Luis Nassif aparece em relatório do governo Bolsonaro como “detrator”

Nassif aparece juntamente com os jornalistas Rubens Valente, Vera Magalhães, Guga Chacra, Xico Sá, Flávio V. M. Costa, entre outros

Jornal GGN – O diretor do Jornal GGN, Luis Nassif, é um dos jornalistas listados por uma planilha do governo de Jair Bolsonaro como “detratores”. São um total de 81 jornalistas e “influenciadores” listados em três grupos: os “favoráveis” ao governo, os “detratores” e os que são considerados “neutros informativos”.

O relatório, obtido por Rubens Valente, do Uol, foi produzida por uma empresa de comunicação contratada pelo Ministério da Economia, de Paulo Guedes, do governo Bolsonaro para “orientar” como o órgão deveria lidar com estes jornalistas e, entre as sugestões, estão o “monitoramento preventivo das publicações” para os “detratores”, o “envio de esclarecimentos para eventuais equívocos” para os “neutros” e “propor parceria para divulgar ações da Pasta” para os jornalistas “favoráveis” ao governo.

Do total dos 81 listados, 44 são jornalistas. Nassif aparece juntamnte com os jornalistas Rubens Valente, Vera Magalhães, Guga Chacra, Xico Sá, Flávio V. M. Costa, Luís Augusto Simon, Hildegard Angel, Cynara Menezes, Carol Pires, Claudio Dantas, Brunno Melo, Igor Natusch, George Marques, Palmério Dória e Márcia Denser.

Sobre o colunista Rubens Valente, que divulgou o relatório, a descrição é que ele “utiliza as redes de maneira informativa na maioria das vezes. Já criticou o ministro da economia em mais de uma ocasião. ‘Paulo Guedes sobre a pandemia: O que era uma maldição acabou virando uma bênção’. Porque supostamente as exportações do país aumentaram. Uma bênção. Vinte e nove mil mortos'”.

Já para o grupo de “favoráveis” ao governo Bolsonaro, do qual o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTIC) sugere parcerias, estão Rodrigo Constantino, Roger Rocha Moreira, Milton Neves, Guilherme Fiuza, Winston Ling, Camila Abdo, Tomé Abduch, entre outros.

Constantino é descrito como um jornalista que “screve o ministro Paulo Guedes como ‘economista liberal brilhante e patriota’. Liberal, o jornalista costuma destacar medidas de cunho positivo relacionadas ao ME. Na pandemia, defende que o governo e o ME estão trabalhando para a retomada econômica”. E o Ministério de Comunicação sugere que se faça “post em conjunto”, “lives” e “proposta de matéria sobre a Pasta” por Rodrigo Constantino.

Sobre a jornalista Vera Magalhães, âncora do Roda Viva, da TV Cultura, o relatório afirma que ela faz “críticas sobre o ME [Ministério da Economia] não ter conseguido detectar que foragidos da Justiça conseguiram fazer cadastro para recebimento do auxílio emergencial. Ironizou quando Luciano Hang, dono da Havan, foi apontado pela Receita por sonegação: ‘Bolsonaro ligando pro Paulo Guedes e pedindo o comando da Receita em 3, 2, 1…’ Crítica à fala do ministro Paulo Guedes sobre possível criação de um novo AI-5”.

O jornalista não menciona quais as descrições dadas pela pasta do governo Bolsonaro associadas a Luis Nassif.

 

13 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CST command

- 2020-12-03 01:38:16

Sinto muito por Marcelo Auler, Reinaldo Azevedo e Gustavo Conde. Como eles estão piores? kk

Bruno Cabral

- 2020-12-01 16:34:36

Na verdade é um elógio. Na outra coluna da planilha do coiso tem os puxa sacos...

Edson J

- 2020-12-01 16:25:07

Efusivos parabéns, Nassif.

Ugo

- 2020-12-01 15:54:28

Na França dizem: je soui.. No Brasil; sou Nassif e detratores.

UTM

- 2020-12-01 15:32:34

Ficaria preocupado se Luis Nassif não estivesse nesta lista!

evandro condé

- 2020-12-01 14:55:16

Virou comédia, tragédia ou os dois? E pior, fala muita gente dos dois lados.

Carlos Elisioc

- 2020-12-01 14:27:09

E o problema sao os "cumunistas". Em termo de arapongagem, Pequim e Moscou perdem pra turma da famiglia. E Nassif; cuidado. São escrotos! E por falar nisso: https://www.google.com/amp/s/g1.globo.com/google/amp/politica/noticia/2020/08/13/ministra-diz-que-arapongagem-e-crime-e-que-fornecimento-de-informacoes-a-abin-exige-motivo.ghtml

orlando balbino neto

- 2020-12-01 14:22:57

Detrator é a classificação dispensada às pessoas que efetivamente não fazem nada, apenas malemal difamam... e quando isso vem da boca dos que se acham difamados, é pior ainda!!! é o diploma de "Pôrranenhuma".

Edson Wander Dias

- 2020-12-01 14:17:43

Que honra, Luís Nassif!! Parabéns por tão grande honraria!! Ruim seria se você estivesse sido colocado no time dos "bons" jornalistas sob a ótica do governo.

Vladimir

- 2020-12-01 13:59:52

É para emoldurar e pendurar na parede. Motivo de orgulho para qualquer um. Agora,o que deve ser analisado é porque o desgoverno desse sujeito gastou R$2,7 milhões para este tipo de serviço. Sei que a família e a escória que o cercam não são chegados a uma leitura e muito menos a compreensão de texto mas,R2,7 milhões.? Tá cheirando uma contribuição disfarçada.

A. J. Lopes

- 2020-12-01 13:58:20

Nada muito diferente do que fez o Tener ao encerrar contratos com o que ele chamou de “imprensa hostil”. AJL

Marcio Cruzeiro

- 2020-12-01 13:53:13

Qta. honra Nassif !!...

José Abrantes

- 2020-12-01 13:39:40

Nassif, os meus parabéns.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador