interesse da empresa brasileira pela empresa portuguesa. Que, aliás, era público há muito tempo, como indica matéria do jornal Público de outubro de 2013, a qual segue o link: http://www.publico.pt/economia/noticia/odebrecht-interessada-na-privatizacao-da-egf-1608053 São inúmeras as empresas brasileiras que acompanham com interesse o processo de privatizações em curso em Portugal. A Azul empresa brasileira, acabou de comprar a TAP, por exemplo.

2- O presidente recebeu pagamento para fazer lobby para a Odebrecht nas situações citadas acima?

Não. O ex-presidente não recebeu, não recebe e jamais receberá qualquer pagamento de qualquer empresa para dar consultoria, fazer lobby ou tráfico de influencias.

No caso da Odebrecht, como de dezenas de outras empresas, ele recebeu pagamento para fazer palestra para funcionários, empresários ou diretores. E elas foram pagas através de notas fiscais e tiveram seus impostos pagos. Palestras assim são feitas também por diversos ex-presidentes brasileiros e estrangeiros, jornalistas, esportistas e artistas.

3- Por que o ex-presidente agendou uma reunião no BNDES para o embaixador do Zimbabue no Brasil?

O ex-presidente não “agendou uma reunião”, o evento ao qual o telegrama se refere, no dia 3 de maio de 2012, foi público, um grande seminário comemorativo dos 60 anos do banco, com mais de 500 pessoas presentes, entre elas embaixadores ou delegações de todos os países africanos, na sede do BNDES. O seminário em questão teve em sua mesa uma delegação de 10 dirigentes da União Africana, pois o seu tema era o desenvolvimento na África. Não só o embaixador do Zimbábue foi convidado pelo banco, mas os outros 36 embaixadores africanos no Brasil também. O evento foi coberto pela imprensa e foi o primeiro evento público com participação do ex-presidente após o tratamento contra o câncer. Inclusive O Globo também cobriu, vejam essa matéria do G1 e da France Press, segue link:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/05/lula-critica-paises-ricos-e-fmi-em-seu-primeiro-discurso-publico-apos-cancer.html

O evento também foi noticiado no site do BNDES:http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Sala_de_Imprensa/Noticias/2012/institucional/20120503_seminario.html

4- O ex-presidente costuma intermediar reuniões no BNDES com empresários e mandatários de outros países?

O ex-presidente NUNCA intermediou reuniões de empresários com mandatários de outros países

5- O ex-presidente considera que agiu legalmente ao solicitar tais reuniões?

Vide resposta acima.

6- Como o ex-presidente avalia seus encontros com altos dirigentes da Odebrecht?

Da mesma forma que avaliamos os encontros com quaisquer “altos dirigentes” de outras grandes empresas, dos mesmos setores ou de outros setores como comunicação, financeiro, alimentício, agrícola ou tecnologia. Ou os encontros com dirigentes sindicais, de movimentos sociais, artistas e sindicais etc…

Gostaríamos de complementar dizendo que o Globo fez um grande fuzuê, com manchete de primeira página sobre os documentos do Itamaraty durante a presidência de Lula, mas depois, quando os documentos se tornaram públicos e revelaram a atuação positiva do ex-presidente Lula, não localizamos nenhuma matéria do jornal sobre o assunto, o que talvez tenha causado estranhamento aos seus leitores, que talvez achem que os documentos não foram publicizados. Por isso segue matéria que fizemos sobre os documentos ignorados pelo jornal.

http://www.institutolula.org/telegramas-do-itamaraty-veja-o-que-lula-fazia-em-suas-viagens-pelo-mundo

 

19 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gustavo Horta

- 2015-07-21 12:22:11

Em resumo? G O L P I S T A S ! ! ! !
PESSOAS INTELIGENTES QUE CONHEÇO, ACORDEM!GOLPISTAS NO ATAQUE!É só o que lhes resta: o GOLPE!E continuam tentando!EM RESUMO: G O L P I S T A S ! ! ! Vale para os gregos, vale para nós: "Não à rendição! A saída está na luta dos trabalhadores e do povo" A quadrilha canalha está a usar todas as armas, mesmo as ilegais, assim como já fazem com as drogas. Ou a gente mostra qual o caminho que queremos ou eles ditarão o caminho e depois, não precisa nem adianta chorar. Qualquer montinho de areia e nós, trabalhadores fazemos uma festa.

alêminas

- 2015-07-20 04:20:48

MÍDIA PIG? ah, mas que bobagem ...

Pois é pessoal 12 anos de governo petista. Altíssima popularidade. Lula, aliás, estratoférica popularidade! Acharam  - ele e Dilma - que poderiam ir "tocando com a barriga". Nada fizeram. Pelo contrário, inundaram os CAIXAS DA GLOBO com grana. Época que os Marinhos mais encheram os bolsos. Blogs? hum.. argh... Era o que os "ins" do PT pensavam... Taí.. adoro Lula, Dilma e PT. Mas não tenho receio de falar, nesse caso: BEM FEITO! 

JB Costa

- 2015-07-20 01:45:56

Instituto Lula: não gaste

Instituto Lula: não gaste mais tinta com esses vagabundos. Três letrinhas bastam: vão para a PQP, seus FDP!

Ivan de Union

- 2015-07-19 22:18:23

Eh isso que o Brasil

Eh isso que o Brasil precisa!!!  Mais um que quer saber o tamanho do pinto de Lul...

Opa, isso nao aconteceu antes de ontem?

O que ha com essa porra de Brasil que eu nao sei?????????????????????????????

jose antonio santos

- 2015-07-19 22:03:34

não ouço pig nem as leio

Para que perder tempo com essa gente!!! Ja faz 2 anos que não leioouço o PIG  e não me faz falta nenhuma. Agora só me informo com com a imprensa de fora. Não passo raiva e melhoro meus conhecimento em linguas. 

Emilia Silva

- 2015-07-19 21:43:07

Corretíssimo. “...tivesse

Corretíssimo. “...tivesse Fernando Henrique Cardozo feito o que Lula fez, mantendo os ganhos e o poder das elites que compõem o Brasil, a "coisa" teria sido mais palatável, talvez até, FHC tivesse sido engrandecido pela elite que ora odeia Lula”. A verdade é que FHC ou qualquer outro ligado à elite que tivesse feito o que Lula fez, teria sido enaltecido. Daí vem o ódio, do fato de Lula ter aberto os olhos do povo para o valor e a força que ele – o povo - tem. Lula desbancou a suposta supremacia das classes superiores.

Malú

- 2015-07-19 21:35:57

O Fernando Henrique, quando

O Fernando Henrique, quando viaja para o exterior, além de nunca fazer nada de bom para o País e ainda o desanca, o Globo só tem salameleques para ele. Além de falar mal do Brasil, quando era presidente, lembro de uma vez quando estava na exterior brindou os brasileiros com um carinho sem igual, nos chamou de CAIPIRAS. Não é um fofo?

EJ

- 2015-07-19 21:29:40

Lei

Com apoio ativo ou passivo da chamada "Justiça", o Brasil virou uma "terra sem lei". Aliás, há muitas leis mas só se aplicam aos quatro pês...

Malú

- 2015-07-19 21:26:49

Para o Globo, certo deve

Para o Globo, certo deve estar o Fernando Henrique que vai para o estrangeiro e desce o cacete no Brasil, pelo menos o Globo nunca o incomodou por isto.

Wellington Ferreira de Jesus

- 2015-07-19 21:20:33

Enquanto isso, a manchete do jornaleco...

Enquanto isso, a manchete do jornaleco mais boçal do Brasil, o Correio Babaliense (só baba nas tetas do PSDB e DEM), para deleite dos "coxinhas de aguas claras" (um turma de funcionários públicos que se acham o útimo pingo do cocô de bebê com diarréia).,, Eu não suporto mais isso!

 Google+

"Lula faz maldade com Dilma", diz Aécio Neves

 

Elizabeth S. Pretel

- 2015-07-19 20:32:37

Infelizmente não compensa dar

Infelizmente não compensa dar qualquer resposta a bo, digo, globo. Tudo ou é editado ou manipulado ao bel prazer dessa que se diz imprensa(?)

Saguonista Influente

- 2015-07-19 20:11:51

A inversão de valores: Serra faz lobby p/ estrangeiros e zuzubem

Um político em pleno mandato ou candidato reune-se com empresas estrangeiras, faz promessas como candidato à presidência, elege-se senador, propõe alterações sem sentido (e com urgência!) na legislação (como até na Constituição, durante os tempos privatas) para favorecer claramente o interesse privado e estrangeiro e ... zuzubem...

Já um particular, sem cargo público, auxilia na promoção do Brasil e de negócios brasileiros no exterior e é investigado como suspeito de crime!!! Ora, poderia até ser contratado (consultor) ou empregado (CLT) para isso! Qual o problema?

Em minha opinião, ao invés de dar explicações de detalhes, deve-se questionar o conjunto real da obra: o que pretende a oposição e a míRdia?

Quem fez essa lei maluca para inibir que um particular no Brasil atue ainda que usando sua fama, influência ou imagem em favor de empresas brasileiras lá fora (ou aqui), remuneradamente ou não? 

Ou um artista qualquer que faça anúncios ou merchandising (remunerado) para uma empresa brasileira no exterior estará praticando "tráfico de influência" ou fazendo "lobby"? 

Ou não existe consultoria de marketing e outras atividades remuneradas de integrar relacionamentos com quem os têm? O que significa no mundo moderno a palavra "networking"?

O conceito real e negativo de "tráfico de influência" é eminentemente usar (tipcamente nas sombras) de posição para pedagiar negócios ("sem migo" não tem negócio!...). O resto é da vida em qualquer sistema ou regime, desde o homo habillis!

Principalmente para o bem!!!

Querem um país capitalista ou estabelecer um convento para os inimigos e, de resto, toda a população?

Exceto eles, é claro (agindo nas sombras).

Spin GGNauta

- 2015-07-19 20:11:14

Bandidos do jornalismo

Esses crápulas fazem pesquisas diárias para ver se compensa mentir, e sabem que muita gente vai na onda, como de fato vai, tenho colegas que acreditam de pés juntos que a corrupção foi inventada pelo PT e que antes de 2003 esse pais era uma espécie de Ilha de Madre Tereza de Calcutá...

João Maria Fernandes de Sousa

- 2015-07-19 19:46:55

A Globo... e o Globo...

sâo cânceres aprimorados pra esculhambar nosso Estado Democrático de Direito.

Calhordice tremenda!

Eduardo Ramos

- 2015-07-19 19:38:45

é o ódio, estúpido!

 

 

Sobre eleições, ficou famosa a frase, quando alguém inquiria sobre o motivo da vitória de "A" ou "B": "é a Economia, estúpido!" - uma forma bem humorada e objetiva de afirmar que o povo votava pelo sucesso ou fracasso da Economia, e não por ideologias.

Em relação a Lula podemos simplificar  com essa palavra, o motivo de toda e qualquer ação vindas da grande mídia, seu rebanho fanatizado e tosco e a oposição mediocrizada: ódio!

Apenas um sentimento profundode ódio explica a não tolerância absoluta dedicada desde 2002 ao presidente Lula, quando cometeu o crime dos crimes: furou a barreira dos candidatos palatáveis à nossa elite, aos poderosos seculares do nosso país, assumindo o cargo máximo da política, a presidência da política.

Porque Lula não afrontou, direta ou indiretamente, quaisquer direitos, conquistas, hábitos, valores dos poderosos de plantão. Apenas um, que na verdade não lhes tirou nada, que foi o direito que deu a si mesmo, enquanto presidente, de cumprir uma agenda social libertadora, redentora, em relação aos miseráveis e pobres do nosso país, só e somente esse direito arrogou a si o presidente, sem com isso, tornar os ricos menos ricos ou impedir-lhes que continuassem cada qual em sua atividade, ganhando seus lucros milionários.

A grande mídia continuou recebendo a maior parte das verbas publicitárias, Lula apenas pulverizou uma pequena parte para blogs e jornais do interior, permitindo meramente sua sobrevivência, não houve retaliação contra os barões.

Banqueiros fizeram festa, até hoje, lucros crescentes e liberdade total de explorarem a sociedade como sempre fizeram.

O agronegócio explodiu na era Lula.

A indústria foi a menos beneficiada, mas muito mais por erros de gestão do que por atitudes preconceituosas, nada que FHC tenha feito muito pior...

Os salários cresceram, uma classe média nova floresceu no país.

Porque então, esse massacre, essa perseguição, COMO SE LULA FOSSE UM INIMIGO, o que jamais demonstrou ser? Pelo contrário, sua maior virtude, entre tantas, é o espírito conciliador, sua personalidade afável, voltada para o diálogo construtivo, Lula é, antes de tudo, um BUSCADOR DE SOLUÇÕES, nunca foi um gerador de conflitos, muito menos inúteis, é um pragmático por excelência!

Segue a pergunta: se não agiu como inimigo, não ameaçou conquistas, lucros, nem mesmo poder, essas pessoas ainda detinham nacos tremendos de poder no país, porque as agressões a Lula, num patamar nunca visto, incessante, bárbaro, grosseiro, vulgar, intenso? Ódio é a resposta!

Bob Fernandes acertou em cheio em sua fala num filme sobre o jornalismo, quando disse: "Lula e Dilma nunca foram nem serão aceitos, eles não pertencem ao "clube"..."  -  A que clube se referia o jornalista? Ao clube da elitew brasileira, ao clube dos ricos, dos tradicionais, dos que mandam no país há séculos, o clube dos que nunca, jamais, se importaram um minuto sequer com a miséria, os baixos salários, a fome, a seca, a indigência, o rascismo, e todas nossas indignidades seculares. O clube que podia ter formado um outro país, mas optou por não fazê-lo. O clube que adorava a existência do elevador "social" e o "de serviço", e todos os outros símbolos de sus superioridade social, o clube da riqueza, do status, do poder quase absoluto.  Esse, o clube que Aécio e FHC, por exemplo, pertencem, são bajulados e bajulam, o clube que desperta inveja e admiração orgásticas em nossa classe média, feliz, feliz, quando tem acesso a um naco desse poder, desse status, desse "mundo superior".

Lula é o "outsider", o estrangeiro, o retirante, o "nordestino de merda que pensa que é gente...",  o cabeça chata, baixinho, ignorante, operário, que fundou um partido e se atreveu "a sentar na mesa dos poderosos".

As coisas às vezes, não têm motivos sofisticados, ideológicos ou mesmo só financeiros e "motivos de poder", para um ódio como esse que sentem em relação a Lula. Às vezes, o motivo é simples, baixo, vulgar, ordinário mesmo de tão simplista....   E eu penso que em relação a Lula, o ódio, antes de ser um ódio político, é um ódio doentio, um baixo e perverso instinto de preconceitos seculares, agindo na alma dessa gente, trazendo à sua boca um nojo, uma repulsa insuportáveis, só e exatamente por esse único motivo: porque Lula não era do clube... não é e nunca será...

Vou além em minha premissa: tivesse Fernando Henrique Cardozo feito o que Lula fez, mantendo os ganhos e o poder das elites que compõem o Brasil, a "coisa" teria sido mais palatável, talvez até, FHC tivesse sido engrandecido pela elite que ora odeia Lula.

Lula tem para o Brasil a grandeza de um Mandela para os negros da África do Sul ou de um Gandhi para os indianos pobres.

Foi Lula que trouxe as ações políticas e administrativas INICIAIS desse processo magnífico de INCLUSÃO SOCIAL. Foi Lula que agigantou obras portentosas como Bolsa Família, Prouni, FIES, que mudaram e estão mudando a vida de dezenas de milhões de brasileiros, que antes não tinham acesso à oportunidades de ascensão social.

Lula cometeu o crime hediondo de trazer esperança a uma terra arrasada, o Brasil mal administrado por séculos, em relação aos seus pobres, e, pior, o Brasil soterrado, deixado por herança por Fernando Henrique Cardozo.

É demais, para quem se sente até hoje como sendo os legítimos donos do Brasil.

Fosse Lula apenas um adversário político, não teria a Veja escalado um esgoto humano como Reinaldo Azevedo para atacá-lo e ao PT. Não teria o Globo dado voz a medíocres como Guilherme Fiuza e assemelhados, um festival de horrores, de ódio, de agressões bárbaras, de cinismo, a insanidade perversa de se instigar o preconceito e o ódio dia e noite, a criação desse rebanho social medonho, tosco, raso, indigente intelectual e emocionalmente, pessoas agindo com seus mais baixos intintos, a presidente sendo ofendida com palavrões na copa do mundo, Lula sendo vítima de achincalhes por sua deficiência física, pessoas comemorando quando Dilma passou mal num debate, e perguntando porque ela não morria de vez... .  Essas e tantas outras manifestações, de ódio, apenas ódio, nada mais do que o ódio, o pão nosso de cada dia, num país cada vez mais enfermo de si mesmo.

É isso... quando perguntarem porque o Globo é capaz de inventar uma notícia tola dessas, incriminando um estadista como Lula, por promover o Brasil e suas empresas, a resposta é simples:

É só o ódio, estúpido!

 

 

Wagner Oliveira

- 2015-07-19 18:39:05

Antes fazer propaganda positiva do que negativa

A que me consta, quando tucanos viajam a reuniões de empresários no exterior, a única coisa que fazem é falar mal do Brasil, alimentando a torcida pela desvalorização de nossas grandes empresas e instituições, para que possam ser privatizadas e vendidas a preço de banana (ou de Vale): Petrobras, Banco do Brasil, Banco Central.

Continuando dessa forma, com leitores que não sabem o que estão lendo, logo os jornais impressos desse país lançarão exemplares apenas com manchetes, para o leitor colorir (os lápis de cor, canetinhas e giz de cera serão fornecidos a cada renovação de assinatura, como brinde).

lenita

- 2015-07-19 18:29:16

Grobo !

É má fédemais! Entendam como quiser.

Marco St.

- 2015-07-19 18:18:50

Globo acusa Lula de ser capitalista

Piada pronta isso daí.

Chega a dar vergonha alheia.

Mas o interesse deles é contar com os "leitores de manchetes". Esse é o público que  interessa à esses jornais.

Só para relembrar

Na sombria era FHC , o Presidente norte-americano Bill Clinton, fez o que se espera de um presidente de um país capitalista. Um enorme lobby em favor da empresa Raytheon no caso SIVAM.

Nem precisava. O entreguista FHC e os tucanos passaram por cima de todas as leis e compraram bilhões em equipamentos da empresa americana. Um escãndalo enorme. O Brasil que  estava quebrado na época foi obrigado a fazer emprestimos bilionários e o projeto acabou se transformando em um fracasso.

Não me consta que a imprensa americana tenha feito algum barulho por causa das ações de Clinton. Muito ao contrário, bilhões sairam dos contribuintes brasileiros e foram parar no bolso dos americanos.

Uma tucanisse lendária.

Sivam deixa dívida de US$ 2,8 bi para a União

Folha de S.Paulo, 31/12/1998

Quase quatro anos após o início de uma série de denúncias contra o mais caro e polêmico projeto governamental desta década, a herança do Sivam (Sistema de Vigilância da Amazônia) é uma megadívida federal de US$ 2,8 bilhões.
O empréstimo cujo valor daria para construir 400 mil casas populares, suficientes para abrigar a população inteira de Sergipe, será pago em 18 anos (período que abrange os dois mandatos de FHC e os três governos subsequentes).
Para fazer o Sivam, o governo tomou um empréstimo externo de US$ 1,7 bilhão destinado ao pagamento do projeto (US$ 1,4 bilhão) mais encargos financeiros. Com os juros, o total da dívida será de US$ 2,8 bilhões. Em seus dois mandatos, FHC pagará US$ 720 milhões. Os três governos seguintes vão pagar, sucessivamente, US$ 1,1 bilhão, US$ 698 milhões e US$ 280 milhões.
Nenhum dos inúmeros "tropeços" do Sivam foi suficiente para que ele fosse barrado pelo Senado e pelo Tribunal de Contas da União, que avalizaram o empréstimo e o projeto. A lista inclui:
1) denúncia de que Bill Clinton influenciou na escolha da Raytheon como fornecedora dos equipamentos;
2) desrespeito a normas do Senado que não permitem ao Brasil a tomada de empréstimos externos com emissão de notas promissórias;
3) "empecilho legal à operação", apontado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional;
4) descoberta que a empresa escolhida para gerenciar o projeto e lidar com informações sigilosas, a Esca, fraudava guias do INSS;
5) vazamento, no final de 95, de gravações feitas pela Polícia Federal de conversas do então chefe do Cerimonial do Palácio do Planalto, Júlio César Gomes dos Santos, sugerindo ao representante da Raytheon no Brasil, José Affonso Assumpção, que pagasse propina ao senador Gilberto Miranda (PFL-AM) para acelerar o andamento do projeto.
O sistema, que já está sendo implantado, vai vigiar os espaços aéreo e terrestre da Amazônia por intermédio de radares e satélites. Também irá colher dados sobre biodiversidade, recursos minerais e reservas indígenas da região.
Nenhum dos principais personagens do escândalo sofre hoje problemas políticos, financeiros ou funcionais.
Desde fevereiro de 97, o embaixador Júlio César Gomes dos Santos trabalha em Roma como representante do Brasil na FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura).
Desde novembro de 97, o ex-ministro da Aeronáutica Mauro Gandra preside o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias, que reúne as 19 maiores empresas de aviação do país.
José Affonso Assumpção continua representante da Raytheon no Brasil para revenda de aeronaves. Deixou de atuar em relação ao projeto Sivam.
Em 1999, o ex-presidente do Incra Francisco Graziano voltará a Brasília como deputado federal. Ele confirmou que entregou ao presidente a transcrição das fitas do grampo feita pela PF, na tentativa de alertar FHC sobre a atuação do ex-chefe do cerimonial.
Também no ano que vem o agente da Polícia Federal Paulo Chelotti, o "Chelottinho", responsável pela entrega da transcrição das fitas a Graziano, irá aos Estados Unidos fazer curso de especialização.

 

 

Ugo

- 2015-07-19 18:02:24

quem censura e mente

Lei da mídia, para evitar a censura seletiva.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador