Por direitos e pela democracia, CUT e demais centrais ampliam agenda de luta

Até 1º de Maio estão definidas três datas nacionais de manifestações para ocupar as ruas em defesa da classe trabalhadora e contra os ataques do presidente ao Estado Democrático de Direito

 ROBERTO PARIZOTTI

por Vanilda Oliveira

A CUT, demais centrais sindicais e movimentos sociais, em reunião realizada nesta quinta-feira (27), em São Paulo, reafirmaram a unidade na “defesa intransigente” das instituições e do Estado Democrático de Direito. Diante do fato de o presidente da República ter convocado para ato contra instituições que formam os pilares da democracia e da liberdade, foi reforçada a importância do calendário de lutas.

Até 1º de Maio, já estão definidas e em organização três datas de atos e manifestações nas ruas, em todo o País: 08, 14 e 18 de março (veja mais abaixo).

As Centrais avaliam que os ataques às instituições põem em risco a estabilidade social do País e que, por traz dessa ofensiva inconstitucional do presidente, está a intenção do governo de prosseguir com a sua agenda de desmonte dos direitos da classe trabalhadora e do Estado. Lembraram que hoje, no Congresso Nacional, está em curso um conjunto de reformas com o objetivo de reduzir direitos dos trabalhadores.

Pela importância de reforçar o calendário de mobilizações, já em organização por diversas categorias e setores da sociedade, cada Central foi convocada a potencializar essa agenda em todo o País, por meio das suas bases sindicais e dos movimentos sociais.

Também com o objetivo de potencializar a luta em defesa da classe trabalhadora, as centrais sindicais participarão de encontro que acontecerá em Brasília, em 3 de março, com partidos e representantes de entidades e movimentos da sociedade, com o mesmo objetivo de defender o Estado Democrático de Direito.

Participaram da reunião desta quinta-feira CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central, Nova Central, CSB, CGTB, Conlutas, Intersindical, Intersindical-Instrumento de Luta e representantes das Frentes e dos movimentos sociais.

Leia também:  Perseguição Bolsonarista aos Movimentos Antifascistas, por Gilliam Ur Rehman

Calendário de luta

08 de Março – Dia Internacional das Mulher, atos em todo o País

14 de Março – Atos em memória da luta da vereadora Marielle Franco

18 de Março – Ato nacional em defesa dos serviços públicos, empregos, direitos e democracia

1º  de Maio –  Dia do Trabalhador – 1º De Maio Unificado das Centrais

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome